Organização: Cris Rochavetz

PRAZO DE INSCRIÇÃO: Entre 01/07/2024 e 05/08/2024

 Inscrição 

  Autores Selecionados  

ACONTECEU NA PANDEMIA

Em 2020 vivemos um momento histórico de dor, angústia, medo, aprisionamento, incertezas...

O mundo parou durante a pandemia de COVID 19.

As máscaras foram fixadas e derrubadas de nossos rostos. 

Poucos conseguiram ouvir o chamado para se reconectarem com suas essências.

Tivemos muitas perdas, em todos os sentidos; mas, com um olhar mais apurado, perceberemos que, mesmo em meio ao caos, floresceu poesia.

Quantas músicas ouvidas e cantadas, livros lidos e escritos, filmes assistidos e criados, tantos abraços sonhados e artes valorizadas. A tecnologia avançou, encurtando distâncias e, o silêncio foi sentido.

Esta coletânea visa dar voz a todo sentimento e percepção do que foi vivido neste período, deixando a alma cantar os registros de cada olhar.

“Tudo depende de como vemos as coisas e não como elas são”. Carl Young.

Você autor/poeta está convidado a exteriorizar a fala do seu coração, fotografando seus pensamentos por meio da escrita dos gêneros: poema (todo estilo), prosa poética, crônica ou conto que respondam ao questionamento: – Qual a minha história da pandemia?


Certamente é muito importante participar da história... E é fundamental contar como foi!

Estes registros devem almejar ressignificar o pântano, mostrando que a Flor de Lótus também exala perfume!

Organização: Janaína Bellé

PRAZO DE INSCRIÇÃO: Entre 06/06/2024 e 26/07/2024

 Inscrição 

  Autores Selecionados  

Antologia Nacional Céu, Sol, Sul, Terra e Chimarrão

O projeto literário da ANTOLOGIA NACIONAL CÉU, SOL, SUL, TERRA E CHIMARRÃO nasceu no ano de 2023 com cronograma previsto para maio de 2024. Em virtude dos últimos acontecimentos que atingiram o estado do Rio Grande do Sul, a presente proposta foi adiada.

A presente antologia é uma obra literária que tem como objetivo registrar o olhar poético ao tempo e espaço geográfico.  Os coautores poderão registrar por meio da escrita as suas percepções sobre os diversos elementos da cultura gaúcha, bem como levar esperança ao povo gaúcho.

Convidamos você para fazer um passeio, observar o que há ao seu redor, poderá sentar-se na grama, direcionar seus olhos para o céu, para o horizonte ou, simplesmente, para uma flor por entre as pedras. A poesia está nas mais diversas emoções, no olhar sensível daqueles que apreciam as singelezas da vida ou para a cultura gaúcha. 

Quando olhamos para os elementos que compõem o cenário terrestre, observamos a abundante beleza, temos a oportunidade de usufruir das múltiplas riquezas, beneficiar-nos com a inesgotável fonte de aprendizados que a natureza nos possibilita. Ao olhar ao redor, os escritores se inspiram para poetizar todas as emoções que possam surgir.

Organização: Jucilaine Wivaldo

PRAZO DE INSCRIÇÃO: Entre 08/07/24 e 09/08/24

  Inscrição 

  Autores Selecionados  

Vozes da Terra
Uma Antologia Poética sobre o protagonismo da mulher rural

Desvende a força, a sabedoria e a beleza das mulheres que moldam a paisagem agrícola.

Vozes da Terra: Uma Antologia Poética Celebrando o Protagonismo Feminino na Agricultura é um convite para mergulhar no universo poético das mulheres que dedicam suas vidas à terra. Através de versos vibrantes e emocionantes, a antologia revela a força, a sabedoria e a resiliência dessas guerreiras que cultivam o solo, alimentam o mundo e inspiram a mudança.

A obra se desdobrará em:

Uma coletânea de poemas escritos por mulheres de diferentes origens, culturas e experiências, tecendo um mosaico vibrante da experiência feminina na agricultura.

Homenagem à força e perseverança das mulheres que enfrentam desafios e superam obstáculos com bravura e determinação.

Celebração da sabedoria ancestral transmitida de geração em geração, conectando as mulheres à terra e à sua herança.

Reflexões sobre o papel crucial das mulheres na agricultura familiar, na segurança alimentar e no desenvolvimento sustentável.

Um convite à ação para reconhecer e valorizar o trabalho essencial das mulheres que nutrem o mundo e constroem um futuro mais justo e equitativo.

Mais do que uma antologia poética, Vozes da Terra é um movimento.

Um grito de empoderamento para as mulheres que lutam por seus direitos e reconhecimento na agricultura.

Uma ponte entre o campo e a cidade, conectando as pessoas à realidade das mulheres que cultivam o nosso alimento.

Um chamado à união para promover a igualdade de gênero e construir um futuro mais verde e próspero para todos.

Junte-se a nós nesta jornada poética e celebre a força transformadora das mulheres que nos alimentam. 

Organização: Janaína Bellé

PRAZO DE INSCRIÇÃO: Entre 14/06/24 e 31/07/24

  Inscrição 

  Autores Selecionados  

Relatos e Experiências Literárias no Ambiente Escolar

Opções de temas relacionados à Literatura:

a) relatos de experiência ou vivência sobre uma contação de história ou experiência (prática) literária como docente em turma de Educação Infantil; 

b) relatos de experiência ou vivência sobre uma contação de história ou experiência (prática) literária como docente em turma de Ensino Fundamental – anos iniciais;

c) relatos de experiência ou vivência sobre uma contação de história ou experiência (prática) literária como docente em turma de Ensino Fundamental – anos finais;

d) relatos de experiência ou vivência sobre uma contação de história ou experiência (prática) literária como docente em turma de Ensino Médio;

e) relatos de experiência ou vivência sobre uma produção (textual / artística / objeto de aprendizagem) gerada após uma contação de história ou experiência (prática) literária;

f) relatos de experiência ou vivência sobre alguma narrativa literária que foi relevante para o contexto escolar, influenciando de alguma forma com a imaginação, criatividade ou na relação dos estudantes;

g) relatos de experiência ou vivência sobre uma contação de história ou experiência (prática) literária vivida na posição de discente (estudante).

