A História da Flauta

A Flauta é um dos instrumentos mais antigos, arqueólogos encontraram flautas de ossos de animal, casca de arvore e outros materiais. Na Bíblia Sagrada encontramos referência a Jubal, "pai de todos os que tocam harpa e flauta" (Gênesis 4:21 - NVI).  Recentemente o arqueólogo Nicholas Conard encontrou uma flauta de osso de pássaro, ela foi descoberta em uma caverna da Alemanha, segundo o arqueólogo a flauta foi entalhada cerca de 35 mil anos e é o mais antigo instrumento musical artesanal já descoberto.
Foto da flauta encontrada por Nicholas Conard  (Foto agência AP.)

Com o desenvolvimento do homem e novas técnicas, a flauta foi evoluindo, algumas flautas eram tocadas verticalmente como são as flautas doces modernas, outras eram tocadas transversalmente como são hoje as flautas transversais, ambas eram construídas em um único tubo de madeira com orifícios que eram tapados pelos dedos. Até Idade Média, a flauta vertical foi a mais utilizada do que a flauta transversal. 

Nos Séculos XVII e XVIII com a evolução do período Barroco, a música instrumental foi enfatizada exigindo melhorias e avanços nos instrumentos de madeiras, e com isso a flauta transversal ganhou seu espaço, sendo agora mais utilizada do que a flauta doce (recorder). Como escreve Sávio Araujo "Claramente a flauta doce (recorder) não servia mais para essas funções e a flauta transversal tomou seu lugar, face à sua sonoridade mais brilhante e às maiores possibilidades de sua tessitura." (ARAUJO, Sávio; Evolução histórica da Flauta até Boehm, 1999)

Diversas modificações foram feitas na flauta sem acrescentar grandes melhorias até que Theobald Boehm (1794-1881), virtuoso flautista alemão, compositor e físico, desenvolveu uma nova flauta que depois de vários estudos e criações, construiu em 1847 a flauta transversal na qual usamos até hoje, por isso nossas flautas transversais modernas são conhecidas como flautas de sistema Boehm.


 
Theobald Boehm(1794-1881)

A flauta de Boehm de 1847 foi construída em prata, tinha seu corpo cilíndrico, veja abaixo foto retirada do excelente artigo A Evolução histórica da Flauta até Boehm de Sávio Araujo.

Foto: ARAUJO, Sávio; Evolução histórica da Flauta até Boeh, 1999

Em 1847, Teobald Boehm vendeu os direitos de fabricação de seu último modelo a Rudall & Rose para Clair Godfroy e para seu enteado, Louis Lot. Os franceses, em 1848, produziram modelos com perfurações nas chaves nos quais nossos dedos conseguem fechar, para proporcionar uma maior ventilação aos orifícios e agradar aos que estavam acostumados a tocar com as flautas mais antigas com furos diretos na madeira. Estes modelos com chaves vazadas se tornaram conhecidas como flauta com “chaves abertas” ou “Estilo Francês”. 


Foto: ARAUJO, Sávio; Evolução histórica da Flauta até Boehm, 1999


Conheça com maior profundidade a Historia da Flauta e sua evolução ao modelos atual no excelente artigo do flautista Sávio Araujo: A Evolução histórica da Flauta até Boehm. Este artigo do Sávio Araujo conta muito bem a história da Flauta e sua evolução no decorrer dos séculos e com muitos detalhes e fotos. 

Breve História da Flauta - Cinthia Mascolo




Baixe o artigo 'A Evolução histórica da Flauta até Boehm' de Sávio Araujo em PDF no rodapé desta página.


Cinthia Mascolo & Nilson Mascolo

Venda de Flauta


https://sites.google.com/site/estudantesdeflautasite2/venda-de-flauta
https://sites.google.com/site/estudantesdeflautasite2/venda-de-flauta
Segue aqui classificados de flautas. Todas as flautas anunciadas aqui são selecionadas. 
Só as melhores e aprovadas Flauta são anunciadas aqui.



Ċ
Nilson Mascolo Filho,
14 de out de 2009 10:10