O Bairro Tupi

Conhecer bem o bairro onde moramos é sempre muito bom.

 Em nosso bairro nos sentimos “em casa”: temos os nossos vizinhos, nossa escola, a igreja, o hospital, o ônibus, o campo de futebol e todo o comércio que supre as nossas necessidades. 

O bairro é tanto um lugar de convivência de seus moradores quanto uma divisão administrativa do município.


FAMÍLIA GOLGHER, IDEALIZADORA DO BAIRRO TUPI

Isaías Golgher nasceu em 1905 na cidade de Chisinau (antigo Império Russo). Veio para o Brasil em 1924 como refugiado político. Ao chegar na cidade do Rio de Janeiro, ficou hospedado na casa de um primo. Aqui no Brasil conheceu Suzana Feldman, filha de Sofia Feldman, com quem se casou.

Como Isaías era comunista, teve que sair do Brasil durante o governo de Getúlio Vargas. Morou por uns tempos na França e depois regressou vindo morar em Belo Horizonte. Ele era historiador e ensaísta e teve a ideia de lançar álbuns de figurinhas. Com o dinheiro que ganhou, comprou a região onde atualmente fica o bairro Tupi, que foi idealizado por ele. Por ser historiador e crítico de arte, nomeou as ruas com nomes de pessoas famosas, como escritores, artistas, pintores, pacifistas, dentre outros. Seu filho Marx Golgher, pediatra e advogado, começou mais tarde a vender os lotes. Ele doou os terrenos onde se localizam as Escolas Municipais Francisco Campos e Sebastiana Novais, o hospital Sofia Feldman e o campo Isaías Golgher (conhecido como Tupinense).

Ao doar o terreno da Escola Francisco Campos, Marx fez um pedido: que a escola se chamasse Anne Frank. Não se sabe por quê, a prefeitura na época deu o nome de outra pessoa. Para se retratar, após Marx manifestar sua mágoa,  a prefeitura de Belo Horizonte criou a E. M. Anne Frank no bairro Confisco.

Michael Kosch Jr.

professor de Geografia da RME/PBH


O NOME DO BAIRRO

A origem do nome do bairro Tupi é, provavelmente, uma referência à língua indígena já extinta, originária do povo Tupinambá - conforme a Coleção História de Bairros do Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte (caderno Regional Norte, p.35, 2011). Outro nome que o bairro já teve foi Usina do Onça.   Parte do bairro Tupi teve origem em Santa Luzia, com a subdivisão de um terreno chamado Arraial do Onça. A oficialização do bairro se deu pelo Decreto 3.527, de 09/07/1979.


Vista aérea-Luiz Gimenez de Souza
Foto: Luiz Gimenes de Souza - Internet: http://www.panoramio.com/photo/30925775

OS LIMITES

Tendo como limite os bairros Guarani, Floramar, Lajedo, Jardim Felicidade, Novo  Aarão Reis e Solimões, suas principais vias de acesso são as Avenida Cristiano Machado, Avenida Saramenha e Avenida Risoleta Neves (Via 240).

Ipês da avenida Saramenha - Geraldo Salomão ***

AS DIVISÕES DO BAIRRO

Dividido em Tupi-A, Novo Tupi e Tupi-B (que inclui as regiões conhecidas como Tupi-Pedreira e Tupi-Mirante), o  Tupi é um dos maiores bairros da região Norte de Belo Horizonte.  Sua população está acima de 27.000 pessoas, segundo o Censo 2010 do IBGE. Na figura abaixo temos a população do Tupi, com as percentagens de homens e mulheres e o total de residências em cada parte do bairro:


AS INSTITUIÇÕES DO BAIRRO

Possui quatro escolas públicas: E. M. Francisco Campos, E. E. Professora Francisca Malheiros, E. M. Sebastiana Novais e a  Escola Municipal Sergio Miranda, também conhecida como Escola Tupi-mirante,  inaugurada em abril de 2013. (Veja aqui as fotos da inauguração

O bairro é servido por diversas linhas de ônibus: 1509, 711, 606, 70, 66, 1505 e 1505R. Do centro da capital até a entrada do bairro são aproximadamente 20 minutos de carro (11,6 km), através da linha verde.

