Projeto ADAs

Idealizado pelas professoras Diane Castonguay, Elisângela Dias, Luciana Berretta, Lucília Ribeiro, Taciana Kudo e pela técnica em assuntos educacionais Raimunda Delfino, em parceria com Programa Meninas Digitais da Sociedade Brasileira de Computação (SBC).

O ADAs visa incentivar as meninas a ingressarem nos cursos oferecidos pelo Instituto de Informática e mostrar que elas são capazes de transformar o mundo da computação. A luta do projeto é contra a divisão sexual do trabalho e tem como finalidade acabar com o estigma que a área de computação é apenas para homens.

O nome escolhido para o projeto é uma homenagem à Ada Lovelace, considerada a primeira programadora da história, responsável pela criação do primeiro algoritmo a ser processado por uma máquina para cálculo de funções matemáticas.

Estão sendo desenvolvidas uma série de atividades para atrair o público feminino para a Computação, como a divulgação por meio de folders e cartazes de mulheres que fizeram história na computação, ensino de programação para meninas do ensino fundamental e médio, criação de disciplinas de Núcleo Livre sobre mulheres na área de TI e a promoção de palestras com mulheres que atuam na área de TI em eventos como IntegrAÇÃO do INF, Espaço das Profissões, ERI - Escola Regional de Informática. O projeto já vem engajando e estimulando as alunas do INF, que se mostram muito empolgadas com a iniciativa.

O ADAs faz parte do Programa ComputAÇÃO HUMANA, conjunto de projetos que têm por objetivo humanizar o Instituto de Informática (INF) e valorizar todos aqueles que mantêm o INF como referência de Ensino, Pesquisa e Extensão na área de Computação do Estado de Goiás.