Conheça a cidade de

Santa Maria

Se liga nas melhores dicas sobre Santa Maria. Tudo sobre a história da cidade, vida noturna, bares, restaurantes, pontos turísticos, acompanhantes e muitos mais...

Santa Maria, O Coração do Rio Grande do Sul

Localizada na região centro do estado e rodeada pelo sinuoso perfil de montanhas da Serra Geral, Santa Maria é conhecida como o coração do Rio Grande do Sul. Distante 290 quilômetros de Porto Alegre, é uma cidade de fácil acesso, tendo ligação rodoviária direta com todos os principais pontos de estado.

A população é de cerca de 250 mil habitantes fixos e mais uma população flutuante de aproximadamente 30 mil pessoas, formada principalmente por militares e estudantes.

Principal polo comercial e de serviços da região centro, Santa Maria, além de compras, oferece muitas outras atrações para o visitante como: Show, cinema, turismo religioso e muitas belezas naturais.


A Lenda

Conta à lenda que uma tribo de índios minuanos, estabeleceu-se onde hoje é Santa Maria, local que era chamado ibitory-retan - Terra da Alegria. Certo dia, aproximou-se da aldeia guerreiros brancos que foram vencidos pelos indígenas. Um dos prisioneiros foi alvo do amor de Imembuí - Filha das Águas. A índia, filha do cacique, apaixonou-se pelo branco Rodrigues, que passou a ser chamado de Morotin. A pedido de Imembuí o guerreiro foi poupado e casou-se com a mesma.


A História

Segundo Belém, em 1º de outubro de 1777 foi concluído entre as Coroas de Portugal e de Espanha um convênio que tomou o nome de Tratado Preliminar de Restituições Recíprocas, cuja finalidade era a demarcação dos limites entre os domínios de Espanha e o Sul do Brasil, restituindo, amigavelmente, uma nação a outra, colocando fim em tudo aquilo que a força das armas, indevidamente, houvesse sido arrebatado em guerras passadas.

Conforme consta do Diário da Demarcação de Limites da América Meridional da autoria do astrônomo da expedição Dr. José Saldanha, foi no ano de 1787, nos meses de março e abril, que passou por terras de Santa Maria a comissão fixa (Espanhola e Portuguesa) encarregada de marcar a linha divisória entre os domínios de Espanha e Portugal no Sul da América.

Conforme determinação do Governador Sebastião Xavier da Câmara, a partida da 2ª subdivisão ao mando do Coronel Francisco João Roscio, a qual se achava em Santo Ângelo, retrocedeu até o arroio dos Ferreiros, fazendo ali ponto central para escolher, dentro de um raio de duas a três léguas, sitio apropriado para seu acampamento.

E o local escolhido então foi a colina onde, hoje, assenta a cidade de Santa Maria.

Em novembro de 1797 chegou a expedição ao ponto referido, surgindo como por encanto, do seio da floresta virgem, a povoação de Santa Maria, sem Boca do Monte, apêndice que só mais tarde lhe foi adicionado. A 2ª subdivisão permaneceu por muito tempo a fim de concluir os trabalhos de gabinete relativos à demarcação procedida, imediatamente ordens foram dadas para a derrubada da floresta no cimo do outeiro, levando-se em seguida o quartel para a tropa, o escritório para a comissão técnica, os ranchos para os oficiais, e a indispensável Capela em obediência a vontade soberana decorrente do espirito religioso da época.

É preciso notar que a capela não era de Santa Maria, e sim do Acampamento que ali estava, tanto que no dia em que se retirou a expedição, a capela fora desarmada e com aquela seguiu o seu destino, bem como o capelão Euzébio de Magalhões.

O local escolhido para o acampamento da comissão Demarcadora não era, entretanto, terreno devoluto. A colina em que assentou ela sua tenda de trabalho bem como grande extensão de terras adjacentes pertencia à sesmaria do tenente Jerônimo de Almeida que a cedeu ao padre Ambrósio José de Freitas.

A Expedição Permaneceu em Santa Maria até fim de setembro de 1801 elaborando mapas e mais documentos que deveriam ser apresentados ao governo português por intermédio do Vice - rei do Brasil.

Outro elemento preponderante, no mesmo sentido, foi o capelão Euzébio de Magalhães Rangel e Silva essas duas personalidades não podem ser esquecidas nesta obra, pois estes que influíram, poderosamente, na formação da sociedade que, no local, se desenvolveu e enraizou, em quatro anos pouco menos, que ali esteve acampada a Partida Demarcadora de Limites.

No Começo De Outubro de 1801 a caravana com destino a Porto Alegre, desse dia em diante Santa Maria deixou de ser um acampamento da 2ª subdivisão Demarcadora de Limites para ser um povoado propriamente dito.

Nos quatro anos que permaneceu no local a referida Partida de Demarcação, a área do povoado desenhou-se, em linhas gerais, rasgando-se naturalmente estradas que, mais tarde foram ruas.

As primeiras artérias delineadas em razão ao transito mais forçado pelo labor diário dos habitantes, tomaram os nomes: de Rua Pacifica, a que descia a colina em direção ao Passo da Areia, e que hoje é a Dr. Bozano, tendo antes sido, por muitos anos do Comércio; e de Rua São Paulo, aquela em que estavam localizados os quartel, o escritório da comissão técnica e alguns ranchos confortáveis de moradia de famílias de oficiais . E essa logo após a retirada da partida de Demarcação, foi dado o nome de Rua Do Acampamento.

