Home‎ > ‎Ateliers 2011‎ > ‎

Semiótica da Publicidade

Ementa

A cidade de São Paulo, entre outros talentos, concentra grande parte dos eventos de negócios do Brasil. Tomamos esse viés, dentre os tantos papéis da metrópole, para observar como o espaço urbano nas suas variadas ambientações, configura e faz significar as relações entre marcas e seus públicos consumidores. As situações de contato proporcionadas pelos espaços urbanos sugerem diferentes relações intersubjetivas entre (marca e sujeitos), variantes conforme a proposição do espaço: público/público, público/privado, privado/público e privado/privado. As enunciações são obras dos destinadores (e, em alguns casos, parceiros convocados) claramente identificados e, como sejam textos resultantes das estratégias mercadológicas de ambas as corporações, tradicionalmente suas narrativas são classificadas como sendo manipulatórias. Os espaços nos quais tomam forma, no entanto, podem sugerir a essas iniciativas novas oportunidades de interação, não mais da ordem da junção, mas que seguem o regime de união (segundo a sociossemiótica desenvolvida por Eric Landowski), resultando em novos processos de significação para essas marcas.

 

 

Coordenadora

Valdenise Leziér Martyniuk (PUC-SP:COS -ADM)

valdenise@pucsp.br

 

 

Pesquisador

 

João Batista Simon Ciaco

jciaco@uol.com.br

 

Luís Alexandre Grubits de Paula Pessôa (PUC-RJ)

pessoa-luis@hotmail.com