A Frente Estadual pela Educação Democrática do Espírito Santo (FEED-ES) foi criada no dia 13/6/2018 e tem por objetivo, como o próprio nome indica, lutar pela democracia na escola.

Neste momento inicial, o esforço maior é barrar o nefasto (palavra dura, mas pertinente) movimento "escola sem partido" (ESP). Em paralelo, outras ações serão planejadas e posteriormente executadas para garantir a educação democrática em sentido mais amplo, como a elaboração atualmente em curso do projeto político da Frente bem como contribuir na formação de educadore(a)s.

Assim, estamos batalhando para:

(1) impedir que projetos do ESP sejam aprovados, como é o caso vitorioso, por um lado, em Vitória com Mandado de Segurança emitido em 20/7 suspendendo a tramitação do PL225/2017, porém, por outro lado, dois novos PLs (1805/2018 e 5035/2017) foram apresentados e estão em andamento na Câmara, e, na ALES, recolocado em tramitação o PL 146/2017;

(2) reverter nos municípios onde a lei já tinha sido aprovada, como é o caso de Cariacica, com suspensão por ADI em 23/11/2018;

(3) promover debates e audiências públicas junto aos profissionais da educação e às comunidades, por exemplo as realizadas em Cariacica;

(4) promover reuniões de cunho organizacional entre membros da frente e coordenação colegiada para melhor atuação;

(DESTAQUE:)

(5) somar forças compondo a FRENTE ESTADUAL pelas LIBERDADES DEMOCRÁTICAS (FELD), lançada oficialmente em evento realizado no dia 4/12/2018 no auditório do Centro de Educação Física da UFES. Confira o manifesto!

Em esfera nacional, assinamos a Carta Aberta, junto com mais outras 400 entidades, contra o projeto do ESP contribuindo para impedir que fosse votado na comissão especial da câmara dos deputados em Brasília em 14/7/2018, além de aderirmos à Frente Nacional Escola Sem Mordaça em 23/8/2018. Após as eleições, as investidas estão novamente em curso, por exemplo, com a tramitação na Comissão Especial na Câmara do PL7180/2014, ações (notas e eventos) de parcela do Ministério Público "de partido único" e, nossa derrota grande: prorrogação de votação no STF do caso da ADI de Alagoas. Na resistência, contamos com duas importantes medidas: as leis estaduais já em vigor nos estados do Maranhão e Paraíba impedindo o ESP.


Nosso calendário de atividades realizadas e agendadas continua. Confira!!!

Mais informações sobre tudo o que já fizemos até agora além dos preparativos para as próximas empreitadas bem como vários materiais sobre o ESP estão aqui.

E se você e a entidade que você representa ainda não aderiram à nossa frente, agora é hora.

Confira tudo no nosso site e faça parte da nossa frente nessa luta pela educação democrática!



(Clique para abrir ou navegue a seguir)

manifestoFEED-ES_listaAdesao.docx