SUPER NUTRIENTES‎ > ‎

* BROMELINA *

BROMELINA
Bromelina é uma enzima digestiva natural extraído de abacaxi. O nutriente que rapidamente tomou 
o seu lugar de lado muitos dos 
poderosos agentes naturais na guerra contra o câncer e outras 
doenças crônicas.


VIRTUDES
Mais a maior virtude dessa fruta está na quantidade de bromelina, extraída do talo do abacaxi, 
enzima capaz de degradar materiais 
albuminóides (proteínas solúveis em água) em proteases ou 
peptonas, dissolver gorduras, principalmente as das carnes, sendo empregada 
também para 
amaciá-las, para clarificar cerveja e como droga antiinflamatória.

A bromelina é encontrada no fruto, no miolo do abacaxi, onde se concentra a maior quantidade
de bromelina, ou mesmo na parte central da fatia (parte dura), que muita gente retira na hora de 
saborear 
a fruta. 


A enzima bromelina age em nosso organismo desempenhando três funções:
1º) tem ação mucolítica, dissolvendo o muco ou catarro dos pulmões, favorecendo uma limpeza 
geral, como se fosse passada uma esponja, 
facilitando a expectoração, além de ajudar no trânsito 
intestinal; 
2º) é antiinflamatória, ajudando a desobstruir a circulação, principalmente se houver edema provocado 
por batida em algum acidente; 
3º) é digestiva, sua principal virtude. Age no estômago, pois a bromelina é a enzima que desdobra as 
proteínas alimentares, facilitando o 
melhor aproveitamento dos nutrientes, favorecendo e acelerando 
a digestão pesada.

A bromelina é um anti inflamatório natural
Segundo o médico americano, Dr. Andrew Weil, a bromelina é muito eficaz no tratamento de contusões, 
entorses e distensões, reduzindo o inchaço, sensibilidade e dor. Este potente efeito anti inflamatório 
também pode ajudar a aliviar os sintomas da artrite reumatoide e reduz o inchaço pós-operatório. 
Além disso, a bromelaína contida no abacaxi pode aliviar a indigestão.
 
A bromelina é uma mistura de enzimas proteolíticas existente no abacaxi (cascas e hastes 
frutíferas
) de alto peso molecular capaz de ser absorvida pelo trato gastrintestinal produzindo 
ações antiinflamatórias e antiexsudativa, podendo apresentar efeitos anticoagulantes e 
inibição na agregação plaquetária.


O Brasil, um dos maiores produtores da fruta no mundo, porem importa a bromelina, pois a 
metodologia utilizada para a sua extração e purificação, a cromatografia é propriedade industrial 
estrangeira.

Propriedades: Em 1957, a bromelina foi introduzida pela primeira vez como composto terapêutico. 
A Substância não agride metabolismo humano. Uma das principais vantagens da bromelina em 
relação às drogas sintéticas disponíveis nas classes farmacológicas é a sua baixa toxidade.

No caso da bromelina, um produto natural que não é agressivo ao metabolismo humano e é 
classificado como de toxicidade muito baixa. A dose letal que seria necessária para matar 50% 
de um grupo experimental de animais é maior que 10 gramas por quilo.
Na Alemanha, Itália, Japão, Canadá e Estados Unidos a crescente utilização da bromelina 
associada a outros princípios ativos, melhora a absorção de vários medicamentos, o que implica 
em economia na dose terapêutica necessária e no desgaste que o organismo sofre durante um 
tratamento com medicamento. 

Os principais usos terapêuticos da bromelina são: Inibição da agregação plaquetária, atividade 
fibrinolítica, ação antiinflamatória, ação 
antitumoral, modulação de citocinas e da imunidade, 
propriedade debridande de pele, aumento da absorção de outras drogas, propriedades 
mucolíticas, 
facilitador da digestão, acelerador da cicatrização e melhora da circulação e sistema cardiovascular. 