De 1801 a 1803 recebeu Santa Maria um contigente de Índios, cerca de cinqüenta famílias de Guaranis, descendo das Missões orientais, vieram ali levantar seus ranchos em um descampado que é hoje Av. Presidente Vargas que também já se denominou Rua Ipiranga , na época o lugar que ocuparam era chamado de Aldeia.

Santa Maria da Boca do Monte era parte integrante de Cachoeira, sua população estava computada junto totalizando 8.225 almas, neste número Santa Maria contribuía com cerca de 800 almas.

Santa Maria em 1835, marcava em vertiginoso progresso. Seu comércio e industria pastoril desenvolviam-se, prodigiosamente, já nesta época a população era calculada em 2290 almas.

Por lei provincial n.º 6 de 17 de novembro de 1837 foi criada a freguesia de Santa Maria da Boca do Monte, passando por isso o curato a Paróquia, o que quer dizer que deixava de ser capela Curata filial da Matriz de Cachoeira para ser também Matriz.

Por lei provincial de n.º 400 de 16 de dezembro de 1857, a freguesia de Santa Maria da Boca do Monte foi elevada a categoria de vila, sendo em 17 de maio de 1858 instalado o novo município .

Os mais antigos moradores de Santa Maria dos quais se tem conhecimento, eram os índios Minuanos, que habitavam uma região do município conhecida como Coxilha do Pau Fincado - mais para a região da campanha - e os Tapes, em maior número, que viviam na serra.

Em 1777 Portugal e Espanha assinam o Tratado Preliminar de Restituições Recíprocas, que previa a devolução de terras ocupadas ilegalmente por ambas as partes. O Guarda de Santa Maria ficava na fronteira entre as terras dos dois países.

Entre março e abril de 1787 uma comissão mista (espanhola e portuguesa) passa pela região onde atualmente situa-se Santa Maria. O atual território santa-mariense foi dividido em sesmarias. A parte onde se encontra a cidade hoje em dia foi dada a Francisco de Amorim que logo a vendeu ao Padre Ambrósio José de Freitas. A chamada 1ª Subdivisão da Comissão Demarcadora de Limites da América Meridional chefiada pelo engenheiro e astrônomo José Saldanha segue adiante até Santo Ângelo.

Diante de desentendimentos em relação aos limites dos dois territórios e da desavença com o comissário espanhol, D. Diogo de Albear, em 1797, a 2ª Subdivisão Demarcadora, sob comando do Coronel Francisco João Róscio retorna para Santa Maria.

Montam acampamento onde atualmente fica a Praça Saldanha Marinho e a Rua do Acampamento. Especula-se que a comissão mais outros que vieram das imediações somavam cerca de 400 pessoas, no pequeno povoado.

O acampamento fica conhecido por Acampamento de Santa Maria, mais tarde soma-se Boca do Monte ao nome, apelido dado pelos espanhóis, por ficar na entrada da serra que leva a São Martinho. Onde ficavam os ranchos dos demarcadores surgiu a Rua São Paulo (hoje conhecida por Rua do Acampamento) e pouco depois surgiu a Rua Pacífica (depois chamada Rua do Comércio e atualmente Rua Dr. Bozano) que levava ao Passo da Areia.

Em 1828 chega o 28º Batalhão de Estrangeiros, composto por alemães assalariados para lutar contra os orientais na Guerra Cisplatina, isso intensifica o povoamento da região. Após a dissolução da tropa, muitos militares optaram por ficar em Santa Maria, atraindo colonos de São Leopoldo e região e iniciando o ciclo de colonização germânica.

Santa Maria foi elevada à condição de Vila, separando-se de Cachoeira do Sul, em 1857. O município foi criado em 16 de dezembro de 1857 e instalado em 17 de maio de 1858.

Santa Maria é um município do estado do Rio Grande do Sul, no Brasil. Com 280 505 habitantes em 2018, segundo estimativas do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE),[2] é considerada uma cidade média e de grande influência na região central do estado. É a 5ª cidade mais populosa do Rio Grande do Sul e, isoladamente, a maior de sua região.

Localizada numa região com uma população original indígena, a história da cidade remonta a um acampamento estabelecido em 1797 por uma comissão portuguesa e espanhola encarregada de delimitar o território de ambos impérios, a cidade sendo oficialmente fundada em 6 de Abril de 1876. A região contém também importantes sítios paleontológicos.

Santa Maria é considerada cidade universitária, graças à Universidade Federal de Santa Maria, criada por José Mariano da Rocha Filho.

Em 2013, na madrugada de 27 de janeiro, Santa Maria tornou-se nacionalmente conhecida em razão de um incêndio ocorrido em uma casa noturna da cidade, a Boate Kiss. Na ocasião 242 pessoas, em sua grande maioria jovens, morreram asfixiados com a fumaça ou pisoteadas, tendo em vista que não havia saída de emergência no local.

