A vela que queria ser lâmpada

Hangar Teatro

Nova temporada!

De 06 a 28/10, sábados e domingos, às 16h, no Hangar Teatro

A obra percorre aspectos da essência humana e da finitude da vida com encenação que extrapola o público infantil


Um infantojuvenil para todas as idades. A vela que queria ser lâmpada aborda temas complexos por meio da saga de uma vela que quer brilhar sem derreter


Uma vela que quer ser lâmpada, para assim perdurar, e sua companheira, uma boneca de pano que quer ser gente, têm de enfrentar as sombras do trovão que quer ter vida e comandar todo mundo, provocando muitas confusões. Mas a amizade delas e do estabanado Hulot e o amor de Groucho, seu criador, vão ajudar nesta busca.


“Essa história é sobre a finitude da vida e o que fazemos com o tempo que temos, sobre as nossas aspirações enquanto ser e o desejo de sermos algo diferente do que somos”, explica Zé Carlos Malafaia, autor e diretor da peça. “Uma vela que aspira ser lâmpada para ter um tempo maior de vida, mas também ser uma outra criatura além dela mesma, apresenta a noção que criamos sobre qual é a nossa identidade, quem de fato nós somos e onde de fato existimos”.


É uma obra para o público infantil que prima por uma busca mais aprofundada, uma peça que quer apreender todos os públicos. O canal está aberto para alcançar todas as idades!



  • A vela que queria ser lâmpada (50 min)
  • De 06 a 28/10 – Sábados e domingos às 16h.
  • Hangar Teatro – Rua Conselheiro Brotero, 305 – Barra Funda – São Paulo – 44 lugares – Ar-condicionado – Wi-Fi – Espaço de convivência com Bar e Café

A montagem faz referência à linguagem cinematográfica e apresenta homenagens nominais a esse universo como é o caso de Hulot, criação do francês Jacques Tati, e Groucho, pseudônimo do estadunidense Julius Henry Marx. Acima, Augusto César no palco como Hulot

Elenco

Andrezza Rebuti - Sombra I

Isis Valente - Sombra II

Carlos Gimenez - Groucho

Paula Zaneti - Vela

Augusto César - Hulot

Suel Silva - Boneca

Texto e Direção

Zé Carlos Malafaia

Sobre


O Hangar Teatro é um espaço cultural localizado no coração da Barra Funda

Oferece sala para ensaios, apresentações, cursos e palestras

Espaço de convivência e Coworking

E um café para encontrar os amigos


Aberto de segunda a domingo, das 14h às 18h.

Serviço

A vela que queria ser lâmpada

Com Augusto César, Andrezza Rebuti, Carlos Gimenez, Isis Valente, Paula Zaneti, Suel Silva.

Texto e Direção: Zé Carlos Malafaia


De 06 a 28/10

Sábados e domingos às 16h

R$ 30 (inteira), R$20 (antecipado) e R$15 (meia-entrada)

Bilheteria de segunda a domingo

das 14h às 18h

Hangar Teatro – Rua Conselheiro Brotero, 305 – Barra Funda – São Paulo

44 lugares – Ar-condicionado – Wi-Fi – Espaço de convivência com Bar e Café