A bromelina é bem 
absorvida por via oral e as evidências disponíveis indicam que sua atividade 
terapêutica aumenta com as doses mais altas. Apesar de todos 
os seus mecanismos de ação 
ainda não estarem totalmente esclarecidos, foi demonstrado que é um seguro e efetivo suplemento. 
A bromelina parece ter tanto ação direta quanto indireta, envolvendo outros sistemas enzimáticos, 
ao exercer seus efeitos antiinflamatórios (MATTOS, 2005). 
A Bromelina tem sido muito bem 
documentada pelos seus efeitos em todas condições inflamatórias, além de ter sua eficácia 
provada em vários outros problemas de saúde tais como: angina, indigestão e problemas 
respiratórios (CÉSAR, 2005).

Usos
Ele reduz a dor, inchaço, danos e trauma (por exemplo, em lesões desportivas) ou cirurgia e a
celera o processo de cura.
Alivia os sintomas de distúrbios gastrointestinais, ajuda na cicatrização de úlceras gástricas 
e é usado como uma enzima digestiva da insuficiência pancreática. 
Alivia os sintomas de angina e, por isso, inibe a coagulação do sangue e construção remove 
placas nas artérias, o que é útil para a trombose, tromboflebite, varizes e aterosclerose. 
Reduzir a inflamação articular na artrite reumatóide, osteoartrite, dor ciática, bursite, tendinite 
e esclerodermia. 
Aumenta a ação de drogas da quimioterapia e antibióticos.
Ele é útil para tratar a AIDS como um agente antiviral. 
Suprime a tosse e diminuir secreções brônquicas, resultando em um aumento na função 
pulmonar em pacientes com infecções do trato 
respiratório superior.  Também é eficaz em pacientes 
com sinusite. 
Você pode prevenir o endurecimento do tecido conjuntivo fibroso no pênis associada à doença de
Peyronie.
Ele também é usado para curar queimaduras. 
Vários estudos sugerem que o agente use antimetastatico com quimioterapia. 
> É útil como um digestivo, 500 mg com as refeições é a dose recomendada. Para outros usos, 
recomenda doses.

·         Lesão - 500 mg quatro vezes ao dia com o estômago vazio

·         Doenças cardiovasculares - 500 a 750 mg três vezes ao dia com o estômago vazio.

·         Inflamação das articulações - 500 a 2.000 mg por dia em duas doses.

·         Antitumoral atividade - 1.000 mg por dia. 

Bromelina devem ser consumidos apenas por 8-10 dias, embora mais ser tolerado.

 Precauções
Bromelina pode causar náuseas, vômitos, diarreia e fluxo menstrual excessivo, entretanto, 
não relataram efeitos colaterais 
graves em seres humanos, porém, reações alérgicas, 
incluindo reações de pele e asma, poderiam ser gerados em caso de alergia 
o abacaxi. 
Experimentos com animais têm mostrado que bromelina pode causar defeitos de nascimento 
ou de câncer, mas tem 
havido estudos relacionados à bromelina, no período de gravidez. 
Consulte o seu médico se você tem problemas de coagulação do 
sangue, doença hepática, 
doença renal ou hipertensão.

Possíveis interações
Bromelina pode aumentar o risco de sangramento se ingerido juntamente com anticoagulantes 
(sangue-atenuando). Se estiver a tomar 
antibióticos como a tetraciclina, bromelina pode 
aumentar o seu efeito.Em caso de pressão arterial elevada pode levar a palpitações 
aumentado.

Pesquisa publicada em Câncer Letters explica que a enzima apresenta várias ações, incluindo 
a ativação de células anti-inflamatórias e 
imunológicas que pode desferir um golpe poderoso para o desenvolvimento do câncer. Incluir 
bromelina em seu regime complementar para beneficiar as potentes propriedades anti-câncer 
agora atribuído a esta incrível enzima.

Semelhante aos super-nutrientes, bromelina é um potente composto que combate o câncer , 
dissolvendo o tecido desnecessário de todo o corpo. Bromelaina quebra o tecido cicatricial e 
outros detritos criados a partir de processos de estresse e desgaste físico que se desenvolvem 
com a função celular normal. 
À medida que envelhecemos, o nosso corpo tem uma capacidade 
reduzida para eliminar estes subprodutos do lixo de dentro de nossas células e que sofrem o 
processo de envelhecimento avançado.

Enzimas como a bromelina são fundamentais para quebrar proteínas utilizadas para 
acionar funções metabólicas no organismo.

