Cheque de INSTRUTOR

Os links abaixo são matérias que vão reforçar tudo o que você aprendeu para ser um verdadeiro INSTRUTOR DE VOO!!!

  1. A responsabilidade do Instrutor
  2. Ao instrutor de Voo
  3. Assumindo os Controles
  4. Níveis de Aprendizagem
  5. Preenchimento das Fichas de Voo

A fim de auxiliar o estudo e preparo, elaboramos a seguinte lista de recomendações:

Com a nova legislação para condução do voo de cheque, seria interessante dar uma olhada neste condensado que montei para ajudar nos estudos: (aqui)

Leia inicialmente este excelente texto que trata da essência da atividade do INSTRUTOR...

Leia na íntegra os itens contidos na Ficha de Avaliação de Pilotos que traz os fundamentos sobre os quais você será avaliado. Esta e outras FAP podem ser baixadas do site da ANAC AQUI

NOTA: Nem todos os itens da FAP poderão ser cobrados em vôo, mas poderá ser solicitada a teoria sobre os mesmos de acordo com o tipo de equipamento e cheque a ser realizado.

1- Recomendações sobre conhecimentos específicos de INSTRUTOR:

- Ler todo o item 3.4 ALGUNS PRINCÍPIOS BÁSICOS SOBRE AVALIAÇÃO da IAC 061-1003 (http://www.anac.gov.br/biblioteca/iac/IAC061 _1003.pdf). Ler também os seguintes capítulos do Manual de Piloto privado MCA58-3: (http://www.anac.gov.br/arquivos/pdf/MCA58-3.pdf)

8.14.2 - BRIEFING E DEBRIEFING

8.20 - O INSTRUTOR DE VÔO

9.1.2.2 - Detalhamento da avaliação do piloto-aluno na prática de vôo

9.1.2.2.1 - Níveis de aprendizagem

9.1.2.2.3 - Preenchimento das fichas de avaliação do piloto-aluno na prática de vôo

- O candidato a ISNTRUTOR deve trazer preenchida uma ficha de um aluno fictício na Missão PS-11 da Fase I- Pré-Solo do Curso de PP; considerar um aluno mediano, com deficiente em dois tipos de exercícios, grau final do vôo: 2. Aplicar os níveis de aprendizagem para determinar os graus (veja aqui uma ajuda sobre isto). Será verificada a capacidade do candidato em aplicar os conceitos de avaliação em ficha e descrição da avaliação de forma coerente com os níveis de aprendizagem e graus.

- O candidato ocupará o assento direito/traseiro e o INSPAC/Examinador o esquerdo/dianteiro; o mesmo explicará alguns exercícios típicos de pré-solo no briefing em solo; em vôo os demonstrará; após o Examinador/INSPAC executará os mesmos simulando um aluno, e o candidato intervirá verbal e manualmente (de acordo com o erro e nível de dificuldade), e ao final das manobras comentará os erros simulados.

1- Recomendamos levar pronto para o Briefing:

1a- Documentos pessoais (CHT);

1b- Pasta de Documentos Obrigatórios da Aeronave;

1c- Checklist Normal e de Emergência (Emergency/Abnormal) originais do fabricante;

1d- Manual da Aeronave (Pilot Operation Handbook – POH);

1e- Cálculo de Peso e Balanceamento;

1f- ROTAER;

1g- Consulta Meteorológica;

1h- Cartas necessárias ao vôo (WAC, VAC, Corredores Visuais, etc); esteja pronto para realizar um briefing completo sobre elas;

1i- Cálculo da Distância de Decolagem (Takeoff Distance) e Pouso (Landing Distance) baseados nos pesos planejados e temperaturas estimadas (eventualmente poderão ser aceitas as temperaturas antecipadas pelos TAF/METAR); Dê uma olhada também em TODA, TORA, LDA e ASDA.

1j- Plano de Vôo ou Notificação preenchida (ou cópia). Na dúvida consulte o Manual do Comando da Aeronáutica MCA 100-11 (Em vigor desde 11 de Outubro de 2016) (aqui), que trata do Preenchimento dos Formulários de Plano de Voo.

2- Recomendações sobre revisão do Manual da Aeronave e Checklist:

2a- O Inspetor/Examinador poderá solicitar no briefing que sejam respondidas questões sobre o Manual de Vôo; em especial sugerimos a revisão das seções de DEFINIÇÕES/LIMITES/ EMERGÊNCIAS/ PERFORMANCE de seu manual.

Dica: para o Cheque em Monomotor, recomendamos que sejam estudadas as Definições e os valores, pelo menos, das seguintes velocidades críticas: Melhor Ângulo de Subida (Vx), Melhor Razão de Subida (Vy), VNE, VNO, Velocidade de Manobra - VA, Velocidades e técnicas recomendadas para falha do motor / melhor planeio / aterragem forçada.

2b- Checklist: revisar a forma de consulta e localização das emergências em seu checklist; revisar os procedimentos e as velocidades principais requeridas em emergências. Dar ênfase ao estudo das emergências na decolagem, falha do motor e fogo e aterragem forçada, cujos itens de memória e leitura do checklist serão cobrados em vôo.

3- Conhecimentos da Sala AIS:

Esteja pronto para antecipar o material e apresentar um briefing ao Inspetor/Examinador sobre:

3.1- Carta SigWX GND/FL250; Carta de Vento do FL a ser voado, TAF, METAR e SPECI (quando for o caso).

Dica: o site www.redemet.aer.mil.br traz uma explicação para decodificação dos boletins meteorológicos.

3.2- NOTAM da rota.

Dica: sugere-se que se imprima os NOTAM e se decodifique todos os códigos antes do briefing, utilizando-se a nomenclatura do ROTAER; Pode-se imprimir os NOTAM para estudo na véspera e se comparar com eventuais atualizações no dia; o site www.aisweb.aer.mil.br traz todas as informações necessárias.

3.3- ROTAER: esteja preparado para eventualmente realizar um briefing sobre características de uma determinada Terminal, Aeródromo ou outras informações necessárias.