[O GLOBO] Por dentro do PIB

postado em 29 de mai de 2015 19:42 por Luiz Henrique Mourão Machado Machado

Entenda como se mede o desempenho da economia brasileira

POR CLARICE SPITZ
29/05/2015 8:00 ATUALIZADO 29/05/2015 9:15

O cálculo do PIB é o que apresenta maior complexidade para institutos de pesquisa - Bloomberg News

Entre as pesquisas econômicas, o PIB é o trabalho mais complexo desenvolvido por um instituto de estatística. Desde a década de 90, ele é calculado pelo IBGE. Entre 1947 e 1989, esse trabalho cabia à Fundação Getulio Vargas (FGV). O IBGE já fez algumas revisões na metodologia do PIB: em 1997, 2007 e neste ano, utilizando como base o ano de 2010. Neste ano, a revisão fez o tamanho da economia brasileira crescer ao passar em 2011 de R$ 4,143 trilhões para R$ 4,374 trilhões.


O que é e como se calcula o PIB?

IBGE utiliza pesquisas internas e externas para calcular o PIB - Divulgação

Apesar de ser um conceito muito difundido, o PIB na realidade não mede a soma de todos os bens e serviços produzidos na economia. Ele mede um fluxo, ou seja, quanto a economia gerou em valores em um determinado período, seja ano ou trimestre. Em uma comparação simples, ele é o equivalente à soma dos salários de uma pessoa em um ano. Ficam de fora dessa conta dados do patrimônio da pessoa. Um apartamento fechado, por exemplo, não acrescenta nada ao cálculo do PIB, mas se, ao contrário, esse apartamento for alugado, a renda auferida no aluguel é incorporada ao cálculo. Para medir o PIB, são contabilizadas pesquisas internas divulgadas pelo próprio IBGE e fontes externas, de outros órgãos da administração pública.

As diferentes maneiras de se olhar a economia

O PIB pode ser analisado pela ótica da oferta ou produção, que leva em conta o que foi gerado por empresas de setores como a indústria, agropecuária e serviços - Reprodução

Existem diferentes maneiras de se olhar a economia. O PIB pode ser analisado pela ótica da oferta ou produção, que leva em conta o que foi gerado por empresas de setores como a indústria, agropecuária e serviços. Outra maneira de se fazer esse cálculo é pela pela ótica da demanda ou despesa. Ela analisa o PIB de acordo com o destino dos bens e serviços. Nessa ótica, o PIB equivale à soma dos valores do que é consumido pelas famílias, pelo governo, e daquilo que é gasto em investimento, e destinado em exportações (descontado o valor dos bens e serviços importados). Nas pesquisas anuais, o PIB ainda pode ser analisado pela ótica da renda, ou seja, pelos salários e ordenados e contribuições, com base em informações da Receita Federal, sem a identificação dos contribuintes.

A recessão técnica

O termo recessão técnica é controverso - Guilherme Leporace / Guilherme Leporace

Uma recessão técnica se configura quando o PIB registra dois trimestres consecutivos de queda. O termo, no entanto, está longe de ser um consenso. Nos Estados Unidos adota-se como referência o conceito de ciclos econômicos. Quem estima os ciclos da economia americana é o National Bureau of Economic Research (NBER), órgão de pesquisa privado. Para o NBER, “a recessão é um significativo declínio na atividade econômica disseminada por toda a economia, durando mais do que poucos meses, normalmente perceptível no PIB, na renda, no emprego, na produção industrial e nas vendas do varejo”, segundo o site da instituição.

A nova metodologia

Exploração de petróleo e minérios passa a ser uma medida de investimento - Simon Dawson / Bloomberg

A última revisão do Produto Interno Bruto (PIB) começou a ser feita em 2011. Mudou a classificação das atividades econômicas e agregou pesquisas como o Censo Agropecuário 2006 e a Pesquisa de Orçamentos Familiares de 2008/2009, além da adaptação às recomendações internacionais, para tornar o PIB mais comparável ao de outros países. 

