Nova Serrana Utilidade Pública

 
Nova Serrana
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
** Praça da Matriz de Nova Serrana **
 



 
*** Horários de Ônibus ***
* Horários Sujeitos à Alterações *
É Importante Confirmar o Horário
Antes de Se Deslocar até a Rodoviária
Terminal Rodoviário (37) 3226-4011

Nova Serrana Para Belo Horizonte
Diário: 03:30 - 04:30 - 07:00 - 07:50 - 10:40 - 12:20
17:15 - 18:20 - 19:00 - 19:20
Segunda à Sábado: 06:10 - 10:15
Segunda à Sexta: 09:15 - 14:15
Quarta: 16:20
Quinta à Terça: 15:30
Sábado e Domingo: 19:15
Sábado: 14:20
Domingo: 17:30 - 18:40 - 19:40 - 21:10

Nova Serrana Para Rio de Janeiro
Diário: 22:00

Nova Serrana Para São Paulo
Segunda à Sexta: 20:45
Sábados, Domingos e Feriados: 20:20

Nova Serrana Para São João del Rey
Diário: 05:30 - 23:05

Nova Serrana Para Pitanguí
Segunda à Sexta: 06:20 - 09:30 - 10:30 - 11:50
12:30 - 15:00 16:50 - 18:10
Sábado: 06:20 - 09:30 - 12:30 - 15:00 - 17:00 - 19:00
Domingo: 08:00 - 12:00 - 15:00 17:00 - 19:00

Nova Serrana à Divinópolis
Diário: 06:15 - 07:00 - 08:00 - 08:15 - 08:50 
10:00 -12:00 - 13:15 - 14:00 - 15:00 - 16:00
16:50 - 17:00 -18:00 - 19:00 - 20:00
Segunda à Sábado: 06:00 - 06:30 - 07:30 - 09:00
11:00 - 12:20 - 13:00
Segunda à Sexta: 14:40 - 18:15 - 20:45
Sábado: 20:20
Domingo: 18:45 - 20:20

Nova Serrana Para Lagoa da Prata
Diário: 08:00, e às 16:00
Nova Serrana Para Leandro Ferreira
Segunda à Sexta: 07:00  - 08:10 - 10:00 - 11:30
14:00 - 16:15 -17:10 - 18:40 
Sábado: 07:00 - 08:10 - 12:00 - 14:00 - 16:10
Domingo: 08:10 - 12:00 - 16:00 - 18:50
 
Nova Serrana Para Luz
Diário: 07:10 - 08:30 - 11:30 - 16:10 - 16:30
Segunda à Sexta: 20:30
Segunda à Sábado: 19:30
14:00 - 16:15 -17:10 - 18:40 
Terça à Sábado: 19:00
Sexta: 21:30
Domingo: 21:15 -  21:30
 
Nova Serrana Para Moema
Diário: 08:00 - 16:00 - 17:00
Nova Serrana Para Pitanguí
Diário: 07:40 - 08:00 - 11:40 - 17:00
Segunda à Sábado: 16:10
Domingo: 18:00

Nova Serrana à Bom Despacho
Diário: 07:00 - 08:00 - 13:20 - 13:40 -14:50
15:10 - 16:00 - 18:45 - 20:00
Segunda à Sábado: 05:30 - 07:20 - 10:00 -18:00 - 19:15
Segunda à Sexta: 06:40 - 12:45 - 17:10
Sábado: 06:45 - 10:20
Domingo: 06:25 - 07:50 - 20:30

Nova Serrana Para Abaeté
Diário: 07:10 - 16:10 - 18:40
Segunda à Sábado: 19:30
Domingo: 21:15

Nova Serrana à Brasília
Diário: 20:10 - 21:35

Nova Serrana à Curvelo
Diário: 07:00 - 13:20

Nova Serrana à Campos Altos
De Segunda à Sábado às 19:00

Nova Serrana à Dores do Indaiá
Diário: 07:10 - 08:30 -16:10 -16:30 

Nova Serrana à Estrela do Indaiá
Quintas, Sábados e Domingos: 08:30 
Sextas: 16:30

Nova Serrana à Córrego D’antas
De Segunda à Sexta  às 19:00
Quarta: 11:30
Sábado: 15:00
Domingo: 20:00