Período colonial[editar | editar código-fonte]

Os primeiros habitantes conhecidos da região atualmente ocupada pelo município de Santa Maria foram os índios minuanos e tapes.[7]

A cidade foi criada a partir de acampamentos de uma comissão demarcadora de limites entre terras de domínio espanhol e português, como determinados pelo Tratado Preliminar de Restituições Recíprocas de 1777, que passavam pela região. Devido a discordâncias entre as partes espanhola e portuguesa, a comissão se dividiu, e uma das partes montou os acampamentos onde hoje está localizada a Praça Saldanha Marinho, em 1797, fundando extraoficialmente o que seria a cidade de Santa Maria.[8]

Foram levantados ranchos e galpões pelos oficiais que lá se estabeleceram, e indígenas acabaram sendo atraídos ao local por fatores econômicos e sociais, cujo astrônomo da comissão, o sargento-mor Joaquim Feliz da Fonseca Manso, contribuiu ao assentamento. Foi erguida também uma capela provisória. As terras pertenciam à sesmaria do tenente Jerônimo de Almeida, cedidas ao padres Ambrósio José de Freitas. O primeiro a mapear a região foi o engenheiro da comissão demarcadora, o coronel Francisco das Chagas Santos. A comissão foi desmembrada em 1801, desarmando a capela e abandonando o assentamento e seu novo povoado. A atual Rua do Acampamento deve seu nome a esse acampamento original da comissão demarcadora.[8]

Em 1810 o povoado contava com 800 habitantes, integrando a região de Cachoeira do Sul. No mesmo ano foi construída uma capela em terras doadas por estancieiros locais, e o povoado viria a ser incorporado como freguesia de Cachoeira em 27 de julho de 1812.[8]

Período imperial[editar | editar código-fonte]

Em 1828 um batalhão de soldados alemães a serviço do Brasil chegou à região, incrementando significativamente sua população. Na dissolução do batalhão, a maior parte de seus membros permaneceu lá, e Santa Maria contava, em 1831, com 3100 habitantes. Em 1837, tornava-se Freguesia de Santa Maria da Bôca do Monte, e em 1838 foi fundada a primeira escola pública.[8] Durante a Revolução Farroupilha (1835-1845), chegaram imigrantes alemães, provenientes de São Leopoldo, buscando se afastar dos combates.[9]

Alguma batalhas foram travadas na região, a exemplo de um confronto entre o Barão de Caxias e os farrapos em 11 de novembro de 1840, na região da Porteirinha. O crescimento do povoado retoma com o final da revolução.[8]

A freguesia foi elevada à categoria de vila em 17 de maio 1858, e à cidade em 6 de abril de 1876. Em 7 de maio de 1878 foi criada a Comarca de Santa Maria. A última Câmara Municipal durante o império elegeu entre os vereadores, João Daudt de Oliveira, o império sendo dissolvido em 1889 com a fundação da república, ao que Daudt propôs que a Câmera aceitasse o novo governo, o que foi aprovado por unanimidade.[8]

Período republicano e atualidade[editar | editar código-fonte]

A cidade passou por algumas turbulências durante o período republicano. Durante a revolução de 1893, a cidade foi tomada por um batalhão de revolucionários, e durante a revolução de 1923, Clarestino Bento atacou o quartel da região, sem sucesso, e com baixa de 4 homens e 7 feridos, sendo o último confronto com mortes da revolução. Em 1926, soldados do 5o Regimento de Artilharia Montada e do 7o Regimento de Infantaria rebelarem-se sob a liderança de seus tenentes, disparando com canhões sobre a cidade e atacando o 1o Regimento de Cavalaria com cerca de 700 homens. A Brigada Militar entrou em confronto com os rebeldes, o que durou cerca de dois dias, que derrotou as forças rebeldes. O dia ficaria conhecido na cidade como "Dia do Bombardeiro".[8]

Atualidade

A cidade conserva prédios históricos de valor, como a Catedral de Nossa Senhora da Conceição, o Theatro Treze de Maio, a Catedral do Mediador da Igreja Episcopal Anglicana do Brasil, o Clube Caixeiral de Santa Maria, o Banco Nacional do Commercio, a Sociedade União dos Caixeiros Viajantes e a Vila Belga.

Santa Maria sedia a Universidade Federal de Santa Maria, que no primeiro semestre de 2018 contava mais de 30 mil alunos em seus cursos de graduação e pós-graduação.[10] Por ter uma grande quantidade de instituições de ensino, recebeu a alcunha de "Cidade Cultura", já nos tempos da fundação da UFSM.[11]

Santa Maria também é denominado o município "Coração do Rio Grande" devido a sua localização geográfica.[12]

No dia 27 de janeiro de 2013, Santa Maria tornou-se conhecida internacionalmente em decorrência de uma grande tragédia que abalou a cidade. Um incêndio na boate Kiss, localizada na Rua dos Andradas, Bairro Centro, matou 242 pessoas e deixou mais de 600 feridos. Na boate, acontecia uma festa de universitários do curso de Agronomia, Medicina Veterinária, Pedagogia, Zootecnia, Tecnologia em Alimentos e Agronegócios e o incêndio começou devido a um show pirotécnico promovido pela banda que tocava naquela noite. Faíscas teriam atingido o teto da boate, que possuía material de isolamento acústico, que é altamente combustível. A maioria das vítimas morreu por asfixia ou pisoteamento, devido ao grande número de pessoas dentro da boate na hora da tragédia. Testemunhas dizem que alguns seguranças da boate haviam impedido a saída de pessoas por não terem pago a comanda. Essa tragédia foi considerada a segunda maior tragédia causada por incêndio, em número de mortos, na história do Brasil e o processo de julgamento dos envolvidos continua em andamento.[13]

