Obras indicadas

Em breve outras obras específicas sobre o Diaconato Permanente, em português e outras línguas serão indicadas abaixo, bem como links para artigos, dissertações e testes dedicadas ao ministério diaconal.

Acompanhe.

Diaconia da Palavra

Este livro sobre o ministério e a missão do diácono permanente propõe ao leitor uma instigante reflexão sobre o serviço do diácono permanente e o sentido específico de seu ministério da Palavra no campo da evangelização para a formação dos discípulos missionários de Jesus Cristo, à luz do Concílio Vaticano II e dos documentos do magistério pós-conciliar. Ao recorrer à Tradição da Igreja e ao mesmo tempo atualizar seu conteúdo perante as exigências atuais, traz uma excelente contribuição em vista da configuração organizativa e teológica desse ministério, tanto na Igreja Católica quanto nas demais Igrejas e comunidades eclesiais, desafiando estruturas acomodadas desde longa data e que tentam reduzir o diaconato à gestão de ações caritativas nas dioceses e paróquias. Diaconia da Palavra é um imprescindível subsídio, muito bem elaborado, para todos aqueles que se envolvem com o ministério diaconal e que querem mergulhar na essência desse ministério, que une de forma ímpar os sacramentos do batismo, do matrimônio e da ordem, preenchendo, assim, uma importante lacuna em relação às publicações do gênero que, amiúde, são dedicadas à liturgia ou à caridade.

Diác. Júlio Cesar Bendinelli

O autor é doutorando em Teologia sistemática (PUC-Rio), mestre em Teologia (EST-RS), especialista em Comércio Exterior (Ufes), bacharel em Ciências Econômicas (Facec) e em Teologia (IFTAV). É funcionário público, professor universitário e de cursos de Sagrada Escritura e Teologia, coordenador de formações e cursos diversos para agentes pastorais em todo o Brasil. Entre outros trabalhos, é autor do livro Por acaso a fé pode salvar¿ (coleção Biblioteca Universitária da Ufes) e de publicações em revistas de teologia como a TEOCOMUNICAÇÃO (PUC – RS), REDES (Revista capixaba de Filosofia e Teologia/Iftav e Faculdade Salesiana de Vitoria) e REFLEXUS (Revista de Estudos Teológicos da Faculdade Unidade de Vitória). É casado com Néia, é diácono permanente da Arquidiocese de Vitória (Espírito Santo) e assessor da Comissão Nacional dos Diáconos (CND).

Pessoa e trabalho, num contexto de mudança de época, à luz da Doutrina Social da Igreja

Esta dissertação consiste em uma reflexão sobre o conceito de pessoa e trabalho, num contexto pós-moderno, à luz da Doutrina Social da Igreja. Parte da noção de pessoa, enquanto criada por Deus à Sua imagem e semelhança e, como tal, alguém que detém uma dignidade fundamental e inegociável. Analisa o trabalho e suas condições, como chave da questão social, nem sempre acessível a todos, e forma de participar do projeto de Deus, aperfeiçoando e transformando o mundo. O principal referencial teórico é constituído pela Doutrina Social da Igreja, apresentada em seu desenvolvimento histórico desde o século XIX até os anos recentes. Explicitam-se os desafios atuais, com destaque para as repercussões da globalização e da pós-modernidade em sua influência sobre a pessoa e a formação de uma nova cultura, mudanças paradigmáticas e mentalidade pluralista e tecnológica, alterando valores e normas da sociedade. Aborda a consciência crítica a respeito da salvaguarda do planeta e do cuidado com o ambiente natural que vem sendo explorado acima de sua capacidade de regeneração. Em conclusão destaca-se a busca de alternativas com a economia solidaria e aponta-se a necessidade da busca de uma cultura de paz que nasça da justiça. Como limites da Doutrina Social da Igreja destacam-se especialmente sua origem magisterial e não da reflexão pastoral, por um lado, e a frágil opção pelos pobres, de outro.

Diácono Antônio Héliton Alves - Arquidiocese de Porto Alegre

Baixe o texto completo:

Héliton ALves, Pessoa e trabalho, num contexto de mudança de época, à luz da Doutrina Social da Igreja


O Diaconato Permanente - perspectivas teológico-pastorais

Passados mais de dez anos do lançamento do livro "A caminhada do diaconato permanente", Valter M. Goedert apresenta agora uma nova proposta, revendo inteiramente e completando a anterior. No presente livro, são incorporadas as novas perspectivas teológico-pastorais sobre o diaconato, apresentando, ao mesmo tempo, sugestões para a seleção e formação dos candidatos e para a vivênvia mais harmoniosa do diácono em sua família e na comunidade eclesial. O diácono é situado aqui como agente privilegiado de transformação do mundo secularizado em que vivemos. O livro propõe-se a colaborar para que haja uma sólida e definitiva implantação do diaconato permanente no Brasil e na América Latina.

Valter Maurício Goedert

Presbítero da Arquidiocese de Florianópolis (SC), é doutor em Teologia Litúrgica pelo Pontifício Instituto Santo Anselmo, em Roma. Atualmente é professor do Instituto Teológico de Santa Catarina (Itesc); diretor da Escola Diaconal São Francisco de Assis, em Florianópolis. Faz parte da equipe "Vocações e Ministérios", da CNBB, e do Conselho Episcopal Latino-Americano (Celam). É autor de várias obras sobre teologia sacramentária, algumas traduzidas para o espanhol.