As mudanças na forma de calcular o PIB aumentaram o tamanho da economia brasileira. De um lado, o investimento avançou, já que passaram a ser contabilizados itens que antes entravam como gastos. De outro, a parcela da indústria perdeu espaço para o setor de serviços, também por causa da mudança de alguns conceitos. Os dados sobre o consumo das famílias passaram a ser mais detalhados, assim como as informações sobre a construção civil.

Uma das principais mudanças foi o conceito dos investimento. Antes, recursos aplicados por empresas na área de pesquisa e desenvolvimento eram contabilizados como gastos. Agora, serão incluídos como investimentos. O dinheiro gasto na exploração de recursos minerais, como petróleo e minério de ferro, também passou a ser contabilizado como investimento.

Quem calcula o tamanho da economia

Roberto Olinto, diretor de Pesquisas do IBGE - Ana Branco

Trabalham diretamente no cálculo do PIB 30 pessoas, que fazem parte da Coordenadoria de Contas Nacionais, mas a estimativa é que todas as coordenações estejam envolvidas. O IBGE tem hoje cerca de de 6 mil funcionários permanentes que atuam na coordenação e análise das pesquisas e ainda cerca de 5 mil temporários, que trabalham na coleta das pesquisas.

De que forma as pesquisas são respondidas

Internet é o meio mais difundido para transmitir informações - FreeImages

As pesquisas são, na esmagadora maioria, produzidas por meio de questionários que são enviados pela internet. Na Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), por exemplo, mais de 77% dos questionários foram respondidos via internet. As exceções ficam com a Pnad e a PME em que os funcionários do instituto vão até as casas das pessoas. As pesquisas agropecuárias não utilizam questionários. Elas fazem avaliações conjuntas com outros órgãos e informantes, nas áreas de produção

O PIB trimestre a trimestre

Consumo das famílias é subsidiado por dados das vendas do comércio - Marco Antônio Teixeira / Agência O Globo

RIO - O PIB divulgado nesta sexta-feira reflete as Contas Nacionais Trimestrais. Isso significa que os dados ainda não são os definitivos e têm uma base de dados diferente e menos consolidada que aqueles das contas anuais. Veja abaixo a lista de pesquisas:

PIM-PF - Amostra a partir da Pesquisa Industrial Anual – Empresa (PIA-Empresa) e da Pesquisa Industrial Anual – Produto (PIA-Produto), representando aproximadamente 85% do Valor da Transformação Industrial da PIA-Empresa do ano de 2010, e abrangendo 944 produtos e 7.800 unidades locais.

IPP - Investiga mensalmente junto a 1.400 empresas, cerca de 5 mil preços recebidos pelos produtores em 23 atividades das indústrias de transformação.

Sinapi - Índice Nacional da Construção Civil - Investiga os preços praticados pelos fornecedores de cerca de 400 insumos para a indústria da construção civil, envolvendo em média de 8500 informantes em todo o país.

PME - Pesquisa Mensal de Emprego - Visita mensalmente cerca de 44 mil domicílios nas seis principais regiões metropolitanas do país (SP, RJ, BH, Sal, Rec, P. Alegre), o que equivale a mais de 1.700 visitas domiciliares por dia útil, todos os meses.

PMC - Pesquisa Mensal do Comércio engloba cerca de 5.700 empresas comerciais com 20 ou mais pessoas ocupadas em 31 de dezembro (dado extraído da PAC) sediadas em Rondônia, Acre, Amazonas, Roraima, Amapá e Tocantins (Região Norte) ou nos municípios das capitais para as demais UFs. A única exceção está no Pará, onde são consideradas aquelas que estão sediadas nos municípios que formam a Região Metropolitana de Belém.

PMS - Pesquisa Mensal de Serviços abrange 11.500 empresas com 20 ou mais pessoas ocupadas, em todas as Unidades da Federação.

