Roma


Viagens & Imagens, um guia fotográfico

Os marcos arquitetônicos e obras de arte de Roma, ícones da humanidade, são testemunhas do passado histórico que influenciou toda a civilização ocidental. Se isso não fosse o suficiente para tornar obrigatória uma visita à cidade eterna, diferentemente de outras capitais que nem sempre espelham a cultura e o modo de viver de seus países, o visitante encontra em Roma o coração da Itália.

 

 

 

 

 

 

 

A quantidade de monumentos históricos e obras de arte em museus, igrejas e basílicas em Roma e no Vaticano é um desafio ao planejamento dos viajantes, como pude constatar em minha visita em Maio de 2006. Embora as regiões do centro da cidade e centro antigo devam ser exploradas a pé, as distâncias maiores podem ser percorridas de metrô ou táxi.

O Pantheon, na região central da cidade, é a construção antiga mais bem preservada de Roma. O prédio tem uma estrutura cilíndrica com um imenso domo hemisférico (maior do que o domo da Basílica de São Pedro) de raio igual à altura do cilindro o qual o suporta. Construído para ser o templo de todos os deuses, por volta de 110 d.C., foi transformado em igreja no século 17.

No topo do domo, o Pantheon possui uma abertura circular - o óculo - que ilumina de maneira peculiar o interior da construção.

O Pantheon localiza-se na Piazza de la Rotonda, rodeada de típicas construções romanas.

 

 

 

 

 

 

 

 

A Escadaria de Espanha (abaixo, à esquerda), junto à Praça de Espanha, é um dos principais pontos de convergência de visitantes, que se sentam em seus degraus para passar o tempo e observar o movimento. A Fontana de Trevi (abaixo, à direita) é a maior e a mais famosa fonte de Roma e está sempre repleta de turistas. Se possível, o visitante deve fazer uma visita à noite, para que possa apreciar a iluminação artificial.

Testemunha de combates entre gladiadores e lutas entre animais selvagens, o Coliseu é até hoje a mais grandiosa construção de Roma. Uma visita aos seus corredores internos, passagens e escadarias, onde os antigos romanos se acotovelavam para assistir aos espetáculos, é uma experiência única.

No centro antigo encontram-se ruínas e construções do Fórum Romano (imagens abaixo), centro político, social e comercial da Roma antiga. Entre as ruínas estão o Templo de Saturno, Arco de Sétimo Severo, as fundações da Basílica Júlia e as três colunas remanescentes do templo de Castor e Pólux.

No centro antigo situa-se também o Monte Palatino (abaixo, à esquerda), onde Roma teria sido fundada e local de residência dos imperadores e aristocratas romanos por séculos. Próximo ao centro antigo, encontra-se o Monumento a Vitório Emanuele (abaixo, à direita), o primeiro rei da Itália unificada.

A Basílica de São Pedro, com seu Domo de 136 metros de altura e 186 metros de extensão, domina o Vaticano e abriga obras de arte de artistas como Michelangelo e Bernini.

Uma visita ao Museu do Vaticano é obrigatória. Em meio a um dos acervos de arte mais importantes do mundo, estão as pinturas de Michelangelo na Capela Sistina e as pinturas de Rafael nas quatro salas dos aposentos privativos do Papa Júlio II. A decoração dos diversos ambientes e detalhes construtivos surpreendem o visitante como a biblioteca do Vaticano e a escadaria em hélice dupla.

No pitoresco bairro de Trastevere - "além do (rio) Tibre" - o visitante encontra uma variada concentração de restaurantes e bares, além de uma agitada vida noturna.

 

Roma com sua vida agitada, monumentos históricos e vestígios da antiga capital do império romano espalhados por toda a cidade, é uma fonte inesgotável de imagens para o fotógrafo.