Estudos: TRÍADE ARTÍSTICA :::

TRÍADE ARTÍSTICA - OS PILARES DO SUCESSO!

Você sabe o que é, e a importância da tríade artística na carreira de um arista?

Todo artista conhece e sabe o que é uma Tríade, no conceito geral e simplificado, uma tríade são Três notas que formam um acorde... Mas, o que vou falar para você nesse artigo, é um conceito muito diferente de tríade, vou explicar a você o que é a "Tríade de Proposta Artística".

No mercado profissional, existem três pilares importantes que ajudam a sustentar a proposta de mercado de um novo artista, e quando esses três pilares são construídos de forma bem planejada, as chances desse novo artista se destacar dos demais são muito maiores. Os pilares são: A MÚSICA - O SHOW e A IMAGEM que juntos formam a TRÍADE DE PROPOSTA ARTÍSTICA. Com uma música bem comercial, um show bem elaborado dentro do padrão hipnótico (Repertório 3Ms) e a imagem do artista construída para causar reflexão social com a persona pretendida, proporciona o que chamamos de: Posicionamento de Marca, sem um bom posicionamento de marca, o artista é apenas mais um na multidão, e trabalhando bem esses três pilares que você acabou de conhecer, ficará muito mais fácil de você se posicionar no mercado e aumentar o seu valor percebido perante o mercado e contratantes...

Nessa entrevista Fernando e Sorocaba falam sobre a Tríade de Proposta Artística

Como na concepção musical, existem mais de uma tríade de proposta artística, e falaremos sobre elas em outros artigos e você pode ver o infográfico ilustrativo desse conceito clicando Aqui: . Espero ter iluminado sua mente com essa explicação rápida. Um forte abraço e nunca esqueça a importância desses três piares! Sucesso!

PS: A pré-inscrição para o curso TOP SHOW EXPRESSO já começou, e as vagas são limitadas, se você quer aprender como vender mais shows e como elaborar a Tríade Artística na prática, não perca tempo e garanta já a sua inscrição! FAZER A MINHA INSCRIÇÃO:

OS 5Ps DA CRIAÇÃO DE UM NOVO PRODUTO :::

OS 5Ps DA CRIAÇÃO DE UM NOVO PRODUTO

Poucos artistas sabem que existe um processo chamado de: 5Ps quando um empresário ou gravadora decide lançar um novo produto no mercado (O Artista) que são:

1ºP - Proposta- Nesta primeira fase, a indústria analisa o que chamamos de proposta do produto, o estilo do artista para termos uma ideia do poder de demanda, o diferencial, o que ele tem de especial para oferecer, normalmente medimos dentro dos parâmetros da formula da identidade artística: IA= (T+EP).C/O - TALENTO + ESTILO PRÓPRIO X CRIATIVIDADE/ORIGINALIDADE em outras palavras se o artista é ou pode se tornar uma referência, o PHD Artístico que é Potencial Comercial, Habilidades Artísticas e o Dinheiro (ROI) Retorno sobre investimento, se o artista tem condições de ser lucrativo para a empresa ou organização.

2ºP - Persona - Com certeza essa é uma das analises mais importantes, é através da criação da persona que temos a ideia de quem realmente vai consumir o artista, onde essas pessoas se encontram, o poder aquisitivo e se haverá reflexão social com o artista. Com esses dados a empresa pode visualizar a realidade de mercado do produto, se precisará de baixo, médio ou grande investimento na projeção e ter uma previsão se o retorno será de curto, médio ou longo prazo.

Neste podcast eu explico os 5Ps de forma bem detalhada

3ºP - Planejamento - Nesta fase é criada uma meta SMART e o mapa de Ciclo de Vida do Produto é feito dentro do sistema ROADMAP. Esse modelo de planejamento, mostra de uma forma bem clara cada passo que deve ser dado para concretizar cada fase da projeção, com data de início e data de termino, lembre-se, que a projeção de um artista é um projeto, e todo projeto deve ter de forma clara a data de início e data que pretende terminar. O sistema ROADMAP é eficaz porque ele possibilita dividir um grande projeto em pequenos projetos, facilitando o exito no fim do prazo estipulado. Garantindo o sucesso do projeto, que neste caso; a projeção do novo artista.

4ºP - Produção - Com tudo planejadinho, cada fase com prazo de início e término, inicia-se a produção do artista como: definição do repertório do Simgle, EP, CD ou DVD, se haverá participações, repertório do show, ensaios, trenamento do PIN Artístico - Performance de palco, Interpretação e Naturalidade, seções de fotos, definição da identidade visual entre outros parâmetros importes da fase de produção.

5ºP - Promoção - Finalmente chegou a hora do artista e seus produtos serem apresentados ao mundo! Huhu \o/!!!

A empresa cria uma apresentação muito bem estruturada e arquitetada nos princípios do Marketing de Diferenciação. A existência do artista na internet, músicas sendo executadas nas rádios, sendo notícia na imprensa, televisão... Pronto! O artista está validado no mercado! Ele agora existe de forma diferenciada dos demais artistas da mesma categoria, ele agora é uma referencia e subindo mais um degrau na linha de mercado.

O processo de vendas (sempre no sistema 3Ps de vendas), é iniciado alguns meses depois de tudo isso acontecer, tem produtoras que inicia os shows promocionais depois de 3 meses que o artista foi validado, mas aí vai de cada produtora, não existe uma regra nessa questão.

Você gostou desse artigo? Gostou do que aprendeu hoje? Então tenho um convite pra te fazer, nesse link (cursotopshow.tk) Você terá acesso a informações de um curso fantástico focado 100% em vendas de shows, como 98% dos artista hoje sofrem com essa dificuldade, e talvez você também esteja sofrendo com a baixa demanda de vendas de shows, clica aí, e veja o que você vai aprender! Um forte abraço e a gente se fala em outra aula!! Sucesso!!!

