Porque devemos crer em Jesus?

Vivendo da fé - 17 03 2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://vivendodafee.blogspot.com.br/

 

Está escrito que o Justo viverá da fé:

- Habacuque 2: 4 Eis que a sua alma está orgulhosa, não é reta nele; mas o justo pela sua fé viverá.

- Romanos 1: 17 Porque nele se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé.

- Gálatas 3: 11 E é evidente que pela lei ninguém será justificado diante de Deus, porque o justo viverá da fé.

- Hebreus 10: 38 Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.

Mas como é na prática viver da fé?

Nesta vida, neste mundo e neste corpo carnal, viver da fé é quando, por exemplo, o médico diz que você tem uma doença sem cura e você não acredita no homem; não porque o médico está enganado ou errado, mas porque você acredita em três coisas:

1 - que Deus existe e te ama;

2 - Que Ele tem poder não apenas para curar uma doença, mas para tudo o mais, inclusive ressuscitar um morto de quatro dias como fez com Lazaro;

3 - Que Ele quer te curar! Não porque você merece, mas porque Ele te ama muito mais do que você imagina e quando colocamos nossa total confiança unicamente n’Ele, tocamos o seu coração, a fé deixa Deus feliz.

Vou fazer tez comparações para entendermos o que é fé:

1 - Moises não entrou na terra prometida, mas Deus disse que Josué entraria, Josué acreditou e entrou. (Deuteronômio 31:7)

2 - Jesus vinha caminhando sobre as águas e Pedro disse a Jesus: “Senhor, se és tu, manda-me ir ter contigo por cima das águas. E ele disse: Vem. E Pedro, descendo do barco, andou sobre as águas para ir ter com Jesus. Mas, sentindo o vento forte, teve medo; e, começando a ir para o fundo, clamou, dizendo: Senhor, salva-me! 31 E logo Jesus, estendendo a mão, segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste? (Mateus 14: 28-31)

3 - A filha de Jairo já estava morta e Jesus sabia disto claro, porem Ele disse a Jairo: “Não temas, crê somente.” E quando chegaram na casa, apesar de ver o alvoroço e o povo chorando, Jesus disse: “Por que vos alvoroçais e chorais? A menina não está morta, mas dorme.”  Claro que a menina estava morta, mas como esta escrito: “II Coríntios 4: 18 Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas.” Jesus veio de Deus e voltou para Deus, portanto Jesus tinha certeza que a menina seria ressuscitada e pegando a mão da menina, disse-lhe: “Talita cumi; que, traduzido, é: Menina, a ti te digo, levanta-te. E logo a menina se levantou, e andava, pois já tinha doze anos; e assombraram-se com grande espanto.” (Marcos 5: 35-42)

Vamos analisar estes três situações:

1 - Depois de 40 anos no deserto e mesmo sendo guiados pelo grande Moisés não o povo de Deus não entrou na terra prometida, porem Deus disse a Josué que agora eles entrariam, Josué acreditou e entrou na terra prometida;

2 - Contra toda a lógica humana, Jairo acreditou no que parecia ser impossível e teve sua filha ressuscitada;

3 - Pedro até acreditou no início e chegou de andar sobre as águas, mas sentindo o vento forte, teve medo e começou a ir para o fundo, porem Jesus segurou-o, e disse-lhe: Homem de pouca fé, por que duvidaste?

Ter fé é não duvidar nunca, mesmo que o médico tenha certeza que a doença é incurável e que você também tenha esta certeza, diga: Lucas 1: 37 ...para Deus nada é impossível.

O inimigo vai sugerir a duvida, ele até dirá que está escrito: Faça sua parte que eu te ajudarei! Mentira que isto não está escrito na Bíblia, o que está escrito é: Salmos 37: 4 Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração. 5 Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.  

Quando Jesus disse: ”Marcos 11: 23 Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito.” Para que não houvesse duvidas se o poder era “da nossa mente” ou de Deus, Ele acrescentou: “Marcos 11: 24 Por isso vos digo que todas as coisas que pedirdes, orando, crede receber, e tê-las-eis.” E qual foi a condição para isto? Teríamos porventura que sermos santos e perfeito para receber esta benção de Deus? Não! Jesus acrescentou o seguinte: “Marcos 11: 25 E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas.”

Portanto, quando o demônio sugerir (até usando pessoas de sua família) que você não merece e que Deus não quer te ajudar, lembre-se que Deus quer sempre e para provar isto Ele já te deu o que Ele tinha de mais valioso, a vida do seu Filho unigênito, o Filho do seu amor (Jesus Cristo), o que mais Ele não te dará?

O que Deus quer mesmo é que você acredite n’Ele e por isto tudo que pedirmos, se acreditarmos receberemos, porem, como está escrito: Lucas 18: 8 ...Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?

O medo é normal do ser humano, mas devemos afastá-lo e olhar para Jesus, o autor e consumador da fé.

Temos que acreditar no improvável, sabendo que o poder de Deus excede todas as coisas! Isto deixa Deus feliz e se você conseguir deixar Deus feliz, toda a sua vida será uma bênção! Abraão acreditou no impossível e a vida d’Ele foi uma benção: Gênesis 12: 2 E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção.

A fé deixa Deus tão feliz que Ele sorri pra você!

Se os milagres de Deus fossem por merecimento, não haveria milagres, porque ninguém merece! Mesmo que eu fizer tudo certinho e andar no caminho de Deus que é o caminho da justiça, ainda assim estarei apenas fazendo minha obrigação, pois somos “servo inútil” e eu nunca poderei exigir nada de Deus, afinal Ele não me deve nada, nós é que lhe devemos a vida, a respiração e tudo mais.

Deus quer exatamente que pratiquemos a fé para que ela cresça cada vez mais, pois ela é mais valiosa que o ouro, e como o outro é provado no fogo a fé também é provado no fogo para ser purificada; são nos momentos de grande tribulação que descobrimos quem tem ou não fé e confiança em Deus.

Deus quer que sejamos totalmente dependentes d’Ele, não porque Ele é vaidoso, não! O fato é que Ele sabe que não temos recursos próprios e se nos afastarmos d’Ele nos perderemos e Ele nos ama demais para permitir isto.

Deus quer que o busquemos sempre e com confiança, com certeza, com verdadeira fé! pois assim estaremos desenvolvendo cada vez mais aquilo que é o maior de todos os dons, a fé!

Três são os dons mais importantes que recebemos de Deus e que necessitamos exercitá-los e desenvolvê-los cada vez mais: O amor (misericórdia), a justiça e a fé, porem a fé é o mais importante de todos os dons, pois somos aceitos por Deus através dela.

João Batista disse: ”João 3: 27 ...O homem não pode receber coisa alguma, se não lhe for dada do céu.” Todos os dons nos foram dados por Deus: O dom da fé, do amor, da justiça, do perdão, da renuncia, da profecia, da cura, do falar em línguas, da sabedoria, o dom de evangelizar, etc. Porem nós temos que desenvolver estes dons para que eles cresçam e possamos produzir muitos frutos para o Senhor, e qual a melhor maneira de desenvolve-los senão praticando?

Lembra-se do servo que enterrou o talento? O que o seu Senhor fez: Mateus 25: 28 Tirai-lhe pois o talento, e dai-o ao que tem os dez talentos. 29 Porque a qualquer que tiver será dado, e terá em abundância; mas ao que não tiver até o que tem ser-lhe-á tirado.

Vamos procurar desenvolver os dons que recebemos de Deus, mas principalmente o dom da fé, pois até a salvação de nossas almas é também pela fé: Efésios 2: 8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.

Somos salvos pela fé em Jesus Cristo, pois Ele nos comprou pagando por nós um valor altíssimo (sua vida, seu sofrimento, seu sangue que foi derramado na cruz) e nos fez também filhos de Deus para que sejamos conforme Ele (Jesus). Este é o propósito de Deus!

Porem diante disto alguém poderia questionar: - Se tudo é pela fé, então não precisamos nos esforçar, nem nos desviarmos do pecado, nem procurar fazer o bem com amor e nem andar nos caminhos de Deus que é o caminho da justiça?

Se após crermos em Jesus, recebermos o Espírito Santo e conhecermos a sua glória ainda preferirmos viver sem disciplina (na imundície), é como a palavra nos diz: Hebreus 12: 8 Mas, se estais sem disciplina, da qual todos são feitos participantes, sois então bastardos, e não filhos.

Do mesmo modo que herdamos de nossos pais biológicos o “DNA”, recebemos também de Deus um Espírito Novo, (O Espírito Santo) quando cremos em Jesus, pois passamos a ser também Filhos de Deus.

O Espírito Santo testifica junto ao nosso espírito, nos dizendo que somos filhos de Deus; e Ele também nos acusando ou nos justifica pela nossa consciência, portanto se seguirmos a nossa consciência estaremos seguindo o Espírito Santo de Deus.

Deus só corrige aos que Ele ama! Se andarmos no erro Ele nos corrigirá para que não nos percamos no caminho, mas que antes cheguemos ao final de nossas carreiras, vitoriosos guardando a fé, como o Apóstolo Paulo declarou pouco antes de ser executado: II Timóteo 4: 7 Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.

Todos nós estamos sujeitos as tribulações e adversidades, porem se nos mantivermos aos pés de Jesus e com os olhos fixos n’Ele, Ele nos livrará de todas, pois como está escrito e a palavra não pode ser anulada: João 15: 7 Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.  

Vamos dizer sempre e viver isto: Salmos 16: 8 Tenho posto o SENHOR continuamente diante de mim; por isso que ele está à minha mão direita, nunca vacilarei.

Pois se fizermos isto, Ele nos responderá o seguinte: Salmos 91: 14 Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome. 15 Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei. 16 Fartá-lo-ei com longura de dias, e lhe mostrarei a minha salvação.





O que é necessário para ser salvo? 16 03 2013

https://sites.google.com/site/jesus2336987/ 

Leia a Bíblica - Click aqui 

http://oqueenecessarioparasersalvo.blogspot.com.br/

 

 O carcereiro que viu o milagre (terremoto) que soltou Paulo e Silas da prisão perguntou-lhes: Que é necessário que eu faça para me salvar? Atos 16: 31 E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa.

Será que Paulo e Silas estavam certos, será que é pela fé em Jesus Cristo que somos salvos?

João Batista já dizia: João 3: 36 Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece.

E Jesus confirmou isto: João 3: 16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. 17 Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. 18 Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.

Alem da salvação da alma, Jesus ainda nos liberta das cadeias do demônio (pecado): João 8: 31 Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos; 32 E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.

Jesus estava dizendo da liberdade das cadeias do demônio, como Ele explica mais a frente: João 8: 34 Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado. 35 Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre. 36 Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

O fato é que toda a Bíblia testificava de Jesus, Ele era o que havia de vir do qual os profetas escreveram.

Jesus sendo Filho e também Deus, veio viver como homem para nos resgatar e nos reconciliar com Deus e após a sua morte (consumação) o véu do templo (Santo dos Santos) foi rasgado de alto a baixo, nos permitindo ter acesso à Deus.

Concluímos, portanto que Jesus é o único caminho para Deus, pois somente Ele foi capaz de nos reconciliar com Deus nos resgatando do domínio do príncipe deste mundo o qual já está julgado e como está escrito: Atos 4: 12 E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.

É por isto que Jesus declara: João 14: 6 Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.

E também: João 6: 47 Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna.

Portanto, a salvação não é (pelo que corre) como Paulo dizia: “Romanos 9: 16 Assim, pois, isto não depende do que quer, nem do que corre, mas de Deus, que se compadece.” Nem pela escolha dos homens das “religiões” que costumam julgar quem está ou não apto à salvação, não! A salvação da alma é pela fé em Jesus aos dantes conhecidos por Deus, escolhidos e enviados à Jesus para a justificação: Romanos 8: 28 E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. 29 Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. 30 E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou. 31 Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?

Como prudente construtor, devemos colocar o fundamento, o alicerce que é a salvação pela fé em Jesus Cristo (a rocha) e é Ele (Jesus) quem edifica.

Nunca julguemos para não sermos julgados, antes julguemos a nós mesmos, para não sermos julgados pelo Senhor, pois Ele corrige a quem ama e castigará a carne (o corpo) para que a alma não se perca: I Coríntios 11: 30 Por causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem. 31 Porque, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. 32 Mas, quando somos julgados, somos repreendidos pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo. 

  





Jesus é Deus? – 14/03/2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://jesusedeuss.blogspot.com.br/

 

PERGUNTA: Jesus é Deus?

                                                                                                   

RESPOSTA: A resposta correta é não e sim!?

Apesar de nossa mente humana não conseguir compreender, Deus é sempiterno, ou seja: Ele sempre existiu e sempre vai existir, não tem origem e nem fim e Jesus é a primeira criação de Deus, o primeiro e único Filho, por isto dizemos que Ele é o (Primogênito e Unigênito), porem os dois são um só e nós também não conseguimos entender isto, nossa mente não tem capacidade para compreender isto, o máximo que podemos imaginar é que os dois são um só como se fosse uma sinapse neural, porem muito mais do que isto, é uma ligação muito maior, pois é uma ligação espiritual, como Jesus nos revelou no Evangelho segundo (João 17: 21-23), onde Jesus nos revela que nós também seremos um com Ele e o Pai são um: João 17: 21 Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste. 22 E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. 23 Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim.

Podemos ler em (II Coríntios 12:2-4) que o Apóstolo Paulo foi arrebatado e levado em espírito ao terceiro céu e Jesus lhe revelou muitas coisas das quais Paulo escreveu aos: Colossenses 1: 15 O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; 16 Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. 17 E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.

No Evangelho segundo (João 1) explica mais sobre Jesus: João 1: 1 No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. 2 Ele estava no princípio com Deus. 3 Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. 4 Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens. 5 E a luz resplandece nas trevas, e as trevas não a compreenderam.

Quando João fala “o verbo”, está falando de Jesus, pois tudo que existe foi criado através do “verbo”, da “palavra” que é Jesus, ex: Gênesis 1: 3 E disse Deus: Haja luz; e houve luz.

Portanto, a primeira criação de Deus foi Jesus, Ele é o primogênito de toda criação e a imagem de Deus! Jesus é superior a todas as coisas, pois n’Ele, através d’Ele, por Ele e para Ele, todas as coisas foram criadas! Quando se diz todas as coisas, não são apenas algumas coisas, mas sim todas elas, tanto as que se vêm como as que não se vêm, tanto as visíveis como também as invisíveis; inclusive todos os poderes espirituais, as forças, os governos e as autoridades! Por meio d’Ele e para Ele, Deus criou todo o Universo! (Colossenses 1: 15-17)

Portanto, através de Jesus todas as coisas foram criadas, inclusive os anjos que se rebelaram “lúcifer” (O Anjo caído o qual chamamos de demônio, satanás, antiga serpente)!

Apesar de ser uma criatura feita através de Jesus, lúcifer se exaltou, sendo criatura quis ser igual a Deus e Foi humilhado (Expulso do céu e jogado na terra)!

Jesus por outro lado, sendo antes de todos e maior que todos, se humilhou, sendo em forma de Deus (Ele é Deus na essência, na matéria prima) se fez homem por amor à nós e Foi exaltado por Deus (Ao seu nome, todo joelho se dobrará)!

Em resumo, o menor quis ser grande e foi humilhado e o que realmente era grande (Jesus) se humilhou por amor a nós e foi engrandecido (exaltado) por Deus.

Isto porque ninguém toca na glória de Deus! Jesus é a primeira criação de Deus, é Filho e também Deus, porem Ele não aceitou nem ser chamado “bom”, antes quando o chamaram de “Bom mestre” em (Mateus 19: 17) Jesus não aceitou e declarou: Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é Deus. (Mateus 19: 17)

Isto porque Jesus é justo e nunca quis ser maior e nem mesmos se fez igual a Deus como lúcifer tentou, e por isto Deus exaltou Jesus ao pondo de dizer d’Ele: “Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de eqüidade é o cetro do teu reino. Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu Com óleo de alegria mais do que a teus companheiros. E: Tu, Senhor, no princípio fundaste a terra, E os céus são obra de tuas mãos. Eles perecerão, mas tu permanecerás; E todos eles, como roupa, envelhecerão, e como um manto os enrolarás, e serão mudados. Mas tu és o mesmo, E os teus anos não acabarão.” Podemos encontrar esta passagem em: (Hebreus 1: 8-12)   

 

-------------------------

 

Segunda parte

Se você quiser continuar lendo, vou falar com detalhes em que lúcifer se exaltou, o que aconteceu com ele e o que vai acontecer e claro, vou falar também sobre JESUS CRISTO, quem Ele era antes de vir viver como homem, para que Ele veio, como Ele viveu, como Ele é hoje e o que irá acontecer.

Baseado na Bíblia, vou falar sobre lúcifer e sobre JESUS CRISTO:

1 - lúcifer era um anjo de luz que se exaltou, sendo criatura quis ser maior que Deus e Foi humilhado!

a) - E houve batalha no céu; Miguel e os seus anjos batalhavam contra o dragão, e batalhavam o dragão e os seus anjos, mas não prevaleceram, nem mais o seu lugar se achou nos céus e foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás, que engana todo o mundo; ele foi precipitado na terra, e os seus anjos foram lançados com ele. (Apocalipse 12: 7-9)

b) - Como caíste desde o céu, ó estrela da manhã, filha da alva! Como foste cortado por terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte. Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo. E contudo levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo. (Isaías 14: 12-15)

 c) - Tu eras o selo da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura. Estiveste no Éden, jardim de Deus; de toda a pedra preciosa era a tua cobertura: sardônia, topázio, diamante, turquesa, ônix, jaspe, safira, carbúnculo, esmeralda e ouro; em ti se faziam os teus tambores e os teus pífaros; no dia em que foste criado foram preparados. Tu eras o querubim, ungido para cobrir, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti. Na multiplicação do teu comércio encheram o teu interior de violência, e pecaste; por isso te lancei, profanado, do monte de Deus, e te fiz perecer, ó querubim cobridor, do meio das pedras afogueadas. Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei, diante dos reis te pus, para que olhem para ti. Pela multidão das tuas iniqüidades, pela injustiça do teu comércio profanaste os teus santuários; eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu e te tornei em cinza sobre a terra, aos olhos de todos os que te vêem. (Ezequiel 28: 12-18)

d) - O que ainda vai acontecer: E vi descer do céu um anjo, que tinha a chave do abismo, e uma grande cadeia na sua mão. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo e Satanás, e amarrou-o por mil anos. E lançou-o no abismo, e ali o encerrou, e pôs selo sobre ele, para que não mais engane as nações, até que os mil anos se acabem. E depois importa que seja solto por um pouco de tempo. (Apocalipse 20: 1-3)

e) - E, acabando-se os mil anos, Satanás será solto da sua prisão e sairá a enganar as nações que estão sobre os quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, cujo número é como a areia do mar, para as ajuntar em batalha. E subiram sobre a largura da terra, e cercaram o arraial dos santos e a cidade amada; e de Deus desceu fogo, do céu, e os devorou. E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde está a besta e o falso profeta; e de dia e de noite serão atormentados para todo o sempre. (Apocalipse 20: 1-3)

 

2 - Agora vamos conhecer a perfeição de JESUS CRISTO, nos lembrando sempre que Ele é o nosso Mestre e também nosso Senhor e Salvador, pois o Deus único e verdadeiro que criou todas as coisas, também nos criou e por amor nos escolheu antes mesmo da fundação do mundo para sermos conforme seu Filho Jesus Cristo é em Espírito. Deus nos predestinou e nos enviou a Jesus para que pelo seu sacrifício, isto é, pelo seu sangue que foi derramado na cruz, nós os que cremos e esperamos somente n’Ele, fossemos resgatados, justificados, perdoados e feitos também filhos de Deus e co-herdeiros juntamente com Ele (Jesus), do reino que nos está preparado desde a fundação do mundo. (Romanos 8: 28-30); (Romanos 8: 17); (João 1: 12)

a) - Jesus é filho e também Deus, pois como está escrito: No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez. (João 1: 1-3)

b) - 12 Dando graças ao Pai que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz; 13 O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor; 14 Em quem temos a redenção pelo seu sangue, a saber, a remissão dos pecados; 15 O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; 16 Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. 17 E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.  (Colossenses 1 : 12-17)

c) - E ao anjo da igreja que está em Laodicéia escreve: Isto diz o Amém, a testemunha fiel e verdadeira, o princípio da criação de Deus:.  (Apocalipse 3  : 14)

d) - Mesmo sendo Ele em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai. (Filipenses 2: 6-11)

e) - Ele é o exemplo de humilde e submissão, pois se despiu de todas as suas prerrogativas de Deus e se fez homem, e não um grande homem, como um rei, não! Antes veio viver como servo de todos. (Lucas 22: 27 Pois qual é maior: quem está à mesa, ou quem serve? Porventura não é quem está à mesa? Eu, porém, entre vós sou como aquele que serve.)

f) - Entrou em Jerusalém montado em um jumentinho como estava escrito que seria e não montado em um cavalo digno do Rei que é: (Zacarias 9: 9 Alegra-te muito, ó filha de Sião; exulta, ó filha de Jerusalém; eis que o teu rei virá a ti, justo e salvo, pobre, e montado sobre um jumento, e sobre um jumentinho, filho de jumenta.); e se cumpriu: (Mateus 21: 5 Dizei à filha de Sião: Eis que o teu Rei aí te vem, Manso, e assentado sobre uma jumenta, E sobre um jumentinho, filho de animal de carga.)

g) - Não se apegou a este mundo, não veio morar em um palácio real digno do Rei dos Reis que é; para nos dar o exemplo, mesmo sendo Deus, Jesus não teve onde reclinar a cabeção, porque optou por viver para nos ensinar e nos dar o exemplo de humildade e amor, e cumprir sua missão que era: Dar a vida por nós. (Mateus 8: 20 E disse Jesus: As raposas têm covis, e as aves do céu têm ninhos, mas o Filho do homem não tem onde reclinar a cabeça.) E também: (João 3: 14 E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; 15 Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.)

h) – Mesmo tendo todo o poder (sendo Deus), por amor à nós, Jesus se deixou ser humilhado e crucificado: (Isaías 53: 7 Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua boca.); e se cumpriu o que esta escrito d’Ele: (João 19: 10 Disse-lhe, pois, Pilatos: Não me falas a mim? Não sabes tu que tenho poder para te crucificar e tenho poder para te soltar?) Obs.: Jesus se deixou crucificar, pois Ele poderia ter orado ao Pai que este lhe daria mais de doze legiões de anjos: (Mateus 26: 53). Mas Ele veio para isto: (João 12: 27 Agora a minha alma está perturbada; e que direi eu? Pai, salva-me desta hora; mas para isto vim a esta hora.) Jesus chegou à repreender Pedro que o queria livrar da cruz: (Mateus 16: 23 Ele, porém, voltando-se, disse a Pedro: Para trás de mim, Satanás, que me serves de escândalo; porque não compreendes as coisas que são de Deus, mas só as que são dos homens.)

i) - Demonstrou verdadeiro amor por todos os homens, pois Ele orou por aqueles que o crucificavam: (Lucas 23: 33 E, quando chegaram ao lugar chamado a Caveira, ali o crucificaram, e aos malfeitores, um à direita e outro à esquerda. 34 E dizia Jesus: Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem. E, repartindo as suas vestes, lançaram sortes.)

 j) - Porem Deus o ressuscitou dentre os mortos e colocou o seu nome sobre todos os nomes: (Filipenses 2: 9 Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome. 10 Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, 11 E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai.)

k) - E Deus também lhe deu poder sobre todas as coisas: (Mateus 28: 18 E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra.)

l) - Ele vai voltar para julgar o mundo: (João 5: 25 Em verdade, em verdade vos digo que vem a hora, e agora é, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e os que a ouvirem viverão. 26 Porque, como o Pai tem a vida em si mesmo, assim deu também ao Filho ter a vida em si mesmo; 27 E deu-lhe o poder de exercer o juízo, porque é o Filho do homem. 28 Não vos maravilheis disto; porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. 29 E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação.

m) - Ele não julgará segundo o que vê ou ouve, não! Por ter os sete espíritos de Deus, Jesus julgará segundo o coração de cada um: Isaías 11: 2 E repousará sobre ele o Espírito do SENHOR, o espírito de sabedoria e de entendimento, o espírito de conselho e de fortaleza, o espírito de conhecimento e de temor do SENHOR. 3 E deleitar-se-á no temor do SENHOR; e não julgará segundo a vista dos seus olhos, nem repreenderá segundo o ouvir dos seus ouvidos. 4 Mas julgará com justiça aos pobres, e repreenderá com eqüidade aos mansos da terra; e ferirá a terra com a vara de sua boca, e com o sopro dos seus lábios matará ao ímpio.

n) - Portanto, aprendamos a amar e a perdoar, pois o grande mandamento d’Ele é o amor: João 13: 34 Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.

o) - E façamos o que Ele nos mandou fazer: (Mateus 16: 15 E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. 16 Quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. 17 E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; 18 Pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão.)   

p) - Porque este Jesus homem, fraco e pequeno que o mundo conheceu, hoje é assim: (Apocalipse 21: 6 E disse-me mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida.) E também: (Apocalipse 22: 13 Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, o primeiro e o derradeiro. 14 Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas.)

 






Como nós Cristão devemos nos proceder

Nova Tradução na Linguagem de Hoje

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://comodeveosproceder.blogspot.com.br/

 

Colossenses 2

2.4   Eu digo isso a vocês para que não deixem que ninguém os engane com explicações falsas, mesmo que pareçam muito boas.


2.5   Porque, embora no corpo eu esteja longe, em espírito eu estou com vocês. E fico alegre em saber que vocês estão unidos e firmes na fé em Cristo.


2.6   Portanto, já que vocês aceitaram Cristo Jesus como Senhor, vivam unidos com ele.


2.7   Estejam enraizados nele, construam a sua vida sobre ele e se tornem mais fortes na fé, como foi ensinado a vocês. E dêem sempre graças a Deus.


2.8   Tenham cuidado para que ninguém os torne escravos por meio de argumentos sem valor, que vêm da sabedoria humana. Essas coisas vêm dos ensinamentos de criaturas humanas e dos espíritos que dominam o Universo e não de Cristo.


2.9   Pois em Cristo, como ser humano, está presente toda a natureza de Deus,


2.10   e, por estarem unidos com Cristo, vocês também têm essa natureza. Ele domina todos os poderes e autoridades espirituais.


2.11   Por estarem unidos com Cristo, vocês foram circuncidados não com a circuncisão que é feita no corpo, mas com a circuncisão feita por Cristo, pela qual somos libertados do poder da natureza pecadora.


2.12   Pois, quando vocês foram batizados, foram sepultados com Cristo; e no batismo também foram ressuscitados com ele por meio da fé que vocês têm no grande poder de Deus, o mesmo Deus que ressuscitou Cristo.


2.13   Antigamente vocês estavam espiritualmente mortos por causa dos seus pecados e porque eram não-judeus e não tinham a lei. Mas agora Deus os ressuscitou junto com Cristo. Deus perdoou todos os nossos pecados


2.14   e anulou a conta da nossa dívida, com os seus regulamentos que nós éramos obrigados a obedecer. Ele acabou com essa conta, pregando-a na cruz.


2.15   E foi na cruz que Cristo se livrou do poder dos governos e das autoridades espirituais. Ele humilhou esses poderes publicamente, levando-os prisioneiros no seu desfile de vitória.


2.16   Portanto, que ninguém faça para vocês leis sobre o que devem comer ou beber, ou sobre os dias santos, e a Festa da Lua Nova, e o sábado.


2.17   Tudo isso é apenas uma sombra daquilo que virá; a realidade é Cristo.


2.18   Não deixem que ninguém os humilhe, afirmando que é melhor do que vocês porque diz ter visões e insiste numa falsa humildade e na adoração de anjos. Essas pessoas não têm nenhum motivo para estarem cheias de si, pois estão pensando como qualquer outra criatura humana pensa.


2.19   Elas não estão ligadas a Cristo, que é a cabeça. Cristo controla o corpo todo, o alimenta e mantém unido por meio das juntas e ligamentos, e assim o corpo cresce como Deus quer que cresça.


2.20   Vocês morreram com Cristo e por isso estão livres dos espíritos maus que dominam o Universo. Então, por que é que vocês estão vivendo como se fossem deste mundo? Não obedeçam mais a regras como estas:


2.21   “Não toque nesta coisa”, “não prove aquela”, “não pegue naquela”.


2.22   Todas essas proibições têm a ver com coisas que se tornam inúteis depois de usadas. São apenas regras e ensinamentos que as pessoas inventam.


2.23   De fato, essas regras parecem ser sábias, ao exigirem a adoração forçada dos anjos, a falsa humildade e um modo duro de tratar o corpo. Mas tudo isso não tem nenhum valor para controlar as paixões que levam à imoralidade.


 

 

Colossenses 3

3.1   Vocês foram ressuscitados com Cristo. Portanto, ponham o seu interesse nas coisas que são do céu, onde Cristo está sentado ao lado direito de Deus.


3.2   Pensem nas coisas lá do alto e não nas que são aqui da terra.


3.3   Porque vocês já morreram, e a vida de vocês está escondida com Cristo, que está unido com Deus.


3.4   Cristo é a verdadeira vida de vocês, e, quando ele aparecer, vocês aparecerão com ele e tomarão parte na sua glória.


3.5   Portanto, matem os desejos deste mundo que agem em vocês, isto é, a imoralidade sexual, a indecência, as paixões más, os maus desejos e a cobiça, porque a cobiça é um tipo de idolatria.


3.6   Pois é por causa dessas coisas que o castigo de Deus cairá sobre os que não lhe obedecem.


3.7   Antigamente a vida de vocês era dominada por esses desejos, e vocês viviam de acordo com eles.


3.8   Mas agora livrem-se de tudo isto: da raiva, da paixão e dos sentimentos de ódio. E que não saia da boca de vocês nenhum insulto e nenhuma conversa indecente.


3.9   Não mintam uns para os outros, pois vocês já deixaram de lado a natureza velha com os seus costumes


3.10   e se vestiram com uma nova natureza. Essa natureza é a nova pessoa que Deus, o seu criador, está sempre renovando para que ela se torne parecida com ele, a fim de fazer com que vocês o conheçam completamente.


3.11   Como resultado disso, já não existem mais judeus e não-judeus, circuncidados e não-circuncidados, não-civilizados, selvagens, escravos ou pessoas livres, mas Cristo é tudo e está em todos.


3.12   Vocês são o povo de Deus. Ele os amou e os escolheu para serem dele. Portanto, vistam-se de misericórdia, de bondade, de humildade, de delicadeza e de paciência.


3.13   Não fiquem irritados uns com os outros e perdoem uns aos outros, caso alguém tenha alguma queixa contra outra pessoa. Assim como o Senhor perdoou vocês, perdoem uns aos outros.


3.14   E, acima de tudo, tenham amor, pois o amor une perfeitamente todas as coisas.


 






Centro da Bíblia – 14/03/2013

 Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://centrodabiblia.blogspot.com.br/

Qual é o versículo central da Bíblia? Salmos 118: 15 Nas tendas dos justos há voz de júbilo e de salvação; a destra do SENHOR faz proezas.

Não é apenas uma curiosidade, são muitas “coincidências”, que na verdade não são coincidências e sim o poder de Deus que comprova a veracidade da Bíblia, pois nos acreditamos que aproximadamente 40 homens escreveram os 66 livros da Bíblia, contudo, a Bíblia tem um único autor intelectual que foi o Espírito Santo de Deus. Significa dizer que os autores dos livros não escreveram aquilo que queriam, mas o que Deus queria que eles escrevessem.

 A Bíblia Sagrada canônica, evangélica (Bíblia não apócrifa) é composta de 66 livros, sendo: 39 no Velho Testamento e 27 no Novo Testamento.

A Bíblia é única. Contudo, as chamadas versões evangélicas como, por exemplo: “João Ferreira de Almeida” contêm sete livros a menos que as versões católicas. São eles: Tobias, Judite, I Macabeus, II Macabeus, Baruque, Sabedoria, Eclesiástico.

Portanto vamos falar da “João Ferreira de Almeida” que possui 1.189 capítulos.

Se dividirmos por 2 teremos o Salmos 118 no centro, 594 capítulos a frente e também 594 capítulos para traz, pois temos que diminuir 1 que é o capítulo: Salmos 118.

Interessante também observar que 1.189 – 1 = 1.188 se acrescentarmos dois pontos no último digito, resultará = 118:8 que diz: “Salmos 118: 8 É melhor confiar no SENHOR do que confiar no homem.”

Porem este não é o versículo central e sim o versículo 15, porque o “Salmos 118” contem 29 versículos – 1 = 28 que divididos por 2 = 14 à frente e 14 à traz do versículo 15 que é o central e diz: “Salmos 118: 15 Nas tendas dos justos há voz de júbilo e de salvação; a destra do SENHOR faz proezas.”

Interessante também observar que o “Salmo 118” fica entre o menor de todos os capítulos da Bíblia que é o “Salmos 117” e o maior de todos que é o “Salmos 119”.

Vamos analisar o que Deus está nos dizendo nestes dois versículos?

Salmos 118:8 “É melhor confiar no SENHOR do que confiar no homem” nos mostra todo o princípio da nossa fé, pois não temos recursos próprio e Deus tem (Ele criou todas as coisas) e por isto temos que nos colocar na total dependência d’Ele.

Salmos 118: 15 “Nas tendas dos justos há voz de júbilo e de salvação; a destra do SENHOR faz proezas” Aqui está a grande proeza feita pelas mãos de Deus: Nossa salvação que é pela da fé em Jesus Cristo.

Jesus sendo Deus em sua essência, veio viver como homem, cumpriu todas as leis e se deu a si mesmo em sacrifício por nós. Ele nos justificou (nos tornou justo) se fazendo maldito por nós: “Gálatas 3: 13 Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro.” E como também está escrito: “O justo viverá da fé” (Habacuque 2:4), (Romanos 1:17), (Gálatas 3:11) e (Hebreus 10:38).

Portanto, pelo sacrifício de Jesus, quem crê n’Ele  tem a vida eterna (a salvação da alma): “João 6: 47 Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna.” Porque fomos feitos justo e o justo viverá da fé.

Ainda somos pecadores, pois como está escrito “Romanos 3: 23 Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; 24 Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, pela redenção que há em Cristo Jesus.

Antes de Jesus não éramos justos: “Romanos 3: 10 Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer.” Porem agora nós os cristãos fomos feitos justos, porque: “Gálatas 3: 13 Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; porque está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro;

Portanto ainda somos pecadores, todos nós, pois somente Jesus viveu como homem e nunca pecou, mas fomos feitos justos e como está escrito: “Hebreus 10: 38 Mas o justo viverá da fé; E, se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele.

Mas então quer dizer que eu posso pecar a vontade que se eu crer em Jesus serei salvo?

O pecado mata a carne: “I Coríntios 11: 30 Por causa disto há entre vós muitos fracos e doentes, e muitos que dormem. 31 Porque, se nós nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados. 32 Mas, quando somos julgados, somos repreendidos pelo Senhor, para não sermos condenados com o mundo.

Vamos nos desviar de todo pecado, julgando a nós mesmos, examinando a nossa consciência e seguindo o que o Espírito Santo nos diz através dela, pois as leis de Deus estão escritas nela como lemos em: ”Jeremias 31: 33 Mas esta é a aliança que farei com a casa de Israel depois daqueles dias, diz o SENHOR: Porei a minha lei no seu interior, e a escreverei no seu coração; e eu serei o seu Deus e eles serão o meu povo.

Se seguirmos nossa consciência e nos julgarmos a nós mesmos, não seremos julgados pelo Senhor. Mas se não nos julgarmos a nós mesmos, por amor a nós o Senhor nos julgará e nos castigará para não sermos condenados junto com o mundo, pois nós Cristãos seremos salvos sim pelo poder de Jesus que nos liberta das escravidões dos pecados como está escrito: “João 8: 34 Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado. 35 Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre. 36 Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” Porem temos o livre arbítrio e temos que buscar ao Senhor e também buscar obedecê-lo, pois quando necessário Ele nos castigará no corpo para que não percamos a vida eterna.

 

Para confirmar isto, vamos nos lembrar que Paulo mandou entregar à satanás um cristão que estava em pecado, praticando fornicação como a mulher do seu pai (I Coríntios 5) Este cristão foi entregue à satanás para destruição da carne (castigo no corpo pelo pecado), para que o espírito fosse salvo no dia do Senhor (julgamento final) e obtivesse a salvação da alma: “I Coríntios 5: 5 Seja entregue a Satanás para destruição da carne, para que o espírito seja salvo no dia do SENHOR Jesus.

Segundo a Nova Tradução na Linguagem de Hoje: “I Coríntios 5: 5 Entreguem esse homem a Satanás, para que o seu corpo seja destruído, mas o seu espírito seja salvo no Dia do Senhor.

Concluímos, portanto que quem realmente crê em Jesus e é aceito por Ele recebendo o Espírito Santo por testemunho não pode ser condenado à morte espiritual, mas será salvo no dia do juízo; e se este cristão se desviar e propositalmente andar em pecado sofrerá, pois será corrigido e castigado pelo Senhor para que não perca a vida eterna.

“Salmos 118: 15 Nas tendas dos justos há voz de júbilo e de salvação; a destra do SENHOR faz proezas.”

Na casa dos que foram justificados pelo sangue de Jesus há alegria e salvação; pois esta é a obra de Deus: A salvação pela fé em seu Filho Jesus Cristo!

Um dia perguntarem a Jesus: Que faremos para executarmos as obras de Deus? “João 6: 29 Jesus respondeu, e disse-lhes: A obra de Deus é esta: Que creiais naquele que ele enviou.

Então podemos pensar com hipocrisia dizendo: Já que tenho a salvação garantida vou viver conforme a carne.

Nunca façamos isto, pois se pecarmos voluntariamente, estaremos negligenciando a cruz de Cristo: “Hebreus 10: 26 Porque, se pecarmos voluntariamente, depois de termos recebido o conhecimento da verdade, já não resta mais sacrifício pelos pecados, 27 Mas uma certa expectação horrível de juízo, e ardor de fogo, que há de devorar os adversários. 28 Quebrantando alguém a lei de Moisés, morre sem misericórdia, só pela palavra de duas ou três testemunhas. 29 De quanto maior castigo cuidais vós será julgado merecedor aquele que pisar o Filho de Deus, e tiver por profano o sangue da aliança com que foi santificado, e fizer agravo ao Espírito da graça? 30 Porque bem conhecemos aquele que disse: Minha é a vingança, eu darei a recompensa, diz o Senhor. E outra vez: O Senhor julgará o seu povo. 31 Horrenda coisa é cair nas mãos do Deus vivo.

Vamos meditar nestas palavras: I Coríntios 10: 1 ORA, irmãos, não quero que ignoreis que nossos pais estiveram todos debaixo da nuvem, e todos passaram pelo mar. 2 E todos foram batizados em Moisés, na nuvem e no mar, 3 E todos comeram de uma mesma comida espiritual, 4 E beberam todos de uma mesma bebida espiritual, porque bebiam da pedra espiritual que os seguia; e a pedra era Cristo. 5 Mas Deus não se agradou da maior parte deles, por isso foram prostrados no deserto. 6 E estas coisas foram-nos feitas em figura, para que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram. 7 Não vos façais, pois, idólatras, como alguns deles, conforme está escrito: O povo assentou-se a comer e a beber, e levantou-se para folgar. 8 E não nos prostituamos, como alguns deles fizeram; e caíram num dia vinte e três mil. 9 E não tentemos a Cristo, como alguns deles também tentaram, e pereceram pelas serpentes. 10 E não murmureis, como também alguns deles murmuraram, e pereceram pelo destruidor. 11 Ora, tudo isto lhes sobreveio como figuras, e estão escritas para aviso nosso, para quem já são chegados os fins dos séculos. 12 Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia. 13 Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus, que não vos deixará tentar acima do que podeis, antes com a tentação dará também o escape, para que a possais suportar.

Portanto, quem acredita estar vivendo conforme a vontade de Deus tenha cuidado para não cair (não pecar), mas se desviar de todo pecado, pois tudo que aconteceu com os nossos antepassados foi para nos servir de exemplo.

As tentações que nós temos que enfrentar são as mesmas que os outros enfrentam; mas Deus cumpre a sua promessa e não deixará que soframos tentações maiores das que podemos suportar, pois quando uma tentação vier, Deus nos dará forças para suportá-la, e assim poderemos sair dela.

Se dissermos em nossos corações: - Temos Jesus como nosso Salvador e, portanto, podemos continuar no pecado, será que não estamos fazendo exatamente como fizeram os Judeus que diziam ser filhos de Abraão e, portanto, eram herdeiros da promessa e não se esforçavam para andar nos caminhos do Senhor que é o caminha da justiça?

João já nos dizia: “Lucas 3: 8 Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento, e não comeceis a dizer em vós mesmos: Temos Abraão por pai; porque eu vos digo que até destas pedras pode Deus suscitar filhos a Abraão.” E Deus fez isto, os judeus foram convidados para as bodas do Cordeiro e recusaram e Deus chamou a nós, os não judeus que não éramos povo seu e fez de nós os gentios também filhos de Abraão pela fé em Jesus Cristo.

Portanto vamos produzir frutos dignos de arrependimento e não ficar dizendo em nossos corações: - Somos Cristãos e temos a salvação pela fé em Jesus e podemos viver no pecado! Não podemos não!

João falou dos frutos dignos de arrependimento que devemos produzir: “Lucas 3: 11 ...Quem tiver duas túnicas, reparta com o que não tem, e quem tiver alimentos, faça da mesma maneira.

Jesus nos ensinou exatamente isto quando contou através de uma parábola como seria no juízo final: “Mateus 25: 31 E quando o Filho do homem vier em sua glória, e todos os santos anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; 32 E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; 33 E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. 34 Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; 35 Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; 36 Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me.

E quando os justos lhe perguntarem dizendo: Quando fizermos isto, Jesus responderá: “Mateus 25: 40 E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.

Produzir frutos dignos de arrependimento é fazer ao semelhante tudo que gostaríamos que fizessem por nós!

Deixar o pecado é deixar a impiedade (falta de piedade, falta de amor) e deixar também a iniquidade (falta de equidade, falta de igualdade, falta de justiça).

Temos a salvação pela fé em Jesus Cristo? Sim! Mas se somos realmente cristãos não praticamos a iniquidade e muitos que até estão nas igrejas escutarão isto de Jesus: “Mateus 7: 22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? 23 E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade.” Iniquidade é sinônimo de: Maldade, injustiça, crueldade, arbitrariedade, desigualdade, tirania, barbaridade, judiacão  ou judiaria, etc.

É impossível quem acreditou em Jesus e recebeu o Espírito Santo de Deus viver praticando a iniqüidade e acreditem: Não somos nós quem escolhemos crer em Jesus; é Deus quem nos escolhe e envia a Jesus para a justificação pelo seu sangue, e Jesus tem que nos aceitar e quando Ele nos aceita o testemunho é o Espírito Santo de Deus que recebemos e que passa a viver em nós.

Claro que Jesus não recusa nenhum que Deus lhe envia: “João 6: 37 Todo o que o Pai me dá virá a mim; e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora. 38 Porque eu desci do céu, não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou. 39 E a vontade do Pai que me enviou é esta: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no último dia.

Portanto, vamos crer em Jesus e guardar os seus mandamentos, pois como está escrito: “João 14: 23 Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.

Vamos guardar o mandamento de Jesus que é o AMOR: “João 13: 34 Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.

Pois como Jesus declarou: “João 15: 10 Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.

Na sequência Ele nos responde qual é o mandamento d’Ele: “João 15: 12 O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.

E ainda confirma com uma ordenança: “João 15: 17 Isto vos mando: Que vos ameis uns aos outros.

Portanto vamos praticar o amor; amando a Deus sobre todas as coisas e ao nosso próximo como a nós mesmos (Mateus 22: 36-40), pois como está escrito: “Romanos 13: 10 O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor.” E também: “Gálatas 5: 14 Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.” E também: “I João 3: 16 Conhecemos o amor nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos.

E para finalizar, agora que sabemos que tudo se resume no AMOR, vamos entender o que é o verdadeiro amor: “I Coríntios 13: 3 E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.






Vivendo na dependência de Deus – 12 03 2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://dependenciadedeuss.blogspot.com.br/

 

A prioridade de Deus é a salvação de nossas almas (vida eterna) e para isto temos que aprender muito e crescer muito ainda até chegarmos a estatura de Cristo (varão perfeito), pois este é o propósito de Deus para nossas vidas, que sejamos conforme Jesus: (Romanos 8: 28 E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. 29 Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.)

Este crescimento só é possível se vivermos na total dependência de Jesus, pois como lemos em (João 15) Jesus é a videira verdadeira que tem suas raízes ligadas em Deus e nós somos as galhas enxertadas que não têm raízes próprias e, portanto, temos que estar ligados em Jesus: (João 15: 7 Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.)

Jesus é o caminho a verdade e a vida; Ele é a luz do mundo e distante d’Ele só há trevas e quem anda nas trevas (escuridão) não sabe para onde está indo e tropeça, cai e se machuca.

Quando lemos que o justo viverá da fé: (Habacuque 2:4), (Romanos 1:17), (Gálatas 3:11) e (Hebreus 10:38), devemos entender que isto se aplica em todos os sentidos, seja no sentido da salvação da alma, seja no sentido do nosso cotidiano.

A vontade de Deus é que sejamos totalmente dependentes d’Ele através de Jesus Cristo, porque Deus sabe que se tentarmos nos estribar (confiar) em nossas próprias capacidades humanas, só erraremos e por amor a nós, Deus quer que estejamos sobe a proteção do seu Filho, o qual Ele instituiu nosso Sacerdote Eterno.

Jesus nos ensinou a confiar totalmente em Deus e não em nossas próprias capacidades, pois não as temos e Deus tem! Mateus 6: 25 Por isso vos digo: Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário? 26 Olhai para as aves do céu, que nem semeiam, nem segam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não tendes vós muito mais valor do que elas?

Certamente nós homens temos mais valor para Deus do que as aves, pois fomos feitos sua imagem e semelhança e Ele já provou o quanto nos ama quando nos deu o que Ele mais amava para nos resgatar: A vida do Filho do seu amor (Jesus Cristo).

Mas então porque muitos de nos estão passando por tantas dificuldades como: Falta de dinheiro, falta de saúde, falta de paz, etc?

Será que estamos verdadeiramente vivendo na total dependência de Deus através de Jesus, ou estamos buscando conquistar aquilo que achamos ser bom para nós pelas nossas próprias forças?

Jesus nos ensina a ser verdadeiramente dependentes e a pedir sempre: Mateus 7: 7 Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á. 8 Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á. 9 E qual de entre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? 10 E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente? 11 Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem? 12 Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.

Mas será que estamos ao menos pedindo? Só quem acredita pede!

E se estamos pedindo e não estamos recebendo, surge outra pergunta: Será que estamos aptos a receber, será que já estamos prontos à receber tudo o que Deus quer nos dar?

Será que conseguiremos administrar tudo sem nos perdermos a nós mesmos? Mateus 16: 26 Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? Ou que dará o homem em recompensa da sua alma?

Deus nos conhece muito mais do que nós mesmos nos conhecemos e Ele sabe o que é bom ou ruim para nossas vidas.

Nem sempre dar tudo que gostaríamos de dar aos nossos filhos é bom para eles e conosco não é diferente, pois diante de Deus somos como crianças e como estamos neste mundo para aprendermos duas coisas básicas que são: A amar a Deus sobre todas as coisas e aos nossos semelhantes como a nós mesmos, os presentes que Deus quer nos dar, podem atrapalhar nosso crescimento se não estivermos amadurecidos espiritualmente.

Estamos sendo preparado para a vida eterna e a medida que vamos aprendendo a amar, mais condições teremos de receber as bênçãos que Deus tanto quer nos dar, e acredite, Ele quer nos dar tudo: Paz, saúde, felicidade, prosperidade e tudo o mais; porem a prioridade, o que Ele mais quer nos dar é a vida eterna, a salvação de nossas almas e se ainda há maldades (impiedade) e injustiças (iniqüidade) em nós, necessitamos de correção e não de presentes, pois como um pai que ama corrige um filho quando este está no caminho errado, Deus também nos corrige para que encontremos o caminho certo, que é o caminho da justiça, do amor, da fé em Jesus e da total dependência de Deus.

Portanto, vamos colocar em pratica este ensinamento de Jesus: Mateus 6: 33 Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

Para o nosso próprio bem (para o nosso amadurecimento espiritual), Deus quer que sejamos misericordiosos e que busquemos conhece-lo para andarmos sempre na sua presença, pois Ele é a fonte da vida e tudo mais que necessitamos: Oséias 6: 6 Porque eu quero a misericórdia, e não o sacrifício; e o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos.

Vamos aprender a priorizar o mais importante, Jesus nos disse o que é mais importante: Mateus 23: 23 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a ; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas.

Foi por isto que Jesus declarou duas vezes dizendo o que Deus mais quer de nós e claro para o nosso próprio bem (para o nosso crescimento espiritual):

- Mateus 9: 13 Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.

- Mateus 12: 7 Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício, não condenaríeis os inocentes.  





A salvação anunciada aos gentios – 11 03 2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://asalvacaodosgentios.blogspot.com.br/

 

Neste texto, vou tentar provar através da Bíblia alguns pontos importantes:

1º - Que a salvação é pela fé em Jesus Cristo;

2º - Que nós os não judeus fomos enxertados na videira verdadeira que é Jesus pela fé e, portanto, não podemos nos orgulhar disso, pois não foi por merecimento nosso e sim pela graça de Deus;

3º - Que fomos predestinados para sermos conforme o Filho do amor de Deus que é Jesus;

4º - Que o sangue de Jesus é mais que suficiente para nos tornar justos e aceitáveis á Deus, não havendo necessidade de outro tipo de sacrifício ou oferta para sermos aceitos; e, portanto, quem tenta se justificar a si mesmo é porque na verdade não aceitou a justificação pelo sangue de Cristo.

 

Jesus enviou o Apóstolo Paulo à nós os não judeus, portanto, vamos conhecer um pouco o ministério de Paulo e sua interpretação do Evangelho.

Paulo foi escolhido por Jesus antes mesmo de nascer (Gálatas 1: 15) para anunciar o Evangelho da salvação a nós os gentios, porem por ser zeloso das coisas de Deus, achando estar certo, perseguiu a igreja de Cristo (Os cristãos) até que Jesus já mosto e ressuscitado o converteu na estrada para Damasco.

Enquanto os doze discípulos passaram três anos com Jesus, aprendendo em carne, Paulo foi arrebatado e ensinado em espírito por Jesus: II Coríntios 12: 2 CONHEÇO UM HOMEM em Cristo que há catorze anos (se no corpo, não sei, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) foi arrebatado ao terceiro céu. 3 E sei que o tal homem (se no corpo, se fora do corpo, não sei; Deus o sabe) 4 Foi arrebatado ao paraíso; e ouviu palavras inefáveis, que ao homem não é lícito falar.

Aos discípulos, Jesus enviou primeiro as ovelhas perdidas de Israel (Mateus 10: 6), ao povo judeu; Paulo porem que perseguia os cristãos, foi enviado à nós os não judeus e por ter perseguido a Cristo, Paulo que significa pequeno diz de o seguinte de si mesmo: I Coríntios 15: 9 Porque eu sou O MENOR dos apóstolos, que não sou digno de ser chamado apóstolo, pois que persegui a igreja de Deus.

A visão de Paulo quanto ao Evangelho da Salvação era perfeita, ele tinha consciência de que diante de Deus ninguém tem mérito algum e, portanto, não pode haver jactância (Ostentação de mérito), e por isto, depois de ter sido o Apóstolo que mais se dedicou ao Evangelho, o que mais trabalhou para Cristo, o que foi perseguido e até apedrejado por amor ao Evangelho da salvação, declara: Gálatas 6: 14 ...Longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo.

Então Paulo nos traz o Evangelho desta maneira: (I Timóteo 1: 15 Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal.) E verdadeiramente Jesus não veio para os sãos, mas para os doentes, como Ele mesmo declarou: Marcos 2: 17 E Jesus, tendo ouvido isto, disse-lhes: Os sãos não necessitam de médico, mas, sim, os que estão DOENTES; eu não vim chamar os justos, mas, sim, os pecadores ao arrependimento.

Nós sabemos que a salvação vem dos judeus, como o próprio Jesus declarou à mulher samaritana: (João 4: 22 Vós adorais o que não sabeis; nós adoramos o que sabemos porque a salvação vem dos judeus.) Mas apesar do zelo dos judeus e da busca pela salvação, eles rejeitaram a salvação de Deus que é Jesus Cristo; e nós que não éramos galhas naturais, fomos enxertados na videira verdadeira que é Jesus.

Portanto, temos que nos lembrar sempre de que estamos em pé pela fé e não pelas nossas boas obras, pois como está escrito: Romanos 3: 20 Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado.

Os judeus que procuravam uma lei para serem aceitos por Deus, não encontraram; e nós os gentios que não procurávamos encontramos; por quê? Porque aqueles judeus não aceitaram à Jesus como Salvador, eles não acreditaram que Jesus os podia justificar! Eles não foram pela fé, mas tentaram se justificar pelas obras da lei e tropeçaram na pedra de tropeço que é Jesus: Romanos 9: 31 Mas Israel, que buscava a lei da justiça, não chegou à lei da justiça. 32 Por quê? Porque não foi pela fé, mas como que pelas obras da lei; tropeçaram na pedra de tropeço; 33 Como está escrito: Eis que eu ponho em Sião uma pedra de tropeço, e uma rocha de escândalo; E todo aquele que crer nela não será confundido.

E agora que nós os não judeus que nem buscávamos fomos aceitos pela fé em Jesus, vamos nos ensoberbecer e nos achar merecedores da salvação pelas nossas boas obras? Olha o que Paulo nos diz quando a isto: Romanos 11: 20 Está bem; pela sua incredulidade foram quebrados, e tu estás em pé pela fé. Então não te ensoberbeças, mas teme. 22 Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, benignidade, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira também tu serás cortado.

Traduzindo: Paulo está nos dizendo, a nós os não judeus que devemos nos lembrar que os judeus foram cortados da arvore que é Jesus porque não acreditaram, e nós que não éramos ramos naturais fomos enxertados porque acreditamos e, portanto, não podemos ter orgulho disto, pois não é mérito nosso, é de graça, é pela graça de Deus. Portanto, ao invés de nos orgulharmos e nos gloriarmos, devemos temer (ter medo), pois se Deus castigou os ramos naturais por não crerem, porque não nos castigaria a nós os enxertados se deixarmos de crer em Cristo e passamos a crer em nós mesmos, no nosso “merecimento” pelas nossas boas obras?

Ninguém tem merecimento! Deus é bom e também é duro. Ele é duro para os que caíram e bom para conosco, se continuarmos sempre confiando na bondade dele, do contrário nós também seremos cortados.

Vamos nos lembrar do que está escrito: Efésios 2: 8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. 9 Não vem das obras, para que ninguém se glorie. 10 Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.

Ou seja: Pela graça de Deus, nós os não judeus fomos salvos, porque acreditamos e aceitamos Jesus como o Messias, o enviado de Deus, e isto não veio de nós mesmos, mas é um presente dado por Deus, porque nós fomos conhecidos, escolhidos e enviados por Deus à Cristo para a justificação antes mesmo da fundação do mundo: Efésios 1: 4 Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; 5 E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade.

Santificado significa separado! Deus nos separou e nos enviou a Jesus para sermos justificados e agora podemos nos apresentar diante de Deus sem culpa, pois fomos feitos justos pelo sacrifício de Jesus. Ainda somos pecadores, porem fomos justificados, pois Jesus se fez maldito por nós, para que fossemos feitos justos, e como está escrito: O justo viverá da fé!

Para entendermos melhor, vamos nos lembrar do que a Bíblia nos ensina: Que antes da criação do mundo, Deus já nos havia conhecido e escolhido para sermos d’Ele por meio da nossa união com Cristo, a fim de pertencermos somente a Deus (Separados ou Santificados) e nos apresentarmos diante dele sem culpa.

Por causa do seu amor por nós, Deus já havia resolvido que nos tornaria seus filhos, por meio de Jesus Cristo, pois este era o seu prazer e a sua vontade.

É exatamente como está escrito em: Romanos 8: 28 E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. 29 Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. 30 E aos que predestinou a estes também chamou; e aos que chamou a estes também justificou; e aos que justificou a estes também glorificou. 31 Que diremos, pois, a estas coisas? Se Deus é por nós, quem será contra nós?

Resumindo, o que estou tentando explicar é que foi Deus quem fez tudo: Ele nos escolheu, nos predestinou, nos chamou, nos justificou e nos glorificou! É como está escrito: (Efésios 2: 9 Não vem das obras, para que ninguém se glorie.) Pela graça de Deus somos salvos por meio da fé e isso não vem de nos, mas é um presente dado por Deus. A salvação não é o resultado dos nossos esforços; portanto, ninguém pode se orgulhar de tê-la, pois foi Deus quem nos fez o que somos agora; em nossa união com Cristo Jesus.

Deus nos criou para que fizéssemos as boas obras que Ele já havia preparado para nós (para que andássemos nelas).

Fomos criados para sermos conforme a imagem de Jesus Cristo (O Filho do amor de Deus)! Este é o propósito de Deus e o seu propósito sempre se cumprirá, porque Ele é Deus.

Portanto, vamos viver conforme fomos predestinados a viver: Colossenses 3: 12 Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; 13 Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. 14 E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição.

E nunca buscando a santificação da carne, a qual não tem valor algum para Deus, pois não pode aperfeiçoar o espírito: Colossenses 2: 20 Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como: 21 Não toques, não proves, não manuseies? 22 As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; 23 As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne.

Pois a lei não pode aperfeiçoar o espírito: Hebreus 10: 1 Porque tendo a lei a sombra dos bens futuros, e não a imagem exata das coisas, nunca, pelos mesmos sacrifícios que continuamente se oferecem cada ano, pode aperfeiçoar os que a eles se chegam.

A lei era apenas uma alegoria (Símbolo) para hoje que é a salvação pela fé em Jesus Cristo: Hebreus 9: 9 Que é uma alegoria para o tempo presente, em que se oferecem dons e sacrifícios que, quanto à consciência, não podem aperfeiçoar aquele que faz o serviço; 10 Consistindo somente em comidas, e bebidas, e várias abluções e justificações da carne, impostas até ao tempo da correção. 11 Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, isto é, não desta criação, 12 Nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção. 13 Porque, se o sangue dos touros e bodes, e a cinza de uma novilha esparzida sobre os imundos, os santifica, quanto à purificação da carne, 14 Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?

Traduzindo: O Antigo Testamento era um símbolo para hoje. As ofertas de animais sacrificados não podia tornar perfeito a nossa consciência, o nosso coração (tirar nossa consciência do pecado), mas o sacrifício de Jesus pode sim tornar perfeito nosso coração, nossa consciência (fazer com que nos sintamos justificados e filhos de Deus). Isto porque quando Jesus entrou no santo dos santos (na presença de Deus) com seu próprio sangue, Ele conquistou para nós a salvação eterna!

Porque se o sangue de animais podiam nos purificar (fazer com que nos sentíssemos perdoados por Deus), quanto mais o sangue do Filho de Deus nos trará uma consciência purificada e lavada?

Se o sacrifício de animais purificava os homens por fora e por um período de apenas um ano, o sacrifício de Jesus nos purificou por dentro (purificou nosso espírito) e não apenas por um ano, mas para sempre.

Portanto, o sangue de Cristo tirou as nossas culpas para podermos servir a Deus sem sentimento de culpa, e não voltemos novamente a necessitar de sacrifícios ou qualquer outro tipo de ofertas a Deus para nos sentirmos perdoados; não voltemos a tentar nos justificar a nós mesmos, pois assim estaríamos desprezando o sacrifício de Jesus.





O arrependimento - 10 03 2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://oarrependimentoo.blogspot.com.br/

O que realmente importa para Deus é o nosso verdadeiro arrependimento, pois como está escrito em: Ezequiel 33: 11:...Não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho, e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois, por que razão morrereis, ó casa de Israel?

Algumas pessoas, erroneamente acreditam ter alcançado um grau de santificação e merecimento junto a Deus e com isto passam a se achar superiores, maiores e melhores do que os outros e começam a julgar e condenar as outras pessoas; é um erro muito comum principalmente nos mais antigos das igrejas.

Nós seres humanos somos naturalmente egocêntricos (Pessoa que se centra no se próprio ego, no seu próprio eu) e é por isto que de vez em quando Deus tem que nos corrigir, para que não tenhamos jactância (ostentação de mérito).

A verdade é que como está escrito em (Ezequiel 33: 12): “A justiça do justo não o livrará no dia da sua transgressão”, ou seja: Deus está nos dizendo que quando um homem correto pecar, o bem que ele fez no passado não o salvará. E por outro lado, se um homem mal parar de fazer o mal, ele não será castigado.

Vamos ler essa passagem em duas traduções para compreendermos perfeitamente:

— João Ferreira de Almeida Revisada e Atualizada: Ezequiel 33: 12 Tu, pois, filho do homem, dize aos filhos do teu povo: A justiça do justo não o livrará no dia da sua transgressão; quanto à perversidade do perverso, não cairá por ela, no dia em que se converter da sua perversidade; nem o justo pela justiça poderá viver no dia em que pecar.

— Nova Tradução na Linguagem de Hoje: Ezequiel 33: 12 Agora, homem mortal, diga aos israelitas que, quando um homem correto pecar, o bem que ele fez não o salvará. Se um homem mau parar de fazer o mal, ele não será castigado; e, se um homem correto começar a pecar, ele não continuará vivendo.

Ninguém tem um “Nada consta” com Deus, nós que amamos a Deus e buscamos andar nos teus caminhos (Caminho da justiça) devemos nos esforçar para ter um coração verdadeiramente transformado, um coração bondoso que sabe amar e perdoar, até porque quem troca nosso coração de pedra por um de carne que sabe amar e perdoar é Ele mesmo (Deus.)

Vamos nos lembrar do malfeitor que estava crucificado ao lado de Jesus, ele não havia sido batizado, nunca tinha participado da santa ceia (corpo de Cristo) porem Ele se arrependeu de coração e o que Jesus lhe disse? Lucas 23: 43 E disse-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no Paraíso.  

Um dia comentei isto com um pastor e ele me respondeu o seguinte: — É, mas ainda não havia sido consumado (Jesus ainda não tinha morrido) agora é diferente, tem que batizar e seguir tudo direitinho.

Quanta hipocrisia! Análise e me diga pela sua justiça quem Jesus salvaria: O homem batizado nas águas, que freqüenta igreja, mas que porem pratica a maldade (impiedade e iniqüidade) ou o homem que não é batizado, não freqüenta igreja, mas que porem se arrependeu e hoje é justo, misericordioso e crê em Jesus Cristo?

O mais importante é a Justiça, a Misericórdia e a Fé (Mateus 23: 23 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a ; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas.)

Foi por isto que Jesus declarou que os publicanos e as meretrizes entram primeiro no reino de Deus (Mateus 21: 28-31), porque se arrependeram e passaram a fazer a vontade de Deus que é crer em Jesus e praticar o amor e a reta justiça.

Vamos nos arrepender de toda impiedade (falta de piedade) e de toda iniqüidade (falta de igualdade ou falta de justiça) e pedir a Deus que nos dê um coração novo que sabe amar e perdoar; vamos buscar a verdadeira conversão.

Peça a Deus agora mesmo dizendo assim: (Salmos 51: 10 Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto.)




Erro das igrejas de hoje – 09 03 2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://errodasigrejas.blogspot.com.br/

Vejo um grande erro nas igrejas de hoje, principalmente algumas evangélicas que ensinam a buscar a santificação na carne se esquecendo do mais importante que é a fé, a misericórdia e a justiça: (Mateus 23: 23 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas.)

Julgam, condenam e ensinam a condenar, por exemplo, um dependente químico (drogado) como se este coitado tivesse a opção de escolher deixar a droga.

Na verdade só Jesus liberta e o pastor deveria antes orar e clamar e interceder pelo drogado e não julgá-lo.

Estão tão corrompidos de entendimento que eles mesmos cometem a verdadeira idolatria que é o amor ao dinheiro: (Colossenses 3: 5 Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a prostituição, a impureza, a afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria.)

O drogado que não escolhe estar drogado, aquele que tem vontade de deixar a droga, porem não consegue, este não idolatra a droga e sim a odeia. Já o idolatra, de sã consciência busca a Deus para ganhar esta vida, se esquecendo que Jesus disse que (Mateus 10: 39 Quem achar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a sua vida, por amor de mim, achá-la-á.)

Mitos estão pregando: Vou te ensinar o caminho da salvação e pregam o antigo testamento e a guarda das leis como meio de salvação e não falam nunca da fé em Jesus e do amor a Deus e ao próximo: (Mateus 15: 14 Deixai-os; são condutores cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova.)

Disseram-me que fumar é idolatria como se eu amasse o cigarro mais do que à Deus; na verdade eu detesto o cigarro e tenho pedido a Deus que me liberte, pois na verdade todo vício é uma dominação (uma prisão) do demônio e o único que pode nos libertar é Jesus (João 8: 34 Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado. 35 Ora o servo não fica para sempre em casa; o Filho fica para sempre. 36 Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.)

Portanto fumar não é idolatria, pois meu homem interior não ama e si odeia este vicio e aguarda ansioso o dia em que o Senhor vai me libertar como já me libertou do vício do álcool.

A verdadeira idolatria de nossos tempos, como está escrito na Bíblia é o amor ao dinheiro: (Colossenses 3: 5 ...a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria.)

Concupiscência significa: Desejo, ambição, cobiça, etc.

O interessante é que a pessoa que me acusou de idolatria por eu ser um viciado em cigarros, busca em Deus os bens materiais e benefícios para este mundo; e como está escrito: (I Coríntios 15: 19 Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.)

O que tem acontecido em algumas igrejas é o que Paulo disse: (Colossenses 2: 16 Portanto, ninguém vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa dos dias de festa, ou da lua nova, ou dos sábados, 17 Que são sombras das coisas futuras, mas o corpo é de Cristo. 18 Ninguém vos domine a seu bel-prazer com pretexto de humildade e culto dos anjos, envolvendo-se em coisas que não viu; estando debalde inchado na sua carnal compreensão, 19 E não ligado à cabeça, da qual todo o corpo, provido e organizado pelas juntas e ligaduras, vai crescendo em aumento de Deus. 20 Se, pois, estais mortos com Cristo quanto aos rudimentos do mundo, por que vos carregam ainda de ordenanças, como se vivêsseis no mundo, tais como: 21 Não toques, não proves, não manuseies? 22 As quais coisas todas perecem pelo uso, segundo os preceitos e doutrinas dos homens; 23 As quais têm, na verdade, alguma aparência de sabedoria, em devoção voluntária, humildade, e em disciplina do corpo, mas não são de valor algum senão para a satisfação da carne.)

Qual é o grande mandamento na lei? (Mateus 22: 36 Mestre, qual é o grande mandamento na lei? 37 E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. 38 Este é o primeiro e grande mandamento. 39 E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. 40 Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas.)

Amar a Deus sobre tudo é não julgar o próximo, perdoá-lo, não fazer mal ao próximo, pensar em Deus o tempo inteiro se perguntando: O que Deus quer de mim? O que Deus quer que eu faça? Será que Deus está aprovando minha maneira de viver? O que exatamente Deus quer de mim? Ele com certeza responderá: (Mateus 12: 7 Mas, se vós soubésseis o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício, não condenaríeis os inocentes.)

Deus não precisa de mim para nada, se eu quiser fazer a vontade d’Ele, devo ajudar os pequeninos deste mundo: (Mateus 25: 34 Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; 35 Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; 36 Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me.)

E lhe perguntaram: Quando fizemos isto? (Mateus 25: 40 E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.)

Não busquemos nos justificar a nós mesmos, pois somente o sangue de Jesus pode nos justificar(Lucas 16: 15 E disse-lhes: Vós sois os que vos justificais a vós mesmos diante dos homens, mas Deus conhece os vossos corações, porque o que entre os homens é elevado, perante Deus é abominação.)

E os que buscam se justificar pelas obras da carne, pela boa aparência e não tem amor pelo próximo, Jesus dirá o seguinte: (Mateus 25: 41 Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda: Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; 42 Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; 43 Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes.)

Temos que nos atentar para a reta justiça e não andarmos cheio de jactância que é ostentação de mérito, pois diante de Deus ninguém é nada e ninguém tem mérito algum, pois até mesmo a fé que nos salva não é de nós mesmos, mas também é um dom vindo de Deus (Efésios 2: 8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus.)

Deixa Jesus mudar seu coração, leia mais os Evangelhos e entenda que o AMOR é tudo que Deus mais quer de nós: (Gálatas 5: 13 Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não useis então da liberdade para dar ocasião à carne, mas servi-vos uns aos outros pelo amor. 14 Porque toda a lei se cumpre numa só palavra, nesta: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo.)

Jesus nos deu um novo mandamento que inclui todos os demais: (João 13: 34 Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.)

Quem vive nas igrejas, se achando melhores que os outros e não aprenderem a amar de verdade, vai escutar isto de Jesus: (Mateus 7: 22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? 23 E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade. 24 Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha.)

Iniqüidade é falta de equidade, é injustiça e Jesus é justo “Cetro de equidade é o cetro do teu reino, amaste a justiça e odiaste a iniqüidade.”

Jesus é a rocha, é Ele quem nos transforma nos liberta das cadeias do maligno e nos ensina a amar de verdade, a amar de coração; e não se enganem, Ele sonda e conhece o coração de cada um de nós, perante Ele todas as coisas estão nuas.

Não confie em você mesmo, confie apenas em Jesus, pois é Ele quem vai te libertar, te transformas e te salvar!

Nesse exato momento tem gente lendo essa mensagem, que o ente querido já está tanto tempo nas drogas ou no crime ou carrega um sentimento ruim há tanto tempo, que a pessoa olha e diz: esse aí não tem mais jeito. Tem coisas que realmente não tem jeito humanamente falando, até um encontro com Deus.

Você acha que o demônio tem medo da gente? Você acha que algum homem pode com um demônio? Claro que não. Não existe homem forte para os demônios, não existe homem que o demônio não possa derrotar, porque o que pode subjugar um espírito mal e domina-lo chama-se Jesus Cristo, nenhum mal, nenhum problema resiste quando há um encontro do homem com Jesus Cristo.

 




O sentimento que houve em Cristo – 06/05/2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://omesmosentimentodecristo.blogspot.com.br/

 

A Bíblia nos ensina que quem se exalta será humilhado e o que se humilha será exaltado, como está escrito: (Mateus 23: 12 E o que a si mesmo se exaltar será humilhado; e o que a si mesmo se humilhar será exaltado.) E podemos observar isto quando buscamos entender como agiram Jesus e lúcifer.

- lúcifer se exaltou, sendo criatura quis ser igual a Deus e Foi humilhado (Expulso do céu e jogado na terra)!

- Jesus se humilhou, sendo em forma de Deus se fez homem por amor à nós e Foi exaltado por Deus (Ao seu nome, todo joelho se dobrará)!

Vamos compreender melhor isto: Sabemos que Deus o Pai é sempiterno (sempre existiu e sempre vai existir); Jesus é a sua primeira criação e também é a imagem de Deus, todas as coisas foram criadas através d’Ele (o arquiteto do Pai) e foram criadas por Ele e para Ele (Jesus), portanto Jesus é antes de todas as coisas e todas as coisas subsistem por Ele: (Colossenses 1: 15 -17).

Porem, mesmo sendo Jesus o primeiro e o maior (só não maior do que o Pai o qual lhe sujeitou todas as coisas), se fez o menor por amor a nós e alcançou o lugar de maior honra, isto porque ninguém toca na glória de Deus! Jesus é a primeira criação de Deus, é Filho e também Deus, porem Ele não aceitou ser chamado “bom”, antes declarou: Por que me chamas bom? Não há bom senão um só, que é Deus. (Mateus 19: 17)

Jesus é justo e nunca quis ser maior e nem mesmos se fez igual a Deus como lúcifer tentou, e por isto Deus o exaltou ao pondo de dizer d’Ele: Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de eqüidade é o cetro do teu reino. Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu Com óleo de alegria mais do que a teus companheiros. E: Tu, Senhor, no princípio fundaste a terra, E os céus são obra de tuas mãos. Eles perecerão, mas tu permanecerás; E todos eles, como roupa, envelhecerão, e como um manto os enrolarás, e serão mudados. Mas tu és o mesmo, E os teus anos não acabarão. (Hebreus 1: 8-12) 

Portanto, busquemos ter em nós o mesmo sentimento que houve em Cristo, mas qual foi esse sentimento? (Romanos 15: 5 De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, 6 Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, 7 Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; 8 E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. 9 Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; 10 Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, 11 E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai.) Porque verdadeiramente quem se exalta será humilhado e o que se humilha será exaltado!

 





Sobre o Casamento - 05/03/2013

O que a Bíblia nos diz sobre o casamento

Segundo a Nova Tradução na Linguagem de Hoje

http://sobreocasamentoo.blogspot.com.br/

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

 

 

1 CORÍNTIOS 7:

7.1   Agora vou tratar dos assuntos a respeito dos quais vocês me escreveram. Vocês dizem que o homem faz bem em não casar.


7.2   Mas eu digo: já que existe tanta imoralidade sexual, cada homem deve ter a sua própria esposa, e cada mulher, o seu próprio marido.


7.3   O homem deve cumprir o seu dever como marido, e a mulher também deve cumprir o seu dever como esposa.


7.4   A esposa não manda no seu próprio corpo; quem manda é o seu marido. Assim também o marido não manda no seu próprio corpo; quem manda é a sua esposa.


7.5   Que os dois não se neguem um ao outro, a não ser que concordem em não ter relações por algum tempo a fim de se dedicar à oração. Mas depois devem voltar a ter relações, a fim de não caírem nas tentações de Satanás por não poderem se dominar.


7.6   Não digo isso como uma ordem, mas como uma sugestão.


7.7   Realmente, eu gostaria que todos fossem como eu. Porém cada um tem o dom que Deus lhe deu: um tem este dom, e outro, aquele.


7.8   Aos solteiros e às viúvas eu digo que seria melhor para eles ficarem sem casar, como eu.


7.9   Mas, se vocês não podem dominar o desejo sexual, então casem, pois é melhor casar do que ficar queimando de desejo.


7.10   Para os que já estão casados tenho um mandamento, que não é meu, mas do Senhor: que a mulher não se separe do seu marido.


7.11   Porém, se ela se separar, que não case de novo ou então que faça as pazes com o marido. E que o homem não se divorcie da sua esposa.


7.12   Aos outros digo eu mesmo, e não o Senhor: se um homem cristão é casado com uma mulher que não é cristã, e ela concorda em continuar vivendo com ele, que ele não se divorcie dela.


7.13   E, se uma mulher cristã é casada com um homem que não é cristão, e ele concorda em continuar vivendo com ela, que ela não se divorcie dele.


7.14   Pois Deus aceita o homem que não é cristão por ele estar unido com a sua esposa cristã; e aceita a mulher que não é cristã por ela estar unida com o seu marido cristão. Se não fosse assim, os filhos deles não pertenceriam a Deus. Mas, sendo assim, eles pertencem.


7.15   Porém, se o marido não-cristão ou a esposa não-cristã quiser o divórcio, então que se divorcie. Nesses casos o marido cristão ou a esposa cristã está livre para fazer como quiser, pois Deus chamou vocês para viverem em paz.


7.16   Esposa cristã, como é que você pode ter a certeza de que não vai salvar o seu marido? E você, marido cristão, como é que você pode ter a certeza de que não vai salvar a sua esposa?


7.17   Cada um deve continuar vivendo de acordo com o dom que o Senhor lhe deu e na condição em que se encontrava quando Deus o chamou. É essa a regra que eu ensino em todas as igrejas.


7.18   Se um homem judeu, que é circuncidado, aceita o chamado de Deus, ele não deve tirar as marcas da circuncisão. E, se um homem não-judeu, que não é circuncidado, aceita o chamado de Deus, ele não deve circuncidar-se.


7.19   Não faz diferença estar circuncidado ou não; o que importa é obedecer aos mandamentos de Deus.


7.20   Cada um deve continuar como era quando aceitou o chamado de Deus.


7.21   Você era escravo quando Deus o chamou? Não se preocupe com isso. Mas, se você pode se tornar livre, então aproveite a oportunidade.


7.22   Pois o escravo que foi chamado pelo Senhor é agora um homem livre que pertence ao Senhor. Assim também o homem livre que foi chamado por Cristo é escravo de Cristo.


7.23   Deus comprou vocês por um preço; portanto, não se tornem escravos de seres humanos.


7.24   Irmãos, cada um deve continuar na presença de Deus assim como era quando Deus o chamou.


7.25   Para os solteiros, eu não tenho nenhum mandamento do Senhor; porém dou a minha opinião como uma pessoa que, pela misericórdia do Senhor, merece confiança.


7.26   Por causa dos tempos difíceis em que vivemos, eu penso que é melhor para o homem ficar como está.


7.27   Você tem esposa? Então não procure se separar dela. Você é solteiro? Então não procure esposa.


7.28   Porém, se você casar, não estará cometendo pecado. E, se uma moça solteira casar, também não estará cometendo pecado. Mas eu gostaria de poupar vocês dos problemas de cada dia que terão na vida de casados.


7.29   Irmãos, o que eu quero dizer é isto: não nos resta muito tempo, e daqui em diante os casados devem viver como se não tivessem casado;


7.30      os que choram, como se não estivessem chorando; os que estão rindo, como se não estivessem rindo; os que compram, como se não fosse deles aquilo que compraram;


7.31   os que tratam das coisas deste mundo, como se não estivessem ocupados com elas. Pois este mundo, como está agora, não vai durar muito.


7.32   Eu quero livrá-los de preocupações. O solteiro se interessa pelas coisas do Senhor porque quer agradá-lo.


7.33   Mas o homem casado se interessa pelas coisas deste mundo porque quer agradar a sua esposa


7.34   e por isso é puxado para duas direções diferentes. Quanto às mulheres, tanto as viúvas quanto as solteiras, elas estão interessadas nas coisas do Senhor porque querem se dedicar de corpo e alma a ele. Mas a mulher casada se interessa pelas coisas deste mundo porque quer agradar o marido.


7.35   Eu estou dizendo isso porque quero ajudá-los. Não estou querendo obrigar ninguém a nada. Pelo contrário, quero que façam o que é direito e certo e que se entreguem ao serviço do Senhor com toda a dedicação.


7.36   Aos que ficaram noivos, mas resolveram não casar mais, eu digo o seguinte: se o rapaz sente que assim não está agindo certo com a sua noiva e acha que a sua paixão por ela ainda é muito forte e que devem casar, então que casem. Não existe pecado nisso.


7.37   Mas se, pelo contrário, o rapaz não se sente na obrigação de casar, se está mesmo resolvido a ficar solteiro e se é capaz de dominar a sua vontade e já resolveu o que deve fazer, então faz bem em não casar com a moça.


7.38   Assim quem casa faz bem, mas quem não casa faz melhor ainda.


7.39   A mulher não está livre enquanto o seu marido estiver vivo. Caso o marido morra, ela fica livre para casar com quem quiser, contanto que case com um cristão.


7.40   Porém ela será mais feliz se ficar como está. Essa é a minha opinião, e eu acho que também tenho o Espírito de Deus.


 

 

EFÉSIOS 5:

5.22   Esposa, obedeça ao seu marido, como você obedece ao Senhor.


5.23   Pois o marido tem autoridade sobre a esposa, assim como Cristo tem autoridade sobre a Igreja. E o próprio Cristo é o Salvador da Igreja, que é o seu corpo.


5.24   Portanto, assim como a Igreja é obediente a Cristo, assim também a esposa deve obedecer em tudo ao seu marido.


5.25   Marido, ame a sua esposa, assim como Cristo amou a Igreja e deu a sua vida por ela.


5.26   Ele fez isso para dedicar a Igreja a Deus, lavando-a com água e purificando-a com a sua palavra.


5.27   E fez isso para também poder trazer para perto de si a Igreja em toda a sua beleza, pura e perfeita, sem manchas, ou rugas, ou qualquer outro defeito.


5.28   O homem deve amar a sua esposa assim como ama o seu próprio corpo. O homem que ama a sua esposa ama a si mesmo.


5.29   Porque ninguém odeia o seu próprio corpo. Pelo contrário, cada um alimenta e cuida do seu corpo, como Cristo faz com a Igreja,


5.30   pois nós somos membros do corpo de Cristo.


5.31   Como dizem as Escrituras Sagradas: “É por isso que o homem deixa o seu pai e a sua mãe para se unir com a sua esposa, e os dois se tornam uma só pessoa.”


5.32   Há uma verdade imensa revelada nessa passagem das Escrituras, e eu entendo que ela está falando a respeito de Cristo e da Igreja.


5.33   Mas também está falando a respeito de vocês: cada marido deve amar a sua esposa como ama a si mesmo, e cada esposa deve respeitar o seu marido.


 

 

MATEUS 19:

19.3   Alguns fariseus chegaram perto dele e, querendo conseguir alguma prova contra ele, perguntaram: — Será que pela nossa Lei um homem pode, por qualquer motivo, mandar a sua esposa embora?


19.4   Jesus respondeu: — Por acaso vocês não leram o trecho das Escrituras que diz: “No começo o Criador os fez homem e mulher”?


19.5   E Deus disse: “Por isso o homem deixa o seu pai e a sua mãe para se unir com a sua mulher, e os dois se tornam uma só pessoa.”


19.6   Assim já não são duas pessoas, mas uma só. Portanto, que ninguém separe o que Deus uniu.


19.7   Os fariseus perguntaram: — Nesse caso, por que é que Moisés permitiu ao homem mandar a sua esposa embora se der a ela um documento de divórcio?


19.8   Jesus respondeu: — Moisés deu essa permissão por causa da dureza do coração de vocês; mas no princípio da criação não era assim.


19.9   Portanto, eu afirmo a vocês o seguinte: o homem que mandar a sua esposa embora, a não ser em caso de adultério, se tornará adúltero se casar com outra mulher.


19.10   Os discípulos de Jesus disseram: — Se é esta a situação entre o homem e a sua esposa, então é melhor não casar.


19.11   Jesus respondeu: — Este ensinamento não é para todos, mas somente para aqueles a quem Deus o tem dado.


19.12   Pois há razões diferentes que tornam alguns homens incapazes para o casamento: uns, porque nasceram assim; outros, porque foram castrados; e outros ainda não casam por causa do Reino do Céu. Quem puder, que aceite este ensinamento.


 

 

MATEUS 5:

5.31   — Foi dito também: “Quem mandar a sua esposa embora deverá dar a ela um documento de divórcio.”


5.32   Mas eu lhes digo: todo homem que mandar a sua esposa embora, a não ser em caso de adultério, será culpado de fazer com que ela se torne adúltera, se ela casar de novo. E o homem que casar com ela também cometerá adultério.


 

 

MARCOS 10:

10.2   Alguns fariseus, querendo conseguir uma prova contra ele, perguntaram: — De acordo com a nossa Lei, um homem pode mandar a sua esposa embora?


10.3   Jesus respondeu com esta pergunta: — O que foi que Moisés mandou?


10.4   Eles responderam: — Moisés permitiu ao homem dar à sua esposa um documento de divórcio e mandá-la embora.


10.5   Então Jesus disse: — Moisés escreveu esse mandamento para vocês por causa da dureza do coração de vocês.


10.6   Mas no começo, quando foram criadas todas as coisas, foi dito: “Deus os fez homem e mulher.


10.7   Por isso o homem deixa o seu pai e a sua mãe para se unir com a sua mulher,


10.8   e os dois se tornam uma só pessoa.” Assim, já não são duas pessoas, mas uma só.


10.9   Portanto, que ninguém separe o que Deus uniu.


10.10   Quando já estavam em casa, os discípulos tornaram a fazer perguntas sobre esse assunto.


10.11   E Jesus respondeu: — O homem que mandar a sua esposa embora e casar com outra mulher estará cometendo adultério contra a sua esposa.


10.12   E, se a mulher mandar o seu marido embora e casar com outro homem, ela também estará cometendo adultério.


 

MATEUS 22:

22.23   Naquele mesmo dia chegaram perto de Jesus alguns saduceus, afirmando que ninguém ressuscita.


22.24   Eles disseram a Jesus: — Mestre, Moisés ensinou assim: “Se um homem morrer e deixar a esposa sem filhos, o irmão dele deve casar com a viúva, para terem filhos, que serão considerados filhos do irmão que morreu.”


22.25   Acontece que havia entre nós sete irmãos. O mais velho casou e morreu sem deixar filhos. Assim, ele deixou a viúva para o segundo irmão.


22.26   A mesma coisa aconteceu com este, e também com o terceiro, e, finalmente, com todos os sete.


22.27   Depois de todos eles, a mulher também morreu.


22.28   Portanto, no dia da ressurreição, de qual dos sete a mulher vai ser esposa? Pois todos eles casaram com ela!


22.29   Jesus respondeu: — Como vocês estão errados, não conhecendo nem as Escrituras Sagradas nem o poder de Deus!


22.30   Pois, quando os mortos ressuscitarem, serão como os anjos do céu, e ninguém casará.


 

 





Necessidade da oração – 03/03/2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://necessidadedaoracao.blogspot.com.br/

A necessidade da oração é tão grande que Jesus nos deu um exemplo de um juiz que não temia á Deus E nem aos homens, mas que atendeu o clamor de uma viúva, pois esta lhe pedia insistentemente (Lucas 18:2)

Sabemos da onisciência de Deus o demônio ainda nos sugere que não precisamos pedir, pois antes de pedirmos Deus já sabe o que vamos pedir e também que Ele conhece nossas necessidades e, portanto, não precisamos pedir, mas isto é mentira do demônio, pois infelizmente o inimigo conhece mais a Deus do que nós e ele quer que nos percamos.

Daniel orou 21 dias e Deus enviou o Gabriel no primeiro dia, porem o príncipe da Pérsia (demônio) o impediu de dar o recado, e Gabriel teve que recorrer a Miguel, um dos príncipes mais antigos.

Daniel porem não parou de orar e jejuar e se ele tivesse parado, talvez não teria recebido, pois como lemos em: (Ezequiel 36: 37 Assim diz o Senhor DEUS: Ainda por isso serei solicitado pela casa de Israel, que lho faça; multiplicar-lhes-ei os homens, como a um rebanho.)

O que Deus está nos dizendo? Que Ele quer ser solicitado, mesmo que Ele já tenha tudo planejado Ele quer ser solicitado e muitas vezes nossa solicitação, nosso clamor, nossa oração até muda o propósito de Deus como aconteceu com o Rei Ezequias que estava doente para morte e clamou a Deus que fez com que o grande profeta Isaias voltasse e lhe desse a noticia de que Deus lhe havia concedido mais 15 anos de vida (II Reis 20).

Deus é a fonte da vida e do amor e de tudo o mais que é bom e se nos afastarmos d’Ele nos perderemos e por nossas próprias pernas iremos para o inferno, porem Ele nos ama tanto que quando o esquecemos, Ele permite alguma tribulação para o buscarmos (nos aproximarmos d’Ele) porque Ele sabe que se nos afastarmos nos perderemos e Ele não quer o nosso mal.

Jesus nos Deus autoridade sobre o maligno, isto é verdade e está escrito em (Lucas 9) e em (Lucas 10: 18), mas em (Lucas 18) vemos a necessidade de orarmos sempre (o dever de orar) e para entendermos isto vamos ver o que aconteceu em (Mateus 17: 21)

Os discípulos de Jesus não conseguiram expulsar o demônio do menino e Jesus lhes disse: (Mateus 17: 21 Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.) Mais uma vez Jesus está nos ensinando a necessidade da oração.

Só quem crê ora! Quem não crê em Deus não gasta seu tempo orando e a oração nos aproxima de Deus de forma extraordinárias e esta proximidade, esta comunhão é tudo que precisamos, portanto, vamos orar o tempo todo (a cada segundo), conversando e elevando o pensamento ao Senhor em todos os momentos de nossas vidas, vamos estar constantemente na presença d’Ele (debaixo de suas asas), pois se nos afastarmos nos perderemos.

Vamos fazer isto: (Salmos 16: 8 Tenho posto o SENHOR continuamente diante de mim; por isso que ele está à minha mão direita, nunca vacilarei.)

Pois se fizermos isto, se colocarmos o Senhor continuamente diante de nós, Ele nos responderá isto: (Salmos 91: 14 Porquanto tão encarecidamente me amou, também eu o livrarei; pô-lo-ei em retiro alto, porque conheceu o meu nome. 15 Ele me invocará, e eu lhe responderei; estarei com ele na angústia; dela o retirarei, e o glorificarei. 16 Fartá-lo-ei com longura de dias, e lhe mostrarei a minha salvação.)




Jesus é o nosso Supremo Sacerdote – 30 03 2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://jesussupremosacerdote.blogspot.com.br/

 

O que é um sacerdote? Sacerdote é aquele que é constituído para oferecer dons e sacrifícios; por isso era necessário que Jesus também tivesse algo à oferecer e Ele ofereceu o que Ele tinha de mais valioso: Sua própria vida pelas nossas (Sua vida em resgate das nossas vidas); e não parou por ai não, Jesus ainda tem intercedido por nós junto a Deus o tempo todo.

As vezes, devido aos problemas da vida que nos causam dor e sofrimento, chegamos à pensar que Jesus não esta nos ajudando, porem Ele que já deu a vida por nós, ainda está nos ajudando em todo momento; não uma vez por semana ou uma vez por dia, não! Jesus está nos ajudando à todo momento e nós devemos o buscar também a todo momento.

Em (João 15) aprendemos que Jesus é a videira verdadeira que tem as suas raízes ligadas em Deus; nós somos as galhas enxertadas na videira que é Jesus; e Deus é o lavrador que corta e retira as galhas que não dão fruto, porem limpa toda galha que dá fruto, para que dê ainda mais fruto.

Em (Lucas 13) veremos o quanto Jesus é misericordioso e como único e verdadeiro Sacerdote que é, alem de já haver oferecer a sua vida em resgate da nossa, ainda tem intercedido constantemente por nós junto ao Pai (Deus), portanto, esta parábola diz o seguinte: Lucas 13: 6 E dizia esta parábola: Um certo homem tinha uma figueira plantada na sua vinha, e foi procurar nela fruto, não o achando; 7 E disse ao vinhateiro: Eis que há três anos venho procurar fruto nesta figueira, e não o acho. Corta-a; por que ocupa ainda a terra inutilmente? 8 E, respondendo ele, disse-lhe: Senhor, deixa-a este ano, até que eu a escave e a esterque; 9 E, se der fruto, ficará e, se não, depois a mandarás cortar.

Eu era exatamente assim, uma arvore que não dava frutos, me perdi, me afastei de Deus e Jesus me resgatou e agora estou ansioso por produzir muitos frutos, mas como produzi-los?

Creio que todos nós quando estamos felizes a agradecidos nos perguntamos: O que eu posso fazer para deixar Jesus feliz?

Em (Efésios 4 e 5) O Apóstolo Paulo inspirado pelo Espírito Santo nos ensina como fazer isto: Efésios 5: 8 Porque noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no SENHOR; andai como filhos da luz 9 ( Porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, e justiça e verdade ); 10 Aprovando o que é agradável ao Senhor. 11 E não comuniqueis com as obras infrutuosas das trevas, mas antes condenai-as.

Bondade, a justiça e a verdade...

Seria tão difícil assim eu praticar estas três virtudes em minha vida? Claro que não é difícil, primeiro porque Jesus colocou esta vontade em meu coração e tem me ensinado e me dado forças para que eu viva dessa maneira.

Hoje vejo que praticar o amor e a justiça não é nada mais do que minha obrigação, pois verdadeiramente tenho recebido tantos livramentos e tantas bênçãos que amar os meus semelhantes é o mínimo que posso fazer.

Quem nunca se fez esta pergunta: - Como devo viver para ser agradável ao Senhor, o que é mais importante? Jesus Declarou o que é mais importante: Mateus 23: 23 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a ; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas.

Juízo, misericórdia e fé...

Vamos entender o que são esses dons?

- Juízo: No contesto, Jesus estava nos ensinando a ser justos uns para com os outros e nunca fazer ao próximo aquilo que não queremos que nos façam: (Mateus 7: 12 Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós, porque esta é a lei e os profetas.) Isto é ser justo!

- Misericórdia: A palavra misericórdia significa compadecer-se da miséria alheia e foi exatamente o que Jesus fez por nós quando nos viu perecendo neste mundo sem nenhuma perspectiva de por nós mesmos nos tornarmos criaturas melhores, pois eu digo que se nos fosse permitido viver várias vidas, sem Jesus, nos tornaríamos cada vez piores.

Sabemos, pois está escrito que ao homem foi dado o direito de viver apenas uma vida vindo então o juízo (Hebreus 9: 27).

O que estou tentando dizer é que somente Jesus nos transforma e nos torna criaturas melhores, que sabe amar e perdoar e não há crescimento sem Ele.

Jesus veio resolver a situação do homem que se tornava cada vez mais maldoso e perdido, pois Ele nos comprou com seu sangue (nos justificou e nos garantiu a vida eterna) nos libertou para que pudéssemos ser verdadeiramente melhores como pessoas, como ser humano.

Ele não nos deixou órfãos, mas nos enviou o Espírito Santo, o outro ajudador, para que cresçamos em amor a cada dia até chegarmos a estatura completa d’Ele mesmo.

- Fé: A fé é a única coisa que Deus viu em nós que poderia ser usada para nos salvar! Digo isto porque nós seres humanos somos tão pequenos, falhos e pecadores que não temos outra coisa a oferecer pelas nossas almas; e na verdade nem mesmo a fé vem de nós mesmos, mas também é um dom vindo de Deus, como está escrito: Efésios 2: 8 Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. 9 Não vem das obras, para que ninguém se glorie; 10 Porque somos feitura sua, criados em Cristo Jesus para as boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas.

Era isto que eu queria explicar! Não sei se fui claro, mas a minha intenção era mostrar que se queremos deixar Jesus feliz e ao mesmo tempo crescermos espiritualmente, pratiquemos o AMOR! Sendo justos e misericordiosos principalmente para com os mais necessitados (os pequeninos deste mundo), e nunca percamos a fé em JESUS CRISTO, pois não temos outra coisa a oferecer por nossas almas.




Será que estamos no caminho certo? – 28/02/2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://caminhocertooo.blogspot.com.br/

Durante nossas vidas estamos sempre aprendendo algo, mas a pergunta é: Será que estamos aprendendo o que é certo, será que o que estamos aprendendo vai ser bom ou ruim para nós?

O mundo sempre me ensinou a revidar quando agredido, a não levar desaforo pra casa e que eu devia conquistar o meu espaço.

Porem quando comecei a ler a Bíblia, Jesus me ensinou exatamente o contrário, que para sermos o maior no reino de Deus temos que nos fazer servos de todos, que não devemos revidar o mal com o mal e sim dar a outra face a bater e amar os nossos inimigos.

Isto me deixou muito confuso por muito tempo, mas agora estou começando a compreender o porquê da vida e é sobre isto que quero falar: O propósito da vida.

Vamos meditar neste texto e tentar compreender os ensinamentos do Nosso Senhor Jesus Cristo e analisar se eles têm ou não sentido?

Jesus já era Filho de Deus e também Deus antes de vir viver como homem! Ele não tinha necessidade de vir, porem Ele se compadeceu de nós e veio nos resgatar, nos salvar, nos comprar com seu sangue.

Sabemos que Jesus é a primeira criação e a imagem de Deus: (Colossenses 1: 15 O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; 16 Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.)

Jesus que é Filho e também Deus se esvaziou de todas as suas prerrogativas de Deus e veio viver como homem, sujeito as mesmas fraquezas e tentações que todos nós:  Fome, dor, tristeza, etc. Porem na sua essência Ele era Deus, ou seja, um vaso pode ser feito de barro ou de ouro, ambos são vasos, mas na sua essência, um é barro e o outro é ouro, a matéria prima de Jesus homem ainda era de Deus e o propósito de Deus é que sejamos como Ele é: (Romanos 8: 28 E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. 29 Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.)

Nós Cristãos queremos ser como Ele é:Lucas 6: 40 O discípulo não é superior a seu mestre, mas todo o que for perfeito será como o seu mestre. 

Porem antes, temos que antes e conhecer como Ele é: (Filipenses 2: 5 De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, 6 Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, 7 Mas esvaziou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; 8 E, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. 9 Por isso, também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; 10 Para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, 11 E toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai.)

Jesus é perfeito em tudo e nós devemos buscar também esta perfeição, porem em primeiro lugar, devemos buscar ser perfeitos em amor e justiça!

Jesus é perfeito em justiça e quem declarou isto foi o próprio Deus: (Hebreus 1: 8 Mas, do Filho, diz: Ó Deus, o teu trono subsiste pelos séculos dos séculos; Cetro de eqüidade é o cetro do teu reino. 9 Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso Deus, o teu Deus, te ungiu Com óleo de alegria mais do que a teus companheiros.)

Alem de ser justo, Jesus é também pleno em amor, pois veja o que Ele fez: Se esvaziou e se despiu das suas virtudes de Deus para sofrer e morrer em nosso lugar e Ele fez isto por amor e com verdadeiro amor: João 15: 13 Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.

E vamos nos lembrar de que Ele deu a vida por nós quando ainda éramos inimigos d’Ele: Romanos 5: 8 Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.

Nossa natureza humana é naturalmente pecaminosa e vai sempre tender para o pecado, para o erro, para o egoísmo, para a jactância, para a soberba e se a seguirmos, estaremos errando, pois estaremos tentando mesmo sendo barro (humanos) ser Deus (ouro) e o caminho não é este, o caminho para sermos como Jesus é amar e se doar para crescer, foi isto que Jesus veio nos ensinar, por isto Ele disse: Lucas 22: 25 ...Os reis dos gentios dominam sobre eles, e os que têm autoridade sobre eles são chamados benfeitores. 26 Mas não sereis vós assim; antes o maior entre vós seja como o menor; e quem governa como quem serve.

Portanto, quem quiser ser o maior no reino de Deus seja servo de todos e nunca com a visão na recompensa (galardão), pois Jesus não veio viver como homem e dar a vida esperando receber uma recompensa, não! Antes Ele veio por verdadeiro amor e compaixão, porque Ele nos via perdidos e se apiedou de nós; e é também este sentimento que devemos buscar ter em nossos corações, um sentimento de verdadeiro amor, vontade de ajudar, altruísmo, desprendimento não só das coisas materiais, mas até mesmo de nossas próprias vidas, este é o objetivo da vida.

É fácil? Claro que não! Mas é possível, pois como Jesus disse: João 16: 33 Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.

Este é o objetivo da vida e é nele que devemos focar, sempre olhando para Jesus, o autor e consumador da fé, pois verdadeiramente, viver assim só é possível pela fé.

Não vamos pensar que ainda temos muito tempo e deixar isto para depois, pois Jesus virá como um ladrão na noite e não devemos estar dormindo, mas vigiando, alimentando as ovelhas como um servo bom e fiel.

Na prática é assim:

- Quando eu “puxo o tapete” de alguém (prejudico alguém) para crescer neste mundo, será que estou crescendo espiritualmente ou diminuindo? E qual é mais importante: Esta vida de 120 anos ou a vida eterna?

- Quando em meu coração eu desejo o mal ao meu semelhante, será que estou crescendo ou diminuindo?

- Quando eu pratico o mal então nem se fala, ai sim estou regredindo anos de crescimento, pois verdadeiramente demora-se muito para crescer e nos perdemos com muita facilidade, pois somos homens e como homens somos pequenos, fracos, falhos e pecadores. Porem temos Jesus Cristo e o Espírito Santo, o outro ajudador para nos ajudar, portanto não vamos tirar os olhos de Jesus: João 3: 14 E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado; 15 Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

Se não tirarmos os olhos de Jesus, a serpente (satanás) pode até nos picar, mas não morreremos, se porem tirarmos os olhos d’Ele, certamente morreremos!

Todo o propósito da vida é aprendermos a amar a Deus e aos homens, sermos justos (reta justiça), perdoarmos a todos que nos fazem o mal como Jesus tem nos perdoado, nos despojar (esvaziar) de nós mesmo para sermos cheio do Espírito Santo de Deus e nos compadecermos da miséria alheia, não apenas os que passam privação do alimento físico, mas principalmente dos carentes do alimento Espiritual que é a palavra de Deus.

Talvez agora possamos compreender melhor porque Jesus nos manda amar os nossos inimigos, falar bem de quem fala mal de nós, fazer o bem à quem nos faz o mal, dar a outra face ao invés de retribuir o mal com o mal, porque dessa forma estaremos crescendo e um dia chegaremos a estatura de Cristo (Varão perfeito).

Não façamos o bem a quem nos faz o mal esperando o galardão, antes façamos por verdadeiro amor, e nunca retribuamos o mal com o bem esperando com isto ajuntar brasas de fogo nas cabeças de quem nos faz o mal, pois se pensarmos assim estaremos regredindo espiritualmente e diminuindo em nossa essência. Temos que buscar ser benignos porque nosso Senhor é benigno e Ele é o modelo de Perfeição e a plenitude onde queremos também chegar.

Este sentimento de amor para com nossos semelhantes é o que Deus mais quer de nós, pois dessa maneira estaremos sempre crescendo em nossa essência, em nosso homem interior e um dia chegaremos a plenitude e seremos como Jesus é.

Muitos Cristão acreditam que apenas o fato de se desviar de todo pecado já está de bom tamanho, já é o suficiente; mas onde está o crescimento?

Foi por isto que Jesus disse: Mateus 23: 23 Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que dizimais a hortelã, o endro e o cominho, e desprezais o mais importante da lei, o juízo, a misericórdia e a fé; deveis, porém, fazer estas coisas, e não omitir aquelas.

Jesus nos deu o exemplo da reta justiça e tem nos ensinado através do seu Espírito Santo e nos sustentado em suas mãos, portanto vamos seguir o caminho certo, vamos aprender o que realmente nos trará felicidade eterna, vamos amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos, pois toda a lei e os profetas se resumem nestes dois mandamentos.

E quando quisermos avaliar nosso desempenho, procuremos refletir nesta parábola: (Mateus 25: 32 E todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas; 33 E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda. 34 Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo; 35 Porque tive fome, e destes-me de comer; tive sede, e destes-me de beber; era estrangeiro, e hospedastes-me; 36 Estava nu, e vestistes-me; adoeci, e visitastes-me; estive na prisão, e fostes ver-me. 37 Então os justos lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? 38 E quando te vimos estrangeiro, e te hospedamos? ou nu, e te vestimos? 39 E quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos ver-te? 40 E, respondendo o Rei, lhes dirá: Em verdade vos digo que quando o fizestes a um destes meus pequeninos irmãos, a mim o fizestes.)

 

 




Os filhos de Deus – 25 02 2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://osfilhosdedeuss.blogspot.com.br/

 

Você crê em Jesus Cristo o Filho de Deus? Se a resposta é sim, vou te revelar um mistério: Não foi você quem escolheu crer n’Ele, foi Deus quem te conheceu e te escolheu antes da fundação do mundo e te enviou à Jesus para ser justificado, salvo e glorificado n’Ele, pelo sacrifício d’Ele na cruz, e claro, feito também justo em amor conforme Ele é.

Se como eu, você se perdeu no caminho, se perdeu e se afastou de Deus por um tempo e após sofrer muito voltou para a casa do Pai e foi recebido com festa e honra, alegre-se porque tudo que é do Pai é seu também; e se você nunca se afastou do Pai, porem é tímido e nunca quis matar um boi sevado para fazer uma festa com seus amigos, lembre-se: O Pai te ama e se alegraria em te ver feliz, pleno e realizado.

Nós que cremos em Jesus, fomos feitos também filhos de Deus e co-herdeiros juntamente com Ele do reino que nos está preparado desde a fundação do mundo e por sermos também filhos, tudo que é do Pai é nosso também e podemos usufruir destas bênçãos ainda nesta vida se deixarmos de ser tímidos e acreditarmos de verdade que nosso Pai tem todo poder e nos ama mais do que podemos imaginar.

Se temos sonhos, foi porque o Pai os colocou em nossos corações para que os buscássemos e Jesus nos deu a chave para abrirmos todas as portas, esta chave é a fé! Se à usarmos, tudo que ligarmos na terra será ligado nos céus.

E não temas em achar que vais fazer besteira com esta chave nas mãos, pois ao crer em Jesus Cristo você foi lavado com água limpa e agora seu desejo é o mesmo desejo do Pai, pois foi Ele quem os colocou em você.

Mas o que é fé, como usar esta chave?

A fé é a certeza daquilo que não se vê, mas que mesmo não vendo temos certeza que existe ou que vai acontecer, ou seja:

- Eu não vejo Deus, ninguém nunca o viu a não ser Jesus que veio d’Ele, mas tenho certeza que Ele existe;

- Eu não conheci Jesus homem, mas tenho certeza que Ele é o Filho de Deus que veio viver como homem para me salvar, foi morto pelos meus pecados, ressuscitou e hoje está ao lado do Pai, intercedendo por nós;

- Ninguém nunca voltou dos mortos para me contar que existe outra vida depois desta, mas eu acredito que do mesmo jeito que Jesus ressuscitou dentre os mortos e está ao lado de Deus, eu também serei ressuscitado dentre os mortos e vou co-habitar eternamente com Eles;

Deus se agrada da nossa fé e se recuarmos na fé Ele não tem prazer em nós, pois o justo viverá da fé!

O poder não é nosso, e sim de Deus, porem, Ele nos responde segundo a nossa fé, por exemplo: Se estou doente e digo que em o nome de Jesus Cristo estou curado, mesmo que não parece que estou, pois as vezes os sintomas ainda existam, mas a partir do momento em que eu determinei em o nome de Jesus, Deus já operou e eu realmente já estou curado.

Parece loucura e é loucura mesmo para os que não entendem, mas para nós é o amor e o poder de Deus.

A fé é assim, isto é fé, esta é a fé que Deus quer encontrar em nós.

Deus quer que acreditemos n’Ele sem sombra de duvidas e se eu acreditar que estou curado, mesmo que não pareça eu realmente já estou e posso ter isto como certo, pois pela minha fé em Jesus, Deus já agiu e a doença não pode mais existir porque quem determinou, quem mandou acontecer foi Deus e não mais eu e a determinação d’Ele sempre será cumprida, porque Ele é o único Deus que criou e domina sobre todas as coisas.

Jesus é o Filho único de Deus e Deus lhe deu todo poder no céu e na terra, e também determinou que pala fé n’Ele, em seu Filho Jesus Cristo, todos nos fossemos salvos.

 Através de Jesus todas as coisas foram criadas, por Ele é para Ele, portanto, Ele tem todo o poder no céu e na terra, Ele é o maior e está acima de todas as coisas, somente Deus é acima d’Ele, pois foi Deus quem lhe sujeitou todas as coisas.

Portanto, aquilo que determinarmos em O NOME DE JESUS, antes que o milagre aconteça, já podemos comemorar, pois temos a certeza de que vai acontecer, porque Jesus nos deu a chave que liga e desliga as coisas no céu e essa chave é a .

A fé não é uma aventura, não é um tiro no escuro, a fé é a certeza pela confiança no poder e no amor de Deus e de seu Filho Jesus Cristo por nós.

O demônio, o enganador sempre vai tentar colocar duvidas em nossos corações, as principais são estas 3:

1- Será que Deus existe mesmo? Eu sempre responderei o seguinte: - Claro que sim e Ele já me deu muitas provas da sua existência e do seu amor por mim!

2- Será que Ele tem poder sobre tudo mesmo? - Claro que sim, pois foi Ele mesmo quem criou todas as coisas e as criou através de Jesus!

3- Será que Deus quer me curar? Aqui vem a duvida que muitas vezes nos anula, porque imediatamente nos vem à mente: - Eu não mereço!!!

Não façamos isto, vamos compreender que ninguém merece, pode ser o homem mais santo e perfeito do mundo que ainda seria um pecador e não mereceria porem não é por merecimento, mas sim pela fé!

Porque ao crermos em Jesus somos feitos justos, não porque deixamos de ser pecadores, mas porque fomos justificados pelo seu sangue, porque Ele se fez maldito por nós.

Por um pouco de tempo anda permanecermos neste corpo carnal, mortal e corruptível, mas quando Jesus voltar, então seremos transformados em novas criaturas, imortais e incorruptíveis e teremos novos corpos espirituais como os anjos no céu.

Deus determinou que seriamos salvos pela fé no seu Filho Jesus Cristo e não pelo merecimento, porque Ele sabe que pelo merecimento ninguém se salvaria e Ele nos ama demais para nos deixar perecer; e quando falamos de salvação, não falamos apenas da salvação da alma (vida eterna) está é sem duvidas a mais importante, mas Deus nos dá também a salvação ainda aqui neste mundo, as libertações, os livramentos, as curas, a autoridade sobre o maligno e o poder de vencer o mal com o bem, como Jesus fez.

Nunca mais deixemos o enganador sugerir duvidas em nossas mentes e em nossos corações, tipo: Deus não quer ou, eu não mereço, pois Ele quer sim! Este é o propósito de Deus, esta é a obra de Deus, pois como está escrito: A obra de Deus é que creiamos naquele que Ele enviou (Jesus Cristo)!

E se ainda pairar alguma duvida em nossos corações quando ao nosso merecimento, vamos nos lembrar de que Jesus deu a vida por nós enquanto ainda estávamos totalmente perdidos, e se agora estamos um pouquinho melhor, o mérito não é nosso e sim d’Ele que nos libertou.

Deus nos ama tanto que deu o que Ele tinha de mais valioso (O Filho do seu amor) e Jesus por sua vez deu a vida por nós, o que mais Ele não nos dará?

Portanto, vamos nos lembrar que em o nome de Jesus, Deus sempre vai operar o milagre, seja cura, seja libertação, sejam conquistas ou vitórias naquilo que necessitamos porque esta é a vontade de Deus, que sejamos plenos, que o nome do seu Filho seja glorificado, porque também o Pai é glorificado no Filho, pois os dois são um só e querem que nós também sejamos um n’Ele: Nós em Jesus e Jesus em Deus.

Não quero detalhar muito pra anão ficar muito extenso, más vamos nos lembrar que Daniel orou 21 dias, porem a oração dele foi ouvida no primeiro dia e o anjo Gabriel foi enviado também no primeiro dia, porem houve quem o tentasse impedir e Gabriel teve que pedir ajuda à Miguel um dos príncipes mais antigos, mas o propósito de Deus foi cumprido, como sempre será cumprido e a oração de Daniel foi respondida por que ele era muito amado por Deus!

Se você amar a Deus e se colocar na total dependência d’Ele, Ele move os céus, para a terra, abala o inferno, mas o seu propósito será cumprido, porque Ele é Deus!!!   




A fé – 25/02/2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://afeeeee.blogspot.com.br/

 

A fé é a certeza daquilo que não se vê, mas que mesmo não vendo temos certeza que existe ou que vai acontecer, ou seja:

- Eu não vejo Deus, ninguém nunca o viu a não ser Jesus, mas tenho certeza que Ele existe;

- Eu não conheci Jesus homem, mas tenho certeza que Ele é o Filho de Deus que veio viver como homem para me salvar, foi morto pelos meus pecados, ressuscitou e hoje está ao lado de Deus, intercedendo por nós;

- Ninguém nunca voltou dos mortos para me contar que existe outra vida depois desta, mas eu acredito que do mesmo jeito que Jesus ressuscitou dentre os mortos e está ao lado de Deus, eu também vou ser ressuscitado dentre os mortos e vou co-habitar eternamente com Eles;

Deus se agrada da nossa fé e se recuarmos na fé Ele não tem prazer em nós.

O poder não é nosso, e sim de Deus, porem, Ele nos responde segundo a nossa fé, por exemplo: Se estou doente e digo que em o nome de Jesus Cristo estou curado, mesmo que não parece que estou, pois as vezes os sintomas ainda existam, mas a partir do momento em que eu determinei em o nome de Jesus que estou curado Deus já operou e eu realmente já estou curado.

Parece loucura e é loucura mesmo, a fé é assim, isto é fé, esta é a fé que Deus quer encontrar em nós.

Deus quer que acreditemos n’Ele e se eu acreditar que estou curado, mesmo que não pareça eu realmente estou e posso ter isto como certo, pois pela minha fé em Jesus, Deus já agiu e a doença não pode mais existir porque quem mandou acontecer foi Deus.

Jesus é o Filho único de Deus e Deus lhe deu todo poder no céu e na terra, e também determinou que pala fé n’Ele, em seu Filho Jesus Cristo, todos nos fossemos salvos.

 Jesus tem todo o poder no céu e na terra, Ele é o maior e está acima de todas as coisas, somente Deus é acima d’Ele, pois foi Deus quem lhe sujeitou todas as coisas.

Portanto, aquilo que determinarmos em o nome de Jesus, antes que o milagre aconteça, já podemos comemorar, pois temos a certeza de que ele vai acontecer, porque Jesus nos deu a chave que liga e desliga as coisas no céu e essa chave é a .

A fé não é uma aventura, não é um tiro no escuro, a fé é confiança no poder de Deus e de seu Filho Jesus Cristo e também no amor d’Eles por nós, pois afinal Deus nos deus o que Ele tinha de mais valioso (Jesus) e Jesus por sua vez deu a vida por nós, o que mais Ele não fará por nós?

O demônio, o enganador sempre vai tentar colocar duvidas em nossos corações, as principais são:

- Será que Deus existe mesmo? Eu sempre respondo o seguinte: - Claro que sim e Ele já me deu muitas provas da sua existência!

- Será que Ele tem poder sobre tudo? - Claro que sim, pois foi Ele mesmo quem criou todas as coisas e as criou através de Jesus!

- Será que Deus quer me curar? Aqui vem a duvida de muitos, porque imediatamente nos vem à mente: - Eu não mereço!!!

Não faça isto, entenda que ninguém merece, pode ser o homem mais santo e perfeito que ainda seria pecador e não mereceria porem não é por merecimento, mas sim pela fé!

Deus determinou que seriamos salvos pela fé no seu Filho Jesus Cristo e não pelo merecimento, e quando falamos de salvação, não é apenas a salvação da alma (vida eterna) está é a mais importante, mas também a salvação ainda aqui neste mundo, os livramentos, as curas, a autoridade sobre o maligno.

Nunca mais deixemos o demônio sugerir duvidas em nossas mentes, tipo: Deus não quer ou, eu não mereço, pois Ele quer sim, este é o propósito de Deus, a obra de Deus, pois como está escrito: A obra de Deus é crer em Jesus Cristo!

E se duvidarmos novamente que mesmo não merecendo, Deus nos ama e que nos ajudar, vamos nos lembrar de que Jesus deu a vida por nós quando ainda estávamos totalmente perdidos e se agora estamos um pouquinho melhor, o mérito não é nosso e sim d’Ele.

Deus nos ama tanto que deu o que Ele tinha de mais valioso (Seu Filho único Jesus Cristo) e Jesus por sua vez deu a vida por nós, o que mais Ele não nos dará?

Vamos nos lembrar que em o nome de Jesus, Deus sempre vai operar o milagre, seja cura, seja libertação, sejam conquistas e vitórias naquilo que necessitamos porque essa é a vontade de Deus, que o nome do seu Filho seja glorificado, porque o Pai é também glorificado no Filho, pois os dois são um só.

Não quero detalhar muito pra anão ficar muito extenso, más vamos nos lembrar que Daniel orou 21 dias, porem a oração dele foi ouvida no primeiro dia e o anjo Gabriel foi enviado também no primeiro dia, porem houve quem o tentasse impedir e Gabriel teve que pedir ajuda a Miguel um dos príncipes mais antigos, mas o propósito de Deus foi cumprido, como sempre será cumprido e a oração de Daniel foi respondida por que ele era muito amado por Deus!

Se você amar a Deus e se colocar na total dependência d’Ele, Ele remove os céus, para a terra, abala o inferno, mas o seu propósito será cumprido, porque Ele é Deus!!!   




Ensinamentos de Jesus – 24/02/2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://ensinamentodejesus.blogspot.com.br/

 

Ninguém é bom e ninguém merece, é Jesus quem nos transforma; vamos ver como isto acontece?

- Um dia perguntaram à Jesus: Que faremos para executarmos as obras de Deus? Jesus respondeu, e disse-lhes: A obra de Deus é esta: Que creiais naquele que ele enviou. (João 6: 28-29 Segundo a tradução: Almeida Revista e Corrigida.)

- E quem fizer isto: (Acreditar em Jesus) sabe o que acontecerá? Jesus declarou: Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna. (João 6: 47 Segundo a tradução: Almeida Revista e Corrigida.)

Muitos vão dizer: - Mas não é só isto, tem muito mais coisas que necessitamos fazer... E eu vou sempre responder que a salvação é pela fé em Jesus Cristo porque é Ele quem faz a obra, é Ele quem nos liberta do cativeiro do demônio e Ele quem opera em nossas vidas através do Espírito Santo.

Quando acreditamos, confiamos e nos entregamos totalmente a Jesus, quando o deixamos conduzir as nossas vidas Ele vai trabalhando em nosso homem interior (nosso espírito) até chegarmos à estatura completa d’Ele mesmo (Jesus) o varão perfeito e então conseguiremos viver como Ele viveu e nos recomenda a viver. Olha só o que Jesus nos diz:

— Mas eu digo a vocês que estão me ouvindo: amem os seus inimigos e façam o bem para os que odeiam vocês. Desejem o bem para aqueles que os amaldiçoam e orem em favor daqueles que maltratam vocês. Se alguém lhe der um tapa na cara, vire o outro lado para ele bater também. Se alguém tomar a sua capa, deixe que leve a túnica também. Dê sempre a qualquer um que lhe pedir alguma coisa; e, quando alguém tirar o que é seu, não peça de volta. Façam aos outros a mesma coisa que querem que eles façam a vocês.

— Se vocês amam somente aqueles que os amam, o que é que estão fazendo de mais? Até as pessoas de má fama amam as pessoas que as amam. E, se vocês fazem o bem somente para aqueles que lhes fazem o bem, o que é que estão fazendo de mais? Até as pessoas de má fama fazem isso. E, se vocês emprestam somente para aqueles que vocês acham que vão lhes pagar, o que é que estão fazendo de mais? Até as pessoas de má fama emprestam aos que têm má fama, para receber de volta o que emprestaram. Façam o contrário: amem os seus inimigos e façam o bem para eles. Emprestem e não esperem receber de volta o que emprestaram e assim vocês terão uma grande recompensa e serão filhos do Deus Altíssimo. Façam isso porque ele é bom também para os ingratos e maus. Tenham misericórdia dos outros, assim como o Pai de vocês tem misericórdia de vocês.

— Não julguem os outros, e Deus não julgará vocês. Não condenem os outros, e Deus não condenará vocês. Perdoem os outros, e Deus perdoará vocês. Dêem aos outros, e Deus dará a vocês. Ele será generoso, e as bênçãos que ele lhes dará serão tantas, que vocês não poderão segurá-las nas suas mãos. A mesma medida que vocês usarem para medir os outros Deus usará para medir vocês.

E Jesus fez estas comparações: — Um cego não pode guiar outro cego. Se fizer isso, os dois cairão num buraco. Nenhum aluno é mais importante do que o seu professor. Porém, quando tiver terminado os estudos, o aluno ficará igual ao seu professor.

— Por que é que você vê o cisco que está no olho do seu irmão e não repara na trave de madeira que está no seu próprio olho? Como é que você pode dizer ao seu irmão: “Me deixe tirar esse cisco do seu olho”, se você não repara na trave que está no seu próprio olho? Hipócrita! Tire primeiro a trave que está no seu olho e então poderá ver bem para tirar o cisco que está no olho do seu irmão.

— A árvore boa não dá frutas ruins, assim como a árvore que não presta não dá frutas boas. Pois cada árvore é conhecida pelas frutas que ela produz. Não é possível colher figos de espinheiros, nem colher uvas de pés de urtiga. A pessoa boa tira o bem do depósito de coisas boas que tem no seu coração. E a pessoa má tira o mal do seu depósito de coisas más. Pois a boca fala do que o coração está cheio.

— Por que vocês me chamam “Senhor, Senhor” e não fazem o que eu digo? Eu vou mostrar a vocês com quem se parece a pessoa que vem e ouve a minha mensagem e é obediente a ela. Essa pessoa é como um homem que, quando construiu uma casa, cavou bem fundo e pôs o alicerce na rocha. O rio ficou cheio, e as suas águas bateram contra aquela casa; porém ela não se abalou porque havia sido bem construída. Mas quem ouve a minha mensagem e não é obediente a ela é como o homem que construiu uma casa na terra, sem alicerce. Quando a água bateu contra aquela casa, ela caiu logo e ficou totalmente destruída. (Lucas 6: 27-49 Segundo a Nova Tradução na Linguagem de Hoje.)

Quando cremos em Jesus, Ele nos envia o Espírito Santo de Deus que passa a habitar em nos, e este Espírito ensina o nosso espírito a ser bom como Deus é bom e então passamos a aprender, gostar e procurar viver exatamente da maneira que acabamos de ler.

Se porem não atentarmos para os ensinamentos de Jesus que recebemos direto do Espírito Santo de Deus ao nosso espírito, se preferirmos seguir as tendências humanas (tendências carnais) e não seguirmos o Espírito Santo, não haverá mudança alguma em nós, continuaremos maus como todo ser humano é mal e não produziremos bons frutos.

E sabe o que acontecerá aos que ao invés de bons frutos, produzem maldade, injustiça e iniqüidades? Ouvirão isto de Jesus: Apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade!

Pois como Jesus disse: Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis. Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade. (Mateus 7: 19-23 Segundo a tradução: Almeida Revista e Corrigida.)




Passando por tribulações – 21/02/2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://passandoportribulacoes.blogspot.com.br/

 

Quase todos os problemas que enfrentamos, são perseguições do maligno (demônio) que veio senão para (João 10: 10 ...Roubar, a matar, e a destruir.) e por já estar julgado (João 16: 11 ...O príncipe deste mundo está julgado.) odeia o ser humano.

O maligno quer tirar a nossa fé, pois ele sabe que a salvação do homem é pela fé em Jesus Cristo e se deixarmos, ele acabará nos convencendo de que não temos comunhão com Deus e acabaremos perdendo completamente a fé e isto é o pior que pode acontecer com um ser humano (apostasia), pois é a nossa fé em Jesus Cristo que nos salva (Vida eterna) e que também nos possibilita lutar contra as armadinhas do inimigo que são: Inveja, maus pensamentos, mortes (homicídios e suicídios), adultérios, imoralidade sexual, impureza, ações indecentes, prostituição, furtos, falsos testemunhos, blasfêmias, idolatria, feitiçaria, inimizades, brigas, acessos de raiva, ambições egoístas, desunião, bebedeiras, farras, glutonarias e tudo o mais que são características dele, do demônio e não de Deus.

Jesus nos deu poder sobre os demônios e nós devemos usá-lo: Lucas 9: 1 E, convocando os seus doze discípulos, deu-lhes virtude e poder sobre todos os demônios, para curarem enfermidades.

Seria uma luta injusta se Jesus não nos desse esse poder: Lucas 10: 18 E disse-lhes: Eu via Satanás, como raio, cair do céu. 19 Eis que vos dou poder para pisar serpentes e escorpiões, e toda a força do inimigo, e nada vos fará dano algum.

Portanto, o maligno não pode nos tocas, pois como esta escrito “Nada nos fará dano algum”, mas temos que nos lembrar sempre que o poder não é nosso e sim de Deus: II Coríntios 2: 7 Temos, porém, este tesouro em vasos de barro, para que a excelência do poder seja de Deus, e não de nós.

E temos também a obrigação de orar sempre pedindo a Deus que faça justiça por nós como Jesus nos ensinou nesta parábola: Lucas 18: 1 Disse-lhes Jesus uma parábola sobre o dever de orar sempre e nunca esmorecer: 2 Havia em certa cidade um juiz que não temia a Deus, nem respeitava homem algum. 3 Havia também, naquela mesma cidade, uma viúva que vinha ter com ele, dizendo: Julga a minha causa contra o meu adversário. 4 Ele, por algum tempo, não a quis atender; mas, depois, disse consigo: Bem que eu não temo a Deus, nem respeito a homem algum; 5 todavia, como esta viúva me importuna, julgarei a sua causa, para não suceder que, por fim, venha a molestar-me. 6 Então, disse o Senhor: Considerai no que diz este juiz iníquo. 7 Não fará Deus justiça aos seus escolhidos, que a ele clamam dia e noite, embora pareça demorado em defendê-los? 8 Digo-vos que, depressa, lhes fará justiça. Contudo, quando vier o Filho do Homem, achará, porventura, fé na terra?

O que o demônio mais quer é tirar a nossa fé em Jesus para poder nos destruir, ele sempre vai sugerir em nosso entendimento que Deus não escuta nossas orações, outras vezes ele vai sugerir que nos não merecemos e até que Deus não existe. Não vamos permitir isto, antes vamos acreditar sem sombra de duvidas na verdade: Que Jesus Filho e também Deus, e hoje Ele tem todo o poder, tanto no céu como na terra: Mateus 28: 18 E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra.

E realmente hoje Jesus é o todo poderoso: Apocalipse 21: 6 E disse-me mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida. E sabendo que pelo sangue d’Ele fomos religados à Deus e feitos também filhos: Hebreus 4: 16 Cheguemos, pois, com confiança ao trono da graça, para que possamos alcançar misericórdia e achar graça, a fim de sermos ajudados em tempo oportuno.

Nos que cremos em Jesus, temos que ter a certeza da nossa comunhão com Deus, pois fomos feitos também filhos: Romanos 8: 16 O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.

Se tivermos esta certeza pela fé em Jesus Cristo e não duvidarmos faremos o que Ele disse que faríamos: João 14: 12 Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai. 13 E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. 14 Se pedirdes alguma coisa em meu nome, eu o farei.

Satanás é o acusador: Apocalipse 12: 10 E ouvi uma grande voz no céu, que dizia: Agora é chegada a salvação, e a força, e o reino do nosso Deus, e o poder do seu Cristo; porque já o acusador de nossos irmãos é derrubado, o qual diante do nosso Deus os acusava de dia e de noite.

Não vamos deixar o acusador nos acusar em nossos corações dizendo que nossos pecados nos desligam de Deus, pois Jesus nos religou, Jesus morreu para que fossemos perdoados e, portanto: Hebreus 10: 22 Cheguemo-nos com verdadeiro coração, em inteira certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água limpa, 23 Retenhamos firmes a confissão da nossa esperança; porque fiel é o que prometeu.

E olha só o poder da fé: Marcos 11: 23 Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar, e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito. 24 Por isso vos digo que todas as coisas que pedirdes, orando, crede receber, e tê-las-eis. 25 E, quando estiverdes orando, perdoai, se tendes alguma coisa contra alguém, para que vosso Pai, que está nos céus, vos perdoe as vossas ofensas.

Obs.: Para sermos atendidos em nossas orações, necessitamos do perdão de Deus, isto porque todos nós sem exceção alguma somos pecadores e para que Deus nos perdoe é necessário crer em Jesus e nós perdoemos uns aos outros. Portanto, vamos crer e perdoar sempre.

Jesus nos disse claramente: João 15: 7 Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.

E o que devemos fazer para estar n’Ele? João 15: 10 Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.

E quais são os mandamentos d’Ele? João 15: 12 O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei.

O cumprimento de todas as leis de Deus se resumem no amor: Romanos 13: 10 O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor.

Para termos êxito na luta contra o mal, temos que nos revestir da armadura de Deus: Efésios 6: 13 Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. 14 Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade: Jesus é a verdade e o demônio é o pai da mentira.

Efésios 6: 14 ...vestida a couraça da justiça: Deus é justo e o demônio é iníquo que é o oposto de ser justo.

Efésios 6: 15 E calçados os pés na preparação do evangelho da paz: Vamos pregar sempre o arrependimento e a conversão à Jesus, em momento oportuno e não oportuno para salvar as almas nos nossos irmãos.

Efésios 6: 16 Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno: Fé em Jesus Cristo e no seu poder, fé em ser aceito por Deus pelo sangue de Jesus, fé no amor de Deus por nós.

Efésios 6: 17 Tomai também o capacete da salvação: Temos que ter a certeza de que, o que nos salva é o sangue de Jesus que nos justifica dos nossos pecados e não a total ausência de pecados, pois é impossível.

Efésios 6: 17 ...e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus: Para termos uma idéia do poder da palavra, do verbo que é Jesus, vamos nos lembrar de que o mundo foi feito por Ela, portanto, determine em o Nome de Jesus!

Efésios 6: 18 Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos: Novamente a necessidade de orarmos sempre, pois o poder é de Deus! E vigiar, pois como Jesus disse: Mateus 26: 41 Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca. Portanto: I Pedro 5: 8 Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar.





 

A conversão – 20/02/2012

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://aconversaoo.blogspot.com.br/

 

Jesus pregou o arrependimento, mas arrepender exatamente do que?

Jesus sempre nos diz ser necessário que produzamos muitos frutos, mas que frutos são estes?

Lucas 13: 1 E, naquele mesmo tempo, estavam presentes ali alguns que lhe falavam dos galileus, cujo sangue Pilatos misturara com os seus sacrifícios. 2 E, respondendo Jesus, disse-lhes: Cuidais vós que esses galileus foram mais pecadores do que todos os galileus, por terem padecido tais coisas? 3 Não, vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis.

Lucas 3: 8 Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento, e não comeceis a dizer em vós mesmos: Temos Abraão por pai; porque eu vos digo que até destas pedras pode Deus suscitar filhos a Abraão.

Jesus nos diz para nos arrependermos dos pecados (iniqüidades), das maldades (impiedades) e produzir frutos dignos de arrependimento.

Iniqüidade significa: Falta de equidade, falta de igualdade, ou falta de justiça. E como Jesus é? “Cetro de eqüidade é o cetro do teu reino. Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade”. (Hebreus 1: 8-9)

Impiedade significa falta de piedade, falta de amor! O ímpio é aquela pessoa que não se compadece da miséria alheia e não sofre junto. Jesus foi tão piedoso que alem de vir viver como homem e sofrer por nós, ainda morreu em nosso lugar: João 15: 13 Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. 

Produzir frutos é muito mais do que falar de Jesus com a intenção de salvar almas. Produzir frutos é praticar o amor, é viver com amor, é mostrar com a minha vida, com a minha maneira de viver, quem é Deus: Mateus 5: 16 Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.

Se eu sou Cristão, logo represento à Cristo na terra e a pergunta é: Quando as pessoas olham para minha vida elas louvam a Deus?

- Jesus nos ensina a perdoar de coração porque Ele perdoava e perdoa até hoje.

- Jesus nos ensina a amar os inimigos porque Ele amava e ama.

- Jesus nos ensina a fazer caridade, porque Ele fazia e faz até hoje.

- Jesus nos ensina a nos compadecermos dos necessitados porque Ele se compadecia e alimentava a multidão, curava os enfermos, libertava os cativos e Ele faz isto até hoje.

- Jesus nos ensina a dar a outra face porque Ele deu a outra face e dá até hoje.

- Jesus nos ensina a fazer caridade os carentes e pequeninos: Alimentar, vestir, dar um copo d’água, hospedar estrangeiros, visitar os presos e os doentes, porque Ele fazia e faz isto até hoje.

- Jesus nos ensinou a ser manso e humilde porque Ele é manso e humilde de coração.

- Jesus nos ensinou a ser misericordioso (nos compadecer da miséria alheia) porque Ele foi e é misericordioso, tanto que veio morrer em nosso lugar.

- Jesus nos ensinou a ser limpo de coração porque Ele é limpo de coração e não faz acepção de pessoas.

- Jesus nos ensinou a ser um pacificador porque Ele é um pacificador e por isto veio nos religar (reconciliar) com Deus.

- Jesus nos ensinou a ser a ser o sal da terra, pois assim o representaremos como Ele realmente é.

- Jesus nos ensinou a ser um peregrino neste mundo porque Ele não tinha onde reclinar a cabeça.

Portanto, produzir frutos não é apenas converter almas falando de Jesus, mas principalmente dando o exemplo.

Se produzir frutos for apenas converter almas para Jesus pregando a palavra, todos nos deveríamos ser sacerdotes: Padres, pastores, diáconos, presbíteros, obreiros, bispos, apóstolos, profetas, etc. Porem sabemos que isto é conforme os dons que o Espírito Santo da à cada um e muitos que hoje são sacerdotes ficaram de fora por praticarem a iniqüidade: Mateus 7: 21 Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. 22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? 23 E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade. 

O que levaria uma pessoa à ensinar algo que ele mesmo não faz? Falta de fé, o não acreditar! Ou seja: Se eu não acreditar, posso até ensinar os outros por conveniência, mas não faço aquilo que ensino porque não acredito. Isto é hipocrisia! Lucas 12: 1 ...Acautelai-vos primeiramente do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia.

Eu só vou moldar a minha vida à de Jesus se eu realmente acreditar n’Ele; se eu acreditar que Ele e Deus são um só, que Eles estão ligados como, por exemplo, uma sinapse neural e que são perfeitos e plenos em si mesmos.

E todos deviriam acreditar nisto, até porque não existe outra referencia de perfeição.

Eu só vou tentar participar desta “sinapse” se eu antes acreditar n’Eles, tanto na existência d’Eles como no ensinamento d’Eles: João 17: 21 Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.

O princípio de tudo é a fé: O primeiro pecado não foi a desobediência e sim a falta de fé, o não acreditar em Deus que disse “certamente morrerá” e claro acreditar naquilo que ambicionava: Conhecer o bem e o mal como Deus conhece; em outras palavras, sem ter a mínima competência, querer ser igual a Deus.

Foi isto que fez anjos e homens caírem, falta de fé na palavra de Deus.

Se hoje eu acredito e por acreditar busco viver conforme o ensinamento d’Ele, estarei no caminho certo e nós temos provas mais do que suficientes para acreditar, uma delas é que Deus nos amou tanto que deu o que Ele tinha de melhor, o Filho do seu amor (Jesus Cristo) e por sua vez, Jesus nos amou tanto que deu a vida por nós, o que mais Ele não fará por nós?

Vamos acreditar! Como Jesus disse: Crê somente!





 

A conversão – 20/02/2012

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://aconversaoo.blogspot.com.br/

 

Jesus pregou o arrependimento, mas arrepender exatamente do que?

Jesus sempre nos diz ser necessário que produzamos muitos frutos, mas que frutos são estes?

Lucas 13: 1 E, naquele mesmo tempo, estavam presentes ali alguns que lhe falavam dos galileus, cujo sangue Pilatos misturara com os seus sacrifícios. 2 E, respondendo Jesus, disse-lhes: Cuidais vós que esses galileus foram mais pecadores do que todos os galileus, por terem padecido tais coisas? 3 Não, vos digo; antes, se não vos arrependerdes, todos de igual modo perecereis.

Lucas 3: 8 Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento, e não comeceis a dizer em vós mesmos: Temos Abraão por pai; porque eu vos digo que até destas pedras pode Deus suscitar filhos a Abraão.

Jesus nos diz para nos arrependermos dos pecados (iniqüidades), das maldades (impiedades) e produzir frutos dignos de arrependimento.

Iniqüidade significa: Falta de equidade, falta de igualdade, ou falta de justiça. E como Jesus é? “Cetro de eqüidade é o cetro do teu reino. Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade”. (Hebreus 1: 8-9)

Impiedade significa falta de piedade, falta de amor! O ímpio é aquela pessoa que não se compadece da miséria alheia e não sofre junto. Jesus foi tão piedoso que alem de vir viver como homem e sofrer por nós, ainda morreu em nosso lugar: João 15: 13 Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos. 

Produzir frutos é muito mais do que falar de Jesus com a intenção de salvar almas. Produzir frutos é praticar o amor, é viver com amor, é mostrar com a minha vida, com a minha maneira de viver, quem é Deus: Mateus 5: 16 Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.

Se eu sou Cristão, logo represento à Cristo na terra e a pergunta é: Quando as pessoas olham para minha vida elas louvam a Deus?

- Jesus nos ensina a perdoar de coração porque Ele perdoava e perdoa até hoje.

- Jesus nos ensina a amar os inimigos porque Ele amava e ama.

- Jesus nos ensina a fazer caridade, porque Ele fazia e faz até hoje.

- Jesus nos ensina a nos compadecermos dos necessitados porque Ele se compadecia e alimentava a multidão, curava os enfermos, libertava os cativos e Ele faz isto até hoje.

- Jesus nos ensina a dar a outra face porque Ele deu a outra face e dá até hoje.

- Jesus nos ensina a fazer caridade os carentes e pequeninos: Alimentar, vestir, dar um copo d’água, hospedar estrangeiros, visitar os presos e os doentes, porque Ele fazia e faz isto até hoje.

- Jesus nos ensinou a ser manso e humilde porque Ele é manso e humilde de coração.

- Jesus nos ensinou a ser misericordioso (nos compadecer da miséria alheia) porque Ele foi e é misericordioso, tanto que veio morrer em nosso lugar.

- Jesus nos ensinou a ser limpo de coração porque Ele é limpo de coração e não faz acepção de pessoas.

- Jesus nos ensinou a ser um pacificador porque Ele é um pacificador e por isto veio nos religar (reconciliar) com Deus.

- Jesus nos ensinou a ser a ser o sal da terra, pois assim o representaremos como Ele realmente é.

- Jesus nos ensinou a ser um peregrino neste mundo porque Ele não tinha onde reclinar a cabeça.

Portanto, produzir frutos não é apenas converter almas falando de Jesus, mas principalmente dando o exemplo.

Se produzir frutos for apenas converter almas para Jesus pregando a palavra, todos nos deveríamos ser sacerdotes: Padres, pastores, diáconos, presbíteros, obreiros, bispos, apóstolos, profetas, etc. Porem sabemos que isto é conforme os dons que o Espírito Santo da à cada um e muitos que hoje são sacerdotes ficaram de fora por praticarem a iniqüidade: Mateus 7: 21 Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. 22 Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitas maravilhas? 23 E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade. 

O que levaria uma pessoa à ensinar algo que ele mesmo não faz? Falta de fé, o não acreditar! Ou seja: Se eu não acreditar, posso até ensinar os outros por conveniência, mas não faço aquilo que ensino porque não acredito. Isto é hipocrisia! Lucas 12: 1 ...Acautelai-vos primeiramente do fermento dos fariseus, que é a hipocrisia.

Eu só vou moldar a minha vida à de Jesus se eu realmente acreditar n’Ele; se eu acreditar que Ele e Deus são um só, que Eles estão ligados como, por exemplo, uma sinapse neural e que são perfeitos e plenos em si mesmos.

E todos deviriam acreditar nisto, até porque não existe outra referencia de perfeição.

Eu só vou tentar participar desta “sinapse” se eu antes acreditar n’Eles, tanto na existência d’Eles como no ensinamento d’Eles: João 17: 21 Para que todos sejam um, como tu, ó Pai, o és em mim, e eu em ti; que também eles sejam um em nós, para que o mundo creia que tu me enviaste.

O princípio de tudo é a fé: O primeiro pecado não foi a desobediência e sim a falta de fé, o não acreditar em Deus que disse “certamente morrerá” e claro acreditar naquilo que ambicionava: Conhecer o bem e o mal como Deus conhece; em outras palavras, sem ter a mínima competência, querer ser igual a Deus.

Foi isto que fez anjos e homens caírem, falta de fé na palavra de Deus.

Se hoje eu acredito e por acreditar busco viver conforme o ensinamento d’Ele, estarei no caminho certo e nós temos provas mais do que suficientes para acreditar, uma delas é que Deus nos amou tanto que deu o que Ele tinha de melhor, o Filho do seu amor (Jesus Cristo) e por sua vez, Jesus nos amou tanto que deu a vida por nós, o que mais Ele não fará por nós?

Vamos acreditar! Como Jesus disse: Crê somente!





O propósito de Deus – 19/02/2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://oproprositodedeus.blogspot.com.br/

Resumidamente, vamos entender qual é o propósito de Deus para nossas vidas e como alcançar a plenitude que é a salvação da alma e a vida eterna.

A primeira questão é: A salvação é pela fé em Jesus Cristo ou pelas obras?

Podemos dizer que as duas coisas, porem na ordem: Primeiro a fé, pois só obedecerei se eu conhecer, acreditar, confiar e amar a Deus.

Nós seres humanos somos fracos e pequenos demais para conquistarmos por nós mesmos a salvação de nossas almas e Deus sabendo disso, estabeleceu a (Nova e Eterna Aliança), ou seja: Deus determinou que fossemos salvos pela fé em Jesus Cristo, pois é pela fé em Jesus que  recebemos o Espírito Santo de Deus que transforma e muda nossa vontade; ao crermos em Jesus, Ele nos da um espírito novo que muda nosso coração, nos fazendo sentir prazer nas boas obras (justiça e amor e benignidade).

Poderíamos dizer que o que Deus fez por nós, seria como pegar um “porco”, um animal que naturalmente gosta de lama e trocar a sua natureza pela natureza de um “gato” que naturalmente não gosta de estar sujo.

Pela fé em Jesus Cristo fomos feitos também filhos de Deus e participantes da sua natureza Divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo (II Pedro 1: 4) e por isto não gostamos mais do pecado.

Porem, por ainda vivermos em um corpo carnal e corruptível, todos nós, mesmo os que receberam as primícias do Espírito, devemos vigiar e orar o tempo todo (andar na presença de Deus) para não entrarmos em tentações, antes nos desviarmos de todo pecado, pois como Jesus disse: (Mateus 26: 41) “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca”.

Quando Jesus voltar, seremos transformados em novas criaturas incorruptíveis como está escrito: (I Coríntios 15: 52-54) “Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados, porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade; e quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória”.

Se observarmos bem, perceberemos que o Senhor é quem faz toda a obra (Salmos 127: 1), nos restando apenas o “crer” e o “vigiar”, e até mesmo a o “crer” que é a fé não vem de nós mesmos, mas também é um dom de Deus (Efésios 2: 8). Portanto, se é Ele quem faz tudo, não haverá jactância de nossa parte, que significa ostentação de mérito.

É como está escrito: (Jeremias 9: 23-24) “Assim diz o SENHOR: Não se glorie o sábio na sua sabedoria, nem se glorie o forte na sua força; não se glorie o rico nas suas riquezas, Mas o que se gloriar, glorie-se nisto: em me entender e me conhecer, que eu sou o SENHOR, que faço beneficência, juízo e justiça na terra; porque destas coisas me agrado, diz o SENHOR.”

Portanto, vamos conhecer quem é Deus o Pai, quem é Jesus Cristo o Filho, quem é o Espírito Santo e quem somos nós os homens:

1º - Deus é sempiterno, sempre existiu e sempre vai existir. Deus é Aquele que tem, ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver, ao qual seja honra e poder sempiterno. Amém. Nossa mente não pode compreender porque Deus não teve início, o que nos importa saber é que Deus é a fonte do amor da justiça e da benignidade! (I Timóteo 6: 13-16). Jesus declarou o seguinte do Pai: (João 4: 24) “Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade.”

2º - Jesus é a sua primeira criação, o Filho do amor de Deus, a imagem de Deus (Ele e o Pai são um) e todas as coisas foram criadas por Ele e para Ele, portanto Ele é antes de todas as coisas e todas as coisas subsistem por Ele (Colossenses 1: 13-17). Antes de Jesus vir viver como homem Ele já sustentava todas as coisas, Ele veio viver como homem para nos salvar e hoje está ao lado de Deus: (Hebreus 1: 3) “O qual, sendo o resplendor da sua glória, e a expressa imagem da sua pessoa, e sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, havendo feito por si mesmo a purificação dos nossos pecados, assentou-se à destra da majestade nas alturas.”

3º - O Espírito Santo é o Espírito de Deus e de Jesus, o Espírito da verdade, o consolador como Jesus declarou que nos enviaria: (João 16: 7) ”Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei.” Quando cremos em Jesus, recebemos o Espírito Santo de Deus: (Marcos 1: 8) “Eu, em verdade, tenho-vos batizado com água; ele, porém, vos batizará com o Espírito Santo.” É este mesmo Espírito que habitando em nós, nos testifica que Jesus é o Messias o Filho de Deus e nos ensina, transforma o nosso espírito (homem interior) e nos dá o discernimento correto nos guia pelo caminho da verdade, porque vem d’Ele mesmo: (João 16: 13-15) “Mas, quando vier aquele, o Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir. Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar. Tudo quanto o Pai tem é meu; por isso vos disse que há de receber do que é meu e vo-lo há de anunciar.”

4º - Nós homens fomos feitos a imagem d'Eles, como está escrito: (Gênesis 1: 26) “E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança”.

 Jesus e Deus não são dois, mas um só, como está escrito: (João 10: 30) “Eu e o Pai somos um”.

O Pai e o Filho juntos fizeram o homem para que fossemos conforme a imagem de Jesus o Primogênito e Unigênito como está escrito: (Romanos 8: 28-29) “E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. 29 Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.”

Por crermos em Jesus, fomos feitos também filhos de Deus, porem ainda não sabemos o que seremos, mas quando Jesus voltar, saberemos, como está escrito em: (I João 3: 2) “Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos.”

Hoje o que sabemos é que devemos buscar ser como Jesus é, perfeito em AMOR, como estava escrito antes mesmo de Jesus vir: (Miquéias 6: 8) “Ele te declarou, ó homem, o que é bom; e que é o que o SENHOR pede de ti, senão que pratiques a justiça, e ames a benignidade, e andes humildemente com o teu Deus?”

Devemos produzir bons frutos e por isto temos que estar ligados a Jesus como as galhas de uma videira, pois Ele é a videira verdadeira e só Ele tem as raízes ligadas à Deus, como está escrito: (João 15: 1-7) “EU sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado. Estai em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim. Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem. Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.”

Como estar em Jesus e Ele em nós? Jesus respondeu: (João 15: 10) “Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.”

E quais são os seus mandamentos? Jesus respondeu: (João 15: 12-13) “O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.”

Jesus nos deu um novo mandamento: (João 13: 34) “Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.”

A bíblia nos diz que todos os mandamentos se resumem no amor: (Romanos 13: 8-10) “A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei. Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor.”

Mas o que é exatamente o AMOR? A bíblia responde: (I Coríntios 13: 1-3) “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.”





Porque e para que fomos criados? – 18/02/2012

 Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://porquedeusnoscriou.blogspot.com.br/

 

Qual o propósito de Deus ao criar o homem?

Vamos pelo começo: Deus é sempiterno, sempre existiu e sempre vai existir (Deus é a fonte do amor!).

Jesus é a sua primeira criação, o Filho do amor de Deus (Colossenses 1: 13) e tudo foi criado por Ele e para Ele: Colossenses 1: 15 O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; 16 Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele. 17 E ele é antes de todas as coisas, e todas as coisas subsistem por ele.

Nós homens fomos feitos a imagem d'Eles que na verdade não são dois mas um só: Gênesis 1: 26 E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; e domine sobre os peixes do mar, e sobre as aves dos céus, e sobre o gado, e sobre toda a terra, e sobre todo o réptil que se move sobre a terra.

Jesus e Deus que não são dois, mas um só (João 10: 30 Eu e o Pai somos um), fizeram o homem para que fossemos conforme a imagem de Jesus o Primogênito e Unigênito: Romanos 8: 28 E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. 29 Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.

Hoje ainda não sabemos o que seremos, mas quando Jesus voltar, saberemos: I João 3: 2 Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos.

Hoje o que sabemos é que devemos buscar ser como Jesus é, perfeito em AMOR e produzirmos frutos. Por isto Jesus nos deu um novo mandamento: João 13: 34 Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.

E para isto temos que estar ligados a Ele (Jesus) como as galhas de uma videira, pois só Ele tem as raízes ligadas a Deus: João 15: 1 EU sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. 2 Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto. 3 Vós já estais limpos, pela palavra que vos tenho falado. 4 Estai em mim, e eu em vós; como a vara de si mesma não pode dar fruto, se não estiver na videira, assim também vós, se não estiverdes em mim. 5 Eu sou a videira, vós as varas; quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. 6 Se alguém não estiver em mim, será lançado fora, como a vara, e secará; e os colhem e lançam no fogo, e ardem. 7 Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito.

Como estar em Jesus e Ele em nós?  João 15: 10 Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor; do mesmo modo que eu tenho guardado os mandamentos de meu Pai, e permaneço no seu amor.

E quais são os seus mandamentos? João 15: 12 O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. 13 Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.

Todos os mandamentos se resumem no amor, pois como está escrito: Romanos 13: 8 A ninguém devais coisa alguma, a não ser o amor com que vos ameis uns aos outros; porque quem ama aos outros cumpriu a lei. 9 Com efeito: Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, não cobiçarás; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. 10 O amor não faz mal ao próximo. De sorte que o cumprimento da lei é o amor.

E o que é o AMOR? I Coríntios 13: 1 Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. 2 E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. 3 E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

 

E a salvação é pela fé ou pelas obras?

 

Os dois, porem na ordem, primeiro a fé, pois só obedecerei se acreditar ou Abraão obedeceria se não cresse?

 

Explicando melhor: Os dois são necessários, porem somos tão insignificantes e Deus sabendo disso, determinou que pela fé em Jesus, receberíamos o Espírito Santo que muda nossa vontade (Um espírito novo que muda nosso coração) nos fazendo sentir prazer nas boas obras (justiça e amor), é como pegar um porco que naturalmente gosta de lama e trocar a natureza dele pela natureza de um gato que naturalmente não gosta de estar sujo.

Pela fé em Jesus fomos feitos também filhos e participantes da natureza divida e por isto não gostamos mais do pecado, portanto, o espírito está pronto, porem a carne ainda é fraca e por isto seremos transformados em novas criaturas incorruptíveis.

Resumindo, Deus faz tudo e por isto não haverá jactância (ostentação de mérito.)

 





Como orar? – 17/12/2013

 Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://comoorarr.blogspot.com.br/

 

O princípio da oração é sempre engrandecer e adorar o nome de Deus, para isto temos que ates ter a certeza pela fé de que Deus existe, digo pela fé porque ninguém nunca o viu, mas sabemos que Ele existe e é galardoador dos que o buscam porque Jesus o Filho nos revelou o Pai em si mesmo, pois quem vê o Filho vê o Pai, porque os dois são um só e Eles querem que nós também façamos parte desta unidade: Nós em Jesus e Jesus em Deus.

Como assim? João 14: 23 Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada.

Jesus é a videira verdadeira que tem as raízes ligadas à Deus e nós somos as galhas que estão ligadas a Jesus e dessa forma estaremos todos unidos como um só em Espírito e pelo Espírito.

E o justo viverá da fé e é também pala fé que conhecemos a Deus e o adoramos em oração, pois na verdade não sabemos nem mesmo como orar, porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis, e aquele que examina os corações sabe qual é a intenção do Espírito; e é ele que segundo Deus intercede pelos santos.

Nós somos pequenos demais, mas o nosso Deus, o único Deus é grande demais, Ele é grande o suficiente para de si mesmo fazer todas as coisas conforme o seu desígnio e o que temos que fazer, o que restou a nós homens é tão somente seguir o Espírito Santo que habita em nós e dar glorias à Deus o tempo todo em o nome de Jesus Cristo, pois é Ele quem nos fez e nos sustenta pelas suas próprias mãos.

Ninguém nem nada esta acima de Deus em nossas vidas, pois Ele nos fez e nos sustenta, é Ele quem faz todas as coisas e por isto lhe pedimos: - Senhor renova as nossas forças a cada dia, para que possamos crescer em amor até que todos nós cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente. Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, do qual todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor.





Como está a sua consciência? – 13/02/2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://comoestasuaconsciencia.blogspot.com.br/

 

Como está sua consciência?

Como está a sua relação com Deus?

Quando você pensa em Deus você se sente bem?

Quando você eleva seus pensamentos à Deus você sente que Ele está te aprovando ou reprovando?

Você sabia que Jesus morreu para que seus pecados fossem perdoados e você se sentisse perdoado e tivesse liberdade para adorar a Deus como Filho amado?

Pela antiga aliança, todos os anos se ofereciam sacrifícios de animais à Deus para que as pessoas se sentissem purificadas (perdoadas), porem não estava funcionando porque aquilo era uma simples alegoria ao que viria a acontecer que era: Jesus Cristo o Filho de Deus e também Deus vir viver como homem e dar a vida para que nos sentíssemos realmente perdoados e tivéssemos paz com Deus, não por um ano, mas para sempre.

Os sacrifícios feitos na antiga aliança (Antigo Testamento) o qual foi abolida por Cristo (II Coríntios 3: 14) serviu apenas como alegoria ao que viria a acontecer: Hebreus 9: 9 Que é uma alegoria para o tempo presente, em que se oferecem dons e sacrifícios que, quanto à consciência, não podem aperfeiçoar aquele que faz o serviço; 10 Consistindo somente em comidas, e bebidas, e várias abluções e justificações da carne, impostas até ao tempo da correção. Esta era a antiga aliança (Antigo Testamento), ineficaz!

Já a Segunda e Eterna Aliança (Novo Testamento), cujo mediador é Jesus Cristo o Filho de Deus, nos purifica perfeitamente, nos santificando (separando) para servirmos a Deus sem culpa, pois Ele tem autoridade para perdoar pecados: Hebreus 9: 11 Mas, vindo Cristo, o sumo sacerdote dos bens futuros, por um maior e mais perfeito tabernáculo, não feito por mãos, isto é, não desta criação, 12 Nem por sangue de bodes e bezerros, mas por seu próprio sangue, entrou uma vez no santuário, havendo efetuado uma eterna redenção. 13 Porque, se o sangue dos touros e bodes, e a cinza de uma novilha esparzida sobre os imundos, os santifica, quanto à purificação da carne, 14 Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?

É necessário que nos sintamos purificados, nossas consciências tem que estar purificadas para termos comunhão com Deus e Jesus fez isto derramando seu próprio sangue e morrendo em nosso lugar.

Jesus se ofereceu uma única vez para que nossos pecados fossem realmente perdoados.

Esta é a maior oportunidade de salvação que a humanidade já teve e se nós a negligenciarmos (desprezarmos), não haverá outra chance, pois ela é a Nova e Eterna Aliança. Jesus fez tudo e deixou para nós apenas acreditar, confiar e nos entregar a Ele.

Portanto, se hoje nos entregarmos completamente a Ele, se hoje acreditarmos que Ele tem poder para nos perdoar e nos libertar da escravidão do pecado (João 8: 34-36), se hoje nós quisermos realmente que Jesus faça uma mudança em nossas vidas, Ele que é Filho e também Deus, nos libertará e nos dará descanso, não um descanso físico, mas um descanso espiritual, uma consciência purificada pelo seu sangue, uma consciência de estar em paz com Deus, uma consciência que nos testifica nos dizendo que somos filhos amados de Deus, pois fomos perdoados pelo sangue de Jesus e feitos filhos amados de Deus e co-herdeiros juntamente com Jesus do reino que nos está preparado desde a fundação do mundo.

Vamos nos entregar a Jesus e ter a certeza da nossa salvação.

Ninguém pode te dar descanso (tranqüilizar a sua alma) se você não se sentir perdoado pelo sacrifício de Jesus.

Esse descanso não é pleno enquanto estivermos neste mundo, pois satanás trabalha para nos tirar a fé em Jesus e seremos contristados muitas vezes ainda, porem nunca abatidos, pois Jesus é mais poderoso do que todos e Ele sempre vai vir nos socorrer se não perdermos a fé, a confiança e a esperança n’Ele como fizeram os antigos no deserto e por não acreditarem, não alcançaram a terra prometida que hoje nos está sendo oferecida novamente, não neste mundo, mas em um muito melhor.

Entregue sua vida a Jesus, deixe Ele te purificar e não deixe que ninguém te julgue, antes julgue cada um a si mesmo sabendo que todos nos prestaremos contas a Jesus: I Coríntios 4: 5 Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor.





Porque orar? – 11/02/2013

Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://porqueorarr.blogspot.com.br/

 

Porque orar, porque clamar, porque pedir a Deus se Ele nos conhece antes da criação do mundo e sabe tudo que necessitamos?

Sabendo nós que pela presciência Deus sabe até o que vamos lhe pedir muito antes de pedirmos, porque perder tempo pedindo?

Não perder tempo! Nunca perder, mas ganhar tempo tudo o mais, pois quanto mais tempo estivermos em comunhão e sintonia com Deus melhor para nosso crescimento espiritual. 

Jesus disse: Mateus 6: 31 Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?

E também disse: Lucas 11: 9 E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á.

Parece uma contradição, mas não é, pois na verdade Deus sabe tudo que necessitamos e, portanto, não necessitaríamos lhe pedir nada. Porem Ele quer que estejamos constantemente em comunhão com Ele nem que for pedindo, ou seja: Deus quer que nós estejamos todos os dias e o dia todo com o coração voltado para Ele, com o pensamento n’Ele, pois é n’Ele que está a fonte da vida e de tudo o mais e não devemos nos desligar d’Ele em momento nenhum, muito pelo contrário temos que estar sempre em sintonia com Ele, e a oração proporciona esta sintonia.

Olha o que Jesus pediu ao Pai:

- João 17: 11 ...Pai santo, guarda em teu nome aqueles que me deste, para que sejam um, assim como nós.

- João 17: 22 E eu dei-lhes a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um. 23 Eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, e para que o mundo conheça que tu me enviaste a mim, e que os tens amado a eles como me tens amado a mim.

Ou seja: Nós, Jesus e Deus, temos que ser um só, unidos em Espírito!

Tem que haver uma sintonia perfeita entre nós e Jesus como é perfeita a sintonia entre Jesus e Deus!

Jesus é a videira que tem suas raízes ligadas em Deus e nós somos as galhas enxertadas em Jesus e portando estamos todos unidos em um só Espírito!

Como estaremos ligados n’Ele se não estivermos o tempo todo orando, ou pensando, ou agradecendo, ou mesmo conversando com Eles que na verdade estão tão unidos que já não são Eles e sim Ele (Um só): João 10: 30 Eu e o Pai somos um.

Um dia nós também estaremos assim, pois como Jesus disse, após essa vida carnal, teremos corpos espirituais como os anjos, ai sim estaremos em perfeita harmonia com Jesus e Deus, ou você acha que os anjos não estão?

Jesus é a imagem de Deus, a primeira criação de Deus que é sempiterno, através de Jesus todas as demais coisas foram feitas, por Ele e para Ele como está escrito: Colossenses 1: 15 O qual é imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação; 16 Porque nele foram criadas todas as coisas que há nos céus e na terra, visíveis e invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades. Tudo foi criado por ele e para ele.

Nós também fomos feitos a imagem d’Eles, como está escrito: Gênesis 1: 26 E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança.

Ou seja, Deus falou para Jesus o seu Filho e arquiteto: “Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança”

Fomos feitos para sermos conforme a imagem de Jesus que é a imagem de Deus e estarmos todos unidos como um só!

Hoje por ainda vivermos neste corpo carnal (essa tenda como Paulo diz) o qual é a semente, ainda não podemos estar em perfeita comunhão com Eles, porem quando formos transformados em novas criaturas espirituais, imortais e incorruptíveis, estaremos todos em total harmonia e sintonia Espiritual perfeita, como uma sinapse neural, e será maravilhoso, pois o veremos face a face como está escrito: I Coríntios 13: 12 Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.

Portanto, estejamos em oração constante, estejamos em total sintonia e harmonia com Deus através de Jesus Cristo, pois isto nós é necessário; digo isto literalmente: Vamos conversar com Deus o tempo todo, cada minuto e se possível cada segundo de nossas vidas.

Porque que você acha que Deus só nos atende quando pedimos? Porque para pedirmos nos sintonizamos e isto nos faz crescer e esta é a vontade d’Ele, que cresçamos cada vez mais em amor e benignidade até chegarmos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo.

Porque você acha que Jesus deu o exemplo do juiz que não temia ninguém, mas que porem atendeu a viúva em seu clamor insistente? Porque Deus só vai nos atender se clamarmos e clamarmos muito, devemos estar buscando Deus nem que seja tateando como Paulo falou aos atenienses, devemos buscar esta comunhão com Deus, seja pedindo, seja agradecendo, seja conversando como se conversa com um amigo, pois só assim seremos conforme fomos predestinados a ser. (Romanos 8 : 28-30)

Vamos aproveitar essa vidinha de 120 anos para treinar o que vamos viver na eternidade e vamos pedir e clamar sempre, pois é exatamente isto que Deus quer, não por que Ele necessita da nossa oração, mas porque nós necessitamos estar em comunhão com Ele através da oração.





Porque devemos crer em Jesus?

 Leia a Bíblica - Click aqui

https://sites.google.com/site/jesus2336987/

http://porquecreremjesuss.blogspot.com.br/

 

Quando cremos em Jesus, três coisas acontecem:

1º Somos justificados pelo seu sangue! Continuamos pecadores, porem justos porque Ele nos justifica; Ele se fez maldito em nosso lugar e como está escrito: O justo viverá da fé! (Romanos 1: 17) e (Gálatas 3: 13).

2º Recebemos o Espírito Santo que nos santifica em espírito! Santificação significa separação para Deus e é o Espírito Santo de Deus quem nos separa e transforma o nosso homem interior nos fazendo sentir vontade de viver segundo suas leis e andar na sua justiça, porem, por vivermos ainda neste corpo carnal e corruptível não conseguimos ser perfeitos como desejamos ser. (I Coríntios 6: 11) e (Mateus 26: 41).

3º Seremos transformados em novas criaturas! Seremos arrebatados e transformados em novas criaturas imortais e incorruptíveis, daí sim, seremos perfeitos tanto no homem interior como no exterior e veremos à Deus, pois a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção. (I Coríntios 15: 50-54), (I Tessalonicenses 4: 13-18) e (Mateus 24: 40-41)

Portanto, foi Jesus quem fez tudo por nós e o mérito é todo d’Ele! Por isto que Ele afirma: João 6: 47 Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim tem a vida eterna.

No tempo de Abraão o qual recebeu de Deus as promessas, o pecado não era imputado aos homens porque as leis de Deus ainda não haviam sido dadas e Abraão foi considerado justo pela fé, porque acreditou em Deus. (Gálatas 3: 6)

Após Moisés, as leis de Deus que são perfeitas, nos tornou malditos, pois somos incapazes de cumpri-las como está escrito: Não há um justo, nem um sequer! E também: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las. (Romanos 3: 10) e (Gálatas 3: 10)

Agora no tempo em que vivemos (tempo da graça), alcançamos a redenção e a remissão dos pecados pelo sangue de Jesus! (Efésios 1: 7) e (Colossenses 1: 14)

Antes de a lei ser dada, já existia o pecado no mundo; porém, quando não existe lei, Deus não leva em conta o pecado. Mas, desde o tempo de Adão até Moisés, a morte dominou todos os seres humanos, mesmo os que não pecaram como Adão, quando ele desobedeceu à ordem de Deus. Adão era a figura daquele que havia de vir, mas existe uma diferença entre o pecado de Adão e o presente que Deus nos dá. De fato, muitos morreram por causa do pecado de um só homem; mas a graça de Deus é muito maior, e ele dá a salvação gratuitamente a muitos, por meio da graça de um só homem, que é Jesus Cristo.  (Romanos 5: 13-15)

Este era o plano de Deus desde o princípio, pois Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia. (Romanos 11: 32)

Por isso nenhuma carne será justificada diante dele pelas obras da lei, porque pela lei vem o conhecimento do pecado. (Romanos 3: 20)

Concluímos, pois, que o homem é justificado pela fé sem as obras da lei. (Romanos 3: 28)

Porque diante de Deus não haverá jactância (ostentação de mérito) como está escrito: Romanos 3: 27 Onde está logo a jactância? É excluída. Por qual lei? Das obras? Não; mas pela lei da fé.

A única maneira de alcançarmos a salvação é através da fé em Jesus Cristo, pois Ele é o caminho a verdade e a vida e ninguém vai ao Pai senão por Ele, e o mandamento d’Ele é o AMOR: João 13: 34 Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.

Pois quem ama cumpre a lei, porque quem ama não adultera, não mata, não furta, não dá falso testemunho, não cobiça; e se há algum outro mandamento, tudo nesta palavra se resume: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo, pois como está escrito: O amor não faz mal ao próximo, de sorte que o cumprimento da lei é o amor. (Romanos 13: 8-10)

Foi por crer em Jesus que recebemos o Espírito Santo e se seguirmos o Espírito de Deus que habita em nós, como está escrito: Gálatas 5: 16 Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne. 17 Porque a carne cobiça contra o Espírito, e o Espírito contra a carne; e estes opõem-se um ao outro, para que não façais o que quereis. 18 Mas, se sois guiados pelo Espírito, não estais debaixo da lei. 19 Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia, 20 Idolatria, feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, 21 Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus. 22 Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança. 23 Contra estas coisas não há lei.

Comments