Teoria da Terra Oca

A Terra é Oca, Marte é Oca, Ufos e segredo militar



As pessoas acreditavam na possibilidade de uma Terra Oca por bem a mais de um século. Agora, alguns dizem que pode haver também que o planeta Marte seja oco. As histórias da Terra Oca começou com uma teoria proposta por Edmund Halley em 1692. 


A teoria era pseudo-científica e fez a alegação de que a Terra é uma concha vazia cerca de 500 quilômetros de espessura, com duas camadas concêntricas e um núcleo mais íntimo com um sol interior.


 Ele disse que ambientes separados dessas conchas, que cada concha tinha seus próprios pólos magnéticos e todo rodado em velocidades diferentes.

 

Halley usou sua teoria para explicar leituras da bússola incomuns em vários lugares ao redor do mundo e também esperava que iria fornecer uma razão para as luzes do norte e do sul em regiões polares da Terra. A explicação e de que o sol central ao atravessar a abertura do polos passando através da atmosfera interior e das nuvens reflita a projeção da luz pela passagem das nuvens.



 Também imagino que ele levou em consideração as já bem conhecidas e muito antigas histórias de pessoas que vivem sob a terra, como mencionado na Bíblia, bem como a grega, romana, egípcia, escandinavo e lendas europeias. Essas lendas foram ampliados ao longo dos séculos passados ​​para incluir histórias de entradas para o submundo abatidos a partir das crenças de civilizações da América do Sul Africano, asiáticos, nativos americanos


Pelos exploradores meados de 1800, tesouro e fósseis caçadores retornaram dos quatro cantos do mundo, com mais contos mundo interior que ouviram de culturas separadas por continentes. Estes contos envolveu a existência de um submundo ou mundo interior preenchido com seres poderosos que possuíam tecnologia impressionante ou magia. Estas novas histórias construídas sobre as lendas mais antigas e teorias durante um tempo quando as crenças convencionais estavam sendo questionados e muitas novas teorias e idéias encontraram um lar nas mentes e na literatura da época. 

Como vários clubes e grupos se reuniram para considerar todas as lendas da Terra oca, eles chegaram à conclusão de que existem três planícies distintos de existência física em nosso planeta. A superfície externa, ou a superfície da Terra, é um lugar onde as civilizações nascem. Depois que eles se cansam de lidar com as constantes mudanças das condições da superfície, as sociedades avançadas o bastante para fazê-lo mover-se no subsolo da Terra do Meio. É um lugar de túneis e cavernas que liga a superfície externa para o clima mais sereno e afável do mundo interior.



O mundo interior é a casa dos moradores da Terra oca. Com menos gravidade, um ambiente perfeito e limpo, e um sol em miniatura que supostamente brilha constantemente, os seres que existem neste domínio são ditas para viver uma vida extremamente longos e ser muito mais evoluído e avançado tecnologicamente do que os habitantes da superfície. Os crentes neste ponto, a teoria para as luzes do norte e do sul nos pólos como prova de que as entradas para o mundo interior existe lá. Eles acreditam que as luzes são causadas pela existência do sol terra oca. 

Prova alegada das entradas polares ao mundo interior chegou nas últimas décadas na forma de fotos e fotografias de satélite tomadas por astronautas durante várias missões da NASA.



Estes aparecem para mostrar as áreas que se parecem com buracos ou locais circulares onde as nuvens estão sendo sugado para dentro da terra. Muitos acreditam que essas fotos provam que a atmosfera ao redor de nossa esfera exterior também alimenta a atmosfera interior da terra que serve os vários níveis que existem no interior do nosso planeta. 




Enquanto os cientistas zombam da conversa de uma terra oca e todas as provas apresentadas para apoiar essa teoria, os crentes apontam para um incidente envolvendo US Navy contra-almirante Richard Byrd. Em 1947 ele empreendeu uma exploração histórica do Pólo Norte por via aérea. 



Durante esse tempo ele fluir além do pólo e supostamente viajou mais do que os mapas indicavam que ele deveria ter sido capaz de fazer. Aqueles que monitorava suas transmissões de rádio dizer que ele observou um aquecimento do ar e descrito vendo áreas não cobertas por gelo. 

Durante o voo de Bird, ele supostamente descrito vendo ambientes semi-tropicais e até mesmo animais extintos (como mamutes) que percorriam a paisagem abaixo dele. Os defensores da Terra oca dizer que ele não voar além do Pólo Norte, mas para o mundo interior. Byrd fez um voo semelhante sobre o Pólo Sul, que supostamente produziu os mesmos resultados. Mas em vôos subsequentes ao longo desse pólo, que teve alguma empresa. Esses vôos posteriores faziam parte de uma expedição científica e militar conhecida como Operação High Jump, que começou em agosto de 1946 e pode ter tido alguns objetivos incomuns. Poderíamos ter sido um caça para os OVNIs. 

Vídeo do YouTube



DIÁRIO SECRETO DE RICHARD BYRD
(A TERRA ALÉM DO POLO... O CENTRO DO DESCONHECIDO!)



Richard Evelyn Byrd, nascido a 25 de Outubro de 1888, foi vice-almirante da Marinha dos Estados Unidos e o primeiro piloto aviador a explorar os polos norte e sul  no período de 1926 a 1947, ano este em que teria contactado com uma Civilização superior no interior da Terra e faria a revelação mais fantástica da história da Humanidade no seu Diário que foi encontrado após sua morte em 1957, pois esteve impedido sob juramento militar de dizer ao mundo tudo o que viu e descobriu naquela “TERRA ALÉM DO POLO... AQUELE CENTRO DO GRANDE DESCONHECIDO”.... 