Em 2013, a prefeitura assinou um convênio com a Caixa Econômica Federal para a obra de implantação de um trem turístico.[14][15]


Balneário do Passo do Verde

Localização: BR 392 - Faixa de São Sepé

Telefone: 9973 4074(Sub-prefeitura)

Distância da sede: 20 km do centro

Descrição do camping:

O camping Passo do Verde, localizado no distrito de mesmo nome, fica nas margens do Rio Vacacaí - Mirim, o local de propriedade privada. Possui algumas casas par alugar direto c/ proprietário. Devido a inundações freqüentes, no período de inverno, as casas são do tipo "palafitas", o que confere um aspecto peculiar ao balneário.

O rio encontra-se hoje com águas rasas e calmas (devido a extração de areia em larga escala) e as margens ainda apresenta uma vegetação ciliar nativa numa faixa que oscila entre 2 a 10m.

O solo é do tipo areia fina e cor branca. Na área de Camping é possível praticar esportes como caiaque, vela, natação, entre outros, sendo que em época de alta temporada funciona o serviço de salva-vidas no balneário

Equipamentos existentes: um bar c/mesa de sinuca. O espaço de 3 campings é ótimo para se jogar futebol e vôlei.

Balneário Ouro Verde

Localização: Distrito de Arroio Grande - Localidade Três Barras

Telefone: 9972 9627

Distância da sede: 27 Km do centro

Distância e nome do centro mais próximo: Arroio Grande - 10 Km

Vias de Acesso: RS 287

Descrição do Camping: Este balneário é muito procurado na época de alta temporada, pois é um dos melhores do município no que se refere a infra-estrutura. Além disso, o balneário por localizar-se no sopé da Serra Geral apresenta uma paisagem de forte impacto, rico em belezas naturais. A vegetação é do tipo Floresta Estacional Decidual. O balneário é bastante arborizado, privilegiando os turistas com muita sombra. A jardinagem apresenta muitas espécies de flores e conta ainda com um amplo gramado.

Tudo isso confere uma visão espetacular do local. A área do camping fica próxima ao rio. Dentro do rio não é permitido a prática de esportes, pois suas águas são rasas e há muitas pedras do tipo seixo. Essas atividades ficam a cargo das quadras de esportes que totalizam três. Possui ainda espaço para outros jogos, como por exemplo o ping-pong.

Balneário Zimmermann

Localização: Distrito de Arroio Grande - Localidade Três Barras

Telefone: 9971 8461

Distância da sede: 26,5 Km do centro

Distância e nome do centro mais próximo: Arroio Grande 9,5 Km

Vias de Acesso: BR 287

Descrição do Camping:

O balneário Zimmermann, localizado ao lado do Balneário Ouro Verde apresenta as mesmas características paisagísticas. Porém possui menos locais com vegetação e consequentemente sombras. Devido ao rio ser de águas rasas e abundância em pedras não é possível a prática de esportes, mas o turista é recompensado pela água que desce da Serra, refrescante e extremamente límpida, proporcionando ótima balneabilidade.

Planetário Universidade Federal de Santa Maria

O Planetário da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) foi fundado em 14 de dezembro de 1971[1]. Possui capacidade para 120 pessoas e utilizava um projetor Zeiss Spacemaster com projetores de vídeo auxiliares até 2011, quando foi substituído por um projetor digital Digistar 4.

O Planetário foi inaugurado pelo reitor fundador da Universidade Federal de Santa Maria, Prof. José Mariano da Rocha Filho, com projeto arquitetônico do arquiteto Oscar Valdetaro, a partir de um esboço doado pelo arquiteto Oscar Niemeyer em uma reunião no Catetinho em 1959 em Brasília, o qual também indicou o arquiteto que o Reitor deveria procurar.

A inauguração aconteceu exatamente 11 anos depois da criação da UFSM, sendo o quinto Planetário Brasileiro, o oitavo na América Latina, o primeiro no Rio Grande do Sul e o primeiro em uma cidade do interior no Brasil.

Em 1976 o Planetário recebeu o nome do Prof. José Mariano da Rocha Filho, fundador e primeiro reitor da UFSM, homenagem ao responsável pela vinda de sete planetários para o Brasil (5 Spacemaster e 2 ZKP), através de um acordo Brasil-Alemanha Oriental (café), em uma época que haviam somente dois planetários no território nacional.

O museu interativo, localizado no segundo piso do planetário, foi fundado em 1998 e contava com uma área de 370 metros quadrados e dez estações que tratavam da história da astronomia, através de dispositivos interativos, mas foi desativado em 2017 e deverá ser substituído por um museu de Arte, Ciência e Tecnologia.


