Minhas experiências com o LaTeX

Fui apresentado ao LaTeX em meados de 2000 durante a graduação em matemática no IBILCE/UNESP/São José do Rio Preto. Para escrever relatórios, trabalhos e textos era um sonho, principalmente pela facilidade de lidar com a parte matemática (mas não somente isso).

Para um iniciante, não é simples produzir textos em LaTeX, principalmente por não ser WYSIWYG e não ser apenas um programa. Você não verá a versão final do trabalho enquanto digita e isso é terrível no início, mas 17 anos depois, é quase natural ver um texto em código fonte (.tex) e saber como ficará a versão final (.pdf). O outro problema é a necessidade das macros e executáveis do LaTeX, juntamente com um editor de textos (normalmente um IDE - sigla em inglês que significa ambiente de desenvolvimento integrado). O ideal é um IDE como TeXnicCenter, WinEdt (proprietário), Kile, Emacs, etc. Um IDE facilita a vida com seus atalhos e botões para comandos e compilação dos documentos.

Por outro lado, a qualidade do trabalho e a facilidade de se trabalhar com símbolos matemáticos é fantástica. Além disso, pacotes como o abnTeX2 fazem todo o trabalho para formatar uma monografia, dissertação ou tese nas normas da ABNT. Todo o trabalho de formatação é deixado em segundo plano e o foco principal dos esforços ficam para o conteúdo (no início não é bem assim... mas o esforço vale a pena).

Atualmente está mais fácil utilizar o LaTeX, pois existem ferramentas online como ShareLaTeX que permitem a edição e compilação de arquivos diretamente de um navegador. Ressalto que as funcionalidades dos editores online não chegam perto de um IDE instalado no computador, porém você ganhará a habilidade compartilhar documentos entre colaboradores que terão permissão para visualizar ou editar. Particularmente, não utilizo mais IDEs instalados em meu computador para edição LaTeX, faço tudo no ShareLaTeX.

Por outro lado, existe ainda o LyX. Ele é uma ferramenta voltada para edição LaTeX WYSIWYM, mas não chega a ser exatamente um WYSIWYG. O problema é que ele precisa de uma distribuição LaTeX para funcionar, mas seu uso é bastante intuitivo e possui vários menus, atalhos e botões para inserir todo tipo de código LaTeX que desejar e, visualizar tudo: texto, estrutura, formatação, tabelas, imagens, símbolos variados, etc. Ainda não consegui utilizar o abnTeX2 com o LyX, mas não tive muito interesse.

Para iniciantes em LaTeX, recomendo o LyX, mas caso não tenha experiência em baixar, instalar e configurar programas, sugiro que peça ajuda para alguém com a parte de download e instalação. Usuários mais experientes do LaTeX que nunca viram as ferramentas de colaboração, devem experimentar. Para completos iniciantes, recomendo solicitar ajuda para que alguém mais experiente instale o LyX.

Espero que o relato de minha esperiência com o LaTeX seja produtiva e fico a disposição para responder suas dúvidas. Basta entrar em contato.