Turma 1202/2013‎ > ‎

Relacionamento entre Pais e Filhos


Nomes: Jéssica Neimeth, Daniela Teles e Leila Metzger.   Turma: 1202             Professora: Luciana                                                                                                                                                                             









Relacionamento entre Pais e Filhos


Objetivo Geral    Entender  o relacionamento entre pais e filhos.

Objetivos Específicos:     -Descobrir as causas dos desentendimentos entre pais e filhos; 
                                                      - Buscar meios que possam melhorar este relacionamento;
                                                      - Divulgar a pesquisa para promover entre as famílias um maior entendimento;

Justificativa:     Por existir uma identificação com o tema em relação aos pais e "nós" filhos, houve a necessidade de compreender a origem dos conflitos tentando buscar alternativas para que haja um melhor relacionamento nas famílias.

Duvidas:     -Por que tantos conflitos?
                    -Tantas desconfianças? 
                    -Proibições? 
                    -Por que das brigas? 
                    -Será que existe algo que possa melhorar esse relacionamento? 
                    -Por que da falta de diálogo?

Certezas:  -   Adolescência é uma fase difícil que precisa de compreensão;
                  -  A adolescência é uma fase de muitas mudanças onde o adolescente precisa de um apoio familiar não, endo este  apoio pode ocorrer um trauma nesta fase conturbada;
                  - Se houvesse mais diálogo entre pais e filhos com certeza haveria menos conflito nas famílias;



   Mapa Conceitual



Tarefa da semana 16/04...

 1- Como é o seu relacionamento com seus pais?
  
  (  ) BOM        (  ) REGULAR        (  ) RUIM        (   ) OUTROS

  - Se ruim porque? Se for outro qual?



  2- Quantas pessoas moram com você?



  3- Quantos irmão você tem?



  4- Você mora com seus pais?


  5- Seus pais estão presentes no seu dia-a-dia?
  
  (  ) SIM        (  ) NÃO

  6- Você tem liberdade para falar sobre sua vida íntima (ou assuntos particulares), com seus pais?
  
  (  ) SIM        (  ) NÃO 
 
  Se não porque?
 

  7- Se você não cumprir com uma tarefa solicitada por seus pais, tem alguma consequência?

  (  ) SIM        (  ) NÃO 
 
  Se sim quais?

  
  8- Seus pais são liberais, em relação a redes socais, namoro, festas e afins?


Gráficos da pesquisa realizada nas turmas 1201 e 1101 


Está em  anexo nessa página


 

   



Conclusão dos Gráficos

Concluímos que nesta pesquisa feita nas turmas a grande maioria não tem um bom  relacionamento com seus pais isso é resultado de: faltas de diálogo, compreensões e afeto. Assim buscamos pesquisas onde poderia amenizar tantos conflitos.  

Como Lidar com os Filhos da Geração Z 

Primeiro foi a geração X, depois a Y, agora a Z. Será que essa sopa de letras traduz a complexidade dos nossos filhos?
geração Z é multitarefa. É rápida. Transita em alta velocidade por diversos interesses. Ouve música, fala ao celular, navega na internet... tudo ao mesmo tempo. 

 As experiências, os dilemas e as atitudes de algumas mães de adolescentes

        "Costumamos oferecer facilidades aos filhos sem pedir nada em troca. Só que, em vez de ajudá-los, estamos criando jovens que não toleram a frustração e terão problemas na idade adulta, quando a vida naturalmente não poupa desafios
é preciso deixar que sofram as consequências de seus erros para que possam amadurecer".  Aquela história de "faça o que eu digo, não faça o que eu faço" não surte efeito com essa geração. "Os jovens de hoje são extremamente bem informados e, portanto, muito questionadores" . A geração Z se orienta pelas pessoas que admira.
         Você tem muito a ensinar ao seu filho Z, mas também a aprender. "Esses jovens foram educados com base em valores como o respeito à natureza e a importância de colaborar com o outro". 





                            Como diferenciar se um adolescente está triste ou depressivo

        O adolescente passa horas deitado na cama, tira notas baixas na escola e briga constantemente com você? Pode ser um traço próprio da adolescência, mas também um sintoma de depressão.
        
        Como é estar depressivo?

        Os indícios desse mal em jovens são tristeza constante, redução do tempo de sono e do apetite e queda na capacidade produtiva em sala de aula. Porém, antes de fazer o diagnóstico, é preciso descartar certas possibilidades que podem causar essa tristeza: alguma outra doença, como hipotireoidismo (insuficiência da glândula tireoide); consumo de drogas ou álcool; e distúrbios emocionais, provocados pelo término de um namoro, a reprovação no vestibular e o bullying, por exemplo.

        Quais são as consequências?

        Se todas essas possibilidades forem descartadas aí, sim, é preciso levar o seu filho ao psiquiatra. Quando não tratada, a depressão prejudica a produtividade escolar e os relacionamentos. Se o adolescente não recebe apoio familiar, em casos extremamente graves, ele pode cometer suicídio. As chances aumentam quando o jovem também está com anorexia ou bulimia ou faz uso de drogas.


 Referências Bibliograficas: http://mdemulher.abril.com.br/familia/reportagem/filhos/como-lidar-filhos-geracao-z-642893.shtml



      Resumo


   No nosso projeto tentamos buscar meios que os pais pudessem entender seus filhos, procuramos pesquisar sobre gerações passadas e as novas gerações que se integram à sociedade,  infelicidade, as brigas, a falta de consideração aos pais e filhos.
    Pensamos muito antes de fazer as pesquisas, e chegamos a uma conclusão, que em todas as famílias à falta de dialogo, existe conflitos que por muitas vezes são desnecessários. 
    Mas pela força do habito, também por alguns pais serem de uma geração diferente da nossa, isso não mudará, os conflitos, a falta de diálogo e  as desconfianças. 






        





 

Subpáginas (1) Resumo O desafio de Darwin
Č
Ċ
Bernardete Motter,
05/11/2013, 07:32
Comments

Professores em Formação/2012

Proprietários do Site

  • Bernardete Motter
  • Luciana Susin
  • Laura Schmitt
  • Paula Boff
  • Etelvina Cardoso dos Santos
  • Bernardete Motter
  • Marlete Vargas Frey
  • Cassia Regina Bossardi