As células cancerosas também usam uma proteína escudo para encobrir a si mesmos e 
evitar a detecção pelo sistema imunológico.

Enzimas da bromelina ajuda a destruir o vínculo de proteínas em torno de clusters de câncer de 
modo que o corpo pode destruir as estruturas da parede do tumor e frustrar a iniciação do câncer.

Na revista Câncer Terapias Integrativas explica que as enzimas naturais, tais como bromelina e 
papaína (mamão) proporciona uma melhoria significativa no resultado de terapias alternativas para 
tratar câncer de mama e de cólon. Os autores concluíram que a enzima demonstrou potente 
antiinflamatório, anti-infecciosos e antitumorais / anti-metastático.

Também encontramos referencia na revista Molecular Carcinogenesis para apoiar a capacidade 
para matar o câncer da bromelina, independente de outras terapias. O câncer é alimentado pela 
inflamação sistêmica e de atividade dos genes de controle do complexo de proteínas, NF-kappaB
(fator nuclear kappa beta).
Bromelina inibe a atividade da NF-kappaB, diminuindo significativamente 
os radicais livres que causam danos as células cancerosas. A investigação continua para descobrir 
a incrível promoção da saúde benefícios de enzimas naturais, tais como bromelina na luta contra 
doenças inflamatórias e imunodeficiência como o câncer.

Você pode reduzir drasticamente o seu risco, complementando com 50 mg do extrato de bromelina 
diária, com as refeições para auxiliar a digestão de proteínas.

Dor de Cabeça
O abacaxi contém muito mineral como o cobre, que pode acabar com as dores, principalmente de 
cabeça. O Dr. James G. Penland, PhD. psicólogo do Departamento Norte Americano de Agricultura, 
após vários estudos com homens e mulheres com dores de cabeça, constatou uma melhora sensível 
com a aplicação do cobre na alimentação de seus pacientes.

Coagulos Sanguíneos
O abacaxi ajuda a dissolver coágulos sangüíneos, a reduzir inflamações, a acelerar a cicatrização de 
tecidos e na digestão. Além disso é antiviral, antibacteriano e um bom alimento para prevenir a 
osteoporose e as fraturas ósseas, devido ao seu alto teor de manganês.

>> Contém ferro, que se encontra no fígado, ossos e medula óssea;
>> Contém manganês que mantém os ossos fortes. A professora de Nutrição da Universidade do 
Texas, em Austim nos Estados Unidos, Jeanne F. Graves, aconselha as pessoas, sobretudo as 
mulheres, a comer abacaxi ou a tomar do seu suco, pois a fruta é rica em manganês. Este mineral 
está envolvido no metabolismo ósseo, sem ele as pessoas podem desenvolver osteoporose intensa;

 >> Contém cálcio, vital para a formação dos ossos e dentes, o mineral mais conhecido na prevenção 
da osteoporose e a coagulação do sangue. 
Segundo o Dr. Cedric Garlanda, diretor do Centro de 
Câncer da Universidade da Califórnia em San Diego, homens que consumiram diariamente 
certa 
quantidade de cálcio nos alimentos diariamente durante mais de duas décadas tinham 1/3 da 
propensão ao desenvolvimento de câncer de 
cólon em relação aos outros que não o consumiram, 
pois o cálcio suprime a proliferação de células superficiais da parede interna do cólon, 
prevenindo 
o rápido crescimento do câncer;

>> Contém fósforo, que se encontra no corpo dos animais na mesma quantida de aproximadamente 
que o cálcio, é parte importante dos tecidos cerebrais;
>> Contém iodo, necessário ao organismo para abastecer a glândula tireoide;
>> Seu alto teor de fibras ajuda na prisão de ventre, pois age como laxativo suave e natural. Possui 
também as vitaminas A e C, que aumentam a imunidade.

A Vitamina A é essencial contra doenças de pele, infecções infantis e distúrbios digestivos. É ótima 
aliada no tratamento de colite e doença de Crohn. 
Um estudo de Harvard mostra que homens que consomem altas doses de vitamina A têm risco 54% 
menor de ter úlcera do que aqueles com nível mais baixo. A recomendação diária é de cinco mil UI. 
Impede que o colesterol se torne tóxico, além de ser um importante antídoto contra derrame.