Vídeo do YouTube


Admiral Byrd's flight in Agharta Ariana 19 february 1947


Aqui fica todo o relato de sua viagem nunca imaginada pela Humanidade do século XXI que só agora começa a despertar e a conhecer segredos que vão sendo desvelados ao mundo:

BASE CAMPO ÁRTICO, 19/2/1947

06h - Completamos os preparativos para nosso vôo para o norte e estamos voando com os tanques cheios, ás 06:10.

06:20 - A mistura no motor de estibordo parecia estar muito rica, foram feitos os ajustes e os Pratt Whittneys estão funcionando suavemente.

07h - Radio check com o campo da base. Tudo está bem e a recepção via rádio é normal.

07:40 - Observado um pequeno vazamento de óleo no motor de estibordo, mas o indicador da pressão parece normal.

08h - Pequena turbulência vinda de leste numa altitude de 2321 pés; corrigido para 1700 pés; a turbulência acabou, mas aumenta o vento de popa; feito pequeno ajuste nos controles do acelerador e o avião está com desempenho muito bom.

08:15 - Radio check com o campo da base, situação normal.

08:30 - Nova turbulência; altitude aumentada para 2900 pés; vôo tranquilo novamente.

09:10 - Vastidão de gelo e neve abaixo, notando uma coloração amarelada; exame desse padrão de cor abaixo; notando também coloração avermelhada ou púrpura. Circulando esta área com duas voltas completas e voltando ao curso traçado. Checagem de posição novamente com a base do campo e transmitindo informação sobre as colorações no gelo e na neve abaixo. Bússola e giroscópio começando a girar e oscilar; estamos incapazes de manter nosso rumo pelos instrumentos. Orientando-nos pelo Sol, mas tudo ainda parece bem. Os controles parecem lentos em responder mas não há indicação de congelamento.

09:15 - Parece haver montanhas a distância.

09:49 - Já se passaram 29 minutos da primeira visão das montanhas; não é uma ilusão. São montanhas consistindo de uma pequena cadeia que nunca vi antes!

09:55 - Mudança de altitude para 2950 pés, encontrando forte turbulência outra vez.

10h - Estamos atravessando a pequena cadeia de montanhas e ainda indo para o norte da melhor maneira possível. Além da cadeia de montanhas está o que parece ser um vale com um pequeno rio correndo pelo meio. Não deveria haver um vale verde abaixo! Definitivamente, alguma coisa está errada e anormal aqui! Deveríamos estar sobre gelo e neve! Há grandes florestas nas encostas das montanhas. Nossos instrumentos de navegação ainda estão girando e o giroscópio está oscilando para trás e para a frente.

10:05 - Altero a altitude para 1400 pés e executo uma volta fechada para a esquerda, para examinar melhor o vale abaixo. É verde com musgo ou uma espécie de relva muito fechada. A luz aqui parece diferente. Já não vejo o Sol. Fizemos outra curva para a esquerda e vemos o que parece ser um grande animal abaixo de nós. Parece um elefante! Não! Parece mais um mamute! É inacreditável! Ainda assim, lá está ele! Diminuindo a altitude para 1000 pés e pegando binóculos para examinar melhor o animal. Confirmado - definitivamente é um animal semelhante a um mamute! Relatamos isso para a base.

10:30 - Encontrando mais colinas verdes ondulantes. O indicador de temperatura externa marca 74 graus Fahrenheit (23º Centigrados). Continuando agora o nosso curso. Os instrumentos de navegação agora parecem normais. Estou intrigado com seu desempenho. Tentativa de contactar a base. O rádio não está funcionando!

11:30 - O campo abaixo está mais plano e normal (se é que posso usar essa palavra). Adiante vemos o que parece ser uma cidade!! Isso é impossível! O avião parece leve ou estranhamente flutuante. Os controles se recusam a responder!! Meu DEUS!!! Ao lado de nossa asas, direita e esquerda, estão aeronaves de um tipo estranho. Estão se aproximando rapidamente! São em forma de discos e irradiam luz. Estão agora suficientemente perto para ver suas insígnias. São uma espécie de Swastika! Isso é fantástico. Onde estamos? O que aconteceu? Puxo os controles outra vez. Não respondem!!! Fomos apanhados por uma garra de algum tipo.

11:35 - Nosso rádio estala e uma voz fala em Inglês com o que talvez seja um ligeiro sotaque nórdico ou alemão! A mensagem é: "Bem vindo, Almirante, está em boas mãos". Reparo que os motores de nosso avião pararam. O aparelho está sob algum controle estranho e está virando. Os controles são inúteis.

11:40 - Recebida outra mensagem pelo rádio. Começamos a aterrissagem agora e, em momentos o avião treme ligeiramente, e começa a descer, como se houvesse sido apanhado num enorme elevador invisível! O movimento para baixo é mínimo e tocamos o chão apenas com leve salto!

11.45 - Estou fazendo uma última anotação apressada no diário de vôo. Uma porção de homens se aproxima a pé de nossa aeronave. São altos com cabelo louro. À distância, pode-se ver uma grande cidade, reluzente, pulsando com matizes do arco-íris. Não sei o que nos acontecerá agora, mas não vejo sinais de armas nos que se aproximam. Ouço agora uma voz ordenando-me para abrir a porta. Eu obedeço.

Deste ponto em diante, narro todos os acontecimentos seguintes, de memória. Desafia a imaginação e pareceria loucura, se não houvesse acontecido.

O radiotelegrafista e eu fomos tirados do aparelho e recebidos de modo muito cordial. Fomos depois embarcados num transporte em forma de plataforma, sem rodas! Levou-nos à cidade resplandecente com grande rapidez.

Quando nos aproximamos, a cidade pareceu-nos feita de um material cristalino. Logo chegamos a um grande edifício, de um estilo que eu nunca havia visto. Parecia ter saído da prancheta de Frank Lloyd Wright, ou talvez, mais corretamente, de um cenário de Buck Rogers!!

