8.1 Os Apóstolos

Para ler, estudar e meditar

Lucas 6.13; Romanos 1.1-6; Romanos 11.13; 1 Coríntios 9.2; 1 Coríntios 15.9; Hebreus 3.1

O termo apóstolo significa “enviado”. Um apóstolo é aquele que é enviado para realizar uma tarefa por aquele que o enviou e com autoridade. Na Bíblia encontrarmos esse termo Apóstolo sendo usado para descrever uma pessoa enviada para realizar uma tarefa para a igreja e também para descrever um oficio, um cargo que existia na igreja primitiva.

O termo Apóstolo é usado para descrever duas coisas diferentes, no primeiro caso é usado para descrever uma pessoa que é enviado pela igreja e com autoridade. Neste sentido de ser uma pessoa enviado pela igreja, as Escrituras chamam Barnabé, Timóteo, Silas e outros irmãos, de apóstolo. Eles não tinham um cargo de apóstolo, eram apóstolos apenas no sentido de serem enviados pela igreja para uma missão. O segundo uso do termo apóstolo é o cargo de Apóstolo. O cargo de Apóstolo é um oficio exercido pelo Apóstolo Paulo e os doze discípulos de Cristo e ninguém mais. Após a morte do Apóstolos como oficio, não houve mais Apostolo.

É comum confundir discípulos com apóstolos. Todos somos discípulos de Cristo, porque discípulos são todos aqueles que seguem a Cristo e o tem como Mestre. O termo discípulo significa “aluno”. Os doze discípulos de Cristo vieram posteriormente a se tornar seus apóstolos (Mt 10.1-2; Lc 6.13). Cristo chamou doze homens para serem seus discípulos e aprenderam com ele bem de perto. Jesus estavam diariamente os ensinando, e posteriormente os revestiu com autoridade e os fez seus Apóstolos. Os doze íntimos discípulos se tornaram os Apóstolos e possuíam a autoridade de Cristo (Lucas 6.13).

Um Apóstolo como oficio, era uma pessoa com autoridade daquele que o enviou. Jesus é o Apóstolo de Deus Pai. Jesus é o principal Apóstolo e exerceu seu ministério terreno com toda a autoridade do Pai, rejeitar a Jesus, é rejeitar a Deus Pai. Devemos “considerar atentamente o Apóstolo e Sumo Sacerdote da nossa confissão, Jesus.” (Hebreus 3.1). Semelhantemente, os Apóstolos de Cristo exerceram seus ministérios Apostólicos com a autoridade de Jesus. Rejeitar os ensinos dos Apóstolos, é rejeitar os ensinos de Jesus.

Existem critérios para uma pessoa ter sido Apóstolo de Cristo. Para uma pessoa ser um Apóstolo, ela deveria ter sido discípulo de Jesus durante seu ministério terreno; ter sido testemunha ocular da Ressurreição de Cristo e ser chamado e comissionado diretamente por Cristo.

Requisitos bíblicos para o apostado:
1 - ter sido discípulo de Jesus durante seu ministério terreno.
2 - ter sido testemunha ocular da Ressurreição de Cristo.
3 - ter sido chamado e comissionado diretamente por Cristo.

Na traição e morte de Judas, Matias foi chamado para ser o décimo segundo Apóstolo em seu lugar (Atos 1.15-26). Aos doze Apóstolos, Jesus adicionou mais um, o Apostolo Paulo. O Apostolo Paulo foi um Apóstolo especialmente comissionado aos gentios (Rm 11;13; Gl 2.8). Paulo não fora discípulo de Cristo em seu ministério terreno, mas apesar disto, Jesus o comissionou diretamente na Estrada de Damasco (Atos 26.12-18). Na estrada de Damasco, Paulo não teve apenas uma visão, mas o próprio Cristo apareceu pessoalmente a ele e o comissionou ao Apostolado aos gentios. Paulo foi testemunha ocular da Ressurreição de Cristo e comissionado diretamente por Cristo. O chamado de Paulo foi especial, para ser um Apostolo para os gentios. Paulo se considerava o Apóstolo fora de tempo, o último a quem Jesus apareceu (1 Co 15.3-11). Tiago, Pedro e João aceitaram a Paulo como um verdadeiro Apóstolo de Cristo (Gálatas 2.9), e Deus confirmou sua condição de apóstolo pelo sinais e milagres dignos de um apóstolo (2 Co 12.12; Hb2.3-4) e pelos frutos de seu ministério (1 Co 9.2). Os Apóstolos têm um paralelo com as doze tribos de Israel. As tribos de Israel eram doze, mas a tribo de Judá se dividiu em duas, sendo assim como se fosse treze. Semelhantemente o Apostolado eram doze, mas com a morte por traição e suicido de Judas Iscariotes, Cristo acrescentou Matias no lugar de Judas e a Paulo como apostolo para os gentios, sendo assim como se fosse treze.

1.O que é um apóstolo bíblico? - Rev. Augustus Nicodemus


Os Apóstolos foram agentes de Deus na revelação das verdades que se tornaram nossa regra de fé e prática. Os apóstolos como autoridade de Cristo lançaram os fundamentos da igreja Cristã, primeiro com a pregação e depois escrevendo essas verdades. Os Apóstolos escreveram as Escrituras Sagradas. Depois da morte dos Apóstolos, os presbíteros e diáconos continuaram na administração da igreja de Cristo, mas sem lançar novas revelações, apenas seguindo fielmente o fundamento realizado pelos Apóstolos, interpretando e aplicado o ensino apostólico na vida da igreja de Cristo.

Mesmo que algumas pessoas se dizem ser apóstolos hoje, podemos considerá-los como falsos apóstolos. No sentido Bíblico não existe mais apóstolos. Hoje a autoridade apostólica se encontra na Bíblia e somente na Bíblia.

N. Mascolo F.

2. Há outros apóstolos no Novo Testamento além dos 12 e de Paulo? - Augustus Nicodemus


Não Há Apóstolos Hoje - Rev. Augustus Nicodemus.



Livro relacionado ao assunto que indicamos.
Apóstolos
Verdade Bíblica sobre o apostolado.
http://www.ministeriofiel.com.br/apostolos/
Existem apóstolos hoje? Após um cuidadoso estudo, o Dr. Augustus Nicodemus investiga biblicamente o papel, as marcas e os limites do ministério apostólico. Uma obra inédita e extremamente urgente para a igreja de nossos dias. Mais detalhes e compra, clique aqui.