A Vitamina C é importante para o corpo celular e para os vasos sanguíneos, combate as infecções 
e é essencial para a boa saúde dos dentes, das gengivas e dos ossos.

Indicação como diurético e para tosse
O suco de abacaxi é um excelente diurético, pois sua polpa é constituída de 93% de água e é 
laxante suave. E para quem sofre de tosses rebeldes, experimente bater num liquidificador 2 fatias 
de abacaxi com 2 colheres de sopa de mel. Tomar 2 colheres de chá a cada duas horas. 
Não há tosse que resista.

Outras indicações: doenças circulatórias, artrite, ácido úrico

Não são apenas esses os efeitos benéficos desta fruta. Na terra do Tio San, o nosso abacaxi (hoje 
“naturalizado” americano) é indicado pelos médicos para as pessoas que sofrem de doenças 
circulatórias, pois tem a ação de “quebrar” nas artérias as placas de fibrinas, que são as proteínas 
que formam a parte essencial dos coágulos sanguíneos.

Como tem propriedades antiinflamatórias, combate a artrite, que se caracteriza por inflamação ou dor 
nas juntas, joelhos, cotovelos e dedos.

O que é ácido úrico?
É a destruição de células sadias por ingestão de bebidas e alimentos, já citados. Para que novas 
células se estabeleçam no organismo, os núcleos de cada uma dessas células deverão eliminar 
substâncias que devem ser descartadas pelo corpo, essa eliminação deve ocorrer 
pela urina.

Esta doença tem cura? 
Se diagnosticada por meio de exames de sangue, no seu início, sim! O tratamento é feito com 
remédios que provocam a eliminação pela urina, e por aparelhos para ajudar a reduzir a dor. Deve-se 
evitar alimentos com muita proteína como peles e fígados de animais, carnes vermelhas, 
como também bebidas tais como vinho tinto e cerveja, que certamente irá provocar o aumento de 
ácido úrico, aceitável pelos padrões de medicina.

Para quem tem problemas de gota/ácido-úrico, ingerir 3 fatias de abacaxi de manhã, 3 à tarde e 
3 à noite, durante 30 dias.

Abacaxi em dietas de emagrecimento 
Tem ação anorexígena, usado em dietas de emagrecimento, reduz o apetite. Para quem quer 
perder peso, o abacaxi tem uma ação fora de série. 
Se você quiser perder um quilo num dia, faça o seguinte: numa segunda- feira, por exemplo, 
durante o dia todo, só use fatias de abacaxi como alimento e sucos com água, sem ingerir 
outros alimentos. No final da noite, pese-se e observe que perdeu 2 quilos (depois recupera-se 1 quilo). 
Repita a dose na outra semana. Até o fim do mês, você perderá com certeza 4 quilos. Que tal?

Comece já, ingerindo esta saborosa, gostosíssima e emagrecedora fruta tropical, que só podia ter 
tido origem em nosso país abençoado por Deus. O valor calórico em 100g de abacaxi, é de 
aproximadamente 33 calorias.

Faça um suco excelente com fatia de abacaxi e folhas de hortelã. Bata no liquidificador com gelo. 

Benefícios do Abacaxi
Não é por acaso que o Abacaxi é considerado “O Rei dos Frutos”, por ser rico em Vitaminas 
e Minerais, o Abacaxi oferece muitos benefícios a nossa saúde. O Abacaxi é conhecido e 
adorado no mundo todo, mas poucos conhecem realmente os Benefícios do Abacaxi e suas 
Propriedades Medicinais. 
Abacaxi ou Ananás é uma fruta da Família das bromeliáceas.  
O Abacaxi possui em sua composição a enzima 
bromelina, utilizada em muitos medicamentos 
como antiinflamatórios, digestivos e xaropes expectorantes.

A Bromelina está presente em todas as partes do Abacaxi, porém é encontrada em maior 
quantidade no caule do Abacaxi. 
Para usufruir dos Benefícios do Abacaxi você deve consumir 
a fruta regularmente. O consumo pode ser feito in-natura, em forma de sucos, doces 
e também 
em receitas culinárias. Um dos sucos mais populares no verão é o Suco de Abacaxi com Hortelã. 

