EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO PROGRMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENERGIA

(Situação no quadrimestre 2015.2)


Estudo Dirigido


ENE-101 Fundamentos da Energia (12 créditos)

Ementa: Aspectos relevantes sobre o desenvolvimento sustentável, a questão ambiental, energia e impactos ambientais, causas dos impactos ambientais e meio ambiente sustentável. Histórico do uso da energia, conceito de energia, balanço energético, matriz energética, recursos energéticos naturais e o capital natural. Tecnologias de conversão de energia, de transporte de energia, de distribuição de energia e do usos da energia. Impactos ambientais na exploração, conversão, transporte, distribuição e usos da energia. Mercado de energia, oferta e demanda de energia, cenários energéticos e preço da energia. Acesso universal à energia. Conservação e uso racional de energia, mecanismos de desenvolvimento limpo, convenção sobre o clima e o protocolo de Kioto.

 

Bibliografia

 

1. J. Aquiles B. Grimoni, Luiz C. R. Galvão, Miguel E. Morales Udaeta. Iniciação a conceitos de sistemas energéticos para o desenvolvimento limpo, Ed. Edusp, São Paulo, 2004.

2. José Goldemberg, Luz Dondero Villanueva, Energia, Meio Ambiente & Desenvolvimento. 2a Edição, Editora Universidade de São Paulo, Edusp, São Paulo, 2003.

3. Lineu B. Dos Reis e Semida Silveira, Energia elétrica para o desenvolvimento sustentável, Ed. Edusp, 2000.

 

 

ENE-102 Energia, Desenvolvimento e Sustentabilidade (12 créditos)

Ementa: Energia. Meio ambiente. A noção do desenvolvimento. O conceito do desenvolvimento sustentável. Os problemas ocasionados pela exploração descontrolada dos recursos naturais. Processos de alteração ambiental ocasionados pelos empreendimentos energéticos. O problema da disponibilidade de recursos. Conscientização da sociedade civil perante os problemas energéticos. Ações governamentais. Esforços globais e posicionamento no mercado. Responsabilidades sociais e ambientais. Responsabilidade socioambiental corporativa. As licenças de operação. Características dos empreendimentos energéticos sustentáveis (capaz de perdurar no tempo, geração de bons resultados econômicos, contribuição ao crescimento da sociedade, contribuição à preservação e conservação do meio ambiente). Ecoeficiência (maximização da eficiência energética, uso de energias de fontes renováveis, conservação dos recursos naturais, eliminação ou minimização da geração de emissões, efluentes ou resíduos, reciclagem e reaproveitamento de materiais).

 

Bibliografia

 

 

 

1. Roger A. Hinrichs & Merlin Kleinbach (2003). Energia e Meio Ambiente. Tradução da 3a. edição norte-americana, Editora Thomson, São Paulo, 543 p.
2. José Goldemberg & Luz Dondero Villanueva (2003). Energia, Meio Ambiente & Desenvolvimento. 2a Edição, Editora Universidade de São Paulo, Edusp, São Paulo, 226 p.
3. Ignacy Sachs (2004). Desenvolvimento Includente, Sustentável, Sustentado. Editora Garamond Ltda., Rio de Janeiro, 151 p.
4. José Eli da Veiga (2005). Desenvolvimento Sustentável: o desafio do século XXI. Editora Garamond Ltda., Rio de Janeiro, 226 p.
5. José Eli da Veiga (2006). Meio Ambiente e Desenvolvimento. 1ra. edição, Editora SENAC, Serie Meio Ambiente, Volume 5, São Paulo, 180 p.

 

 

ENE-107 Seminários do Programa de Energia (6 créditos -2 por quadrimestre)

Ementa: Esta disciplina visa reunir o corpo docente e discente do programa de pós-graduação com a finalidade de promover o diálogo e maior integração. Para isso, cada semana são realizadas atividades com convidados especiais relacionados com a área da energia e, além disso, são apresentadas os temas de pesquisa dos professores e alunos. Um dos objetivos é fomentar parcerias entre os professores possibilitando ações de carater interdisciplinar.

 

Bibliografia: sem bibliografia.

