Gênero: Anemia

Carousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel image
Nomes populares: Avenca-de-cacho, feto-pluma, pluma-de-cachoNome científico: Anemia phyllitidis (L.) Sw.Sinônimos: Osmunda phyllitidis L.Família: AnemiaceaeTipo: NativaDescrição: Caule reptante, 9-15 mm diâm., com tricomas septados 1-5 mm compr., alaranjados ou castanho claros. Frondes eretas, fasciculadas; pecíolos 13-53 cm compr. (ca. 2/3 do compr. da lâmina), verde amarelado a castanho claro, sulcados adaxialmente, com tricomas semelhantes aos do caule; lâmina pinada, oblongo-ovada a deltóide, membranácea, 11-21 × 7-16 cm, raque com tricomas semelhantes aos do pecíolo; pinas 3-5 pares, 5,5-8,5 × 1,5-3,5 cm, apical, medianas e basais lanceoladas, ápice agudo ou acuminado, com tricomas curtos ca. 1 mm compr., esparsos sobre as duas faces das nervuras e margem; nervuras anastomosadas. Esporangióforos eretos, dispostos em duas pinas basais modificadas, excedendo em 2-12 cm a lâmina fértil, peciólulo longo ca. 2 vezes o compr. do esporangióforo.Característica: Caracteriza-se pelas nervuras completamente anastomosadas e pela pina terminal conforme (semelhante às laterais), e também pela lâmina 1-pinada e pinas oblongo-lanceoladas de ápice acuminado. Assemelha-se a Anemia herzogii Rosenst., mas distingue-se desta pelas pinas obovadas a oval-lanceoladas e pelas nervuras anastomosadas apenas próximo à costa, tornando-se livres nas proximidades da margem.Floração / frutificaçãoDispersãoHabitat: É uma das espécies mais comuns e amplamente distribuída do gênero, ocorrendo em praticamente toda a região Neotropical. É encontrada desde o interior da floresta até em áreas abertas, crescendo no meio de trilhas e sobre barrancos, tanto do Cerrado quanto da Mata Atlântica.Distribuição geográfica: Ocorre no México, América Central, Antilhas, Colômbia, Venezuela, Trinidad e Tobago, Guiana, Suriname, Equador, Peru, Bolívia, Paraguai, Argentina e Uruguai. No Brasil, ocorre nos Estados do Acre, Bahia, Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal, Minas Gerais, Espírito Santo, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.EtimologiaPropriedadesFitoquímicaFitoterapiaFitoeconomiaInjúriaComentáriosBibliografiaBARROS, I.C.L., Santiago, A.C.P., Pereira, A.F. de N. 2010. Anemiaceae in Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. (http://floradobrasil.jbrj.gov.br/2010/FB090641).CASARINO, J. E. [et al]. Schizaeales no Parque Estadual do Itacolomi, Minas Gerais, Brasil. Revista Brasil. Bot., v.32, n.4, p.737-749, out.-dez. 2009.NÓBREGA, G. A.; PRADO, J. Pteridófitas da Vegetação Nativa do Jardim Botânico Municipal de Bauru, Estado de São Paulo, Brasil. Instituto de Botânica. Hoehnea 35(1): 7-55, 1 tab., 7 fig., 2008.
Carousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel image
Nomes popularesNome científico: Anemia tomentosa (Sav.) Sw.SinônimosFamília: AnemiaceaeTipoNativa.DescriçãoCaracterísticaFloração / frutificaçãoDispersãoHabitatMata AtlânticaDistribuição geográficaEtimologiaPropriedadesFitoquímicaFitoterapiaFitoeconomiaInjúriaComentáriosBibliografia