3º Domingo da Páscoa

At 2,14.22-33

Salmo 15

1Pdr 1,17-21

Lc 24,13-35

As leituras bíblicas do dia podem ser obtidas em:

http://liturgiadiaria.cnbb.org.br/app/user/user/UserView.php?ano=2017&mes=4&dia=30

No nosso mundo, no nosso tempo, as notícias de ontem já não são novidades e se não são novidades, não interessam. Os jornais não podem trazer vários dias as mesmas manchetes.

No campo da fé, as regras são diferentes: A mesma notícia é sempre a grande novidade: Jesus vive!

As três leituras deste Domingo continuam a falar do grande tema da Páscoa: Jesus ressuscitou e está no meio de nós.

Na 1ª leitura traz o sermão de Pedro no dia de Pentecostes. Na força do Espírito Santo, Pedro anuncia o essencial do Cristianismo, à multidão reunida: Jesus viveu no meio de nós, fez.se um de nós. Mas ele foi rejeitado, condenado e crucificado. No entanto, a história não acaba aqui: Jesus ressuscitou e vive no meio de nós. Na luz da experiência pascal, Pedro entende as Escrituras de uma nova maneira. O Salmista cantou, que Deus mão o abandonará na mansão dos mortos. O Salmista morreu, mas seu anúncio refere-se a Jesus, que passou pela morte à vida.

A segunda leitura lembra que fomos resgatados pelo sangue de Cristo. A vida de Cristo ressuscitado é também a nossa meta. A vida aqui é como um exílio. A entrega incondicional de Jesus é acção chave da nossa redenção e sua ressurreição é a base de nossa esperança.

O Evangelho mostra que a fé na Ressurreição é um processo longo. Às vezes chegamos a abandonar o lugar da nossa vida de fé, às vezes, tudo parece-nos perdido e nada tem sentido. Quando querem consolar-nos, parece-nos conversa vazia. Os dois caminhantes têm algumas coisas boas: andam juntos, admitem que um estranho caminhe com eles e eles até se abrem com ele, são hospitaleiros. Mas são lentos, seus olhos estão vedados. Somente depois da fracção do pão reconhecem o Ressuscitado que caminhou com eles. Reconhecem então que seu coração – lá no seu íntimo – já ardia no caminho. Em seguida sentem a necessidade de estar junto com os outros seguidores de Jesus. Alegria precisa ser partilhada!

Estas leituras trazem muitos convites. Aqui seguem alguns:

- Voltemos em nossa vida de fé sempre ao essencial: Jesus ressuscitou

- Somos resgatados e devemos apreciar nossa liberdade, cuidar de nossa liberdade.

- Admitamos que o “estranho” ande conosco.

- Saibamos anunciar a presença de Cristo em nossa vida.

Feliz tempo pascal!

Irmã Timótea OSB