FacebookInstagramYouTube

Ateliê da Palavra - Edição especial em celebração dos 7 anos da Escola de Narradores

Comunicado: Conforme acordado e, devido à impossibilidade de Ailton Krenak de estar presente no último sábado por conta do incidente com o seu voo, enviamos o link para a segunda parte do nosso #20 Ateliê da Palavra por email a todos os inscritos, alunos e convidados. A nova data para a realização da atividade é dia 01 de outubro (sábado) - Horário: das 14h às 15h30 (horário de Brasília) / das 18h às 19h30 (horário de Lisboa).


Neste ateliê fechado para alunos e inscritos, teremos a presença do líder indígena Ailton Krenak para falar do tema "A transculturalidade e o corpo ritualístico na vida dos povos originários: oralidade e vida indígena" com a mediação da narradora oral e investigadora Daniele Ramalho. Lamentamos o ocorrido da remarcação da data que se deu por motivo de força maior. Informamos também será enviado aos inscritos o vídeo da fala de Hassane Kouyaté ocorrida no sábado passado, sobre Oralidade e Vida Griot.


Com os melhores cumprimentos,

Equipe Escola de Narradores

LEITURA EM HOMENAGEM AO MESTRE INDÍGENA AILTON KRENAK NO PALCO 24h A LER DA MARATONA DE LEITURA DA SERTÃ - Residência Artística em Portugal

Se gostar do vídeo, inscreva-se em nosso canal no Youtube

Homenagem da Escola de Narradores ao mestre, escritor, ambientalista, filósofo, poeta e líder indígena brasileiro Ailton Krenak.

Registro de nossa leitura coletiva da turma N3 Escola de Narradores na Maratona de Leitura da Sertã 2022, em homenagem ao mestre indígena Ailton Krenak. Um lindo e inesquecível momento de nossa história!

Texto: Ideias para adiar o fim do mundo
Autor: Ailton Krenak
Leitores: Estefânia Surreira, Carla Chastinet, Aline Sousa, Conceição de Maria, Milene Mendonça, Isabel Figueira, Sandra Sousa, Joana Patrício, Margarida Meireles, Elisabete Pacheco, Jucieuda Santos e Jerônimo Gonçalves (Alunos da Escola de Narradores das turmas Brasil e Portugal N2 e N3 2022)

Direção geral e preparação: Josy Correia
Direção e execução musical: Luciana Costa
Canções de tradição indígena para abertura e encerramento: Toré dos índios Tremenbés de Almofala, Ceará, Brasil.
Registro e direção audiovisual: Marcelo Paes de Carvalho
Apoio: Biblioteca Municipal e Maratona de Leitura da Sertã
Realização: Residência Artística Escola de Narradores em Portugal - 3º Portal 2022 (Lisboa, Alentejo e Sertã)

Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas.

Escolas que são gaiolas existem para que os pássaros desaprendam a arte do vôo. Pássaros engaiolados são pássaros sob controle. Engaiolados, o seu dono pode levá-los para onde quiser. Pássaros engaiolados sempre têm um dono. Deixaram de ser pássaros. Porque a essência dos pássaros é o vôo.

Escolas que são asas não amam pássaros engaiolados. O que elas amam são pássaros em vôo. Existem para dar aos pássaros coragem para voar. Ensinar o vôo, isso elas não podem fazer, porque o vôo já nasce dentro dos pássaros. O vôo não pode ser ensinado. Só pode ser encorajado.

(Rubem Alves)

Inscrições abertas para o 2.º Portal -Nível 2 para alunos que concluíram a primeira etapa entre 2015-2022. Saiba mais

O nosso segundo portal representa um mergulho profundo no universo da tradição oral, performance e profissionalização do contador de histórias.

Os alunos que decidem abraçar este desafio, encontram-se com uma nova travessia no ventre da baleia (teste, aliados e inimigos), aproximação da caverna, provação e recompensa, guiados por mestres e mestras de larga experiência na jornada do narrador artista e investigador.

Nesta etapa, unimos os afetos e saberes de formadores do Brasil, de Portugal e da Espanha para juntos potencializarmos a visão de mundo que desvela o fio invisivel dos contos.

Atreva-se ao desafio lançado pelos gigantes Luis Correia Carmelo, Giuliano Tierno, Ana Sofia Paiva, Marco Haurélio, Carles García Domingo e José Mauro Brant, e prepare-se para o início de nossa segunda jornada!