Deram-nos uma espécie de bebida quente, cujo gosto não se parecia com qualquer coisa que eu já tenha experimentado. Era deliciosa. Cerca de dez minutos depois, dois de nossos anfitriões vieram aos nossos aposentos, dizendo que eu os devia acompanhar. Não tive escolha e obedeci. Deixei o radiotelegrafista e nós andamos uma distância curta, entrando no que parecia um elevador.

Descemos por alguns momentos, a máquina parou e as portas se levantaram silenciosamente! Andamos, então por um longo corredor iluminado por luz rósea que pareciam emanar das próprias paredes Um dos seres acenou para que parássemos em frente a uma grande porta. Acima dela havia uma inscrição que eu não soube ler. A porta deslizou silenciosamente e eu fui convidado a entrar.. Um dos meus anfitriões falou: "Não tenha receio, Almirante, o senhor terá uma entrevista com o Mestre...".

Eu entrei e meus olhos se acomodaram à bela coloração que parecia estar enchendo completamente o aposento. Então comecei a ver o lugar onde estava. O que acolheu meus olhos foi a visão mais bonita que já tive em minha vida. Era realmente bela e maravilhosa demais para ser descrita. Era exótica e delicada. Não acho que exista uma palavra humana que possa descrever qualquer detalhe com justiça. Meus pensamentos foram interrompidos de um modo cordial por uma voz quente e rica, de timbre melodioso, "Eu lhe dou as boas vindas ao nosso território, Almirante." .

Vi um homem de feições delicadas, com as marcas dos anos no rosto. Estava sentado em uma longa mesa. Convidou-me a sentar numa das cadeiras. Depois que me sentei, ele juntou as pontas dos dedos e sorriu, jovialmente falou com suavidade e disse o seguinte:

"Nós o deixamos entrar porque tem um nobre caráter e é famoso na Superfície da Terra, Almirante".

Superfície da Terra, eu disse a mim mesmo!

"Sim",  responde o Mestre,"o senhor está no território dos Arianni, o Mundo Interior da Terra. Não prolongaremos sua Missão, e o senhor será escoltado com segurança para a superfície a até uma distância além. Mas agora, Almirante, eu lhe direi porque foi trazido aqui. Nosso interesse começou justamente depois que sua raça explodiu as primeiras bombas atômicas sobre Hiroshima e Nagasaki, Japão. Foi nesse tempo de alarmante que mandamos nossas máquinas voadoras, os "Flugelrads", ao seu mundo na superfície para investigar o que sua raça havia feito. É claro que isso agora é passado, meu caro Almirante, mas eu devo continuar. Como vê, nunca interferimos antes em suas guerras e com seu barbarismo, mas agora somos obrigados, pois seu mundo aprendeu a forçar o uso de certos poderes que não são para os homens, principalmente o da energia atômica. Nossos emissários já entregaram mensagens aos governos de seu mundo e até agora eles não atenderam. Agora, o senhor foi escolhido para testemunhar que nosso mundo existe. Como vê, nossa Ciência e Cultura estão muitos milhares de anos à frente de sua raça, Almirante."

Vídeo do YouTube



Eu interrompi, "Mas o que isto tem a ver comigo, Senhor?"

Os olhos do Mestre pareceram penetrar profundamente na minha mente, e, depois de me estudar por alguns momentos, ele respondeu, "Sua raça alcançou o ponto sem volta, pois há aqueles dentre vós que prefeririam destruir o próprio mundo a abdicar de seus poderes, tal como os conhecem..."

Eu concordei com a cabeça e o Mestre continuou, "Em 1945 e depois, tentamos contactar sua raça, mas nossos esforços foram recebidos com hostilidade, nossos Flugelrads (Discos Voadores) foram alvejados. Sim, até perseguidos com maldade e animosidade pelos aviões de combate. Portanto agora eu lhe digo, meu filho, há uma grande tempestade se formando em seu mundo, uma fúria negra que não será extinta por muitos anos. Não haverá resposta em seus exércitos nem segurança em sua ciência. Ela poderá rugir até que cada flor de sua cultura esteja esmagada, e todas as coisas humanas niveladas num vasto caos. A última guerra foi apenas um prelúdio do que ainda está para vir para sua raça. Aqui nós vemos isso mais claramente a cada hora que passa... pode dizer que eu estou errado?"

"Não", respondi, "já aconteceu antes, em que a idade negra chegou e durou mais de quinhentos anos".

"Sim, meu filho," o Mestre respondeu, "a idade negra que virá para sua raça cobrirá a Terra como uma mortalha, mas eu acredito que alguns da sua raça viverão através da tempestade, e além disso, nada mais posso dizer. Vemos, a grande distância, um NOVO mundo saindo das ruínas de sua raça, procurando seus tesouros legendários e perdidos, e eles ficarão aqui, meu filho, a salvo sob nossa proteção. Quando o tempo chegar, iremos novamente para ajudar a reviver sua cultura e sua raça. Talvez, então, vocês tenham aprendido a futilidade da guerra e de sua disputa e depois desse tempo, alguma parte de sua cultura e ciência lhes será devolvida, para recomeçar. Você, meu filho, deve voltar à Face da Terra com essa mensagem.. "

Com essas palavras finais, nosso encontro terminou. Fiquei por um momento como num sonho.. mas ainda assim eu sabia que era realidade, e, por alguma estranha razão, inclinei-me ligeiramente, por respeito ou por humildade, não sei qual.

De repente, fiquei novamente consciente de que os dois belos anfitriões que me haviam trazido aqui estavam ao meu lado. "Por aqui, Almirante", disse um. Virei-me mais uma vez antes de sair e olhei para trás, para o Mestre. Um sorriso gentil esboçou-se em seu rosto delicado e idoso. "Adeus, meu filho", exprimiu ele acenando com um gesto de paz com sua delgada mão, e nosso encontro verdadeiramente terminou.

