ANTROPOLATINA

Antropologias na América Latina

O objetivo deste pequeno portal é disponibilizar um instrumento que permita circular com rapidez pela Antropologia latino-americana. Imaginamos que estudantes e pesquisadores de várias áreas, dentro e fora da Antropologia, sentem a necessidade de ter acesso a uma produção que é muito maior, mais rica e diversificada do que uma única tradição nacional permite perceber.

A intenção inicial era construir apenas um repositório de revistas de Antropologia da América Latina. Muito rapidamente, entendemos que o campo latino-americano da Antropologia (da Antropologia Social e Cultural, mas, também, da Arqueologia, da Antropologia Biológica e da Antropologia Forense) apresenta um perfil institucional muito peculiar, que o cenário das suas revistas, sozinho, não permitiria observar. Dessa forma, passamos a ter a ambição de acrescentar a esse mapa os links para "instituições antropológicas" da região (Departamentos, Programas de Pós-Graduação, Museus, Institutos de Pesquisa, Grupos e Núcleos, Associações e "Colegios" de antropólogos, etc), para livros, artigos e teses, quando disponibilizados em regime não comercial (dando prioridade aos trabalhos que abordem aspectos históricos, organizacionais, teóricos, epistemológicos das trajetórias da antropologia na América Latina). Assim, esse mapa será, obviamente, em perene construção. Os mecanismos de ampliação e difusão dos estudos e das pesquisas que envolvem o campo disciplinar da Antropologia na nossa região (aí incluindo suas linhagens, parentescos, conflitos e dilemas, desde o século XIX até hoje) permitirão e, ao mesmo tempo, obrigarão a uma constante ampliação deste instrumento. Para tanto, é claro, também contamos com a colaboração dos usuários: sinalizar, indicar, informar sobre os eventuais novos "recantos do campo", será uma contribuição inestimável, pela qual agradecemos desde já.

Diferentemente do que costuma acontecer nas relações de consanguinidade, mas de forma parecida ao que conhecemos nos cenários da afinidade, este projeto tem vários genitores. Pertence a uma linhagem frondosa e híbrida. Mas seus antepassados pessoais já não contam mais do que o seu clã institucional: a Universidade Federal da Integração Latino-Americana, o seu curso de bacharelado em "Antropologia - Diversidade Cultural na América Latina", o seu Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Estudos Latino-Americanos.

Nessa arena, está o projeto "Antropologias na América Latina: trajetórias e instituições", coordenado por Andrea Ciacchi, "filho", por sua vez, da disciplina "Pensamento Antropológico na América Latina", do supramencionado bacharelado em Antropologia. Este acervo é, ao mesmo tempo, um dos resultados desse projeto e uma das suas ferramentas. Em razão disso, será percebido, em algumas seções deste acervo, a preferência por textos que abordam, ainda que indiretamente, questões mais "antigas": a opção pelo século XIX é muito forte - mas, é óbvio, não é exclusiva.

O acervo estará, pela sua própria natureza de reflexo de cenários intelectuais e institucionais e acadêmicos dinâmicos e cambiantes, em contínua construção. Por isso, enquanto a equipe de pesquisa "local" (na UNILA) se organiza para crescer e se multiplicar, ele depende e dependerá das contribuições generosas e espalhadas possíveis.

Docentes, estudantes, pesquisadoras e pesquisadores, militantes, pessoas interessadas e/ou mergulhadas em algum cenário etno-antropológico, na América Latina (mas não só), são desde já convidados a nos enviar links, sinais, acenos, notícias, sugestões, críticas: tudo.