OS 4 ESTÁGIOS NA CARREIRA DE UM NOVO ARTISTA :::

OS 4 ESTÁGIOS NA CARREIRA DE UM NOVO ARTISTA

Você já ouviu falar no termo CICLO DE VIDA DE UM PRODUTO?

Bom, na industria profissional existe uma matriz que usamos para medir em qual estágio da carreira um novo artista se encontra, desse forma, a gravadora, empresário ou investidor tem uma posição real se o investimento em determinado artista vai ser compensador, além é claro, de medir outros fatores importante que já mencionei aqui em dicas anteriores.

Quando um novo artista é lançado no mercado, ocorre 4 estágio em sua carreira que são:

1º Estágio (Nascimento) quando o artista é lançado no mercado. Fase que ele ainda não tem um bom (RP) Reconhecimento Público, e por conta disso, ele não tem valor comercial e não gera lucro pra empresa, fase de maior investimento.

2º Estágio (Crescimento) momento onde o (RP) do artista começa a crescer e com isso a demanda de shows. E, por consequência, a concorrência aperta, porque o artista está começando a se destacar, (o artista se torna referência). Fase que chamamos de: (Curva do Mercado), onde o artista começa a trazer lucro pra empresa.

Nesta imagem você consegue ter uma visão detalhada desses 4 estágios, e o que acontece em cada um deles

3º Estágio (Maturidade) quando o artista chega no auge da carreira, (RP) muito bem posicionado e uma ótima valorização comercial, e as vendas de shows trazem altos faturamentos para empresa. Mas, também onde o esforço é redobrado para manter o artista o maior tempo possível no que chamamos de: Linha de Estabilidade. É nesta fase também que recomeçam as pesquisas de tendencias de mercado e readaptação do artista para uma nova fase de campanha como: gravação de um novo DVD, modelo de show, uma repaginada na imagem do artista etc. É uma fase de muita cautela e replanejamento da carreira do artista. É nesta fase também que a grande maioria das gravadoras e empresários decidem se renovam com o artista ou não...

4º Estágio (Declínio) quando o (RP) e as vendas começam enfraquecer, e com isso há uma queda no valor comercial do artista. Fase que se não for bem administrada, e reformulada, o artista pode perder o (RP) conquistado, e voltar a o 1º Estágio, sumindo do mercado, recebendo novamente a falta de interesse do público e do mercado. Fase que pode ocorrer (Ostracismo) e o artista deixar de ser quem um dia foi... Exemplos são artistas que eram super bombados e hoje nem lembramos que existem. É triste isso, mas é um fato...

Antigamente o mercado programava o (ciclo de vida de um produto) a cada 5 anos, por isso a grande maioria dos contratos eram de 5 anos, justamente para o uso dessa matriz. Mas com a evolução do mercado, e, a internet colaborou muito para isso... de 5 anos caiu para 3 anos, e já tem empresas com uma matriz de 2 anos, e a tendência é cair ainda mais.

E aí, você está em qual fase dessa matriz? Quer se tornar um artista referência e aprender mais sobre esse assunto? Clique no link: cursotopshow e reserve a sua vaga! Um forte abraço e até a próxima dica!

SAC - SISTEMA ANALÓGICO DE COMPARAÇÃO :::

SAC - SISTEMA ANALÓGICO DE COMPARAÇÃO

Você já se perguntou como a indústria consegue fazer que artistas com a mesma proposta artística sejam tão diferentes?

Existe uma métrica no mercado industrial que chamamos de SAC (Sistema Analógico de Comparação). A industria vê o artista como um produto e como todo produto existem concorrentes similares que podem atrapalhar a demanda de venda e consumo dos derivados do artista como: Músicas e Shows.

Quando o seu trabalho é enviado para uma gravadora, ou grade empresário, ele vai avaliar o seu SAC, vai comparar você com os artistas mais parecidos com a sua proposta. Primeiro eles vão ver se já existe alguém dentro da empresa que já está projetado com a mesma proposta de mercado que você, depois eles vão comparar você com os artistas de outras empresas, vão medir o seu potencial de comercio e diferenciação, se vale apena investir em você, já que existe um produto no mercado bem parecido com a sua proposta artística. Mas, se a empresa ver, que mesmo com um concorrente forte já projetado, há condições de você conquistar o seu espeço sem causar desconforto ao público e a crítica, a empresa iniciará um projeto de projeção, mas tomando muito cuidado de transformar você em um artista HALO, fazendo o mercado focar em outras características, já que vocês atingem a mesma persona.

O SAC é desenvolvido dentro das métricas do Marketing de Diferenciação e da Estratégia do oceano azul

É preciso desenvolver uma diferenciação e para isso é usado algumas ferramentas como: Proposta de Mercado, Proposta Artística e Proposta de Valor Percebido. Essas ferramentas são poderosas, permitem que produtos bem similares conquistem o mesmo público sem agredir o mercado do outro. Um exemplo são as duplas Jorge & Mateus e Henrique & Juliano.

Você artista precisa fazer o seu próprio SAC, se comparar com o mercado atual com os artistas que já estão no mercado que apresentam a mesma proposta que você. Dessa forma você vai achar caminhos para despertar a sua diferenciação fazendo praticamente a mesma coisa, vai se destacar mesmo fazendo o que o outro já faz, irá parecer que você é algo diferente, porque o público foca em caraterísticas diferentes. Dessa forma, a perspectiva é outra.

E aí gostou desse artigo? Se gostou curte e compartilhe para seus amigos artistas, e se você quer aprender como utilizar essas ferramentas que mencionei aqui, é só clicar nesse link : www.cursotopshow.com. Até mais! 😉