Rapidamente passamos pela grande porta dos aposentos do Mestre e, mais uma vez, entramos no elevador. A porta, silenciosamente, abaixou e tornamos a subir. Um dos meus acompanhantes falou. "Agora precisamos apressar-nos, pois o Mestre não deseja mais atrasos em seu horário programado e o senhor deve retornar com sua mensagem para sua raça".

Eu nada disse. Tudo isso era quase inacreditável, e mais uma vez, meus pensamentos foram interrompidos quando paramos. Entrei no quarto e estava outra vez com meu radiotelegrafista. "Está tudo bem, Howie, está tudo bem."

Os dois seres nos levaram até o transporte que esperava, subimos, e logo chegamos ao avião. Os motores estavam ligados e embarcamos imediatamente. Toda a atmosfera parecia agora carregada com um certo ar de urgência. Depois que a porta foi fechada, o aparelho foi imediatamente levantado por aquela força invisível até atingirmos uma altitude de 2700 pés.

Duas das aeronaves foram ao nosso lado, guiando-nos de volta à nossa rota. Devo declarar aqui que o indicador de velocidade nada registrava, mas estávamos voando a uma grande velocidade.

Veio uma mensagem pelo rádio. "Nós o estamos deixando agora, Almirante, seus controles estão livres. Adeus!!" Olhamos por um momento, enquanto os Flugelrads desapareciam no céu azul.

O avião, de repente, caiu como se houvesse sido apanhado num vácuo. Rapidamente recuperamos o controle. Não falamos por algum tempo. Cada um tinha seus pensamentos...

O DIÁRIO DE VOO CONTINUA

02:20 - Estamos novamente sobre vastas áreas de gelo e neve, a aproximadamente 27 minutos da base. Falamos com eles pelo rádio e eles respondem. Declaramos todas as condições normais... normais... A base expressa alívio com o restabelecimento de nosso contacto.

03h - Aterrissamos suavemente na base. Eu tenho uma missão...

FIM DO DIÁRIO

1 de março de 1947. Acabo de participar de uma reunião no Pentágono. Relatei integralmente o que descobri e a mensagem do Mestre, Tudo foi devidamente gravado. O Presidente foi avisado. 

Fui detido por várias horas (seis horas e trinta e nove minutos, para ser exato). Fui exaustivamente interrogado pelas Forças de Segurança Máxima e por uma equipe médica. Foi uma grande provação!!! Fui colocado sob estrita vigilância pelo Serviço de Segurança dos Estados Unidos da América. ORDENARAM-ME QUE PERMANECESSE EM SILÊNCIO QUANTO A TUDO QUE DESCOBRI, PELO BEM DA HUMANIDADE!!! Inacreditável, e me lembraram de que sou um militar e de que devo obedecer ordens.

30/2/56: ÚLTIMA ANOTAÇÃO

Os últimos anos que passaram desde 1947 não foram bons... Faço agora minha última anotação neste diário singular. Terminando, devo declarar que, fielmente, mantive este assunto em segredo, conforme ordenado, por todos estes anos. Foi completamente contra meus princípios morais. Agora, parece-me pressentir a chegada da longa noite e esse segredo não morrerá comigo, mas, como deve ser com tudo que é verdade, deverá triunfar.

Ele pode ser a única esperança para a espécie humana. Eu vi a verdade e ela vivificou meu espírito e me libertou . Cumpri com meu dever para com o monstruoso complexo militar. Agora, a longa noite começa a aparecer, mas não haverá fim. Quando a longa noite do Ártico terminar, o Sol brilhante da Verdade voltará... e os que forem da escuridão cairão com a sua Luz... POIS EU VI AQUELA TERRA ALÉM DO POLO, AQUELE CENTRO DO GRANDE DESCONHECIDO."

Vídeo do YouTube


Admiral Richard E Byrd - Hollow Earth Video Interview



Vários ex-membros das forças armadas dizem que o propósito real de pelo menos um aspecto da missão multi-facetada para o Pólo Sul foi em busca de evidências de OVNIs e Bases alienígenas na região. Missões militares semelhantes foram posteriormente conduzidas na região polar do norte, mas em uma escala muito reduzida. Se os vôos de Byrd e busca de OVNIs e Aliens nos pólos eram incomuns, o rosto do militar tentou colocar toda a aventura Pólo Sul foi totalmente estranho e envolveu muitas perguntas sem resposta. 

Em 1948, o governo dos Estados Unidos lançou um filme produzido com a colaboração da Marinha e da Força Aérea do Exército chamado A terra Segredo. O filme ganhou um Oscar de volta em seu dia e foi mostrado em canais a cabo nos últimos anos, especialmente em TNT. Para a maioria das pessoas, que é apenas uma peça de propaganda projetada para justificar o pessoal, os recursos militares e despesas envolvidos com o 1946 do pólo sul expedição militar. No entanto, qualquer pessoa com conhecimento da teoria da Terra oca ou fenômeno UFO vai encontrar um tesouro de mistérios não resolvidos e curiosas coincidências cercam o filme e a expedição. 

A terra Segredo é um documentário narrado por vários atores famosos que ainda estavam no serviço militar, como resultado de seu serviço militar na Segunda Guerra Mundial, quando foi produzido. Estes incluíram Robert Montgomery, Robert Taylor, Van Heflin e Jimmy Stewart. Curiosamente, ele é introduzido por James Forrestal, o primeiro Secretário de Defesa dos EUA (a posição de gabinete que substituiu o antigo Secretário da Guerra título) e ex-secretário da Marinha durante a Segunda Guerra Mundial. 