 

 

ENE-104 Planejamento de Pesquisa (6 créditos)

Ementa: A disciplina promove a interação entre alunos e professores do programa, de forma a se vislumbrar, lado a lado, as intenções de pesquisa e a identificação dos temas e focos de investigação. Tem-se como perspectiva que cada pós-graduando, a partir de uma pesquisa bibliográfica de estudos já desenvolvidos na temática de pesquisa selecionada, possa preparar um plano preliminar de pesquisa, onde são explicitadas a justificativa da temática e as perguntas da investigação pretendida. Esse plano preliminar é apresentado e debatido entre alunos e professores, visando seu aperfeiçoamento e detalhamento.

 

Bibliografia

 

1. BOURDIEU, Pierre. Um convite a uma sociologia reflexiva. Relume-Dumara, 2006.

2. CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A.; SILVA R. Metodologia Científica. São Paulo: Editora Pearson – Prentice Hall, 2007.

3. ECO, Umberto. Como se faz uma tese. São Paulo, Perspectiva, 1995

4. FERNANDES A.; GUIMARÃES, F. R.; BRASILEIRO, M. do C. E. (Org.). O Fio que Une as pedras: a pesquisa interdisciplinar na pós-graduação. São Paulo: Editora Biruta Ltda., 2002.

5. PIRSIG, Robert. Zen e a arte de manutenção de motocicletas. Martins Fontes, 2007

6. POPPER, Karl. A lógica da pesquisa científica. Cultrix, 2000

7. SEVERINO, Antonio Joaquim. Metodologia do Trabalho Científico. Cortez, 2007.

8. THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. São Paulo; Cortez, 2008

9. WEBER, Max. Objetividade do conhecimento nas ciências sociais. Atica, 2007.

 

ENE-106 Métodos Matemáticos em Engenharia (12 créditos)

Ementa: Análise vetorial. Gradiente, divergente e rotacional. Teorema de Gauss e de Stokes. Equações diferenciais ordinárias. Equações diferenciais parciais. Funções especiais. Variáveis complexas. Transformadas de Laplace. Transformadas de Fourier. Cálculo variacional. Soluções numéricas de equações diferenciais de primeira e segunda ordem. Matrizes.

 

Bibliografia

 

1. Hildebrand, F.B., Advanced Calculus for Applications, Prentice Hall, Inc.

2. Rektorys, K., Survey of Applicable Mathematics, The MIT Press.

 

 

ENE-201 Combustíveis Fósseis (9 créditos)

Ementa: Formação dos combustíveis fósseis, características gerais do petróleo, do gás natural e do carvão e reservas mundiais de combustíveis fósseis. A indústria dos combustíveis fósseis: exploração de combustíveis fósseis, combustão dos combustíveis, transporte dos combustíveis fósseis (oleodutos e gasodutos) e distribuição dos combustíveis fósseis. Uso final da energia dos combustíveis fósseis. Impactos ambientais destes combustíveis: derramamento de petróleo, chuva ácida, aquecimento global e dispersão de cinzas na forma de particulados. Principais desafios das indústrias do petróleo, gás natural e carvão e o papel futuro que lhes são reservados na matriz energética brasileira e mundial.

 

Bibliografia

 

1. Roger A. Hinrichs e Merlin Kleinbach. Energia e meio ambiente, Ed. Thomson, São Paulo, 3a. Edição, 2003.
2. Paul Ih-fei Liu. Energy, technology, and the environment, Ed.
ASME Press, New York, 2005.
3. J. Aquiles B. Grimoni, Luiz C. R. Galvão, Miguel E. Morales Udaeta. Iniciação a conceitos de sistemas energéticos para o desenvolvimento limpo,
4. Ed. Edusp, São Paulo, 2004.
5. Roberto Minadeo. Petróleo a maior indústria do mundo, Thex Editora, Rio de Janeiro, 2002.
6. J. E. Thomas. Fundamentos de Engenharia de Petróleo, Interciência, Petrobrás, 2001.