Veja abaixo a Composição Nutricional 
e os Benefícios Medicinais do Abacaxi.

Composição Nutricional do Abacaxi (em 100 gramas)

Calorias: 48 kcal
Proteínas: 0,54 g
Carboidratos: 12,63 g
Fibras: 1,4 g
Cálcio: 13 MG
Magnésio: 12 MG
Manganês: 1,17 MG
Fósforo: 8 MG
Ferro: 0,28 MG
Potássio: 115 MG
Cobre: 0,09 MG
Vitamina A: 56 UI
Vitamina B1: 0,79 MG
Vitamina B6: 0,11 MG
Vitamina C: 36,2 MG

Benefícios

- Fortalece os Ossos
- Reduz os níveis de Colesterol
- Auxilia na Digestão
- Auxilia no Tratamento da Sinusite
- Auxilia no Tratamento da Bronquite
- Auxilia no Tratamento da Tosse
- Reduz os Riscos de Formação de Coágulos Sanguíneos
- Ajuda a Emagrecer
- Acelera a Cicatrização dos Tecidos
- É um excelente Antiinflamatório
- Diurético – Excelente para quem retém muito Liquido
- Combate a Hipertensão Arterial
- Ajuda a eliminar cálculos renais
- Combate a Anemia – Devido sua acidez, O Abacaxi favorece a absorção do ferro
- Ajuda a Normalizar a Flora Intestinal
- Bom para quem tem prisão de ventre

________________________________________________________________________________________

Mais sobre a Bromelina.....

Benefícios de saúde do Bromelina 

Aumentar a ingestão de abacaxi não vai colher os mesmos benefícios de saúde como a de 
bromelina. Bromelina níveis são maiores no caule da planta de abacaxi, mas o tronco não é tão 
saborosa como o fruto, por isso, se você não pode comer o caule do abacaxi você pode facilmente 
aproveitar os benefícios da bromelina a partir dos suplementos bromelina diferentes disponíveis no mercado. 
Bromelina benefícios vão desde a cura de doenças cardiovasculares para os músculos e aliviar dores nas 
articulações. Vamos descobrir os benefícios bromelina diversos para diferentes aspectos da saúde humana. 

A bromelaína * é extremamente eficiente para manter a saúde do coração em que reduz a formação 
de coágulos sanguíneos anormais ea ocorrência de placa nas artérias. 

* Ela possuem propriedades anti-coagulantes propriedades que ajudam na redução da formação 
de coágulos de sangue coagulado nos vasos sanguíneos, reduzindo assim o risco de doenças 
cardíacas. 

* Ser proteína que digere enzima que quebra as proteínas em tecidos inchados, aliviando os 
espasmos musculares. 

* Devido às suas propriedades analgésicas e anti-inflamatória benefícios propriedades bromelina 
pacientes de artrite. Bromelain aumenta a absorção de enxofre e glucosamina que são importantes 
para corrigir as articulações. 

* Em caso de ligamentos, que auxilia na rápida recuperação, reduzindo significativamente o 
inchaço ea dor. 

* Doenças da pele relacionados com a inflamação da pele ou sensações coceira intensa como 
no prurido pode ser efetivamente curado por bromelina. 

* Também é usado em produtos feitos para curar queimaduras na pele como se livrar das 
células mortas da pele. 

* Anti-inflamatórias da bromelina ajuda a se livrar do muco acumulado no trato respiratório superior, 
reduzindo assim o risco de doenças como sinusite e bronquite. 

* Os Enzimas em bromelina pode ajudar a curar a doença de Peyronie, por quebrar o colágeno, que 
é responsável pela formação de tecido cicatricial. 

* Ao quebrar as proteínas na bromelina do estômago pode ajudar a aliviar a dor abdominal e também 
curar problemas gastrointestinais. 

* Alguns estudos descobriram que a bromelina pode reduzir a atividade das células cancerígenas. 
Em alguns animais bromelaína foi encontrada para tratar algumas bactérias e vírus de forma eficaz.

