2.- GEOGRAFIA FÍSICA


           A.- ÁREA E LOCALIZAÇÃO 
            B.- RELEVO E ALTITUDES 
            C.- VEGETAÇÃO (ainda não disponível) 
            D.- HIDROGRAFIA 
            E.- CLIMA 
  
 

A.- ÁREA E LOCALIZAÇÃO

    O município de Veranópolis ocupa uma superfície de 276,6 km2. Está localizado na região nordeste do estado do Rio Grande do Sul, estado este o mais meridional do Brasil. Seus limites municipais são os seguintes: 
 

Ao norte...................................Vila Flores  
       A nordeste............................... Antônio Prado  
             A leste..................................... Nova Roma do Sul  
           Ao sul...................................... Bento Gonçalves  
A oeste.................................... Cotiporã  
           A noroeste............................... Fagundes Varela

    Em relação a capital do estado, Porto Alegre, a sede municipal está situada a 130 km no rumo norte-noroeste. 
    As coordenadas geográficas da sede municipal são: 
 

                                             Latitude    28º 56' sul  
                                             Longitude  51° 33' oeste

    A forma do município lembra um quadrado que teve seus lados transformados em linhas curvas, já que grande parte de seus limites é representada por rios de curso serpenteado, como é o caso do rio das Antas. 
    A avenida e as ruas principais da cidade estão orientadas no sentido norte-sul com transversais leste-oeste. 
  
 

B.- RELEVO   E ALTITUES

    O território do município de Veranópolis está situado na encosta de um planalto em fase de dissecação, ou seja, na encosta da serra Geral, onde a paisagem geomorfológica é caracterizada  por vales bastante encravados e profundos, com amplitudes de relevo muito acentuadas. 
    Tal relevo movimentado fica bem evidente  ao atravessar-se o vale do rio das Antas , na divisa com Bento Gonçalves. No fundo do vale as altitudes situam-se entre 60 a 80 m acima do nível do mar, enquanto que nas encostas próximas ao rio são comuns altitudes que alcançam a 500 m, às vezes superando até os 600 m. 
    Na região limítrofe de Veranópolis com Cotiporã, a cota do arroio Retiro fica um pouco abaixo dos 300 m e bem próximo dali, não mais de 5 km, alcança-se 600 e mesmo 700 m. 
     Na zona urbana da sede municipal, as altitudes encontram-se no intervalo de 600 e 700 m, havendo uma referência formal a uma altitude de 680 m para a cidade. 
  
 

C.- HIDROGRAFIA

    O território de Veranópolis possui uma drenagem exorrêica que tem como maior curso d'água o rio das Antas que é o elemento balizador da divisa com o município de Bento Gonçalves. Ele é um afluente da margem esquerda do rio Taquari que por sua vez flui ao Jacui que deságua no estuário do Guaiba, próximo a Porto Alegre. 
    O rio das Antas segue uma tragetória acentuadamente serpenteada com diversas curvas sob a forma de ferradura ( meandros encaixados ). Sua largura e profundidade são variáveis, em função das pluviosidades sazonais. No mapa topográfico da DSG, em escala 1:50.000, na região da ponte que faz a conecção com o território de Bento Gonçalves, ele está representado com uma largura em torno de 100 a 120 m. 
        Os afluentes do rio das Antas mais importantes são o rio da Prata, o arroio Retiro e o arroio Jaboticaba, todos perenes. 
        Merece ainda ser mencionado o arroi da Cascata que flui da cidade de Veranópolis para desaguar no Retiro. 
  
 

D.- CLIMA

        O clima de Veranópolis é do tipo temperado, mesotérmico, brando, superúmido, sem seca. 
        Os dados a seguir fornecem indicações sobre as condições climáticas gerais: 
  
 

PRECIPITAÇÃO PLUVIOMÉTRICA MÉDIA ANUAL1.750 A 2.000 mm
ÉPOCA DE CONCENTRAÇÃO MÁXIMA DE PRECIPITAÇÃO EM TRES MESES CONSECUTIVOSJUNHO/JULHO/  
AGOSTO
MESES MAIS SECOS, PELA ORDEMNOVEMBRO,  
MARÇO E FEVEREIRO
TEMPERATURA MÉDIA ANUAL16 A 20º C
TEMPERATURA MÉDIA DE JANEIRO22 A 26º C
TEMPERATURA MÁXIMA ABSOLUTA DO ANO36 A 40º C
MÉDIA TÉRMICA DE JULHO10 A 15º C
TEMPERATURA MÍNIMA ABSOLUTA-4 A -8º C
OCORRÊNCIA MÉDIA DE GEADA  -  
NÚMERO DE VEZES POR ANO
5 A 15

        OBSERVAÇÃO - A ocorrência de neve é muito rara, estando ausente na maioria dos anos 
 

         
  
  
  1

1
Comments