Nobel da Paz

Morgana Macena de Santana para o Nobel da Paz - #MMSantanaNobeldaPaz

Em prol dos Direitos, da Segurança, da Proteção, da Educação, da Paz e do Bem-Estar Infantil.


Obrigado por visitar o Portal de Incentivo à Participação de Brasileiros no Prêmio Nobel, ação que consolida os laços Brasil-Noruega e agrega muito valor aos trabalhos de Aurora Institute. O Portal concretiza o acesso à informações sobre o prêmio em si e dados importantes para interessados.

Infelizmente o Brasil não tem muitos candidatos ao título, os poucos candidatos não recebem o devido apoio de seu próprio povo e, talvez por estas razões, nunca conseguiu ser unicamente galardoado com o prêmio.

A primeira indicada pelo Portal é a Dra. Morgana Macena de Santana.

Quem foi Alfred Nobel?

Alfred Nobel, nascido no Reino Unido da Suécia e Noruega, foi industrial, inventor, poeta e escritor. Foi membro da Real Academia Sueca de Ciências em 1884 e recebeu Doutorado Honorário da Universidade de Uppsala. Ele era fluente em seis idiomas (sueco, francês, russo, inglês, alemão e italiano).

Ele era luterano e freqüentava regularmente a igreja. A maior parte de sua riqueza foi deixada, por sua própria vontade, para financiamento de prêmios, hoje conhecidos como Prêmio Nobel.

Quais são as categorias do Prêmio Nobel?

  1. Ciências Físicas
  2. Ciências Químicas
  3. Ciências Médicas (Medicina e Fisiologia)
  4. Ciências Literárias
  5. Paz e Fraternidade

Onde acontece a entrega do Prêmio Nobel da Paz?

A cerimônia e entrega do Prêmio Nobel da Paz acontece na Noruega, por vontade do próprio Alfred Nobel que expressamente desejou que este prêmio fosse administrado pelo Reino da Noruega.

Brasileiros indicados ao Nobel da Paz (em ordem alfabética):

Barão do Rio Branco

Dom Paulo Evaristo Arns

Herbert de Souza (Betinho)

Zilda Arns

Gaetano Brancati Luigi

Maria da Penha

Afrânio de Melo Franco

Oswaldo Aranha

Raul Fernandes

Marechal Rondon

Josué de Castro

Dom Hélder Câmara

Chico Xavier

Irmã Dulce

Nenhum dos brasileiros acima recebeu o título. Porém, por duas ocasiões tivemos brasileiros que chegaram bem perto:

Ano de 2007: O Prêmio Nobel foi dividido entre Al Gore e o IPCC (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas), que conta com os seguintes brasileiros: Antonio Rocha Magalhães, Carlos Clemente Cerri, Carlos A Nobre, Emílio La Rovere, José Marengo, José Roberto Moreira, Paulo Artaxo, Pedro Silva Dias, Philip Fearnside, Roberto Shaeffer, Sérgio Campos Trindade, Suzana Khan Riberto, Ulisses Confalonieri e Thelma Krug.

Ano de 2017: O Prêmio foi entregue para a ICAN (Campanha Internacional para a Abolição de Armas Nucleares), cujo comitê tem como integrante o brasileiro Cristian Wittmann.