Museu de Arte Sacra de Santa Maria

O Museu Sacro de Santa Maria (MS) foi criado pelo Conselho Paroquial da Catedral Diocesana de Santa Maria, em 2005, após a realização da terceira reforma na matriz católica, que ocorreu entre 1998 e 2004, sob a administração do pároco Antônio Bonini. A implementação do Museus Sacro realizou-se através de projetos aprovados pela Lei Municipal de Incentivo à Cultura (LIC) e com o apoio da comunidade santa-mariense, de pessoas físicas e jurídicas.

Em 2006, o Museu Sacro passou a fazer parte do Sistema Estadual de Museus (SEM/RS); foi integrado ao Sistema Municipal de Museus de Santa Maria (SMM) e foi inserido no Cadastro Nacional de Museus, do Departamento de Museus e Centros Culturais (DEMU), IPHAN - MinC, Ministério da Cultura.

O Museu Sacro de Santa Maria é regido pelo Estatuto do Direito Canônico e possui um Regimento Interno. As obras de arte da Catedral Diocesana, como as pinturas de Aldo Locatelli e Emílio Sessa, foram consideradas uma parte seccional do Museu.

ARQUITETURA DA CATEDRAL

A Igreja matriz católica de Santa Maria foi concebida arquitetonicamente sob a égide do ecletismo, estilo que se prolongou até as primeiras décadas do século XX. Era a estética recorrente na maioria das construções contemporâneas de Santa Maria.

O visitante deve observar os ricos detalhes da fachada principal, como as cúpulas que arrematam as duas torres, os capiteis das pilastras decorativas, as folhas das três portas de acesso, realizadas em madeira talhada. Outros destaques, a imagem da padroeira de Santa Maria, Nossa Senhora da Conceição, no altar do triangulo central da composição e o relógio francês, instalado na torre sul, em 1911.

Ao entrar no interior da Catedral, o visitante não chega imediatamente no espaço principal, antes encontra um para-vento estilizado, praticamente uma divisória, dotada de três portas em madeira, adornada com vitrais. Ao transpor uma das portas do anteparo, o visitante entra no grande recinto das três naves que constituem o local de orações e cultos, tendo todas as arcadas entre as naves como também o teto pinturas com afrescos dos artistas italianos Aldo Locatelli e Emilio Sessa.

As três naves do interior deste templo são interligadas por oito potentes arcos romanos, com iluminação natural pelos vitrais das janelas laterais. Na frente do altar-mor encontra-se o trono episcopal: a Cathedra do bispo, símbolo do status de Catedral, sede de uma diocese.

Quanto aos altares laterais apresentam composição bem simplificada e não são iguais entre si. A nave da esquerda emoldura a imagem do Sagrado Coração de Maria e dois pares de anjos para compor a cena. Neste altar está o Tabernáculo. O altar na nave direita é mais elaborado do que o outro e é dedicado ao Sagrado Coração de Jesus.


Praça dos Bombeiros

Uma das principais praças do centro de Santa Maria já está de cara nova. A Praça João Pedro Menna Barreto, mais conhecida como Praça dos Bombeiros, localizada entre as ruas Coronel Niederauer e Doutor Bozano, foi totalmente revitalizada pela Prefeitura Municipal e será entregue à comunidade na nesta quarta-feira (14). O ato público, que terá a presença do Prefeito Cezar Schirmer, secretários, vereadores e comunidade, acontecerá às 19h.


A reforma da Praça dos Bombeiros, que teve projeto elaborado pelo Escritório da Cidade, faz parte do projeto de revitalização dos espaços públicos da cidade, desenvolvido pela prefeitura, através da Secretaria da Juventude, Esporte, Lazer, idoso e Criança. Para a revitalização, que contempla 6 mil metros de área, foram investidos R$ 402.635,86 mil. Desta verba, R$ 195 mil são provenientes de repasse da União e os outros R$ 207.635,86 são da contrapartida do município.


A execução do projeto, elaborado pelo Escritório da Cidade, iniciou em janeiro e foi concluído dentro do prazo estabelecido de oito meses. A empresa responsável pelo trabalho foi a Bethonart construções e pavimentações limitada.

O Prefeito Cezar Schirmer ressalta que a revitalização do espaço, bastante reivindicado pela comunidade, faz parte do seu projeto de governo de oportunizar à comunidade dezenas de áreas de lazer e convivência. “A Praça dos Bombeiros é um dos espaços mais nobres da cidade a receber melhorias, mas já entregamos outras praças, como a Elias Salin Farret, no Bairro Nonoai, a Praça do Rosário, a nova praça Dom Antônio Reis e a Praça da Kennedy”.

O novo projeto, que repaginou o tradicional espaço público, foi dividido em três etapas sendo que a primeira incluiu a substituição do piso, colocação dos bancos e instalação elétrica. A segunda referiu-se à colocação de lixeiras e ao cercamento nas áreas de playground e academia. Já na terceira fase foi incluída a vegetação, com colocação de plantas e flores. Além do Escritório da Cidade, e da Secretaria da Juventude, Esporte, Lazer, Criança e Idoso, outras secretarias de município estão envolvidas no projeto, como a pasta de Infraestrutura e Serviços e a de Proteção Ambiental.