Nova Serrana à Boa Vista
De Segunda à Sexta: 06:00 - 07:20 - 09:15 -
11:00 - 12:00 - 14:50 - 17:10 - 18:20 - 20:00
Sábado: 06:00 - 07:20 - 09:00 - 11:05 - 14:50
17:50 - 19:20
Domingo: 07:20 - 11:05 - 14:50 - 17:50 - 19:20

Boa Vista À Nova Serrana
De Segunda à Sexta: 06:20 - 07:45 - 09:40 -
11:30 - 12:30 - 15:30 - 17:40 - 18:40 - 20:20
Sábado: 06:20 - 07:45 - 09:30 - 11:30 - 15:20
18:20 - 19:45
Domingo: 07:45 - 11:30 - 15:30 - 19:45

Nova Serrana Para Pompéu
Diário: 07:00 - 08:10 - 13:20 - 15:10
Sexta: 22:30
Domingo: 12:20 - 20:30

Nova Serrana Para Araguarí
Diário: 13:45 - 23:15

Nova Serrana Para Bambuí
Segunda à Sexta: 19:00
Sábado: 15:00
Domingo: 20:00

Nova Serrana à Perdigão
Segunda à Sexta: 06:20 - 09:30 -10;30 - 11:50
12:30 - 15:00 - 16:50 - 18:10
Sábado: 06:20 - 09:30 - 12:30 -15:00 - 17:00 -19:00
Domingo: 08:00 -12:00 -15:00 -17:00 -19:00

 Perdigão À Nova Serrana 
Segunda à Sexta: 05:50 - 07:00 -10:00 - 11:15
13:00 - 15:00 -17:30 
Sexta: 16:05
Segunda à Quinta: 17:05
Sábado: 05:50 - 07:00 - 10:30 -14:00 - 16:30 -18:00
Domingo: 07:00 -10:30 -15:00 -16:30 -18:00

***  Apoio Cultural  ***
 
 
* Prefeitura Municipal de Nova Serrana *
 
 
Centro Administrativo de Nova Serrana   
 
 
** Drogarias e Postos de Saúde  **    
 
 
 
  
 
 * Farmácia São Luiz *  Desde 1948 *   
 
  
 
   *** Farmácia São Luiz ***     
 
   ** A São Luiz dá a dica de como se Alimentar Corretamente **    
 
 

 
**  A Maior Rede de Drogarias de Nova Serrana  **
 
*** Farmácia São Luiz ***
*** Mais Saúde Para Você ***
*** Desde 1948 * Tele-Entregas: (37) 3226-1266 ***
*** Em Cinco Endereços Para Melhor Serví-lo ***
*** Rua Dimas Guimarães, 85 - Centro - Tel: (37) 3226-1266
*** Rua Jerônimo Silva, 65 - Centro - Tel: (37) 3226-3033
*** Rua São Geraldo, 135 - Centro - Tel: (37) 3226-1955
*** Rua Zacarias Guimarães, 565 - (37) 3225-1717
*** Próximo ao Hospital São José e Pronto Socorro
*** Rua Geraldo Pinto Amaral, 835 - Romeu Duarte
*** Tel: (37) 3226-1717 ***

***  e-mail:
farmacia.saoluiz@yahoo.com.br
*** e-mail: farmaciabittencourt@hotmail.com
*** Saúde Com Economia                              
 
 
* Localização da Farmácia São Luiz - Matríz *
 

  A Rua é Dimas Guimarães, 85. Antiga Rua Divinópolis

**   O Google Maps não Atualizou ainda ***
 
 
*** In Memorian Sr. Dimas Guimarães ***

***    Primeiro Farmacêutico de Nova Serrana  ***


***   Entre na Página da Farmácia São Luiz ***

   Farmácia São Luiz 5 Unidades para Melhor Serví-lo   
 

 
 
***  Sindicato dos Trabalhadores  ***
 
***     Presidente: Rosalino Fernandes de Souza
***     Tesoureiro: Serafim  de Souza
***     Tel: (37) 3226-2590
***     Rua Maria Cândida de Jesus, 657 - Bela Vista
***     Nova Serrana  -  Minas Gerais
 
 
*** Tesoureiro: Serafim de Souza da Cruz ***
*** Tel: (37) 3226-2590 ***
*** Rua Maria Cândida de Jesus, 567 - Bela Vista ***
*** Nova Serrana - CEP:35519-000 - Minas Gerais ***
 
 
***  Localização Sindicato dos Trabalhadores  ***
 
 
 