Menos de um ano depois que o filme foi lançado, Forrestal estava morto. Enquanto ele mostrou absolutamente nenhum sinal de qualquer tipo de condição psicológica anormal quando ele apareceu no filme, Forrestal suicidou-se atirando-se supostamente de uma janela gradeada no 16º andar do Hospital Naval de Bethesda em 22 de maio de 1949. Ele foi supostamente admitiu ao sofrimento instalação de uma condição mental diagnosticada. A causa dessa condição é o tema de grande debate na comunidade de pesquisa ufológica. 

Alguns acreditam que o fato de visitas alienígenas à nossa terra pode ter causado a condição mental que levou ao suicídio do secretário Forrestal, se sua morte foi um suicídio em tudo. Uma teoria sugere que quando James Forrestal foi informado sobre a descoberta de que alienígenas de outro planeta existir e foram visitar a nossa, era demais para ele. Conhecido por ser um homem religioso com as crenças tradicionais, ele pode não ter sido capaz de caber a existência de alienígenas em sua fé. 

De acordo com o teórico da conspiração falecido Bill Cooper, James Forrestal pode ter sido uma das primeiras vítimas do que o general Douglas MacArthur, uma vez descrito como "uma guerra interplanetária" durante um discurso na Academia Militar de West Point. Cooper disse muitas vezes que o Secretário de Estado provavelmente foi assassinado por agentes do governo, enquanto em Bethesda. Depois de supostamente ver os corpos dos mortos e vivos alienígenas de um ou mais acidentes de OVNIs que podem ter ocorrido antes, durante ou logo após a Segunda Guerra Mundial, a morte de Forrestal pode ter sido encomendado após os poderes que ser decidido que sua doença mental súbita e inexplicável feito ele muito de um risco de segurança para continuar a viver. 

Outros acreditam que a mente de Forrestal pode ter sido comprometida por Aliens usando algum tipo de processo desconhecido que tanto fez dele um risco de segurança que precisava ser eliminado ou o levou a tirar a própria vida porque não conseguia lidar com o que estava acontecendo com ele. De qualquer maneira, ele se foi e vários mistérios fascinantes permanecem. Além do fenômeno UFO em si, o que realmente aconteceu durante a grande expedição militar da Antártida em 1947? 

Muitos se perguntam por que tal expedição já foi realizado em um momento em que os EUA estava envolvido em tantas áreas políticas instáveis ​​e situações após a Segunda Guerra Mundial. Operação High Jump cometido oficialmente treze navios, um submarino, vinte e três aeronaves e cerca de cinco mil militares para o esforço 1946. Esses são os números oficiais, mas assistindo The Secret Land indica que mais aviões e navios estavam lá do que o relatado.

Vídeo do YouTube





A principal motivação por trás Operação High Jump era suposto ser para descobrir se as bases militares permanentes ou sazonais poderiam ser estabelecidos nas regiões da Antártida e do Ártico. A idéia era explorar a Antártida primeiro para evitar levantar suspeitas russas cerca de US objetivos militares na região polar norte. Supunha-se que ambas as áreas foram semelhantes o suficiente para ser capaz de tirar conclusões da mesma forma a partir da missão Antártica. No entanto, há problemas com esta explicação para a expedição militar 1946. 

Vídeo do YouTube


The Secret Land (Admiral Byrd and Operation Highjump)_clip2.avi

Vídeo do YouTube


The Secret Land (Admiral Byrd and Operation Highjump)_clip3.avi

Vídeo do YouTube


The Secret Land (Admiral Byrd and Operation Highjump)_clip4.avi

Vídeo do YouTube


The Secret Land (Admiral Byrd and Operation Highjump)_clip5.avi

Vídeo do YouTube


The Secret Land (Admiral Byrd and Operation Highjump)_clip6.avi




Apesar dos planos para estabelecer uma presença militar dos EUA na Ross Ice Shelf que foram considerados tão cedo quanto 1930, 1939-1941 expedição do Almirante Byrd ea manutenção da sua facilidade Little America III nessa área provou que seria difícil ou quase impossível manter uma grande força de tropas em uma instalação desse tipo. Também seria um pesadelo logístico para tentar suprir essa base eo pessoal que tripuladas-lo. 

Com bases militares e instalações de monitoramento localizadas no Alasca, instalações canadenses ao longo da linha verde, no Canadá, e da capacidade de fornecer mais facilmente as instalações por via aérea ou a utilização da Rodovia do Alasca construído durante a Segunda Guerra Mundial, parece ridícula a esticar os recursos de qualquer mais ao norte para enfrentar a ameaça soviética. Isso era especialmente verdadeiro desde que os russos tinham ainda menos de uma capacidade de estabelecer artic instalações militares círculo que nós. 

A presença de bases na região polar sul feito ainda menos sentido do que quaisquer tentativas de estabelecer bases militares em pleno coração da região polar norte. Com fortes aliados como a Austrália em que parte do mundo, tentando estabelecer bases no Pólo Sul era apenas uma idéia ridícula. Os objetivos declarados da expedição fazia pouco sentido à luz da verdade. Essas metas incluído o mapeamento da área para locais de base potenciais, estabelecendo a soberania americana na Antártida, a formação de pessoal militar para o serviço em condições meteorológicas extremas e ampliar o conhecimento científico atual sobre a área. 

Acordos internacionais anteriores já haviam estabelecido diversas áreas da Antártida para o uso exclusivo, científico e limitado-militar de várias nações, incluindo os Estados Unidos. A idéia de que esse tipo de invasão militar da Antártida estava indo para ganhar qualquer motivo adicional para os EUA foi ridículo. Na verdade, ele poderia provocar tensão entre os soviéticos e norte-americanos, nos custou terra já reivindicou para limitar-militar uso sob vários acordos e irritou outras nações que já tinham reivindicações estabelecidas naquela região. Apenas a idéia de estabelecer novas bases poderia facilmente anulados quaisquer tratados e acordos anteriores. 