 

 

ENE-202 Controle Avançado de Sistemas de Conversão de Energia (12 créditos)

Ementa: Sistemas de conversão de energia. Estabilidade e desempenho de sistemas multivariáveis. Robustez e modelagem de incertezas. Estabilidade e desempenho robusto. Técnicas de projeto de controladores para sistemas multivariáveis: extensão de técnicas para sistemas com uma entrada / saída, LQG / LTR, H, métodos algorítmicos. Projeto de sistemas de controle multivariáveis auxiliado por computador.

 

Bibliografia

 

1. Skogestad, S.; Postlethwaite, I., Multivariable feedback control. John Wiley, Chichester, 1996.
2. Cruz, J. J., Controle robusto multivariável, Edusp, São Paulo, 1996.
3. Maciejowski, J., Multivariable feedback design. Addison-Wesley, Reading, 1989.

 

ENE-204 Energia Nuclear (9 créditos)

Ementa: Radioatividade, radiação nuclear, lei de decaimento radioativo, reações nucleares, reação de fissão nuclear, reação de fusão nuclear, teoria da difusão de nêutrons, reatores nucleares de fissão para produção de energia e reatores nucleares para incineração de rejeitos. Descrição dos principais sistemas dos reatores nucleares a água leve, reatores nucleares a água pesada, reatores refrigerados a gás, reatores rápidos e reatores incineradores de rejeitos. Fusão nuclear e princípio de funcionamento, descrição geral do Tokamak, histórico de desenvolvimento e perspectivas atuais, descrição dos principais sistemas, transformador de aquecimento ohmico e corrente de plasma, campos magnéticos toroidal e poloidal e linhas de campo helicoidais, campo magnético vertical e a estabilização da posição do plasma, equação de Grad- Shafranov, sistemas de controle.

 

Bibliografia

 

1. J. R. Lamarsh e A. J. Baratta, Introduction to nuclear engineering, Ed. Prentice-Hall, 2001.
2. W. M. Stacey, Nuclear reactor physics, Ed. Wiley-Interscience, 2001.
3. F. F. Chen, Plasma physics and controled fusion. Plenum Press.
1984.

 

 

ENE-205 Energias Renováveis (Hídrica, Ondas, Marés e Geotérmica) (9 créditos)

Ementa: Princípios da energia renovável e energia e o desenvolvimento sustentável. Princípios da energia hídrica, tipos de turbina, dimensionamento dos recursos hídricos para geração de energia, sistemas hidrelétricos, aspectos sociais e ambientais da energia hídrica no Brasil e a questão dos aproveitamentos hídricos na Amazônia. Energia das ondas, movimento das ondas e suas características e conversão de energia. Energia das marés, origem das marés, conversão da energia das marés. Conversão de energia térmica da terra e dos oceanos, origem da energia, princípios de transferência de calor, conversão e aproveitamento da energia. Aspectos sociais e ambientais destas várias fontes de energia.

 

Bibliografia

 

1. John Twidell, Tony Weir, Renewable energy resources, Ed. Taylor and Francis, 2a. Edição, London, 2006.
2. Roger A. Hinrichs e Merlin Kleinbach. Energia e meio ambiente, Ed. Thomson, São Paulo, 3a. Edição, 2003.

 

 

ENE-206 Energias Renováveis (Biomassa) (12 créditos)

Ementa: Avaliação do potencial da biomassa: agroenergia e resíduos; características físico-químicas da biomassa; combustão de biomassa em fornos e caldeiras; gaseificação; pirólise; liquefação; biodigestão; fermentação; hidrólise. Impacto ambiental do uso energético da biomassa. Classificação dos biocombustíveis. Óleos vegetais e biodiesel, álcool e resíduos para produção de energia. Aspectos sociais e ambientais da biomassa. O futuro da biomassa no Brasil e no mundo.

 

Bibliografia

 

1. Rosillo-Calle, F.; Bajay, S. V.; Rothman H.; Uso da biomassa para a produção de energia na indústria brasileira. Editora da UNICAMP, Campinas, 2005.

2. Cortez, L. A. B.; Lora, E. S.; Tecnologia de Conversão de Biomassa, Universidade do Amazonas, EFEI, Manaus, 1997.

3. Johansson, T. B. Et al. (eds.) Renewable energy: sources for fuels and electricity. Washington: Island Press,1993.

4. Bridgwater, A. V. & Boocock, D. G. B (eds.).; Developments in themochemical biomass conversion, I, 1997.

5. Kaltschmit, M. & Bridgwater A.V. (eds.); Biomass gasification & pyrolysis- State of the art and future prospects. Newbury: CPL Press, 1997.

