Padrão de Prova Genealógica


A prova é um conceito fundamental em genealogia.

Para ter credibilidade, cada conclusão sobre o antepassado pesquisado deve ter passado pelo método da apuração.

Em muitos aspectos, a pesquisa genealógica se aproxima do trabalho de apuração jornalística, que depois se converte numa matéria.

No Brasil ainda não existe uma certificação genealógica, tal como em muitos países, embora algumas instituições que reúnem genealogistas estejam seriamente empenhados em criar um sistema de acreditação.

Ao longo da minha experiência, como pesquisadora, aproveitei muito do conhecimento prático e teórico da apuração jornalística da minha vida profissional.

Além disso, temos de usar nossa capacidade de dedução, o faro, nossas hipóteses e muita obstinação. O pesquisador genealógico tem de desconfiar das suas próprias hipóteses e ao mesmo tempo em que tenta prová-las.

Após ler diversas propostas de Padrão de Prova Genealógica, especialmente o dos EUA (Genealogical Proof Standard), chegamos aqui à conclusão que cada pessoda inserida na árvore tem de ter seus dados passados pelas seguintes etapas>


  • Apresentação da dúvida (questão, hipótese)

  • Pesquisa e Entrevista, quando aplicável

  • Anexação quando admissível tecnicamente e citação obrigatória das fontes,

  • Confrontação e comparação das fontes

  • Verificação (dupla) dos dados apurados, sem confiar na memória

  • Correlação e comparação das informações coletadas

  • Resolução das evidências conflitantes ou Menção de conflitos não resolvidos

  • Documentação e Conclusão coerente, escrita de maneira fundamentada, apoiada nas