*** Nova Serrana Vende ***
 
 
*** Nova Serrana Vende ***

*** O Maior Site de Vendas de Calçados de Nova Serrana ***
*** Site Com as Maiores Indústrias De Calçados de Nova Serrana
*** Contato: (37) 3261-7342 - Escritório Central ***
*** Falar com Gê ou Marcone ***
*** e-mail: contato@novaserranavende.com.br ***
*** Entre no Site e Veja os Calçados ***
 
 
 
 
 
* Ornamentação de Natal ano 1999 * Praça José Batista de Freitas *
 
 
  A organização da produção de calçados como atividade industrial em Nova Serrana começou na década de 1950. Anteriormente, as atividades agrícolas e de pecuária leiteira parecem ter criado as condições iniciais para o surgimento da produção artesanal de artigos de couro e botinas rústicas. O aprendizado na fabricação de calçados, porém, começou no início da década de 1950, quando um dos pioneiros da indústria "foi para Bom Despacho aprender o ofício de sapateiro" (Almeida, 1996). Na segunda metade da década, após a emancipação do município, surgiram as primeiras fábricas e dois pequenos curtumes.
O calçado produzido era um tipo de botina de couro com solado de pneu laminado.
As dificuldades de transporte e de suprimento de energia, entretanto, restringiam o crescimento da produção. Somente após a ligação à rede de energia elétrica da Cemig, em 1967, e a abertura ao tráfego da BR-262, em 1969, é que a indústria local prosperou. No início dos anos 1970, já havia 48 pequenas fábricas de calçados em operação, todas produzindo calçados de couro (Almeida, 1996). Com a chegada das primeiras agências bancárias e a instalação de rede de telefonia, completou-se a infra-estrutura mínima necessária para a expansão da indústria.
O primeiro surto de rápido crescimento da indústria de calçados de Nova Serrana ocorreu entre os meados das décadas de 1970 e 1980. Após uma viagem dos fabricantes locais a Novo Hamburgo (RS), em 1971, viagem essa que, segundo Almeida (1996), "constituiu-se em mola propulsora dos eventos futuros", e a fundação da Associação Comercial e Industrial de Nova Serrana (ACINS), em 1974, os fabricantes locais de calçados se organizaram, para intensificar o aprendizado, incorporar novas tecnologias e melhorar a qualidade dos produtos e o gerenciamento das empresas. A produção diversificou-se com a fabricação de mocassins e sandálias de couro. Das 48 fábricas existentes em 1972, pulou-se para cerca de 400 em 1985. O auge do crescimento parece ter ocorrido no ano de 1986, com o Plano Cruzado, mas a crise subseqüente, que marcou o fim do plano, atingiu profundamente a indústria local.

 