 

 

ENE-207 Energias Renováveis (Solar e Eólica) (9 créditos)

Ementa: Radiação solar e sua disponibilidade em um dado ponto da superfície do planeta. Transferência de calor aplicada a sistemas termo-solares; coletores planos. Dimensionamento de sistemas termo-solares / aspectos econômicos de sistemas termo-solares. Física das células solares. Tecnologia de funcionamento das células fotovoltaicas. Silício cristalino, policristalino, amorfo, filmes finos, multi-junção, etc.. Princípios da energia eólica, tipos de turbinas eólicas e física envolvida, características do vento, mapas eólicos, conversão de energia por meio das turbinas e geração de eletricidade e de força motriz. Sistemas fotovoltaicos e eólicos e suas aplicações, sitemas híbridos eólico e fotovoltaico. Armazenamento eletroquímico de energia solar-fotovoltaica e eólica. Acondicionamento de potência em sistemas fotovoltaicos e eólicos. Dimensionamento de sistemas fotovoltaicos e eólicos.

 

Bibliografia

 

1. John Twidell, Tony Weir, Renewable energy resources, Ed. Taylor and Francis, 2a. Edição, London, 2006.
2. Roger A. Hinrichs e Merlin Kleinbach. Energia e meio ambiente, Ed. Thomson, São Paulo, 3a.
Edição, 2003.
3. John A. Duffie, Willian A. Beckman. Solar Engineering of thermal processes. John Wiley & Sons, 2006.
4. Antonio Luque, Stevens Hegedus. Handbook of photovoltaic Science and Engineering. John Wiley & Sons, 2003.
5. Jenny Nelson. The Physics of Solar Cells.
Imperial College Press, 2003.

 

 

ENE-209 Avaliação de Processos Térmicos pela Segunda Lei da Termodinâmica (9 créditos)

Ementa: Revisão de Conceitos de Primeira e Segunda Lei da Termodinâmica. Ciclos Termodinâmicos. Conceito de Exergia. Determinação de Exergia Física e Química de Substâncias Puras e Misturas. Análise Exergética em Sistemas Térmicos.

 

 

ENE-210 Integração Energética de Sistemas Térmicos (9 créditos)

Ementa: Fundamentos de ciências térmicas; Avaliação de equipamentos e sistemas de conversão de energia térmica. Estudo de ciclos térmicos eficientes. Tecnologia de combustão. Eficiência em processos de combustão. Projetos de aproveitamento eficiente da energia em equipamentos e processos industriais. Aplicação de ferramentas de integração energética de processos e sistemas de utilidades. Desenvolvimento de estudo de casos de integração energética.

 

Bibliografia

 

1. Bejan, A.; Tsatsaronis, G.; Moran, M. Thermal design and optimization, New York: John Wiley & Sons, 1996

2. Kemp, I. C. Pinch analysis and process integration. A user guide on process integration for the efficient use of energy. 2nd Ed. Butterworth-Heinemann/Elsevier, 2007.

3. Smith, R. Chemical process. Design and integration. Ed. John Wiley & Sons Ltd., Chichester, Inglaterra, 2005.

 

 

ENE-211 Energia Solar Fotovoltaica (9 créditos)

Ementa: Aplicações da tecnologia solar fotovoltaica. Avaliação do potencial de energia solar. Componentes da radiação solar. Instrumentos de medição da radiação solar. A célula fotovoltaica. Circuito equivalente de uma célula fotovoltaica. Características I-V. Tecnologias de fabricação de células fotovoltaicas. O gerador fotovoltaico. Interconexão dos módulos fotovoltaicos. Principais equipamentos fotovoltaicos. Controladores eletrônicos de carga. Inversores cc/ca. O sistema de armazenamento de energia. Dimensionamento de sistemas fotovoltaicos.

