Costa Portuguesa
 
Portugal tem uma costa extensa e diversificada na qual se podem encontrar praias de areia branca ou escura, arribas costeiras, estuários de grande dimensão, pauis, lagoas costeiras, baías resguardadas, promontórios e ilhas ou ilhéus. Esta imensa variedade, associada à excepcional beleza de alguns troços, reflecte-se também nos diferentes biótopos que constituem o suporte de vida para inúmeras comunidades de seres vivos. É desta estreita faixa de transição entre o ecossistema terrestre e marinho que dependem muitos dos organismos costeiros e pelágicos, pelo menos nalgumas fases da sua vida.

 

Devido à sua localização geográfica, na confluência entre o Atlântico e o Mediterrâneo, a costa portuguesa continental reune espécies típicas da fauna marinha atlântica e mediterrânica que, conjuntamente com aquelas encontradas nos arquipélagos dos Açores e da Madeira, contribuem para a extraordinária diversidade aqui encontrada. Também a localização do país, num ponto chave entre duas grandes massas terrestres – a Eurásia e a África – torna esta região do planeta especialmente importante para numerosas populações de aves, que utilizam a faixa costeira temporariamente durante os seus movimentos migratórios ou, por um período de tempo mais longo, durante a invernada. 
Foto: Ricardo Martins