O Bairro Tupi

O nosso bairro  é muito importante para nós e conhecê-lo melhor é sempre muito bom.

 Nele nos sentimos “em casa”: vemos várias pessoas conhecidas, temos nossos vizinhos, nossa escola, a igreja, o hospital, o ônibus, o campo de futebol e todo o comércio onde suprimos as necessidades. 

Quando viajamos ou ficamos um tempo fora, achamos uma maravilha voltar para o nosso ambiente, o nosso habitat, a nossa casa.

O bairro é tanto um lugar de convivência de seus moradores quanto uma divisão administrativa do município.

A origem do nome do bairro Tupi é, provavelmente, uma referência à língua indígena já extinta, originária do povo Tupinambá - conforme a Coleção História de Bairros do Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte (caderno Regional Norte, p.35, 2011). Outro nome que o bairro já teve foi Usina do Onça.   Parte do bairro Tupi teve origem em Santa Luzia, com a subdivisão de um terreno chamado Arraial do Onça. A oficialização do bairro se deu pelo Decreto 3.527, de 09/07/1979.


Vista aérea-Luiz Gimenez de Souza
Foto: Luiz Gimenes de Souza - Internet: http://www.panoramio.com/photo/30925775

Tendo como limite os bairros Guarani, Floramar, Lajedo, Jardim Felicidade, Novo  Aarão Reis e Solimões, suas principais vias de acesso são as Avenida Cristiano Machado, Avenida Saramenha e Avenida Risoleta Neves (Via 240).

Ipês da avenida Saramenha - Geraldo Salomão ***

Dividido em Tupi-A, Novo Tupi e Tupi-B (que inclui as regiões conhecidas como Tupi-Pedreira e Tupi-Mirante), o  Tupi é um dos maiores bairros da região Norte de Belo Horizonte.  Sua população está acima de 27.000 pessoas, segundo o Censo 2010 do IBGE. Na figura abaixo temos a população do Tupi, com as percentagens de homens e mulheres e o total de residências em cada parte do bairro:

Possui quatro escolas públicas: E. M. Francisco Campos, E. E. Professora Francisca Malheiros, E. M. Sebastiana Novais e a  Escola Municipal Tupi Mirante inaugurada em abril de 2013. (Veja aqui as fotos da inauguração

É servido por diversas linhas de ônibus: 1509, 711, 606, 70, 66, 1505 e 1505R. Do centro da capital até a entrada do bairro são aproximadamente 20 minutos de carro (11,6 km), através da linha verde.

Imagem da Internet **

Tem um comércio movimentado, principalmente na Avenida Furquim Werneck onde se concentram diversos açougues, farmácias, supermercados, padarias, bares, salões de beleza e barbeiros, papelarias, topa-tudo, floricultura, Pet shops, sorveterias, lojas de roupas e de conveniências, salão de festas, pizzarias, sacolões de legumes e verduras, lojas de doces, materiais de construção e elétricos,  entre outros.

O Hospital e Maternidade Sofia Feldman, rua Antônio Bandeira no Tupi-B, foi inaugurado em 1982 e assiste a uma população superior a 400 mil pessoas dos Distritos Sanitários Norte e Nordeste, em Belo Horizonte. Foi premiado pela UNICEF pela qualidade de seus serviços e  por campanhas inovadoras de acompanhamento da gestação de pacientes em domicílio.

O Estádio  de Futebol Isaías Gholguer, mais conhecido como Campo do Tupinense, fica entre as ruas Zequinha de Abreu, Nélson Hungria e Gil Moraes de Lemos, agitando a região em dias de jogos e campeonatos. 

Foto: Marli Gonçalves/2011

http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/noticia.do?evento=portlet&pAc=not&idConteudo=115650&pIdPlc=&app=salanoticias

A prática de exercícios em espaços públicos está sendo bastante incentivada. As pistas para ciclismo e caminhada nas avenidas Saramenha e Risoleta Neves são muito frequentadas pelos moradores de toda a região. Agora tem também as Academias a Céu aberto, que são espaços gratuitos com aparelhos para a prática de atividades físicas que proporcionam saúde, diversão e interação. Este é um projeto desenvolvido pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, em áreas públicas abertas como praças e canteiros centrais, tem como objetivo a melhoria da qualidade de vida dos moradores.


https://www.google.com/search?q=CICLOVIA+AVENIDA+SARAMENHA&client=iceweasel-a&rls=org.mozilla:pt-BR:unofficial&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=UPpwUoSAJtPasASexYGgDQ&ved=0CAkQ_AUoAQ&biw=803&bih=497#facrc=_&imgdii=_&imgrc=J4gosuxFB37lAM%3A%3BKW5QzjU1PWJw9M%3Bhttp%253A%252F%252Fs.glbimg.com%252Fjo%252Fg1%252Ff%252Foriginal%252F2011%252F07%252F22%252Frisoleta_neves_1.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fedpedalbh.blogspot.com%252F2011%252F08%252Fciclistas-reclamam-da-falta-de.html%3B620%3B465
http://sites.uai.com.br/app/noticia/saudeplena/noticias/2013/04/16/noticia_saudeplena,142975/selecionamos-espacos-publicos-e-programas-que-ajudam-a-sair-do-sedenta.shtml 

Fotos retiradas da Internet

Nos pontos mais altos do bairro Tupi, temos uma vista de quase 360 graus, que permite enxergar o centro de Belo Horizonte, vários bairros da cidade, a serra do Curral, parte de prédios da Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves no bairro Serra verde, o trânsito da Avenida Cristiano Machado e até o casario e as torres da igreja matriz do município  de Santa Luzia. Mas o que domina mesmo a paisagem é a exuberância da Granja Werneck (ou região do Isidoro), com cerca de 400 hectares, é área equivalente a 70% do perímetro da Avenida do Contorno, que hoje contorna  o centro da capital. 

"De acordo com a Pesquisa do Mercado Imobiliário de Belo Horizonte, realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Fundação Ipead/UFMG), se for avaliada a renda média dos chefes de família – menor que cinco salários mínimos –, o Tupi é classificado como bairro popular."*

Marcada por contrastes sociais, a região Norte, onde fica o bairro Tupi, é considerada hoje uma das áreas de maior potencial econômico da capital mineira. Obras como a Linha Verde, o Centro Administrativo do Governo Estadual e a implantação da 10ª Regional de Belo Horizonte, a Região do Isidoro,  prometem trazer progresso para a região.

Imagem: Google Maps - http://maps.google.com.br/maps?q=Tupi,+Belo+Horizonte+-+MG&hl=pt-BR&ll=-19.834801,-43.917053&spn=0.016067,0.031393&sll=-19.834814,-43.917445&sspn=0.032134,0.062785&t=h&z=16







Comments

APRESENTAÇÃO

NOTÍCIAS DO BAIRRO

VISITANTES