Ínicio...primeira página do site


 Quarta- Feira 4 de Fevereiro de 2009
 
 
 
 
Pensamento para hoje


Podemos desiludir-nos com as coisas: fazemos uma apreciação acerca delas e usamos o caixote do lixo. As pessoas, porém, não são para julgar, mas para que ajudemos a construi-las, para que ajudem a construir-nos, para construirmos alguma coisa em conjunto. Se o teu amigo te desiludiu, acusa-te a ti mesmo, porque era tarefa tua torná-lo mais nobre. Se estás desiludido com a tua vida em família, lembra-te de que ela foi a tua construção. E recomeça no ponto em que começaste a falhar.

(Paulo Geraldo)
 

 

A Viagem
Todos nós temos uma viagem a percorrer.
Avançamos lentamente, ou mais rápido conforme o destino, a bagagem de cada um...que levamos no nosso percurso?
Uns levam coisas pesadíssimas que quase não podem suportar outros não levam nada, outros há ainda que levam sentimentos leves e que quase não enchem a mochila, como AMOR, AMIZADE, TERNURA, DEDICAÇÂO, GENEROSIDADE, ALTRUÍSMO,HONESTIDADE,PUDOR...etc.
Vamos renovar nossas bagagens, deitar fora o que pesa o que não presta, e encher com coragem e firmeza as coisas que todos nós temos quando nascemos mas que poucos levam quando morrem.
 
 
Manuela
 
 
 
 
Clique Aqui para ver as outras Páginas do Site:

 
 
Coisas em Crochet
 
 

Músicas

Fotos Várias- Animais
 
 
 
 
 
   
 
 
 
        



 

 
Quem tentar novos projetos pode errar...

Quem não tentar... já errou.

Sonhemos. 

Sonhar é preciso.

A projeção de nossos sonhos é o que nos proporciona sustentação moral e emocional para prosseguirmos na grande aventura da vida. 

Os sonhos são retroalimentados pela esperança, e ambos constituem as duas faces da mesma moeda. 

Cuidados são sempre necessários, mas o excesso de cautela pode limitar nossas potencialidades. 

Otimismo é fundamental. 

O Universo pertence, primordialmente, a estes seres especiais: os portadores de sonhos.

E se nossos sonhos estiverem nas nuvens, não nos preocupemos. Empenhemo-nos, simplesmente, em construir os alicerces para alcançá-los.

Oriza/2006 
 

 

 
     
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
   
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 

Comments