 

Bibliografia

 

1. GTES–CEPEL–CRESESB. Manual de Engenharia Para Sistemas Fotovoltaicos. Rio de Janeiro: Grupo de Trabalho de Energia Solar, GTES, 1ª edição, 1999, 204 p.

2. Lorenzo, Eduardo. Electricidad Solar: ingeniería de los sistemas fotovoltaicos. Madrid: Editorial Progensa, Instituto de Energía Solar, Universidad Politécnica de Madrid, 1994, 338 p.

3. Luque, A. & Hegedus, S. Handbook of Photovoltaic Science and Engineering, England: ed. John Wiley & Sons Ltda., 1st. edition, 2003.

4. Messenger, R. A. & Ventre, J. Photovoltaic Systems Engineering. Washington D. C.: CRC Press, 3nd. Edition, 2010.

5. Tolmasquim, Mauricio Tiommo (Org.). Fontes Renováveis de Energia no Brasil. Rio de Janeiro: Editora Interciência, 2003, 516 p.

 

 

ENE-212 Energia Eólica (9 créditos)

Ementa: Panorama da utilização da energia eólica no mundo. Levantamento do potencial eólico de uma região. Potência disponível no vento. Modelos utilizados para representação de regime de vento. Tecnologias utilizadas em sistemas de conversão de energia eólica. Controle da potência extraída do vento. Eficiência das turbinas eólicas. Principais configurações de sistemas de conversão de energia eólica. Impactos da utilização da energia eólica.

 

Bibliografia

 

1. SPERA, David A. Wind turbine technology: fundamental concepts of wind turbine engineering. New York: ASME Press, 1994

2. ACKERMANN, Thomas. Wind power in power systems. Chichester, West Sussex, England: John, 2005.

3. GIPE, Paul. Wind energy comes of age. New York: Wiley, 1995.

4. HAU, Erich. Wind turbines: fundamentals, technologies, application, economics. 2 ed. Berlin: Springer, 2006.

5. LORA, Electo Eduardo Silva; HADDAD, Jamil (coord.). Geração distribuída: aspectos tecnológicos, ambientais e institucionais.

6. TOLMASQUIM, Maurício Tiomno (org.). Fontes renováveis de energia no Brasil. Rio de Janeiro: Interciência:CENERGIA, 2003.

7. AMARANTE, Odilon A Camargo do. Atlas do potencial eólico brasileiro. Brasília: [s.n.], 2001.

 

 

ENE-213 Termodinâmica: Análise de Sistemas Energéticos I (9 créditos)

Ementa: Primeira Lei da Termodinâmica. Primeira lei para sistemas fechados. Interações de trabalho e calor. Primeira lei para sistemas abertos. Sistemas em regime permanente e em regime transiente. Potenciais termodinâmicos: energia interna, entalpia. Exemplos de aplicação em engenharia. Segunda Lei da Termodinâmica. Enunciados do século XIX e do século XX (Clausius, Carnot, Born-Charatheodóry,, Plank-Kelvin). Segunda lei para sistemas fechados: conceptualização de reservatórios de calor. Segunda lei para sistemas abertos. Processos reversíveis e irreversíveis. Potencial termodinâmico: entropia. Princípios de máxima entropia e mínima energia. Conceito de eficiência máxima de sistemas energéticos. Exergia física (disponibilidade). Conceito e cálculo. Equações de balanço de exergia para sistemas fechados. Balanço de exergia para sistemas abertos. Geração de entropia e destruição de exergia. Eficiência exergética. Aplicação em dispositivos de engenharia: fluxo de fluídos, trocadores de calor, bombas, bocais, compressores, turbinas, armazenadores de energia, coletores solares. Análise de sistemas de engenharia: Aplicação na análise de ciclos: motores, de refrigeração, de bomba de calor, cogeração. Ciclos de geração de potência: com motores alternativos, com turbina a vapor, com turbina a gás, geração combinada. Ciclos de refrigeração: por compressão, por absorção. Célula combustível. Análise de irreversibilidades internas e externas. Eficiência exergética.

