Espelhamento de correntes elétricas ionosféricas, associadas à variações nos campos geomagnéticos causadas pelas partículas energizadas que penetram na atmosfera


Licença Creative Commons

Air Force Cambridge Research Laboratory, Cambridge, Massachusetts, USA. The AFCRL traced its origins to the Cambridge Field Station, founded in 1945 to pull together MIT wartime efforts on electronic countermeasures. An atmospheric research activity from Red Bank, New Jersey, was moved to the Boston area in 1948. These two separate functions, undertaken at several facilities in the Boston-Cambridge area but controlled by two separate directorates under the AFCRL organization, continued through the 1950's and early 1960's. In 1961 the countermeasure activities were moved to another division and AFCRL continued its atmospheric and geophysics research under the newly-created Office for Atmospheric Research. In 1962 AFCRL consisted of 1100 staff, of which 680 were degreed professionals. Location: Cambridge, Massachusetts. 



(c)py5aal Os efeitos da ocorrência da Anomalia Magnética do Atlântico Sul, que se dão entre –90º a +40º de longitude e –50º até a linha do Equador. Logo, toda a América do Sul encontra-se sob o fenômeno, o Campus de Pesquisas Geofísicas Major Edsel de Freitas Coutinho foi construído na década de 1970 próximo do epicentro. Atualmente, este se localiza próximo das fronteiras do Brasil-Argentina-Paraguai.(O espelhamento de correntes elétricas ionosféricas, associadas à variações nos campos geomagnéticos causadas pelas partículas energizadas que penetram na atmosfera, podem criar correntes imagem na superfície da Terra. As influências magnéticas, e eletromagnéticas inserem elementos de baixíssima freqüência, em torno de 1 Hz ou menos, em sistemas de transmissão e geração de energia elétrica, linhas de transmissão de dados, telefonia, entre outros efeitos danosos ao funcionamento de equipamentos eletro-eletrônicos: ..."numa análise de defeitos em linhas de transmissão de energia elétrica de alta potência no Brasil, foi detectado que 96% dos casos avaliados estavam diretamente ligados às ocorrências da Anomalia Geomagnética do Atlântico Sul" . A ocorrência do fenômeno geomagnético causa perturbaçõees elétricas em regiões contíguas à localidade da ocorrência primária. Os efeitos dos fenômenos de anomalias geomagnéticas são tão intensos que chegam a afetar satélites  com órbitas a algumas centenas de quilômetros de altitude e com inclinações orbitais entre 35° e 60°. Nessas órbitas os artefatos passam periodicamente pela anomalia ficando expostos às fortes radiações ionizantes da região. A Estação Espacial Internacional, International Space Station, cuja órbita tem uma inclinação de 51.6°, necessitou de um revestimento especial para suportar as radiações. O Telescópio Espacial Hubble, não pode fazer observações enquanto está passando sobre a região quando ocorrem eventos a exemplo de explosões solares. A NASA, face aos defeitos que costumavam ocorrer em seus satélites quando passavam sobre a Região Sul do Brasil, principalmente, resolveu alterar suas rotas. É considerada, nestes casos a irradiação solar a energia emitida pelo Sol, em especial a eletromagnética nos mais diversos comprimentos de ondas. Parte da radiação prejudicial está na alta freqüência do espectro eletromagnético e a outra parte está próxima à radiação luminosa do infravermelho até o ultravioleta. Grande parte destas radiações não chegam ao solo devidas inúmeras regiões, ou camadas ionosféricas que as bloqueiam ou absorvem. 


Comments