O que foi realizado na revitalização da Praça dos Bombeiros

- Pavimentação: proporciona continuidade de deslocamento e acessibilidade ao interior da praça;

- Meio-fio: retirada dos meios-fios no interior da praça, o que proporciona a despoluição visual;

- Acessibilidade: o projeto oferece total acessibilidade, com inclusão de rampas e corrimão e nivelamento do calçamento;

- Vegetação: foram realizadas podas e novos plantios na vegetação, o que contribuirá para maior segurança do local;

- Canteiros: houve o plantio de forrações a fim de tornar o local mais bonito e agradável;

- Luminárias: Foram instaladas e distribuídas novas luminárias, a fim de tornar o local mais seguro e agradável para convivência também à noite;

- Orelhão:Foi posicionado em local de boa visibilidade e fácil acesso;

- Bancos: os bancos têm a estrutura metálica e o assento e encosto de madeira;

- Lixeiras: Foram colocadas novas lixeiras em pontos estratégicos para atender às necessidades básicas dos freqüentadores, permitindo melhor limpeza e coleta adequada;

- Abrigo de ônibus: a parada de ônibus anterior foi retirada e uma nova foi recolocada;

- Busto e placas comemorativas: Foram limpos e recolocados;

- Bicicletário: Foram colocadas vagas para bicicletas junto a pista de rolamento;

- Playground: Foi acrescentada uma área destinada ao lazer para crianças, com aumento da quantidade e qualidade dos brinquedos e com separação por idade;

- Academia ao ar livre: Foram instalados equipamentos destinados à pratica de exercícios físicos.


Praça Saldanha Marinho

Uma das referências essenciais no município de Santa Maria é a Praça Saldanha Marinho. Nos princípios deste importante município gaúcho, ela foi denominada de Praça Conceição, ou Capelinha. Em 17 de novembro de 1837, Santa Maria passou a clientela, e sua principal praça era então chamada de Praça da Matriz. No início do século 20, em homenagem ao engenheiro Joaquim Saldanha Marinho Filho, da Inspetoria Geral de Terras e Colonização, a praça recebeu o seu nome.

Saldanha Marinho, em 1884, como patrão da Comissão de Discriminação de Terras, grafou um relato que salientava a posição estratégica da cidade e destacava as utilidades que viriam da impendente inauguração da estrada de ferro. Esse documento foi definitivo para que a vocação santa-mariense como centro de desenvolvimento se declarasse.

Com o novo nome, que dura até hoje, esse importante logradouro prosseguiu como palco dos essenciais eventos, como as Batalhas de Flores dos carnavais de outrora. Em 1909, foi edificado a Casa de Chopps, um quiosque de madeira que foi destruído por um incêndio em 1922.

Em 1923, foi construído mais um quiosque sextavado para fins comerciais, como a venda de jornais e flores.

Em 1933, a praça passou por uma renovação drástica, estabeleceu-se um coreto e, no lugar do quiosque, um chafariz.

Era a modernização aparecendo. Em qualquer período, só o que tem progredido é a relevância desse local para todos os moradores da Boca do Monte.


Carousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel imageCarousel image

Também conhecida como Santa Maria da Boca do Monte, pois situa-se em uma região cercada por morros. Quando há vento Norte, é muito forte, chegando a 100 km/h. Sua população estimada em 2018 era de 280.505 habitantes.

Sua altitude média é de 115 metros acima do nível do mar.

Ver também: Administrações Regionais em Santa Maria (Rio Grande do Sul)

Santa Maria é um município dividido em 10 distritos que, com exceção do 1º Distrito (Sede) — dividido em 41 bairros —, não têm subdivisões, ou seja, possuem um único bairro, homônimo ao distrito a que pertence.[20][21] Para fins administrativos o distrito da Sede é distribuído em Regiões Administrativas, um conjunto de bairros unidos de acordo com localização e características, e, os demais distritos, cada um, possui uma subprefeitura.

  • Clima: subtropical úmido;

  • Temperatura média compensada anual: 19 °C;

  • Precipitação pluviométrica média: 1 845 milímetros (mm).

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), referentes ao período de 1961 a 1984 e a partir de 1988, a menor temperatura registrada em Santa Maria foi de -2,9 °C em 14 de julho de 2000,[24] e a maior atingiu 40,2 °C em 7 de fevereiro de 2014 e 18 de dezembro de 1995. O maior acumulado de precipitação em 24 horas foi de 183,9 mm (milímetros) em 16 de abril de 1984.[26] Novembro de 2009 foi o mês de maior precipitação, com 480,9 mm.

Santa Maria oferece uma grande diversidade gastronômica com destaque para a cozinha italiana e gaúcha, com grande número de pizzarias e churrascarias. Também é possível saborear a gastronomia alemã, chinesa entre outras.

Um dos mais tradicionais pratos da cidade é o galeto: o símbolo gastronômico de Santa Maria foi criado em 1957, quando na inauguração do Restaurante e Churrascaria Vera Cruz, então propriedade do Sr. Augusto Martins e de seu pai. Augusto e seu pai conseguiram que pequenos produtores da cidade criassem e abatessem frangos com idade entre 28 e 30 dias ou "ao primo canto", pesando entre 550g e 650g depois de limpos. Estes franguinhos passaram a ser cortados em 10 pedaços e assados no espeto com tempero a base de ervas finas, como salsa, manjerona, alecrim cheiro verde, tomate, cebola, alho, pimenta do reino, vinagre e sal, entremeados com pedaços de toucinho e acompanhados de polenta bristolada e salada de radiche. Hoje o galeto já tem 32 anos de existência. É servido em grelhas individuais onde conserva-se quente e saboroso durante toda a refeição.