Informações e inscrições até 3 de setembro de 2022. Vagas limitadas. Ir para o 2.º PORTAL

Conheça os nossos portais, metapontos, jornadas, programas e níveis de formação

1.º PORTAL

Turma I - Iniciação
Presencial Cariri | Online Brasil e Portugal
O chamado, a recusa, o encontro com o mentor e a travessia do primeiro limiar.

2.º PORTAL - Inscrições abertas

Turma II - Intermediária
Online Cariri, Brasil e Portugal
Testes, aliados e inimigos (o ventre da baleia), a caverna oculta, a provação suprema e a recompensa.

3.º PORTAL

Turma III - Avançada
Semi-presencial - Cariri, Brasil e Portugal com residências artísticas
O caminho de volta, a transformação e o retorno com o elixir.

Inscrições encerradas para o 1.º e 3.º Portais 2022 - PT/BR

Inscrições para o 2.º Portal - agosto 2022

Escola de Narradores 2022

Admissão de novos alunos: 1.º Portal - Turma I
Turma aberta ao público geral. Inscrições encerradas. Novas turmas em março de 2023.

Alunos veteranos: 2.º e 3.º Portais - Turmas II e III
Turmas restritas: requer a conclusão dos canditatos em turmas anteriores de nível 1 e 2.

A JORNADA | PROGRAMAS E NÍVEIS DE FORMAÇÃO

O formato global de nossa formação é inspirado na Jornada do Herói do mitologista, escritor e professor universitário norte-americano Joseph Campbell, onde adaptamos o percurso do heroi à travessia do narrador oral em uma jornada de aprendizagem dividida em três etapas de estudos continuados - os portais de aprofundamento no universo da narração artística, a saber:

1. Primeiro portal - Nível 1 (Iniciação): O chamado, a recusa/procrastinação e o encontro com o mentor

Na primeira etapa de nossa jornada, adentramos o primeiro portal sobre o chamado, a recusa e o encontro com o mentor, impulsionados pela voz interior que nos revela as nossas próprias dúvidas e incertezas: - Que pessoa narradora é essa que mora em nós? O que nos apontará este caminho? Que imagem a palavra traz? Até onde o som ecoa e toca dentro de mim? Verdades contam mentiras de verdade? Qual a ação de uma gramática cênica? Onde moram as palavras e em qual tempo? Qual o poder da escuta? Como conjugar um leitor e habitar o som da leitura em voz alta? Qual o tamanho do conto? O que ver o ouvir? Os mentores espalhados neste grande e sinuoso labirinto certamente encontrarão mais perguntas para estas respostas. Eis o convite para encontrarmos a saída seguindo o narrador-peregrino nos primeiros passos do caminho que nós mesmos construímos ao caminhar.

2. Segundo portal - Nível 2 (Intermediário): A travessia, o ventre da baleia (teste, aliados e inimigos), aproximação da caverna, provação e recompensa
Na segunda etapa de nossa formação, atravessamos o segundo portal sobre a travessia do narrador-peregrino que de encontro ao ventre da baleia, enfrentará testes, aliados e inimigos na aproximação de seu eu interior, onde a provação leva a recompensa. Esta viagem de autoconhecimento coloca-nos diante de uma floresta que sussurra o nosso nome, aterradoramente sedutora. Guiados pelo mapa de nossos sentidos, sabemos que o percurso nos levará à pequena caverna da imensa montanha que habita o seu centro. Penetrar a desconhecida selva do inconsciente implica-nos a enxergar as memórias inventadas ou esquecidas e a superar os obstáculos do novo caminho, onde já não é possível voltar para trás. Hora de direcionar a bússola, diminuir o peso da mochila e seguir em frente com as ferramentas essenciais para a nossa sobrevivência.


3. Terceiro portal - Nível 3 (Avançado): O caminho de volta, a depuração e o retorno com o elixir transformador

Nesta última etapa de nossa jornada, atravessaremos o terceiro e último portal sobre o caminho de volta, a depuração e o retorno com o elixir transformador, acompanhados por Mnemosine e as suas nove filhas, musas da criação artística e científica. Elas nos apontam o caminho de cultivo da arte enquanto sinônimo de vida, um percurso divino de encontro com a nossa natureza até os nossos verdadeiros mestres e mestras.