Imagem da Internet **

Tem um comércio movimentado, principalmente na Avenida Furquim Werneck onde se concentram diversos açougues, farmácias, supermercados, padarias, bares, salões de beleza e barbeiros, papelarias, topa-tudo, floricultura, Pet shops, sorveterias, lojas de roupas e de conveniências, pizzarias, sacolões de legumes e verduras, lojas de doces, materiais de construção e elétricos,  entre outros.

O Hospital e Maternidade Sofia Feldman, rua Antônio Bandeira no Tupi-B, foi inaugurado em 1982 e assiste a uma população superior a 400 mil pessoas dos Distritos Sanitários Norte e Nordeste, em Belo Horizonte. Foi premiado pela UNICEF pela qualidade de seus serviços e  por campanhas inovadoras de acompanhamento da gestação de pacientes em domicílio.

O Estádio  de Futebol Isaías Golgher,  conhecido também como Campo do Tupinense, fica entre as ruas Zequinha de Abreu, Nélson Hungria e Gil Moraes de Lemos e agita a região em dias de jogos e campeonatos. 

Foto: Marli Gonçalves/2011

http://portalpbh.pbh.gov.br/pbh/ecp/noticia.do?evento=portlet&pAc=not&idConteudo=115650&pIdPlc=&app=salanoticias

A prática de exercícios em espaços públicos está sendo bastante incentivada. As pistas para ciclismo e caminhada nas avenidas Saramenha e Risoleta Neves são muito frequentadas pelos moradores de toda a região. Agora tem também as Academias a Céu aberto, que são espaços gratuitos com aparelhos para a prática de atividades físicas que proporcionam saúde, diversão e interação. Este é um projeto desenvolvido pela Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, em áreas públicas abertas como praças e canteiros centrais, tem como objetivo a melhoria da qualidade de vida dos moradores.


https://www.google.com/search?q=CICLOVIA+AVENIDA+SARAMENHA&client=iceweasel-a&rls=org.mozilla:pt-BR:unofficial&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ei=UPpwUoSAJtPasASexYGgDQ&ved=0CAkQ_AUoAQ&biw=803&bih=497#facrc=_&imgdii=_&imgrc=J4gosuxFB37lAM%3A%3BKW5QzjU1PWJw9M%3Bhttp%253A%252F%252Fs.glbimg.com%252Fjo%252Fg1%252Ff%252Foriginal%252F2011%252F07%252F22%252Frisoleta_neves_1.jpg%3Bhttp%253A%252F%252Fedpedalbh.blogspot.com%252F2011%252F08%252Fciclistas-reclamam-da-falta-de.html%3B620%3B465
http://sites.uai.com.br/app/noticia/saudeplena/noticias/2013/04/16/noticia_saudeplena,142975/selecionamos-espacos-publicos-e-programas-que-ajudam-a-sair-do-sedenta.shtml 

Fotos retiradas da Internet

Nos pontos mais altos do bairro Tupi, temos uma vista de quase 360 graus, que permite enxergar o centro de Belo Horizonte, vários bairros da cidade, a serra do Curral, parte de prédios da Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves no bairro Serra verde, o trânsito da Avenida Cristiano Machado e até o casario e as torres da igreja matriz do município  de Santa Luzia. Mas o que domina mesmo a paisagem é a exuberância da Granja Werneck (ou região do Isidoro), com cerca de 400 hectares, é área equivalente a 70% do perímetro da Avenida do Contorno, que hoje contorna  o centro da capital. 

"De acordo com a Pesquisa do Mercado Imobiliário de Belo Horizonte, realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Fundação Ipead/UFMG), se for avaliada a renda média dos chefes de família – menor que cinco salários mínimos –, o Tupi é classificado como bairro popular."*

Marcada por contrastes sociais, a região Norte, onde fica o bairro Tupi, é considerada hoje uma das áreas de maior potencial econômico da capital mineira. Obras como a Linha Verde, o Centro Administrativo do Governo Estadual e a implantação da 10ª Regional de Belo Horizonte, a Região do Isidoro,  prometem trazer progresso para a região.

Imagem: Google Maps - http://maps.google.com.br/maps?q=Tupi,+Belo+Horizonte+-+MG&hl=pt-BR&ll=-19.834801,-43.917053&spn=0.016067,0.031393&sll=-19.834814,-43.917445&sspn=0.032134,0.062785&t=h&z=16







Comments