Sousa, C., Gonçalves, G., Orgambídez-Ramos, A. e Santos, J. (2012/2015). Questionário de Personalidade Multicultural: características métricas da adaptação para a população portuguesa e correlações com a inteligência cultural. Revista Portuguesa de Psicologia, 43, 31-47.

Resumo
 
A personalidade multicultural e a inteligência cultural são competências fundamentais para uma interação intercultural bem sucedida. Permitem avaliar as competências multiculturais e captar importantes aspetos da motivação, do desempenho e da adaptação eficaz em diversos contextos culturais. O presente artigo é composto por dois estudos. O primeiro tem como principal objetivo apresentar evidências métricas da adaptação à população portuguesa do Questionário de Personalidade Multicultural, com uma amostra total de 637 participantes, com idades compreendidas entre os 18 e os 74 anos (M = 28.14; DP = 12.10). Uma versão reduzida (40 itens) parece constituir a proposta mais adequada à população portuguesa. O segundo estudo apresenta as relações entre personalidade multicultural e inteligência cultural, partindo de uma amostra de 392 participantes, com idades entre os 18 e os 74 anos (M = 31.73; DP = 13.61). Os resultados mostraram uma relação positiva entre ambos os constructos e as suas dimensões. O Questionário de Personalidade Multicultural apresenta-se como ferramenta de diagnóstico útil para a identificação e avaliação de competências multiculturais, planeamento e orientação de carreiras, visando o sucesso e a eficácia intercultural das organizações e respetivos recursos humanos, em ambientes caracterizados pela diversidade cultural.
 
 
Abstract
 
Multicultural personality and cultural intelligence are important competencies to a successful cross‐cultural interaction. They allow us to evaluate the multicultural competencies and to grasp important motivation and performance aspects and effective adaptation in diverse cultural contexts. This article is made up of two studies. The main objective of the first study is to show metrical evidence on the adaptation of the Multicultural Personality Questionnaire to the portuguese population. With a sample of 637 participants, aged between 18 and 74 (M = 28.14; DP = 12.10), the results demonstrate that a short version (40 items) seems to be the most adequate solution for the portuguese population. The second study presents the relations between Multicultural Personality and Cultural intelligence. With a sample of 392 participants, aged between 18 and 74 (M = 31.73; DP = 13.61), the results show a positive relation between both constructs and their dimensions. The Multicultural Personality Questionnaire, whose aim is the success and intercultural efficacy of the organizations and respective human resources in contexts characterized by cultural diversity, presents itself as a diagnostic tool to identify and evaluate multicultural competencies as well as career planning and orientation.