Evidência Científica

Sinusite (inflamação dos seios da face)

A bromelaína é utilizada para reduzir o inchaço (inflamação), especialmente do nariz e seios nasais, 
após cirurgia ou lesão. 
Também é utilizado para a febre dos fenos, para o tratamento de uma condição que inclui úlceras inchaço 
e intestinal (colite ulcerosa), para remover o tecido morto e danificado depois de uma queimadura (limpeza), 
para impedir a acumulação de água no pulmão (edema pulmonar), para relaxar os músculos, estimular as 
contrações musculares para retardar a coagulação, para melhorar a absorção de antibióticos para prevenir 
o cancro, para reduzir o trabalho e ajudam o corpo a eliminar a gordura. 

Também é usado para prevenir a dor muscular após o exercício intenso.

Algumas pessoas usam para a artrite (osteoartrite) um produto (Phlogenzym) combinando com tripsina 
bromelina (uma proteína) e rutina (substância encontrada no trigo preto). A bromelaína é utilizada desta 
maneira parece reduzir a dor e melhorar o funcionamento dos joelhos em pessoas com artrite. 

A capacidade da bromelaína reduzir o inchaço e as protuberâncias tem sido proposto como uma adição 
vantajosa a outras terapias, tais como antibióticos para tratar a sinusite. O uso geral da bromelina parece 
útil para reduzir o inchaço e melhorar a respiração. 

USO PARA OS CASOS ABAIXO: 

alergias, 
amiloidose (depósitos de proteínas amilóides que causam doenças), 
angina (dor no peito), 
Aumento da síndrome de permeabilidade intestinal, 
arteriosclerose ("endurecimento das artérias"),
alergias alimentares, 
bursite
colite ulcerativa, 
cicatrização de feridas.
contusões
colite
constipação comum
diarreia
dor nas costas, 
doenças das articulações, 
depressor do apetite, 
doenças auto-imunes, 
doença de Peyronie (tratamento de tecido fibros)
dor ciática, 
dor generalizada, 
doenças do coração, 
dor menstrual, 
entorse de tornozelo aguda lateral, 
epididimite (inflamação dolorosa do epidídimo)
episiotomia após o parto doloroso, 
esclerodermia, 

infecções, infecções de pele 
inflamação após a cirurgia ou lesões, 
infecção do trato respiratório superior, 
infecções por estafilococos, 

hemorróidas, 
queimaduras, 
gota, 
herpes / PHN
lesões comuns em esportes e outras lesões físicas, 
lesões, 
tendinite, 
tratamento e prevenção de úlceras de estômago, 
tosse
tratamento para bronquite 
má circulação do sangue nas pernas, 
músculo liso relaxado,  , 
rinite alérgica (febre do feno), 
regulador do sistema imunológico, 
sangue - coagulação, 
síndrome do túnel do carpo
prevenção do câncer
problemas de absorção de antibióticos no intestino , 
pneumonia
parasitas, 
varizes

Efeitos colaterais e avisos
  • Poucos efeitos secundários graves relatados com a utilização de doses diárias de bromelaína. 
    Os efeitos colaterais mais comuns são dores de estômago e diarréia. Outras reações relatadas 
    incluem aumento da freqüência cardíaca, náuseas, vômitos, irritação de mucosas e problemas 
    menstruais.
  • Em teoria, a bromelaína pode aumentar o risco de hemorragia. Aconselha-se precaução em 
    pessoas que têm outras alterações da coagulação ou tomando medicamentos que aumentam o 
     risco de hemorragia. Pode ser necessário ajustar a dose. Pessoas com úlceras de estômago, 
    hemorragia activa, história de sangramento, que estão a tomar medicação para o sangue ou vai 
    sofrer alguns procedimentos odontológicos ou cirúrgicos devem ser usados ​​com cautela bromelina.
  • Altas doses de bromelina pode aumentar a frequência cardíaca e deve ser usado com cautela em 
     pessoas com doenças cardíacas. Alguns especialistas alertam contra o uso de bromelina em 
    pessoas com doença hepática ou renal, embora a informação científica é limitada nessas áreas. 
    Bromelina pode causar sangramento uterino anormal ou pesado / prolongada menstruação.

Gravidez e lactação

  • Bromelina não é recomendado durante a gravidez ou a amamentação porque a informação 
    disponível sobre os riscos é baixa. Bromelina pode causar sangramento uterino anormal.