A cidade oferece também uma variedade de casas de lanches, para atender sua demanda. Nos lanches destacam-se os pastéis de diversos tamanhos e sabores, e os xis burguer que fazem muito sucesso.

Bella Trento Restaurante e Pizzaria

(055) 32239229

Avenida Joao Luiz Pozzobon 1599 S/02, Santa Maria, Rio Grande do Sul

Detalhes

COZINHAS

Italiana, Brasileira, Pizza, Sul-americana

DIETAS ESPECIAIS

Opções vegetarianas

REFEIÇÕES

Almoço, Jantar, Aberto até tarde

Veja todos os detalhes

Refeições, Vantagens

Restaurant Santo Garden Grill

(055) 30257875

Avenida Nossa Senhora das Dores 791 Anexo APUSM subsolo 1, Santa Maria, Rio Grande do Sul

Detalhes

COZINHAS

Italiana, Brasileira

DIETAS ESPECIAIS

Opções vegetarianas

REFEIÇÕES

Almoço, Jantar, Drinks

Casa do Pastel

(055) 32216426

Avenida Angelo Bolsson 338, Santa Maria, Rio Grande do Sul 97070-000 Brasil

Detalhes

COZINHAS

Brasileira, Sul-americana

REFEIÇÕES

Jantar

VANTAGENS

Entrega, Para levar, Reservas, Lugares para sentar, Acesso para cadeirantes, Serve bebida alcoólica, Serviço de mesa, Cadeiras para bebês

(055) 30262999

Rua Tuiuti 2335, Santa Maria, Rio Grande do Sul

Detalhes

FAIXA DE PREÇO

R$ 56 - R$ 67

COZINHAS

Italiana, Pizza

REFEIÇÕES

Jantar

Santa Brasa

(055) 3028 7707

Rua Floriano Peixoto, 1989 Perpendicular à Medianeira, Santa Maria, Rio Grande do Sul

Detalhes

COZINHAS

Steakhouse, Grelhados

REFEIÇÕES

Jantar

VANTAGENS

Reservas, Lugares para sentar, Estacionamento disponível, Acesso para cadeirantes, Serve bebida alcoólica, Wi-fi gratuito, Aceita cartão de crédito, Serviço de mesa

Vera Cruz - Restaurante e Churrascaria

(055) 3222-0606

Av. Ns. Medianeira, 1600, Santa Maria, Rio Grande do Sul

Detalhes

COZINHAS

Brasileira, Sul-americana

REFEIÇÕES

Almoço, Jantar

VANTAGENS

Entrega, Para levar, Reservas, Lugares para sentar, Estacionamento disponível, Televisão, Cadeiras para bebês, Acesso para cadeirantes, Serve bebida alcoólica, Wi-fi gratuito, Aceita cartão de crédito, Serviço de mesa

Espetiño

(055) 3027-7070

Avenida Fernando Ferrari 1685, Santa Maria, Rio Grande do Sul

Detalhes

COZINHAS

Brasileira, Bar, Pub

REFEIÇÕES

Jantar, Almoço, Drinks

VANTAGENS

Entrega, Para levar, Reservas, Lugares para sentar, Acesso para cadeirantes, Serve bebida alcoólica, Wi-fi gratuito, Serviço de mesa

Frei Pança

(055) 32212122

Rua Professor Teixeira, 1404 Atras da Locomotiva, Santa Maria, Rio Grande do Sul

Detalhes

COZINHAS

Italiana, Pizza, Brasileira, Sul-americana

REFEIÇÕES

Almoço, Jantar, Drinks

VANTAGENS

Entrega, Para levar, Reservas, Bufê, Lugares para sentar, Estacionamento na rua, Estacionamento privado grátis, Cadeiras para bebês, Acesso para cadeirantes, Serve bebida alcoólica, Aceita American Express, Aceita MasterCard, Aceita Visa, Apenas dinheiro, Wi-fi gratuito, Aceita cartão de crédito, Estacionamento disponível, Serviço de mesa

Motéis em Ponta Grossa

Bangalô Motel

(055) 3211-1088

Rodovia BR 158, 98 - Trevo de São Sepé - Santa Maria - RS

Diferenciais: conforto, privacidade e internet Wi-Fi

Onde: Rodovia BR 158, em Santa Maria

Cortesias oferecidas pelo motel

  • Cartão Vip - Programa de Fidelidade:
    Cliente com cartão VIP Prata ganha 10% de desconto em todas estadias, basta se cadastrar pelo site do Bangalô.
    Se somar 24 pontos/estadias em 1 ano ganha Cartão VIP Ouro, que dá 15% de desconto por estadia.
    Se somar 48 pontos/estadias em 1 ano ganha Cartão VIP Black, que dá 20% de desconto por estadia.

    » O Cartão é cumulativo a algumas outras promoções, e tem benefícios diferenciados.