Essas empresas produzem um total aproximado de 330 mil a 350 mil pares/dia. A quase totalidade da produção é de tênis, o que caracteriza o sistema local como altamente especializado nesse tipo de calçado. Mas há também considerável produção de chinelos e sandálias, fabricados predominantemente com material sintético. Como esse tipo de produto é geralmente de baixo valor, especialmente os chinelos, sua participação no total do valor da produção local de calçados é pouco expressiva. Essa especialização na produção de tênis e outros calçados de material sintético explica a ausência, em Nova Serrana, de alguns segmentos da cadeia produtiva e a pequena presença de outras classes de atividades que compõem o sistema local de produção, tais como máquinas e equipamentos. A principal  matéria-prima – resinas termoplásticas para produção de solados – é adquirida dos pólos petroquímicos de São Paulo, da Bahia e do Rio Grande do Sul e é fornecida por distribuidores locais às empresas fabricantes de calçados que a encaminham a empresas especializadas na injeção de solados. Alguns componentes mais simples são produzidos localmente, mas com matéria-prima de fora da região. Este é o caso, entre outros, de cadarços, etiquetas (enfeites e adesivos de plástico), palmilhas, caixas de papelão, componentes de borracha e de espuma. Componentes de couro têm maior conteúdo local, assim como alguns dos equipamentos, como facas e navalhas para balancins e matrizes para solados. Mas a maior parte dos Componentes, das matérias-primas, das máquinas e dos equipamentos é fornecida por empresas que não são da região.7  Os dados da Tabela 1 comprovam que apenas duas das classes de indústria que compõem o sistema local de produção de calçados têm indicadores incontestáveis de forte concentração na microrregião que inclui Nova Serrana, a saber: as de "fabricação de tênis de qualquer material" e as de "fabricação de calçados de outros materiais". Outras classes de indústria que fazem parte do sistema estão presentes na região, mas com indicadores menos significativos de concentração. São elas: fabricação de acessórios de vestuário, curtimento e preparação de couro, artefatos de couro, calçados de couro, calçados de plástico, embalagens de papel e papelão, artefatos de borracha, artefatos de plástico e máquinas para indústria de vestuário e calçados. Nesse sentido, as inter-relações produtivas são relativamente fracas no sistema local de produção de calçados de Nova Serrana e municípios vizinhos. Entretanto, uma característica notável da organização industrial desse sistema é a divisão de trabalho entre fabricantes de calçados e empresas especializadas na produção de solados ("injetoras", no jargão local). Essas empresas, em número de 30 a 50, conforme as fontes locais, operam com máquinas injetoras que têm, cada uma, capacidade de produção de 1.000 pares/dia de solados. As maiores chegam a ter 25 máquinas injetoras. Uma vez que os fabricantes de calçados, em sua maioria, não têm escala para produção própria de solados,8 essa divisão de trabalho torna possível a realização de importantes ganhos de escala por parte do conjunto dos fabricantes de calçados locais. Mas o que é mais notável em termos de organização industrial é a classificação das empresas injetoras, do ponto de vista fiscal, como prestadoras de serviços aos fabricantes de calçados. Estes compram as matérias-primas, entregam-nas às injetoras junto com as matrizes dos solados a ser produzidos, e pagam pelo serviço prestado de injeção dos solados. Isso reduz a carga tributária na cadeia produtiva, já que as injetoras não pagam IPI; pagam apenas o ICMS sobre o valor agregado.9 Trata-se, portanto, de uma inovação organizacional que proporciona ganhos de escala na fabricação de calçados, independentemente do tamanho das empresas e da estrutura da indústria; tira das fábricas de calçados uma fase do processo de produção que é estranha à fabricação de calçados propriamente dita, já que a injeção dos solados é um processo químico; reduz impostos na cadeia produtiva, e ainda reduz custos de produção. Em contrapartida, implica problemas de várias ordens, quais sejam: pode ocorrer comprometimento da qualidade dos solados, uma vez que é comum haver, por parte das injetoras, mistura de matérias-primas de qualidade inferior à que foi enviada para injeção; pode haver perda de controle sobre as matrizes (moldes), que correm o risco de ser repassadas pela empresa injetora a outros fabricantes de calçados, e pode haver atraso na entrega dos solados, provocando interrupções e atrasos na produção de calçados. Portanto, apesar de ser uma inovação organizacional importante, a terceirização da produção dos solados pode resultar em perda de controle do processo de produção e spillover de novos conhecimentos embutidos no desenvolvimento de produtos, incorporados em novas formas e designs de solados, ou na utilização de novos tipos de material. Para evitar esses problemas, seria necessário que o sistema local de produção de calçados dispusesse de uma estrutura de governança capaz de coordenar as relações entre as empresas e de administrar conflitos. Na época em foi realizada a pesquisa de campo, tal estrutura não existia em Nova Serrana, mas começou a ser formalizada a partir de 2003 sob a liderança do Sindinova, como se discute adiante. 7- Instituições de apoio  Além da Associação Comercial e Industrial de Nova Serrana (ACINS), que teve papel relevante como organização representativa da classe empresarial de Nova Serrana a partir de 1974, a única outra instituição atuante no apoio às empresas locais é o Sindicato da Indústria do Calçado de Nova Serrana  (SICNS – Sindinova). Embora não se constitua formalmente em agente coordenador, o Sindinova mobiliza a classe empresarial, coordena de fato várias ações coletivas das empresas e desempenha diversos papéis relevantes. A principal iniciativa do Sindinova foi a criação do Centro de Desenvolvimento Empresarial (CDE), inaugurado em junho de 1996.O CDE funciona nas modernas instalações onde também se localiza a própria sede do Sindinova. Além de abrigar, na época da visita, o Showroom Permanente do Calçado de Nova Serrana,10 posteriormente desativado, o CDE mantém instalações de laboratório para testes físicos e um centro de modelagem, e presta vários tipos de serviço às empresas .
 
***  Empresas de Nova Serrana ***
 
 
 
***   Nova Serrana A Capital Nacional do Calçado Esportivo***
 
 
***   Nova Serrana Suporte Técnico Virtual  ***
 
 

Nova Serrana Nos Dias Atuais
 
© Copyright -   2012 / 2015  * Visual Designers Virtual - Todos os direitos servados.
Comments