337) PcD, Inclusão, Acessibilidade, Capacitismo e Preconceito.

Auxiliar de produção PcD

Auxiliar de produção PcD é o nome dado ao profissional da área de produção que tem algum tipo de deficiência e que auxilia prestando apoio nos processos de produção existentes em fábricas e indústrias.

Ele é importante para que as linhas de produção destas empresas funcionem de maneira ágil, organizada e eficaz, visando sempre a qualidade dos produtos para os clientes.

O termo “PcD” é a sigla para a expressão “pessoa com deficiência”, da qual faz referência às pessoas com deficiências que podem ser de natureza física, auditiva, visual, intelectual e também deficiências múltiplas. Como por exemplo: síndrome de down e deficiência visual.

No âmbito profissional e no mercado de trabalho, em geral, o PcD é o profissional cuja deficiência se enquadra na Lei de Cotas 8213/91, instituída no ano de 2.000.

Esta lei determina para as organizações, a obrigação de contratar pessoas com deficiência.

Essa obrigação é válida para empresas cujo quadro de funcionários é igual ou superior a 100 colaboradores. Com isso, 2 a 5% das vagas destas empresas, são cotas reservadas ao portador de deficiência. O objetivo é promover a inclusão social e o sentimento de igualdade para estas pessoas que tendem à se encontrar em situação de vulnerabilidade social.

Mas para se enquadrar nesta Lei e assumir estas cotas nas empresas, o profissional que tem deficiência precisa ter um laudo médico que comprove que sua deficiência faz parte do grupo de deficiências listadas pelo Decreto 5.296/04 e que consequentemente o habilita para ocupar estas vagas especiais.

Logo, por conta destas leis e decretos que visam a inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho, as empresas abrem estas vagas chamadas de “PcDs”, como o caso das vagas de auxiliar de produção PcD, que além de ser um profissional importante para o funcionamento do sistema de produção das empresas, também é fundamental para assumir as cotas reservadas pela Lei de Cotas.

Mas por mais que haja uma lei instituindo cotas especiais para estas pessoas, os profissionais com deficiência ainda enfrentam alguns obstáculos para a inclusão no mercado de trabalho. Por conta disso, a Catho oferece gratuidade para que pessoas com deficiência possam ter mais acesso à vagas PCDs. Saiba mais:

A Lei de Cotas estabelece que as empresas ao abrir vagas PcDs e contratar estes profissionais com deficiência, jamais tentem diferenciá-lo dos outros trabalhadores ou tratá-lo como se sua capacidade fosse inferior frente aos demais. Afinal, o objetivo é fortalecer o sentimento de igualdade e inclusão para estes profissionais.

Com isso, as atividades de um profissional de linha de produção PcD são praticamente as mesmas executadas pelo auxiliar de produção que não possui deficiência, por conta disso, o recrutador buscará por candidatos com deficiências que estão de acordo com as atribuições. No entanto, o limite da capacidade deve ser sempre levado em conta para que não sejam desempenhadas atividades que afetarão a saúde do mesmo.

A maioria das vagas de auxiliar de produção PcD especificam atribuições como:

Montagem de equipamentos ou materiais

Manutenção e limpeza de máquinas

Preparar, separar e abastecer materiais nas linhas de produção

Embalar materiais

Observar a qualidade dos produtos que estão sendo produzidos

Descartar perdas ou encaminhar para reprocessamento

Transportar produtos internamente

As atividades variam de acordo com a vaga, empresa e tipo de produto ou equipamento a ser produzido.

Mas, em geral, suas atividades terão o objetivo de prestar suporte para o funcionamento, limpeza e manutenção das atividades produtivas da empresa.

Em seu dia a dia, conta com uma equipe de profissionais que atuam nas linhas de produção, tais como: controlador de produção, líder de produção, coordenador, supervisor e gerente de produção.

O termo “PcD” presente em vagas de emprego quer dizer que aquela vaga é destinada à pessoas com deficiências, cuja deficiência se enquadra na Lei de Cotas 8213/91.

Quem tem direito às vagas PCDs são as pessoas cuja deficiência se enquadra no Decreto 5.296/04 , comprovado por laudo médico.

Para conseguir o laudo médico para PCD, é preciso criar este documento juntamente com um médico do trabalho ou profissional de saúde habilitado na especialidade correspondente à deficiência.

O auxiliar de produção presta auxílio para as atividades de produção das empresas. Cuida da limpeza e manutenção do local de produção, além de desempenhar outras atividades manuais relacionadas aos sistemas de esteiras e linhas de produção.