Junte-se a nós! Contribua com o seu saber para inspirar outras práticas.

Organização: Elis Schwanka

PRAZO DE INSCRIÇÃO: Entre 07/06/24 e 15/07/24

   Edital Encerrado    

  Autores Selecionados  

De mulher para mulher: sororidade poética

GÊNERO: Poema livre em prosa ou verso  

“Mulheres do mundo, unam-se!” Com essa fala, Kate Millet, em 1970, sugeriu o termo “sororidade”, uma espécie de versão feminina para a palavra fraternidade. Frater (latin) = irmão + Soror (latin) = irmã. Bacci (2020) apresenta a origem religiosa da palavra sororidade: do latim medieval “sororitas”, significando “congregação de monjas” e “soror”, “irmã carnal”. A palavra é usada para dar a ideia de irmandade entre as mulheres, independente de suas peculiaridades, apresentando entre elas o compromisso de empatia e companheirismo. Apresentar sororidade é viver uma aliança entre mulheres na busca de proteção e objetivos em comum. É um sentimento que une mulheres por uma rede de solidariedade, empatia, proteção e companheirismo. Mesmo que uma mulher não conheça uma outra, pela SORORIDADE, elas se reconhecem na dor e barreiras que enfrentam e, com isso, vivenciam uma espécie de inquietude diante do sofrimento da outra, inquietude esta que não permite a omissão de ajuda mesmo não sendo a vítima em determinada situação. A SORORIDADE não permite silêncio e abandono. SORORIDADE é um pacto social, ético e emocional construído entre mulheres. É a percepção de que juntas as mulheres são ainda mais fortes, sendo preciso se tratarem como irmãs. Sororidade pra quê? São muitos os motivos para uma mulher ter solidariedade a outra mulher:

- para que se sintam fortalecidas;

- para que denunciem todo tipo de violência às mulheres, em casa, no trabalho, na vida urbana;

-  para que busquem representatividade em suas necessidades.

Neste contexto, sabe-se que nem tudo são flores às mulheres, porém ao longo desta Antologia “De Mulher para mulher: Sororidade poética”, encontraremos vozes que ecoarão a sabedoria que se irá se transpor em poesia, com o objetivo de tocar nossas almas, despertar nossas emoções mais profundas e nos fazer refletir sobre o mundo ao nosso redor.

Organização: Lucimar Melo

PRAZO DE INSCRIÇÃO: Entre 01/06/24 e 15/07/24

    Edital Encerrado      

  Autores Selecionados  

ALÉM-FRONTEIRAS: um olhar poético

GÊNERO: Poesia em versos e/ou prosa 

Observando os pássaros que além seguem voando livremente pelo horizonte desse imenso planeta chamado terra, assim também podemos nós, lançar nosso olhar fitando além-fronteiras, num verdadeiro contemplativo poético. Na estremadura que separa nossas origens, nossos dialetos, costumes; continuamos livres para expressarmos nossos escritos literários e, podendo assim ultrapassar fronteiras exalando o puro desse amor pela escrita, levando através dela a paz, a união e aquele sentimento que carregamos em nossos corações. Ultrapassar fronteiras, tanto as territoriais quanto as literárias, sem esquecer das metas, infinito é todo esse contágio, não se cansar de atar ao mesmo perímetro, viver constantemente ilimitado. É essencial do poeta, fazer da poesia um acervo de opções. Experiências, momentos, criar mais capítulos para o saltério da nossa permanência. Cingir novos livros pelo mundo a fora. A antologia “ALÉM-FRONTEIRAS“: um olhar poético – retrata a poesia de um modo universal, inspirada em grandes nomes literários. Onde o poeta escritor possa estampar a literatura pelos quatro cantos do mundo. Querido escritor, convido-te a registrar com um olhar cheio de ternura em ALÉM-FRONTEIRAS: um olhar poético.

Organização: Hávner Gomes

PRAZO DE INSCRIÇÃO: Entre 17/05/2024 e 30/06/2024

  Edital Encerrado   

  Autores Selecionados  

 “No meu quintal tem um pé de poesia”
GÊNERO: Poesia

A vida no sertão é uma marca que fica impregnada na alma e na essência daqueles que se construíram com o pé no chão, sentindo a terra, a água fria do rio, comendo frutas do pé, brincando com o cachorro no quintal, dando milho para as galinhas e tirando o leite da vaca. Essa experiência que forma a essência, é coisa que fica impregnado no falar, no pensar, no viver e no ser. Como dizia Guimarães Rosa: “Sertão. Sabe o senhor: sertão é onde o pensamento da gente se forma mais forte do que o poder do lugar”.

IDEIA: A coletânea “No meu quintal tem um pé de poesia” irá tratar de um conjunto de poemas originais que tenham como temática Sertão, interior, campo. Poderá ser escritos textos que apresentem temas como a vida no campo, seja ela sobre infância; acontecimentos memoráveis, a relação com a natureza, experiência no interior, ou outros temas que o autor achar propício e que se encaixe na proposta.