CPA

O Ministério da Educação (MEC), através do Sistema Nacional de Avaliação Superior (SINAES) instituído pela Lei 10861 de 14 de abril de 2004, estabeleceu que a Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES) como órgão colegiado de Supervisão e Coordenação do SINAES, o qual compete estabelecer diretrizes, critérios e estratégias para o processo de Avaliação da Educação Superior aos membros da comunidade acadêmica. Cabendo ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa (INEP) o órgão responsável pela execução da avaliação em âmbito nacional e as Comissões Próprias de Avaliação (CPA) responsáveis por sua implantação no âmbito de cada Instituição de Educação Superior.

A Auto avaliação Institucional supõe um olhar sobre sua complexidade ao mesmo tempo em que se racionalizam procedimentos concretizados de um juízo de valor sobre sua ação educacional e social.

A Faculdade EDUVALE, em sua auto avaliação, toma como base as dez dimensões propostas pelo Ministério da Educação por intermédio da Lei 10.861 de 14 de abril de 2004. Pois a Faculdade EDUVALE acredita que a auto avaliação é de extrema valia para a concretização de ações de melhorias institucional.

Nesta perspectiva, a Comissão Própria de Avaliação utilizou-se de questionários aplicados a cada segmento envolvido no processo Institucional. Os dados obtidos nessa mensuração de informações foram tabulados, recebendo tratamento estatístico para análise e divulgação das informações.

Diante dos instrumentos avaliativos aplicados durante o ano de 2012 e suas reflexões, a Comissão Própria de Avaliação pensou e organizou a seguinte estrutura que norteará a construção deste relatório. Assim, iniciou-se o mesmo caracterizando a Instituição de Ensino Superior- EDUVALE, em seguida passando para a avaliação institucional, partindo das dez dimensões, e sua contribuição dentro da IES, a partir dos conceitos maiores serão apresentados e analisados os dados obtidos na pesquisa, os quais serão divididos em categorias de análise (aluno, professor, corpo-técnico administrativo, egresso e comunidade).

Para concluir esta análise, fecharemos a discussão abordando ações de melhorias e justificativas criadas e implementadas pela instituição, buscando melhorias na qualidade de ensino.

Por meio dessa análise, detectou pontos positivos e pontos negativos, porém, é possível esclarecer que o propósito primordial da Comissão é produzir conhecimento acerca da realidade institucional e que esse processo é cíclico, portanto, as aspirações idealizadas advêm da persistência da comunidade acadêmica em desejar alcançá-las.

O processo auto avaliativo permitiu a esta Comissão conhecer, em sua plenitude, toda a dinâmica da Instituição através de mecanismos próprios, propiciando um momento único de ser o elo entre os anseios da comunidade acadêmica e suas finalidades.




CONHEÇA A CPA