Benefícios da Mediação

A Mediação apresenta várias vantagens enquanto método de resolução de conflitos quer em termos práticos, quer em termos relacionais, pessoais e empresariais.

Em termos práticos:

Melhor proporção na relação custo x benefício, tendo em vista, a praticidade, a informalidade, a autonomia de vontade, os mediandos passam a ter total controle do processo de mediação (autonomia) e assim consequentemente com resultados mais eficazes de serem cumpridos e um menor espaço de tempo. Reduzindo o custo, o tempo e aumentando a eficácia no cumprimento dos acordos celebrados.

Em termos pessoais, relacionais e empresariais:

Permite a melhoria e/ou reestruturação do diálogo entre os mediandos, evitando a sua deterioração, na medida em que promove um ambiente de colaboração na abordagem do conflito. Com uma abordagem colaborativa sobre o conflito, os mediandos ao invés de escalonarem o conflito e defenderem suas posições antagonicamente e polarizadamente, passam a reconstruir o diálogo que ao longo do conflito se deteriorou e polarizou, para o dialogo colaborativo e construtivo. A partir daí os mediandos ao invés de tentarem impor um sob o outro suas posições, buscam harmonizar o conflito e criar alternativas de forma conjunta para a solução do conflito.

Nas empresas por exemplo ocorre muitas das vezes ruídos de informação, desentendimentos, sobreposição de poderes, o que afetam a linha de produção, reposição equivocada de estoque, aumentando o custo operacional, gerando desperdício dos produtos primários e finais. Trata-se uma mudança de paradigma anteriormente estimulada pela competição, fluxo, meta a ser batida, a politica do perde e ganha. Gerando desarmonia entre os setores da empresa, pois cada setor tem seu interesse e necessidade distinto do outro, sendo atribuída a culpa a outro setor da empresa, sem a consciência da co-responsabiliade e desarmonização entre os setores . Com a mediação se busca a colaboração e co-responabilização do conflito, reconstruindo uma nova politica do ganha e ganha. E assim a melhor comunicação entre os setores, a construção de um entendimento colaborativo, positivo e construtivo.

Mais de 90% (noventa por cento) das pequenas e médias empresas brasileiras, são empresas familiares. Onde além dos conflitos de gestão empresarial, há a incidência dos conflitos familiares e a sobreposição de poderes. O que muitas das vezes geram conflitos de toda ordem dentro da empresa e fora dela nos familiares envolvidos. Ocasionando prejuízos financeiros e desarmonização no convívio familiar.

A mediação tanto na esfera familiar, pessoal, bem como, na esfera empresarial, tem a perspectiva de construir uma nova visão colaborativa, construtiva e positiva para o futuro. Não se apegando as questões negativas do passado e escalonando o conflito.