Interações com drogas

  • Em teoria, a bromelaína pode aumentar o risco de hemorragia, quando tomado com 
    medicamentos que por sua vez, aumentar o risco. Alguns exemplos incluem a aspirina, 
    anticoagulantes ou "diluentes de sangue", como a warfarina (Coumadin ® ou heparina), 
    medicamentos antiplaquetários, como o clopidogrel (Plavix ®) e antiinflamatórios não-esteróides, 
    como ibuprofeno (Motrin ®, Advil ®) e naproxeno (Naprosyn ®, Aleve ®). Além disso, o 
    efeito da bromelaína pode aumentar os efeitos anti-inflamatórios não-esteróides anti-inflamatórios.
  • Estudos em humanos sugerem que a bromelaína pode aumentar a absorção de certos antibióticos, 
    nomeadamente amoxicilina e tetraciclina, e aumentar os níveis destas drogas no corpo. 
    A bromelaína pode aumentar a acção de drogas de quimioterapia (cancro) 5-fluorouracil e vincristina, 
    embora não haja nenhuma investigação científica fiável nesta área. Em teoria, a utilização de 
    bromelaína com pressão arterial inibidores de medicação do tipo de enzima conversora de 
    angiotensina (ECA), tais como captopril (Capoten ®) ou lisinopril (Zestril ®) podem causar gotas 
    de sangue maior do que o esperado pressão.
  • Alguns especialistas sugerem que a bromelina pode causar sonolência ou sedação e pode 
    aumentar a sonolência causada por alguns medicamentos. Exemplos incluem benzodiazepinas, 
    tais como lorazepam (Ativan ®) ou diazepam (Valium ®), barbitúricos, tais como fenobarbital, 
    narcóticos tais como codeína, alguns antidepressivos, e álcool. Aconselha-se cuidado ao dirigir 
    ou operar máquinas.
  • Bromelina também pode interagir com medicamentos para regular o batimento cardíaco de 
    magnésio, e nicotina.

Interações com ervas e suplementos dietéticos

  • Em teoria, a bromelaína pode aumentar o risco de hemorragia, quando tomado com 
    ervas e suplementos que se acredita que aumentam o risco de hemorragia. Eles relataram 
    vários casos de sangramento com o uso de Ginkgo biloba, e menos casos com alho e 
    Saw Palmetto. Numerosos outros agentes podem, teoricamente, aumentar o risco de 
    hemorragia, apesar de isto não ter sido provado na maioria dos casos.
  • Com base em estudos preliminares em animais indicaram que as propriedades anti-inflamatórias 
    da bromelaína e tripsina são mais eficazes quando utilizados em combinação. Tem sido 
    sugerido que o zinco pode bloquear os efeitos da bromelaína no corpo, enquanto o magnésio 
    pode aumentá-los, embora não haja nenhuma investigação científica nestas áreas.
    Bromelina pode também interagir com ervas e suplementos que afetam o coração, antibacterianos, 
    soja, sedativos e rapé.

Há interações com medicamentos?

Moderada 
Seja cauteloso com esta combinação

Amoxicilina (Amoxil, Amoxil) 
Tomando a bromelaína pode aumentar a quantidade de amoxicilina no corpo. Tomando bromelina 
juntamente com amoxicilina pode aumentar os efeitos e efeitos colaterais da amoxicilina.

Antibióticos (antibióticos tetraciclina) 
Tomando a bromelaína pode aumentar a quantidade de antibiótico que o corpo absorve. Tomando 
bromelina juntamente com alguns antibióticos chamados tetraciclinas pode aumentar os efeitos 
e os efeitos colaterais destes antibióticos. 

Alguns tetraciclinas incluem demeclociclina (Declomycin), minociclina (Minocin), e tetraciclina 
(Achromycin).

 

Medicamentos que o sangue lento coagulação (anticoagulantes / antiplaquetária drogas) 
Bromelina pode retardar a coagulação sanguínea. Tomando bromelina juntamente com medicamentos 
que retardam a coagulação também pode aumentar a chance de hematomas e sangramento. 

