Pesca

Página dedicada aos amantes da arte de S. Pedro 


A isca é que engana, e não o pescador que tem a cana. (provérbio português


-------------------------------------------------------------------------------------------------------

Horas do Nascimento e Ocaso da Lua


Alguns nós que eu uso:

Nó de Correr:

Nó de Sangue para Pernadas:

Nó de Sangue para ligar duas linhas de diâmetros aproximados:

Nó de Empatar:

--//--

A Truta Fario (fonte: ICN)

ORIGEM E DISTRIBUIÇÃO

  • Em Portugal encontra-se nos rios do Norte e Centro e, mais a sul, no troço superior do rio Zêzere e no rio Sever.

CARACTERÍSTICAS

  • Esta espécie possui uma forma migradora anádroma - a truta marisca, que cresce no mar e se reproduz nos rios, ocorrendo nas bacias hidrográficas do Minho, Cávado, Âncora e Lima Espécie Indígena da Europa.
  • Cabeça e olhos grandes. Mandíbulas com dentes agudos e fortes. A maxila superior ultrapassa o nível posterior do olho.
  • Coloração muito variável com a idade e o habitat. Geralmente dorso castanho a cinzento esverdeado, flancos esverdeados ou amarelos e ventre esbranquiçado ou amarelado. Corpo salpicado de manchas negras e vermelhas. Barbatana adiposa alaranjada na extremidade.

HABITAT

  • Peixe territorial, vive em águas correntes, bem oxigenadas, límpidas e frescas. É uma espécie muito sensível à poluição e à elevação da temperatura..

ALIMENTAÇÃO

  • Espécie muito voraz, alimenta-se principalmente de invertebrados, larvas de insectos aquáticos e pequenos peixes.

REPRODUÇÃO

  • Desova no Outono-Inverno, em locais de fundos pedregosos, em águas pouco profundas, frias e bem oxigenadas. Normalmente migra para montante em busca de zonas de postura. Os ovos são depositados em depressões escavadas pela fêmea no leito dos rios.

DEFESO

  • 1 de Agosto ao último dia de Fevereiro.
  • Em certos rios e albufeiras o período de defeso é diferente (VerCalendário de Pesca).

COMPRIMENTO MÍNIMO

  • 19 cm.
  • Para a truta marisca o comprimento mínimo é de 30 cm.

--//--

Truta Arco-Íris (fonte: ICN)

ORIGEM E DISTRIBUIÇÃO

  • Espécie originária da zona ocidental da América do Norte, foi introduzida na Europa em finais do século XIX. Em Portugal existe em albufeiras e rios do Norte.

CARACTERÍSTICAS

  • Semelhante à truta do rio, distingue-se desta principalmente pela coloração e pelas escamas mais pequenas.
  • Dorso verde-azulado com reflexos irisados e uma faixa rosada ao longo dos flancos.
  • Ventre esbranquiçado. Pequenas manchas negras espalhadas por todo o corpo e em particular nas barbatanas caudal e adiposa.

HABITAT

  • Albufeiras e cursos de água calmos.
  • Tolera um amplo intervalo de temperatura (de 0 a 25ºC), embora o seu óptimo térmico se situe entre os 10 e os 12ºC.

ALIMENTAÇÃO

  • Semelhante à da truta-fário - principalmente invertebrados e pequenos peixes.
  • Alimenta-se mais activamente no Inverno.

REPRODUÇÃO

  • Reproduz-se no final do Inverno, princípio da Primavera. A fêmea escava o ninho em leitos de cascalho, onde deposita os ovos.
  • Em Portugal não se conseguiu comprovar a reprodução desta espécie nos cursos de água. A sua manutenção deve-se a repovoamentos sucessivos.

DEFESO

  • 1 de Agosto ao último dia de Fevereiro.
  • Em certos rios e albufeiras o período de defeso é diferente (ver Calendário de Pesca).

COMPRIMENTO MÍNIMO

  • 19 cm.

 Divertido

Fishing Time 2

The gadget spec URL could not be found

 Weekend Fishing

Fish Hooker Game




Comments