A nossa escola transcultural propõe um percurso onde a vida e a arte nunca caminham separados. Tal proposta apresenta um conteúdo teórico-vivencial onde serão abordadas mensalmente as narrativas presentes em cada linguagem artística, conduzindo o aluno ao aperfeiçoamento de sua performance através de reflexões filosóficas, laboratórios práticos, residências artísticas e intercâmbios com artistas de diversas linguagens e mestres de tradição oral à exemplo do escritor e líder indígena Ailton Krenak e do griôt burkinabê Hassane Kouyaté.


Neste estágio final proporcionamos duas experiências singulares de aprendizado através de aulas intensivas de um final de semana uma vez por mês durante dez meses e duas residências artísticas com os mestres e mestras de tradição oral das regiões do Cariri cearense no Brasil e do Alentejo em Portugal, promovendo o intercâmbio entre os alunos e as culturas dos dois países.


Cada residência tem a duração média de 14 dias em cada país onde os alunos vivenciam a prática narrativa cotidiana e recebem o conhecimento oral de seus mestres de tradição: no Cariri cearense e brasileiro, aprendemos a luta de espadas e o brinquedo do Reisado (manifestação cultural do nordeste brasileiro que remonta a luta entre mouros e cristão na Península Ibérica) com o corpo brincante de Mestre Aldenir e de Dane de Jade e a literatura de cordel de Mestra Josenir Lacerda na cidade do Crato. Desvendamos ainda alguns mistérios que atravessam os séculos com a arqueologia social inclusiva de Alemberg Quindins e os ofícios artesanais intergeracionais de Mestre Espedito Seleiro em Nova Olinda.


Já no Alentejo português, ganhamos as vozes do Cante Alentejano das Mestras do Grupo Vocal As Ceifeiras de Pias, Celina da Piedade e Ana Santos, bem ao pé da orelha de poetas e narradores tradicionais junto da narradora Cristina Taquelim na aldeia de Beringel. Ao lado destas vozes matriarcas, encontraremos a vibração da Viola Campaniça e acompanharemos os mestres do despique e baldão em Castro Verde, identificando o quanto mais temos em comum. O desafio final lançado aos alunos propõe um convite para que contem as suas histórias preferidas junto de narradores profissionais em dois grandes eventos de artes, narração oral e literatura, colocando em prática todo o trabalho desenvolvido ao longo desta jornada. Assim, nos despedimos deste terceiro portal com o elixir transformador entre as mãos, a mente quieta e o coração cheio no caminho de volta para casa.

Veja os depoimentos de nossos alunos das turmas Brasil 2019-2021 (presencial e online)

QUE ESCOLA É ESSA?

Fundada em agosto de 2015 pela artista e arte-educadora Josy Correia, a Escola de Narradores nasce da inquietação de busca por um espaço de aprendizado alicerçado no acolhimento e na troca de saberes e afetos, inspirados pelas manifestações e tecnologias de tradição oral. Por este motivo, já nasce de um ventre fertilizado pela ancestralidade, focado na experiência da descoberta.

Uma escola de vida que agrega, enxerga, ouve, fala e pensa sobre a vida. Que acredita na ética e na estética humana, e que assim compõe e propõe alimentar, ao mesmo tempo, a nossa sensibilidade sob as asas da poesia.

Somos um acontecimento em constante transformação, como é a arte e a vida.
Somos uma escola transcultural, (in)disciplinar e filosófica, com propostas de conteúdos teórico-vivenciais onde são abordadas as narrativas presentes na vida, nas artes e nas ciências, sob um olhar pedagógico orgânico, experimental e investigativo. Uma escola de mestres e mestras do saber oral que propõe um percurso onde vida e arte nunca caminham separados.

OBJETIVO
Temos como ponto de partida a sensibilização do ver, do ouvir, do sentir e do pensar, oferecendo um espaço de escuta e de experimento, de criação e de partilha, através do diálogo mútuo entre narradores e narrativas orais, e o seu universo intuitivo, investigativo e filosófico.

MISSÃO
Atuamos como ferramenta de promoção, dinamização e mediação da leitura, salvaguarda do patrimônio imaterial e difusão de saberes. Temos como missão a formação de contadores de histórias, atores expoentes no desenvolvimento social, cultural, humanitário e educativo de uma comunidade.

VISÃO
Proporcionar um espaço de aprendizado humanizado, através da partilha de afetos e saberes, por uma cultura de paz.