Alguns medicamentos que o sangue lento coagulação incluem aspirina, clopidogrel (Plavix), 
diclofenac (Voltaren, Cataflam, outros), ibuprofeno (Advil, Motrin, outros), naproxeno (Anaprox, 
Naprosyn, outros), dalteparina (Fragmin), enoxaparina (Clexane), heparina, indometacino (Indocin), 
ticlopidina (Ticlid), varfarina (Coumadin), e outros.

Há interações com ervas e suplementos?

Ervas que podem retardar a coagulação sanguínea

Bromelina pode retardar a coagulação sanguínea. Tomando bromelina juntamente com outras ervas 
e suplementos que também retardar a coagulação pode aumentar as chances de hematomas e 
sangramento. Alguns destes produtos incluem a alfafa, angélica, anis, arnica, assa-fétida, algas 
marrons, aipo, camomila, cravo, feno-grego, matricária, alho, gengibre, castanha Índia, alcaçuz, 
espinheiro meadowsweet, álamo, norte e sul, quássia, trevo vermelho e salgueiros.

Zinco
Metais tais como o zinco pode retardar a atividade de bromelaína no corpo, mas não há relatórios 
médicos que indicam que este ocorre em pessoas.

Há interações com alimentos?

Batata 
Batatas contêm uma substância que pode diminuir a atividade de bromelaína no corpo.

Soja 
A soja contém uma substância que pode diminuir a atividade de bromelaína no corpo.

 

Qual a dose é usado?

As doses seguintes foram estudados na pesquisa científica: 

PELA BOCA:

  • Para osteoartrite: Nós usamos um produto de combinação (Phlogenzym) contendo 100 mg 
    de rutina, 48 mg de tripsina e 90 mg de bromelina. Eles tomam dois comprimidos três vezes 
    por dia. 


EFICÁCIA.....

Possivelmente eficaz para ...

  • A dor de artrite (osteoartrite) e o bom funcionamento dos joelhos quando usado 
    em combinação com tripsina e rutina (Phlogenzym).
     Esta combinação parece ser 
    tão eficaz como alguns analgésicos vendidos por prescrição.

Possivelmente ineficaz para ...

  • Prevenir a dor muscular (mialgia) após o exercício. Tomando bromelina após exercício
    intenso não parece retardar o aparecimento de dores musculares e não tem nenhum efeito 
    sobre a dor, a flexibilidade ou a fraqueza do esqueleto.

Evidência insuficiente para eficácia taxa para ...

  • Dor no joelho. Há alguma evidência de que a tomada oral pode bromelaína reduzir a dor 
    no joelho aguda ligeira naqueles saudáveis ​​e tiveram dor durante menos de 3 meses.
  • Reduzir a dor após a cirurgia ou lesão. Algumas pesquisas sugerem que a bromelina 
    pode reduzir o inchaço e dor após a cirurgia ou lesão. Curiosamente, bromelina não parece 
    reduzir o inchaço da boca após a cirurgia.
  • Queimaduras graves.
  • Inflamação.
  • O aumento da absorção de antibióticos.
  • A febre do feno.
  • Prevenir o câncer.
  • Colite ulcerosa.

Existe preocupação com a segurança de seu uso?

Bromelina é possivelmente seguro para a maioria das pessoas, quando tomado em quantidades certas. 
Bromelina pode causar alguns efeitos secundários, tais como estômago, diarréia ou disfunção intestinal. 
Bromelina também podem causar reações alérgicas, especialmente em pessoas que têm outras alergias. 
Se você tem alergia, não deixe de consultar o seu médico antes de tomar a bromelina.

Advertências e precauções especiais:

Gravidez e lactação: Não há informação suficiente sobre o uso de bromelina durante a gravidez e lactação. 
Tenha cuidado para evitar o seu uso. 

Alergias: Se você é alérgico a abacaxi, trigo, aipo, a papaína, cenoura, erva-doce, o pólen de cipreste, pólen 
de gramíneas, ou você poderia ter uma reação alérgica a bromelina. 

Cirurgia: A bromelaína pode aumentar o risco de hemorragia durante e após a cirurgia. Pare de tomar a 
bromelina pelo menos duas semanas antes da cirurgia. 

Comments