Gênero: Morus

Carousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel image
Nomes popularesAmoreira-preta, amora, amoreiraNome científicoMorus nigra L.BasionônioSinônimosFamíliaMoraceaeTipoSubespontâneaDescriçãoCaracterísticaFloração / frutificaçãoDispersãoZoocóricaHábitatMata AtlânticaDistribuição geográficaSanta CatarinaEtimologiaPropriedadesFitoquímicaFitoterapiaPossui aplicações na medicina popular.FitoeconomiaOs frutos são comestíveis e muito apreciados pela avifauna.InjúriaEspécie exótica que já tornou-se subespontânea, pois possui alto poder de invasividade e dispersão.ComentáriosBibliografiaCREPALDI, M. O. S. Etnobotânica na Comunidade Quilombola Cachoeira do Retiro, Santa Leopoldina, Espírito Santo, Brasil. Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro – Escola Nacional de Botânica Tropical. Rio de Janeiro, 2007. 81p. il. Disponível em: <http://www.jbrj.gov.br/enbt/posgraduacao/resumos/2006/Maria_Otavia.pdf>.IKEMOTO, E. Espécies Arbóreas, Arbustivas e Herbáceas do Parque Taquaral (Campinas, SP) – Subsídios para Atividades de Ensino Não-Formal de Botânica. Tese de Mestrado. Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2007. 280p. Disponível em: <http://dominiopublico.qprocura.com.br/dp/70291/ESPECIES-ARBOREAS--ARBUSTIVAS-E-HERBACEAS-DO-PARQUE-TAQUARAL-CAMPINAS--SP-_-SUBSIDIOS-PARA-ATIVIDADES-DE-ENSINO-NAO_FORMAL-DE-BOTANICA.html>.PAIVA, C. L.; SANTOS, A. C. F. Taperas e Suas Plantas: Etnobotânica dos Antigos Assentamentos Humanos. Diálogos, DHI/PPH/UEM, v. 10, n. 3, p. 33-53, 2006. Disponível em: <http://www.uem.br/dialogos/index.php?journal=ojs&page=article&op=view&path[]=81>.