LSPA - Levantamento Sistemático da Produção Agrícola - Investiga mensalmente a produção de 35 culturas (área, produção e rendimento médio por ha), fazendo levantamentos mensais, abrangendo todas as Unidades da Federaçăo. As informações são obtidas por intermédio das Comissões Municipais (COMEA) e/ou Regionais (COREA); consolidadas em nível estadual pelos Grupos de Coordenação de Estatísticas Agropecuárias (GCEA) e posteriormente, avaliadas, em nível nacional, pela Comissão Especial de Planejamento Controle e Avaliação das Estatísticas Agropecuárias (CEPAGRO). Ao todo, esse trabalho envolve cerca de 2 mil fontes de informações institucionais em todo o país.

Para a administração pública. Para o cálculo das despesas de consumo do governo, são utilizadas fontes externas que são sistematizadas por outros órgãos da administração pública. Nas contas anuais, as principais são:

Siafi – dados mensais de arrecadação e despesas do governo federal;

Confaz/Cotepe – Boletim mensal de arrecadação do ICMS;

- Relatórios Resumidos de Execução Orçamentária da Lei de Responsabilidade Fiscal para informações sobre receitas e despesas realizadas pelos governos estaduais.

-Secex

Banco Central

O PIB anual

Nessa pesquisa, os dados são definitivos - Cezar Loureiro / Agência O Globo

RIO - Em novembro, o PIB trará informações consolidadas para os anos de 2012 e 2013. Os dados a respeito da economia serão então definitivos. O PIB anual incorpora pesquisas com dados mais abrangentes e consolidados. São exemplos das pesquisas utilizadas nesse indicador:

Pesquisa Nacional de Amostra de Domicílio (Pnad), que visita anualmente cerca de 147 mil domicílios em 1.100 municípios nas áreas urbanas e rurais das 27 unidades da federação. As visitas captam informações de mais de 360 mil moradores

Censo Agropecuário de 2006 - O Censo Agropecuário de 2006 envolveu visitas aos 5.175 milhões de fazendas, empresas agropecuários existentes no país

- A Pesquisa Industrial Anual (PIA) que abrange 150 mil empresas industriais ou mais de 95% das empresas industriais do país.

- A Pesquisa Anual de Serviços (PAS) que abrange mais de 100 mil empresas.

- A amostra da Pesquisa Anual de Comércio (PAC) que abrange mais de 47.500 empresas comerciais em todas os estados

- A Pesquisa Anual da Construção Civil (PAIC) que abrange mais de 11 mil empreiteiras.

- A Produção Agrícola Municipal (PAM) que investiga as áreas de lavouras, produçăo obtida, rendimento médio e valor da produçăo para 29 produtos agrícolas de culturas temporárias e 33 de culturas permanentes, em nível geográfico mais ampliado.

Produção Pecuária Municipal que traz informaçőes sobre os efetivos das espécies animais criadas, como também dados sobre as produçőes de leite, lă, ovos de galinhas e de codornas, mel e casulos de bicho-da-seda com dados sobre os 5.565 municípios brasileiros.

- A Extração Vegetal e Silvicultura que mede a quantidade e o valor das produçőes obtidas na exploraçăo dos recursos florestais naturais (extrativismo vegetal) e a exploraçăo de maciços florestais plantados (silvicultura) sobre os 5.565 municípios brasileiros.

- Para o cálculo das despesas de consumo do governo, são utilizadas fontes externas que são sistematizadas por outros órgãos da administração pública e que incorporam os seguintes dados:

Sistema Integrado de Administração Financeira - SIAFI/STN/Ministério da Fazenda para receitas e despesas do Governo Federal;

Execução Orçamentária dos Estados e Finanças do Brasil (FINBRA) - Secretaria do Tesouro Nacional /Ministério da Fazenda;

Sistema de Orçamentos Públicos em Saúde (SIOPS) - Ministério da Saúde;

- Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação(SIOPE);

Levantamentos especiais de Balanços do FGTS e Sistema S;

- Levantamentos especiais do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação para estimativa de dispêndios em P&D.

-São utilizados ainda dados da Abegás e da EPE

Secex

Banco Central

Fonte: IBGE

*Agradecimentos: Claudia Dionisio e Luiz Bello

Comments