ARTIGO: Os Quadrinhos Brasileiros precisam de nós.


 

Os Quadrinhos Brasileiros precisam de nós.

Por Fábio Azevedo*
ND COMICS

O mercado nacional de publicações ilustradas sempre sofreu a dominação das publicações estrangeiras, é verdade que não podemos questionar a qualidade e profissionalismo de tal material, mas temos aqui no Brasil, profissionais do mais alto gabarito, prontos e aguardando somente uma oportunidade para mostrar seu trabalho.

Temos que nos lembrar que há muito tempo deixamos de viver em um país que discriminava os quadrinhos, já se foi o tempo em que no Brasil se fazia carafeia quando se falava do assunto, nossa rede pública e particular de ensino já incluiu os quadrinhos na sua grade anual de material didático, aos poucos os educadores estão enxergando que a revista em quadrinhos é quase que na maioria das vezes, o primeiro contato de uma criança com a literatura. Por isso, é de suma importância que nós tenhamos os quadrinhos nacionais como uma ferramenta de fortalecimento da cultura e da identidade de nosso povo, precisamos soltar as amarras que nos prendem ao mercado estrangeiro, e abrir as portas para o profissional brasileiro, para que assim tenhamos em breve um mercado de trabalho ativo e aberto para os trabalhadores do setor.

Nós profissionais, leitores e amantes da nona arte, precisamos incentivar,apoiar e acompanhar as mudanças que ocorrem neste segmento, pois elas já estão acontecendo e em breve beneficiarão toda uma classe. O projeto de lei 6581, apresentado pelo deputado Simplício Mário à Câmara dos Deputados, no início deste ano, irá reservar 20% (vinte por cento) do mercado para osquadrinhos nacionais, criando incentivos para a produção, publicação e distribuição de revistas em quadrinhos exclusivamente nacionais, estabelecendo um percentual mínimo de 20% de histórias em quadrinhos de origem nacional, criada por artista brasileiro ou por estrangeiro desde que radicado no país e que tenha empresa sediada no Brasil. Com isso, as empresas distribuidoras ficariam obrigadas a ter 20% de obras brasileiras entre os títulos lançados comercialmente, beneficiando o mercado nacional e não discriminando a entrada ou circulação de publicações estrangeiras. Atualmente o projeto já se encontra na Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados, onde aguarda apreciação e votação, ainda restando mais duas comissões, a de Finanças e Tributação e a de Constituiçãoe Justiça.

Precisamos muito nos unir em prol da aprovação deste projeto, todos aqueles envolvidos de alguma maneira com o universo dos quadrinhos no Brasil, devem divulgar e buscar aliados para a sua aprovação no Senado Federal, pois esta proposta vem em muito contribuir e ajudar a solidificação do mercado editorial de quadrinhos em nosso país, criando um mercado de trabalho para nossos profissionais. O Brasil já possui inúmeros artistas de alto gabarito trabalhando no mercado internacional, pois infelizmente até hoje nosso país ainda não consegue oferecer as mesmas oportunidades do exterior, mas sem dúvida temos total condição de à médio prazo, nos tornar uma referência mundial dos Quadrinhos. Por isso, se você gosta, lê, produz, ou está de alguma outra maneira envolvido com o universo quadrinístico no Brasil, mostre a sua cara e manifeste-se, somente assim mudaremos o atual cenário dos QuadrinhosBrasileiros.

Aos que quiserem conhecer mais sobre o projeto de Lei 6581 do deputado Simplício Mário do (PT-PI) e acompanharem sua tramitação, visitem osite da Câmara dos Deputados, www2.camara.gov.br, lá você encontrará todas as informações sobre o deputado e seu projeto. E não esqueçam de mandare-mails manifestando o apoio. Esta lei mudará significativamente o mercado nacional dos quadrinhos, e isso só beneficiará a todos nós que vivemos e amamos esta magnífica forma de arte.

* (Fábio Azevedo é Editor e Diretor da ND COMICS, Divisão Editorial da NDEditora e Publicidade, que publica a revista em quadrinhos GUERREIROS DA TEMPESTADE).

>>HOME