Autoridade / Autoritarismo

Autoridade. É a força moral e física que impõe direitos e obrigações entre os homens. Ela se dá nos diversos planos sociais, como a família, a cidade, o Estado, a Igreja etc. E se faz uma distinção entre a autoridade puramente moral, que se impõe pelo prestigio ou dignidade da pessoa que a detém, livremente reconhecida, e a autoridade política, onde a força moral e a força física estão juntas. (1)


Autoritarismo. O conceito de autoritarismo pode entender-se: como característica de personalidade; como modelos ideológico-institucionais; como estrutura burocrática-administrativa. Em qualquer dos casos o autoritarismo está ligado à consagração ou consideração da autoridade como valor dominante ou princípio ordenador e definidor de hierarquias num sistema de relações humanas comunitárias.

Quanto à perspectiva ideológica ou institucional, o regime político autoritário caracteriza-se essencialmente por se tratar de um modelo autocrático (não democrático e de concentração de poder) mas não totalitário.

Na linguagem comum verifica-se a tendência para a identificação entre totalitarismo e autoritarismo, que devem, entretanto, distinguir-se substancialmente, através do grau atual ou potencial de coincidência entre sociedade e Estado; do conformismo e messianismo ideológico; e da existência, em monopólio real ou legal, de um partido único soberano.

Em síntese, pode dizer-se que o autoritarismo ideológico se associa a uma concepção elitista, autocrática e orgânica do Poder, em contraposição à concepção igualitária, democrática e individualista dos sistemas democráticos. (2)


(1) IDÍGORAS, J. L. Vocabulário Teológico para a América Latina. São Paulo: Paulinas, 1983.

(2) POLIS - ENCICLOPÉDIA VERBO DA SOCIEDADE E DO ESTADO. São Paulo: Verbo, 1986.