Quando se trata de áreas de mapeamento ou coleta de informações científicas em condições frígidas, menos é sempre mais. Essa é uma lição que o Almirante Byrd e outros exploradores polares aprendeu da maneira mais difícil ao longo dos anos. A última coisa que qualquer comandante militar gostaria de fazer é enviar tanto hardware e tantas tropas para tal finalidade quando o trabalho poderia facilmente ser feito por algumas pessoas altamente treinados com as aeronaves e equipamentos certos. E ainda pessoas como secretário Forrestal e Almirante Chester Nimitz assinado nesta aventura. 

Ninguém sabia mais sobre a logística militar que Nimitz. Seria difícil entender por que ele permitiria que tantos recursos militares para estar comprometido com uma aventura que teve tão pouca esperança de realmente ganhar qualquer vantagem para a nossa nação ou forças armadas. Na medida em que a formação da tropa em condições meteorológicas extremas vai, os EUA tinham já bem estabelecida e instalações no Alasca fornecido para esse fim. Por que colocar vidas em risco em uma área conhecida por seu clima instável e condições terrestres imprevisíveis.



Outro fato estranho sobre a Operação High Jump é que um número de aeronaves e (possivelmente) alguns militares podem ter desaparecido durante a missão. Levando-se em conta as aeronaves que foram deixados para trás porque caiu ou não pôde ser removido da região devido ao clima, ainda tem ser mais de vinte aeronaves desaparecidas que nunca foram oficialmente uma parte da missão: isto de acordo com uma série de ex-alto oficiais superiores que estavam envolvidos na missão que dizem que tinha mais a ver com UFOs do que qualquer outra coisa. Acredita-se que os aviões desaparecidos ou foram derrubados pelo mau tempo depois de perseguir os OVNIs ou atacado por eles. 

Alguns ufólogos acreditam que OVNIs vêm e vão do interior da Terra através de aberturas nos pólos da Terra. Essas aberturas foram supostamente fotografado por satélites e espaçonaves tripuladas durante várias missões da NASA. Outros dizem que os alemães construíram UFOs antes, durante e após a Segunda Guerra Mundial, com base em seus desenhos ou artesanato alienígenas reais que foram capturados, e manteve-los em bases polares. Se nada disso é verdade ou não, eu suspeito que o Exército dos EUA tomou nota do fato de que muitos UFOs foram monitorados caminhando em uma direção norte ou sul, quando apareceu pela primeira vez ou depois desapareceu de vista ou radar. Teria sido prudente para eles para investigar onde eles estavam vindo ou indo. 

Muitos dos mesmos ex-oficiais militares que fazem reivindicações sobre a Operação High Jump e outras missões polares sendo uma caça UFO também dizer que esses caças pode ter sido parcialmente bem sucedido. Eles alegam que vários ofícios alienígenas foram recuperados e muitas fotos de UFOs foram tomadas. Eu sei das reivindicações que os ex-membros da tripulação da USS Alabama fizeram comigo sobre uma nave em forma de disco que foi recuperado na ilha ao norte de Spitzbergen em torno do mesmo tempo. 

De acordo com a história, o general americano James H. Doolittle (famoso por o primeiro ataque aéreo em Tóquio no início da Segunda Guerra Mundial) estava em um bom mundial fará uma turnê em 1946, quando ele fez uma parada em Spitzbergen em agosto para ver os restos de um OVNI em forma de disco que caiu em um lago lá em algum momento antes, durante ou logo após a Segunda Guerra Mundial. Ele supostamente supervisionou a recuperação da embarcação e seu transporte para a América no convés do USS Alabama. 

Vários ex-membros da tripulação da USS Alabama daqueles dias me disse que lembrou o transporte de um objeto em forma de disco de Spitzbergen para os EUA. Eles disseram que o objeto foi colocado a bordo, por ordem do general Doolittle, coberto com uma enorme lona e vigiado 24 horas por dia durante a sua viagem à América. Como o objeto foi carregado para o navio durante a noite, nenhuma das testemunhas realmente tem uma boa olhada nele. Tudo dito que parecia ser uma cor prateada opaca na parte inferior e uma cor de prata mais leve na parte superior. Eles também concordaram que parecia que nenhuma aeronave conhecida ou veículo militar que nunca tinha visto antes. 

É interessante notar que, em 10 de abril de 1985, o presidente norte-americano Ronald Reagan eo senador Barry Goldwater concedido general da Força Aérea James H. Doolittle Reserve um quarto estrela fazendo dele a primeira pessoa na Reserva da Força Aérea para usar quatro estrelas. Regan observou excelente serviço de Doolittle à sua nação durante a cerimônia. Ele também concedeu-Geral uma Menção Presidencial especial e inexplicavelmente escolheu o seu 1946 Worldwide Goodwill Tour como a razão para que a citação, apesar de todas as suas outras realizações mais impressionantes. 

Outra coincidência estranha é que o senador Goldwater, ele próprio um general da Força Aérea Reserve naquela época, já foi recusada entrada para uma instalação especial conhecida como a "sala azul" na Base Aérea de Wright-Patterson, onde ele sentiu UFOs estavam sendo armazenados ou estudado. A recusa ocorreu durante a década de 1960, quando o general Curtis LeMay foi o Chefe da Força Aérea dos Estados Unidos. Goldwater, um bom amigo de LeMay, perguntou se poderia visitar a sala azul. LeMay amaldiçoado para ele e disse que ele mesmo (LeMay) não poderia ir lá e que Goldwater nunca deve perguntar novamente. Ele não o fez, tanto quanto eu sei. Goldwater disse mais tarde que ele fez várias tentativas para obter mais informações sobre o envolvimento do governo com o fenômeno UFO, mas nunca foi capaz de aprender qualquer coisa mais do que aquilo que o público tem sido dito. 