  • Promoção - Dias Perfeitos:
    Aos domingos, segundas e feriados ganhe 1h em qualquer uma das 54 suítes.
    Período inicial 2h - ganhe a 3ª hora.
    3h - ganhe a 4ª hora
    4h - ganhe a 5ª hora.
    (A partir de 6h de estadia é considerado pernoite).

    » Desconto cumulativo ao cartão VIP.
    » Entrada entre 7h e 0h.

  • Pacote - Disponibilizamos pacotes especiais com decoração da suíte de preferência do cliente, com pétalas e velas + espumante Chandon + Café da manhã.

    » Exclusivo para pernoites com reserva antecipada.

Motel Itapuã I

(042) 3238-7562

Rodovia RST 287, s/nº - Cerrito - Santa Maria - RS

Localizado no bairro de Cerrito, o Motel Itapuã I oferece três tipos de suítes, todas equipadas com ar-condicionado, frigobar e TV.

Sobre o motel

Localizado no bairro de Cerrito, o Motel Itapuã I oferece três tipos de suítes, todas equipadas com ar-condicionado, frigobar e TV.

O destaque fica por conta da suíte com Cobertura que possui cadeira erótica, churrasqueira, DVD player, hidro, lareira e terraço com piscina. Confira!


Motel Moulin Rouge

(055) 3222-2389

Rua Marconi Mussoi, 44 - Santa Maria - RS

Sobre o motel

Localizado em Santa Maria, o Motel Moulin Rouge possui três categorias de acomodações, todas equipadas com ar-condicionado, frigobar, hidro e TV. Destaque para suíte que tem o primeiro nome do motel a suíte Moulin que dentre os itens ainda conta com piscina e área para churrasco. Programe sua visita.


Aquárius Motel

(055) 3211-1577

Rodovia BR 287, s/nº - Urlândia - Santa Maria - RS

Eden Motel

(055) 3211-1744

Rodovia BR 287, lote 116 e 117 - Urlândia - Santa Maria - RS

Motel D'amour

(055) 3212-3322

Rua Distrito Federal, 100 - Parque Pinheiro Machado - Santa Maria - RS

SEX SHOPS DE SANTA MARIA - RS

Valentina Sex Shop

Endereço: Shopping Santa Maria Shopping - Calçadão Salvador Isaia, 1263 - 2°Andar - Bonfim, Santa Maria - RS, 97015-000

Telefone: (55) 99606-5037

Libido Secreto Sex Shop

Endereço: R. Motorista Mariano, 85 - sala 1 - Nossa Sra. das Dores, Santa Maria - RS, 97050-510

Telefone: (55) 99937-1153

Mon Delice Produtos Sensuais

Endereço: Galeria do Comércio - R. Venâncio Aires, 1831 - 7 - Centro, Santa Maria - RS, 97010-002

Telefone: (55) 3222-7204

Moon Nightlife

Casa noturna de decoração moderna e clima animado para dançar pop-rock, eletrônico, flashbacks e hits atuais.

Endereço: R. João Pereira Henrique, 501 B - Cerrito, Santa Maria - RS, 97060-479

Telefone: (55) 99907-0102


Aruna Club

Programação variada de música ao vivo, incluindo funk e sertanejo, além de bebidas, em casa noturna moderna.

Endereço: Av. Gov. Walter Jobim, 300 - Patronato, Santa Maria - RS, 97020-355

Telefone: (55) 99955-6807

PH House

Bom para ir em grupo · Cerveja

Endereço: 545, Av. Evaldo Behr, Bairro - Camobi, Santa Maria - RS, 97110-801

Charlotte Night Club

Ótimos coquetéis · Casual · Bom para ir em grupo

Endereço: Av. Pôrto Alegre, 395 - Pinheiro Machado, Santa Maria - RS

Telefone: (55) 99169-8988

Boate Dry Night

Bom para ir em grupo

Endereço: R. João Lino Preto, 1550-1664 - Pinheiro Machado, Santa Maria - RS, 97030-280

Telefone: (55) 99149-8585

Lanterna Verde Show

Programação variada de música ao vivo, incluindo sertanejo, em espaço descolado com bar e pista de dança.

Endereço: R. Comissário Justo, 1310 - Centro, Santa Maria - RS, 97035-520

Telefone: (55) 3221-4544


Costa da Montanha

Casual · Bom para ir em grupo · Cerveja

Endereço: Estr. Mun. Jacobe Fortunato Visentini, Santa Maria - RS, 97060-500

Boteco Pub

Casual · Bom para ir em grupo · Cerveja

Endereço: Av. Gov. Walter Jobim - Patronato, Santa Maria - RS, 97020-355

Telefone: (55) 3026-3610

Engenho Club

Bom para ir em grupo · Cerveja

Endereço: Rua Wilson, R. Wilson Rigão, 95 - São João, Santa Maria - RS, 97030-262

Telefone: (55) 99708-8642

Mediterrâneo Espaço Eventos

Bom para ir em grupo

Endereço: 350, Av. Gov. Walter Jobim, 272 - Patronato, Santa Maria - RS

Telefone: (55) 3026-3272

LINKS FIKANTE
ACOMPANHANTE UNIVERSITÁRIAS EM SANTA MARIA RS.pdf
ACOMPANHANTE UNIVERSITÁRIAS EM SANTA MARIA RS