Gradiente de Subida

Será que é importante saber qual o gradiente de subida? Afinal, para que serve esta informação?

DEFINIÇÃO:

GRADIENTE MÍNIMO DE SUBIDA: É o ângulo, expresso em porcentagem, que a aeronave deverá manter a partir da decolagem para que seja obtida a altitude mínima de segurança sobre os obstáculos durante o procedimento de saída. Caso não seja estabelecido na carta, o gradiente mínimo de subida padrão (3,3%) deverá ser obedecido.

NOTA: O gradiente mínimo de subida sempre será publicado quando superior a 3,3%.

O gradiente de subida nos mostra o quão “inclinada” será nossa subida. Ou seja, para uma determinada distância percorrida, quanto subiremos.

Num procedimento de subida IFR, devemos multiplicar o gradiente recomendado na Carta de Subida pela velocidade prevista de subida. O resultado desta conta representa o valor que deverá ser indicado no climb (pés/min), de tal forma que tenhamos certeza de que será possível cumprir o perfil de subida com segurança.

O gradiente de subida, que chamamos de PDG (Procedure Design Gradient) tem um valor mínimo PADRÃO de 3.3%. Isto é a soma de OIS - Obstacle Identification Surface (2.5%) + MOC - Minimum Obstacle Clearance (0.8%). Estes 0.8% funcionam como uma margem se segurança adicional.

Existem muitos outros fatores que norteiam este assunto e apesar se ser bastante específico para o pessoal do DCEA que trata da certificação dos procedimentos de Navegação Aérea, se você quiser se aprofundar no tema basta baixar o Doc 8168 da ICAO (clique aqui).

Gradiente(%) x velocidade de subida = razão mínima de subida

Exemplo:

Com o advento dos novos procedimentos aplicados a partir de dez de 2013, principalmente nas STAR/SID RNAV/RNP OU CONVENCIONAIS, o conceito sobre o gradiente teve mais novidade:

Agora temos também o "GRADIENTE ATC" cuja definição é:

É o ângulo, expresso em porcentagem, que a aeronave deverá manter para que seja obtida a altitude de segurança ATC durante o procedimento de saída. É estabelecido em espaço aéreo definido, com o objetivo de garantir segurança e fluidez à circulação aérea.

NOTA: O gradiente ATC sempre será publicado na carta.