"PROB40" fecha Aeroporto?

Outro dia tive a oportunidade de assistir a uma aula para pilotos dentro de uma grande compania de carga aérea e o seguinte assunto foi debatido:

  1. Estou fazendo meu planejamento de navegação.
  2. Identifiquei que no meu destino existe a seguinte previsão dentro de um TAF = “PROB40 1007/1011 OVC001”.

A pergunta foi: eu já posso considerar o meu destino "fechado" para minha navegação?

Alguns alunos até acertaram a resposta, outros tiveram opiniões divergentes, mas poucos chegaram à verdadeira razão da resposta correta.

Pois bem...

Inicialmente cabe deixar bem claro que, para efeito de informação meteorológica, o TAF tem a característica de “previsão” e o METAR de “observação”.

Definição de METAR:

“Nome do código utilizado para a descrição completa das condições meteorológicas observadas em um aeródromo. É reportado em intervalos regulares.”

Definição de TAF

“Nome do código para uma previsão de aeródromo. O código TAF é uma descrição completa das condições meteorológicas previstas ocorrerem em um aeródromo durante todo o período de previsão, incluindo qualquer mudança considerada significativa para as operações aéreas.”

Esta diferença já seria o suficiente para colocar as informações de TAF numa hierarquia abaixo das informações de METAR.

Contudo, eles fizeram a seguinte observação interpretativa:

Dentro da mensagem TAF encontraremos ainda as “previsões” e as “probabilidades” meteorológicas.

Assim, num TAF, sempre que uma previsão meteorológica tiver uma chance de 50% ou mais de acontecer ela será lançada no texto sem qualquer informação adicional, exemplo:

BECMG 0920/0922 4000 BR OVC007

Então aqui a condição (previsão) de “4000 BR OVC007” será de 50% ou mais de acontecer.

Contudo, quando os indícios são baixos para uma determinada ocorrência, será aplicado o fator de probabilidade para o evento. Segundo a interpretação deles (para facilitar o entendimento), a informação deixa de ser previsão e passa a ser uma probabilidade e que numa escala de importância o PROB estaria abaixo da previsão, exemplo:

PROB40 1007/1011 OVC005

Assim, PROB40 não deve ser utilizado como informação para considerar um aeroporto fechado. Aliás, nem mesmo as outras informações presentes no TAF tem esta prerrogativa.

Todas as informações constantes de um TAF são apenas ferramentas de alerta para que, no planejamento da tripulação, seus pilotos tenham condições de visualizar se uma situação futura, num determinado aeroporto, poderá interferir no planejamento. São dados que indicarão quais serão as medidas de acompanhamento, ou ainda, com que freqüência será feito tal acompanhamento das condições meteorológicas, forçando seus pilotos a se anteciparem às medidas contingenciais, caso aquelas “previsões” e “probabilidades” se confirmem.

Assim poderemos encontrar um aeroporto com uma condição meteorológica ruim no tempo-presente e o TAF podendo indicar se isto permanecerá igual, degradará ou melhorará dali algumas horas.

Bem, podemos entender então que funciona exatamente assim: PROB40 não fecha aeródromo e cabe ao Comandante da aeronave (numa situação climática mais restritiva) se antecipar aos eventos meteorológicos, fazendo constantes consultas e permanecendo “alerta” da situação.

Assim, cheque o METAR regularmente e acione os órgãos de controle se for o caso. Procure se informar e antecipe sua decisão de alternar ou prosseguir para o destino.

Voe à frente da sua aeronave!!!!!!!!!!

Sergio Koch - TCel Av RR