A teoria da Terra oca atingiu seu auge no século 20, com a publicação de um livro chamado A Terra Oca Raymond Bernard, em 1964. Mais de um folheto que foi pesado em fotos ruins e luz em informações reais, a publicação foi principalmente um relatório sobre livros anteriores e lendas que apoiaram a teoria da Terra Oca. O que fez com que ele realmente decolar foi o fato de que o livro fez uma forte conexão entre a teoria ea UFOs Terra Oca, um tema muito quente naquele momento. O livro repetido muitas teorias recentemente desenvolvidas sobre visitantes extraterrestres indo e vindo do nosso mundo exterior por meio da terra interior. É também uma história requentada que a Alemanha pode ter construído UFOs e manteve-os nos pólos. (Eu vou expandir sobre isso depois). 

O livro Terra Oca pode ter sido realmente escrito por Ray Palmer, um autor paranormal, jornalista e editor com um forte interesse no fenômeno UFO. A maioria das pessoas acreditam agora que este é o caso, já que ninguém nunca realmente ouviu falar de 'Dr. Raymond Bernard' antes que o livro ou jamais foi capaz de localizá-lo para baixo depois. Apesar das suas deficiências e da identidade questionável de seu autor, o livro Bernard reavivou o interesse no debate da Terra oca e acendeu mais do que alguns animados debates entre ufólogos e Fortianos sobre teorias da Terra oca. Algumas dessas teorias também envolveu outros mundos ocos em nosso sistema solar. 




Teorias sobre planetas ocos não são novos, mas a evidência científica e fotográfica para apoiá-los é. Marte é o exemplo mais recente e teorias que envolvem Marciano que vivem dentro de uma esfera oca pode ter tido um início mais surpreendente. Guru Astronomia Carl Sagan, muito conhecido como um cético quando se tratava de extraterrestres que habitam nosso sistema solar ou a visitar a Terra, uma vez que acreditava que a Phobos, uma das luas de Marte, pode realmente ter sido um satélite artificial construído pelos habitantes antigos ou actuais de Marte. 

Sagan foi co-autor de um livro intitulado "Life In The Universe 'com astrofísico soviético Iosef Shklovskii em 1959. Sagan fez esta declaração no livro: 

"Desde que Marte não tem um grande satélite natural, como a nossa Lua, a construção de grandes, satélites artificiais seria de importância relativamente maior para uma civilização marciana avançado em sua expansão para o espaço ... O lançamento de satélites maciças de Marte seria uma tarefa um pouco mais fácil do que a partir da Terra, por causa da gravidade de Marte inferior. "

A ideia de uma liderança Lua marciana oco e, possivelmente artificial para promover a especulação de que a população de Marte pode ter movido metro e aprendeu a criar um ambiente em um mundo interior preexistente para substituir a sua casa sobre a superfície, que poderia ter se tornado incapaz de suportar marciana formas, devido às mudanças ambientais vida. Recentes evidências de água sob a superfície, inundações óbvio que, uma vez ocorrido no planeta, entradas de cavernas profundas, luzes auroras visto em toda a superfície, e que parecem ser fósseis e os restos de estruturas artificiais em Marte têm alimentado a crença de que Marte pode ser um planeta oco. 

Saturno, Júpiter e Vênus também foram na mira daqueles que acreditam que a maioria ou todos os planetas do nosso sistema solar são esferas ocas. Eles apontam para as luzes auroras em Saturno e Júpiter, bem como o interesse russo em Vênus, um planeta freqüentemente retratadas como pouco mais que uma grande bola de gás e ácido com uma superfície que poderia ser melhor descrito como um vasto e deserto tóxico. Apesar do fato de que Vênus é o planeta segundo mais próximo do Sol, é classificado como um planeta terrestre e é similar em tamanho, gravidade e composição em massa para a Terra.



A Lander russo tirou fotos da superfície de Vênus em 1975 que mostram uma paisagem não muito diferente da superfície de Marte. Apesar de um ambiente que é inóspito para os seres humanos, Vênus guarda segredos que parecem ser de grande interesse para os russos e outros. Eles desembarcaram mais de dez naves espaciais não tripuladas na superfície e um de seus foguetes realizou recentemente uma sonda da Agência Espacial Europeia lá também. Dado o que foram oficialmente informados sobre Vênus, ele dificilmente parece valer a pena o gasto e o esforço a menos que algo ou alguém foi encontrado lá que poderia fornecer algum benefício científico, tecnológico ou político. 

Alguns crentes planeta ocos dizer que Vênus tornou-se um planeta usado por extraterrestres para fins de mineração. O que está sendo minado e que está fazendo a mineração continua sendo um mistério. No entanto, é interessante notar que a Rússia tem feito reivindicações políticas em Vênus por anos e proclamou que os direitos de mineração para o planeta lhes pertence. Ainda mais estranho é o fato de que milhares de arquivos da KGB que continham informações sobre Vênus foram propositadamente destruída ou movidos apenas antes da União Soviética terminou oficialmente a sua existência. 

Os lustres da conspiração dizem que a Rússia nunca foi realmente parou de enviar sondas para Vênus. Vários artigos recentes em jornais russos afirmam que a Rússia tem desenvolvido uma sonda com a capacidade de pousar e escavar profundamente no solo daquele planeta. As mesmas fontes citadas nessas histórias dizem que os russos já desenvolveram planos para um sistema de mineração automatizada eles esperam usar na Lua e em Vênus. Curiosamente, a Agência Espacial Europeia e os EUA também têm sido ocupados desenvolvendo sondas e sistemas automatizados de mineração, embora deles são voltados mais para uso na Lua e em Marte. 

