Prêmio Cataratas de Contos e Poesias 2019

O Prêmio Cataratas 2019 está em andamento! Tire suas dúvidas:

O que é o Prêmio Cataratas?

O Prêmio Cataratas de Contos e Poesias foi instituído pelo decreto municipal 7.623 de 1991, como forma de fomentar a produção de contos e poesias na tríplice fronteira, abrindo espaço para escritores/as, poetas e aprendizes.

Os trabalhos encaminhados anualmente possuem temática livre e são avaliados pela comissão julgadora nomeada pela Fundação Cultural.

Os dez melhores trabalhos de cada categoria são publicados em formato de livro e posteriormente distribuídos aos autores selecionados. Cada autor/ra recebe um número determinado de exemplares. A publicação fica a cargo da Fundação Cultural. Aos escritores locais também é reservada uma categoria específica para premiação.

Com a grande procura, o concurso foi estendido a escritores/as de outras nacionalidades. Na 27ª edição, em 2018, mais de 1.500 obras de escritores de países como Itália, França, Estados Unidos, Angola, Portugal, Moçambique, além do Brasil, integraram o concurso.

Em 29 de outubro de 2019 o decreto 27.623 atualizou o anexo que regulamenta o decreto 7.623/91.


Recorde

Assim como tem acontecido nos últimos anos, essa edição bateu mais um recorde, com a inscrição de 2.834 obras de autores nacionais e internacionais. Países como Alemanha, Argentina e França tiveram seus representantes inscritos na premiação reconhecida mundialmente.

O concurso prevê a publicação impressa e e-book de dez textos selecionados e os seguintes prêmios em dinheiro: R$ 2,1 mil para o primeiro colocado, R$ 1,6 mil para o segundo e R$ 1,1 mil para o terceiro.


Por que as datas mudaram?

Diante da quantidade de obras inscritas e também em meio às limitações ocasionadas pela pandemia do novo Coronavírus, foram ampliados os prazos para avaliação, e adiadas as datas de divulgação dos resultados.


"Tivemos muitas obras de diversas nacionalidades inscritas, foi um recorde histórico. Além disso, queremos manter a qualidade da avaliação, mesmo diante da pandemia, e a comissão também tem todo esse desafio e está se dedicando a esse importante trabalho", explicou a Diretora Cultural, Thaísa Praxedes.

Assim como tem acontecido nos últimos anos, essa edição bateu mais um recorde, com a inscrição de 2.834 obras de autores nacionais e internacionais. Países como Alemanha, Argentina e França tiveram seus representantes inscritos na premiação reconhecida mundialmente.

O Concurso está ativo?

Sim! As datas de avaliação foram ampliadas, mas o processo está ativo.

Será feita uma edição 2020?

Sim! Este ano temos previsão para as inscrições da edição 2020 do Prêmio. Estamos trabalhando para fazer um um novo formato e plataforma, aprendendo com todos os desafios da edição 2019 e buscando deixar o Prêmio o mais eficiente e acessível possível.