Os principais meios utilizados em nossas ações pedagógicas, eventos e atividades, abrangem programas de Memória, Comunicação e Artes na formação de nossos educandos através de laboratórios de conteúdos práticos, leituras de mundo e estudos teóricos, pesquisa, produção e atividades complementares abertas ao público como palestras, debates, ateliers, conversas com escritores, cursos livres, rodas de histórias, intercâmbios culturais e residências artísticas, com artistas, mentores e mestres de tradição oral.

HISTORIAL
Além de um curso de formação de contadores de histórias, a Escola de Narradores representa um conjunto de ações para a fruição, a pesquisa, a formação, o intercâmbio e a produção cultural da arte de contar histórias e da tradição oral.

Iniciada no Brasil no estado do Ceará no ano de 2015, possui uma sede no Cariri em parceria com a realização da Ong Beatos - Base Educultural de Ação e Trabalho de Organização Social e uma sede em Lisboa, Portugal com a parceria do projeto Trovadoras Itinerantes e o apoio da Ações & Conexões Associação Cultural.

As ações de formação, promoção e difusão cultural da Escola de Narradores chegam à Europa em 2017 com a circulação de atividades pontuais em países como França, Holanda, Espanha e Portugal.

Nos últimos sete anos, passaram por nossas formações mais de 100 profissionais da palavra de diferentes nacionalidades que receberam e partilharam conhecimentos (entre formadores, narradores orais, mediadores de leitura, artistas, escritores, programadores e agentes culturais) e mais de 200 alunos inscritos nos três níveis do curso com 140 concludentes do primeiro portal em um total de 14 turmas entre Ceará (Cariri e Fortaleza), Brasil e Portugal.

A partir de 2020, expandimos as nossas ações em formato online, alcançando três novas turmas (duas no Brasil e uma em Portugal), com mais 80 inscritos e um corpo docente especializado de cada país, além das atividades complementares que unem todas as turmas mensalmente com rodas de contos do mundo, ateliers e conversas com escritores somando 50 convidados e colaboradores.

Em 2021, abraçamos ações online em países como Brasil, Portugal, Espanha e países da América Latina (Argentina, Peru, Cuba e México) que seguem continuadas para as novas turmas 2022, junto ao retorno das aulas presenciais no Cariri com a realização da Ong Beatos no Crato.

O nosso primeiro setênio comemora a chegada de um novo ciclo promovendo a formação artística com a força da tradição oral, da literatura e das leituras de mundo em diálogo com todas as artes.

Move-nos o gosto pela palavra e a sua utilização enquanto elemento da arte e da educação artística, humana, intelectual, filosófica, transcendental, afetiva, intuitiva e transformadora.

EQUIPE TÉCNICA ESCOLA DE NARRADORES 2022-2024
Diretora e coordenadora geral: Josy Correia
Coordenadora do curso e
diretora técnico-financeira: Luciana Costa
Consultoria pedagógica: Giuliano Tierno
Supervisora e apoio técnico Cariri: Elisabete Pacheco
Produtor executivo Cariri: Davi Oliveira
A
poio de produção e comunicação: Lu Beatos e Lara Leoncio
Registros e edições audiovisuais:
Amilton Duarte e Marcelo Paes de Carvalho
Designer gráfico: Ju Vidigal
Realização: Ong Beatos - Base Educultural de Ação e Trabalho de Organização Social
Parceria:
Cia. Catirina, Ateliê da Palavra, Trovadoras Itinerantes, Rádio Trovadoras e Balaio de Histórias com o apoio da Ações & Conexões Associação Cultural em Portugal

SUPORTE TÉCNICO, DÚVIDAS E OUTRAS INFORMAÇÕES
escoladenarradores@gmail.com

Assista gratuitamente aos nossos programas complementares online

IV CORDÃO DE HISTÓRIAS - ENCONTRO INTERNACIONAL DE NARRAÇÃO ORAL - 2021

Programação online em parceria com as Bibliotecas Municipais de Oeiras - Portugal

Clique no programa e assista em nosso canal YouTube!

E.N. Online | formación completa | nuevas clases online ibero-américa

Clases: Brasil y Latinoamérica (1.º semestre), Portugal y España (2.º semestre)
Espera las nuevas clases y actividades complementarias 2022. Accede a nuestro canal: