projeto

O Studio k dedica-se ao ensino da Dança.

O projeto da escola pretende ser um quadro de referência, em que se revejam alunos, pais e professores.

Considerando que a Dança contribui para a formação geral, promove a criatividade, a sensibilidade ao movimento e ao ritmo, incentiva a criação de metodologias de trabalho e de capacidades organizacionais, capacita crianças e jovens para enfrentar novos desafios, no Studio k o ensino baseia-se num trabalho artístico e técnico de qualidade, articulado em função dos vários estilos de dança e faixas etárias.

A dinâmica de aprendizagem assenta na motivação, pois ensinar/aprender é muito mais do que transferência de informação; os alunos são incentivados à cooperação e ao companheirismo, a respeitar colegas e professores, a criar hábitos de cidadania, a cumprir as regras da escola, de assiduidade, pontualidade e uso do equipamento adequado.

Em Competições de Dança, os alunos do Studio k têm ganho vários prémios, com coreografias originais dos seus professores.

O Studio organiza espetáculos, workshops e estágios e participa em eventos, nomeadamente de cariz social.

___________________________________________________________

3 aos 5 anos – Ballet | Dança Criativa

O Ballet é a técnica de dança base para o desenvolvimento motor, cognitivo e psíquico da criança e incentiva a disciplina, o rigor, a organização e a autonomia.

Em complemento, surge a Dança Criativa, de uma forma dinâmica, interativa e divertida.

Ensinados de forma lúdica, juntos conduzem ao bem-estar e ao desenvolvimento equilibrado da criança.

___________________________________________________________


6 aos 9 anos – Ballet | Dança Criativa | Hip Hop | Sapateado


O Ballet começa já a introduzir a nomenclatura que lhe é específica. 
Exercícios de barra de chão garantem o fortalecimento muscular e auxiliam à elasticidade e flexibilidade.O Ballet continua a ser complementado pela Dança Criativa, promovendo equilíbrio e bem-estar.

Introduz-se o Hip Hop, que amplia as diferentes qualidades de movimento e as dinâmicas de espaço e tempo; é entendido como uma “cultura” e acompanha as novas tendências, proporcionando uma boa aprendizagem a nível musical, rítmico e de clareza do movimento.

Introduz-se também o Sapateado, estilo de dança de origem irlandesa, mas com grande desenvolvimento nos Estados Unidos da América, na qual os bailarinos produzem sons sincopados e ritmados com os pés.

___________________________________________________________

10 aos 13 anos - Ballet | Contemporâneo | Jazz | Sapateado | Street Dance | Hip Hop

No grau intermédio, o Ballet desenvolve uma maior complexidade de movimentos, com outras abordagens rítmicas e musicais.

São introduzidos novos estilos de dança, como Dança Contemporânea, Jazz e Street Dance, abordando novos tipos de movimento e novas musicalidades, o que permite ao aluno tornar-se mais versátil e um bailarino completo.

A Dança Contemporânea não se prende a estéticas pré-estabelecidas e combina diversas qualidades de movimento: o forte e controlado trabalho das pernas do ballet com a ênfase sobre o tronco, técnicas de contração e relaxamento, queda e recuperação, entre outras.

A Dança Jazz surgiu como uma fusão interessante entre o ballet e o teatro dramático, usando habilidades corporais e movimentos vibrantes que tornam as coreografias muito cativantes.

O Street Dance, praticado essencialmente nas academias e estúdios de dança, assenta num trabalho de coordenação motora com ritmo e musicalidade que utiliza linguagens corporais do Hip Hop, Contemporâneo, Jazz entre outros movimentos.

___________________________________________________________

14 anos em diante - Ballet | Contemporâneo | Jazz | Sapateado | Street Dance | Hip Hop

O grau avançado desenvolve as práticas e técnicas introduzidas no grau intermédio e aprofunda a diversidade/complementaridade entre as diversas técnicas da Dança.

Na dimensão artística, aumenta a complexidade técnica e musical. Os alunos participam em competições e assumem papéis específicos nos elencos dos espetáculos e atuações do Studio k.


 

15 de julho de 2017