Foi relatado recentemente que a NASA cancelou uma série de futuros projetos de Marte Rover em favor das missões mais aventureiros, que incluem a penetração da superfície e da exploração de marcianos Caves. Embora poucas pessoas prestaram atenção a eles, uma série de observadores remotos têm reclamado muito de que eles sentem as formas de vida de algum tipo de vida em áreas subterrâneas de Marte. Sobreviventes do Projeto Montauk também disseram médiuns treinados e visualizadores remotos que usaram Montauk e Philadelphia Experiment tecnologia para entrar nessas áreas descobriu formas de vida inteligente que vivem no interior de Marte. 

Além de nossa própria Terra, Marte continua a ser o planeta mais propensos a captar o interesse dos crentes planeta ocos. Para além das provas paranormal que está disponível, entradas para as áreas de profundidade sob a superfície marciana recentemente foram descobertas e até mesmo fotografado por sondas que visitam Marte. Thee sondas indicam também que muito do que os cientistas nos disseram sobre o planeta vermelho irritado ao longo dos anos tem sido incorreta ou subestimado. 

Teorias a respeito de uma atmosfera marciana muito fina, a falta de água e um ambiente não amigável para o desenvolvimento da vida provaram ser míope em relação à evidência descoberta por missões não tripuladas recentes. Pára-quedas têm sido usados ​​para pousar sondas que indicam uma quantidade razoável de pressão de ar, a água foi detectado tanto em e sob a superfície de Marte, e há ainda uma prova de que a neve cai no planeta cheio de surpresas. Tal como acontece com as suas explorações lunares tripulados e não tripulados, a NASA tem sido acusado de alterar fotografias e escondendo evidências de formas de vida alienígenas que existiam no planeta, ainda existem lá ou visitado o planeta em algum momento no passado. 

Como a maioria das pessoas dependem da ciência e dos cientistas para fornecer as respostas para o tipo de questões que surgem a partir de temas que envolvem planetas ocos e formas de vida extraterrestres, eles podem achar que as respostas fornecidas são baseadas mais em teorias de estimação e de desinformação do governo do que qualquer outra coisa. Alguns cientistas da NASA estão tão contra a ideia de que a vida para além da nossa própria existe em nosso universo que eles abertamente discutido com aqueles que estão dispostos a considerar a possibilidade, durante uma conferência de imprensa realizada na década de 1990. A conferência de imprensa foi realizada para anunciar a descoberta de sinais de vida marciana encontrados em um meteorito. 

A ideia de uma Terra oca ou outros planetas ocos pode não ser palatável para a maioria dos cientistas, mas não parece haver evidências de que algumas pessoas que vivem em nosso planeta ter viajado profundamente em cavernas ou aberturas que levam a um lugar onde os seres humanos podem ser capazes de sobreviver e até mesmo prosperar. O mesmo pode ser verdade em outros planetas onde fatores ambientais ou outros causaram toda a população planetária para se mover no subsolo. Também é possível que os visitantes alienígenas para o nosso mundo e outros planetas têm encontrado a conveniência de usar áreas profundas abaixo da superfície como lugares onde eles podem estabelecer bases semi-permanentes ou áreas operacionais. Analisar as provas e decidir por si mesmo.

Vídeo do YouTube


Vídeo do YouTube


Vídeo do YouTube








Vídeo do YouTube


Hollow Earth Hohle Erde 3/5

Vídeo do YouTube


Hollow Earth Documentary 1of7.mp4

Vídeo do YouTube


Hollow Earth Documentary 2of7.mp4

Vídeo do YouTube


Hollow Earth Documentary 3of7.mp4

Vídeo do YouTube


Hollow Earth Documentary 4of7.mp4

Vídeo do YouTube


Hollow Earth Documentary 5of7.mp4

Vídeo do YouTube


Hollow Earth Documentary 6of7.mp4

Vídeo do YouTube


Hollow Earth Documentary 7of7.mp4


Vídeo do YouTube


New Age Nazi Deception Part 1 0f 10 Hollow earth myths1



Terceiro Reich Mapas do interior da Terra


http://www.riseearth.com/2014/09/third-reich-maps-of-inner-earth.html



Todos nós já ouvimos contos de nazistas que exploram as extremidades do sul do globo e até mesmo na criação de bases em Neuschwabenland. Alguns também já ouviu falar da Operação Highjump e altercação do Almirante Byrd com as forças alemães entranhado que eles dominaram com incrível naves voadoras.



Um vídeo (abaixo) veio à tona recentemente, que mostra um mapa a partir de 1944 o Terceiro Reich detalhando não só a passagem direta usado por submarinos alemães acessar este domínio subterrâneo, mas também um mapa completo de ambos os hemisférios do reino interior de Agharta!

Rodney Cluff em seu site tem uma cópia de uma carta (com tradução) supostamente enviadas de um Karl Unger, que estava a bordo do U-boat 209 (comandada por Heinrich Brodda) dizendo que eles tinham chegado à terra interior e não estaria vindo de volta!

Se isso parece muito inacreditável, comparar com esses mapas, este mapa feito pelo cartógrafo famoso tirolesa e artista Heinrich C. Berann para a National Geographic Society a partir de 1966. Isso mostra claramente o continente da Antártica sem sua cobertura de gelo. O detalhe aqui é intrigante que existem passagens subaquáticas que correm quase todo o comprimento do continente e parecem convergir no local exacto identificada como a abertura na terra oca!



The Hollow Earth: "A verdade é mais estranha que a ficiton, mas é porque a ficção é obrigado a ficar com possibilidades; verdade não é. "- Mark Twain


Vídeo do YouTube



NASA PROVA OCA teoria da Terra ... PROVA DA TERRA DE PROVAS é oco

Vídeo do YouTube



Vídeo do YouTube



Comments