A Estrada Viva é uma rede de associações, designada oficialmente por EV – Liga de Associações pela Cidadania Rodoviária, Mobilidade Segura e Sustentável [ saber + ]

COMUNICADO

14 Dezembro 2018

#EnquantoMultamAsVitimas


Esta semana a Divisão de Trânsito de Lisboa da Polícia de Segurança Pública comunicou que iria incidir maioritariamente as suas acções de fiscalização sobre os peões. Na semana passada as acções de fiscalização incidiram sobre o uso de capacetes por parte de utilizadores em bicicletas assistidas por motores eléctricos.

A cada 2 horas, uma pessoa é atropelada em Portugal. A cada 4 dias, uma pessoa morre por atropelamento. Portugal tem dos piores indicadores de segurança europeus para peões e utilizadores de bicicleta (1) - Utilizadores Vulneráveis vítimas, practicamente na totalidade, resultado de sinistros com veículos motorizados. Dito de outra forma, Portugal é dos países mais permissivos em relação ao excesso de velocidade e outras regras básicas de condução segura (2). Numa breve contabilização de velocidades numa avenida da cidade de Lisboa, verificou-se que 95% dos carros circulavam acima do limite de velocidade (50 km/h), sendo que metade circulavam acima de 70 km/h (3). Portugal tem das menores percentagens da Europa de crianças a irem a pé ou bicicleta para a escola (4). O risco rodoviário é um dos factores principais para a falta de autonomia das nossas crianças (5). O estacionamento sobre o passeio e passadeiras é regular e atinge proporções dantescas em certos bairros da cidade, colocando peões em perigo. Um quarto dos condutores não dá passagem aos peões nas passadeiras, quase metade dos condutores observados aleatoriamente passou um sinal vermelho e não fez pisca antes de mudar de direcção (6) - infracções graves que objectivamente colocam em perigo Utilizadores Vulneráveis. A falta de fiscalização de comportamentos de risco leva a um enraizado sentimento de impunidade por parte de demasiados condutores de veículos motorizados potencialmente letais com mais de uma tonelada.

Perante estes factos, facilmente observáveis por todos os cidadãos, em vez de controlar e fiscalizar o perigo na sua origem - demasiados condutores de veículos motorizados e poluentes em excesso de velocidade e sem cumprir as regras básicas de segurança - a Divisão de Trânsito de Lisboa da Polícia de Segurança Pública decide punir as potenciais vítimas.

Multar peões e utilizadores de bicicletas significa inverter prioridades, uma má utilização de recursos escassos e por isso mesmo prestar um mau serviço à cidade e ao país. Quanto menos pessoas usarem meios de transporte sustentáveis e seguros, mais perigosas e insalubres serão as nossas cidades. Punir os Utilizadores Vulneráveis revela deriva institucional e falta de perspectiva estratégica em relação aos impactos que a fiscalização e punição desses utilizadores pode ter em termos da degradação da qualidade ambiental e saúde pública das nossas cidades. O país e Lisboa precisam urgentemente da ajuda da PSP, para um serviço público que realmente faça a diferença e contribua para melhorar a segurança e qualidade de vida de todos.

A Estrada Vida convida a todos os cidadãos a exporem os reais perigos que continuam a observar no seu dia-a-dia, enquanto Utilizadores Vulneráveis. Os testemunhos em forma de vídeos curtos, fotos ou meros textos, publicados com #EnquantoMultamAsVitimas serão a forma da sociedade civil afirmar às autoridades que é urgente mudar de paradigma e fiscalizar o perigo na sua origem: demasiados condutores de veículos motorizados em excesso de velocidade e sem cumprir as regras básicas de segurança.

--

(1) ANSR(2) ETSC(3) MUBi(4) ACA-M(5) APSI (6) PRP








Dia Mundial em Memória das Vítimas da Estrada

------------------------------

Apresentação do inquérito "Mãos ao Ar Lisboa"

O projeto Mãos ao Ar Lisboa! pretende iniciar um retrato anual da mobilidade escolar - mais especificamente saber que modos de transporte os estudantes do 1º, 2º, 3º Ciclos do Ensino Básico e Ensino Secundário usam diariamente no seu percurso para a escola. Uma parceria Câmara Municipal de Lisboa / Estrada Viva

maosaoarlx.pt