 

Bibliografia

 

1. BEJAN, Adrian. Advanced Engineering Thermodynamics. New York: John Wiley & Sons, 3rd edition, 2006

2. CENGEL, Yunus A.; BOLES, Michael A. Termodinâmica. Portugal: Editora McGraw Hill Portugal, 3ª edição, 2001.

3. HAYWOOD, R.W. Analysis of Engineering Cycles: Worked problems on Power, Refrigeration and Gas Liquefaction Plant. Oxford: Pergamon Press, 1986.

4. KESTIN, Joseph. Course in Thermodynamics, V. I e II. Hemisphere Pub. Corp., 1979.

5. KLOTZ, Irving M.; ROSENBERG, Robert M. Chemical Thermodynamics: Basic Concepts and Methods. Edit. J. Wiley, 7th Edition, 2008.

6. LI, Kam W. Applied Thermodynamics – Availability Method and Energy Conversion. Edit. Taylor and Francis, 1996.

Advanced  Thermodynamics for Engineers, Kenneth Wark, Jr., McGraw – Hill Inc. ,1995.

7. MORAN, M.J.; SHAPIRO, H.N. Termodinámica. Rio de Janeiro: Editora LTC – Livros Técnicos e Científicos, 2002.

8. TESTER, Jefferson W.; MODELL, Michael. Thermodynamics and its Applications. New Jersey: Edit. Prentice Hall, USA, 1997.

9. WARK, Kenneth Jr. Advanced  Thermodynamics for Engineers. McGraw – Hill Inc., 1995.

 

 

ENE-214 Termodinâmica: Análise de Sistemas Energéticos II

Ementa: Propriedades termofísicas de substâncias puras. Propriedades termodinâmicas: energia livre de Hemholtz e de Gibbs, potencial químico. Transformadas de Legendre. Relações entre as propriedades e suas derivadas: Relações de Maxwell. Gases ideais, líquidos e sólidos. Fugacidade e atividade. Equações de estado (van der Waals, do Virial, de Beattie-Birdgeman). Propriedades termofísicas de misturas e soluções. Sistemas multifásicos. Misturas e soluções ideais, afastamento da idealidade. Misturas não ideais. Cálculo dos potenciais termodinâmicos de soluções: energia interna, entalpia, entropia, exergia. Aplicações: ar úmido, soluções diversas: etanol – água, sacarose-água, etc. Processos: de resfriamento evaporativo, de evaporação de soluções, destilação, análise exergética destes processos. Sistemas quimicamente reativos. Lei de conservação da massa: estequiometria. Grau de reação. Reações múltiplas. Balanços de energia e exergia para sistemas fechados, quimicamente reativos. Balanços de energia e exergia para sistemas abertos, quimicamente reativos. Combustão. Combustíveis, propriedades. Temperatura de chama adiabática. Equilíbrio químico. Condições necessárias para o equilíbrio de uma reação única e de reações múltiplas. Efeito da Temperatura e da pressão no ponto de equilíbrio. Exergia química. Conceito de exergia química.. Sistemas de referência: diferentes propostas. Cálculo de exergia química de substâncias diversas, combustíveis, soluções água – brometo de lítio, água – sacarose, etc. Aplicação na análise de caldeiras: destruição de exergia nas combustões. Aplicação a sistemas diversos de engenharia: plantas de produção de potência de ciclo Rankine, de turbina a gás e de ciclo combinado, cogeração, produção de etanol, etc.

 

Bibliografia

 

1. BALESTIERI, José Antonio Perrella. Cogeração – Geração Combinada de Eletricidade e Calor. Florianópolis: Editora da UFSC, 2002.

2. BEJAN, Adrian. Advanced Engineering Thermodynamics. New York: John Wiley & Sons, 3rd edition, 2006

3. BOREL, Lucien; FAVRAT, Daniel. Thermodynamics and Exergy System Analysis – From Energy to Exergy. EPFL Press, Distributed by CRC Press, 2010.

4. HAYWOOD, R.W. Analysis of Engineering Cycles: Worked problems on Power, Refrigeration and Gas Liquefaction Plant. Oxford: Pergamon Press, 1986.

5. KESTIN, Joseph. Course in Thermodynamics, V. I e II. Hemisphere Pub. Corp., 1979.

6. KLOTZ, Irving M.; ROSENBERG, Robert M. Chemical Thermodynamics: Basic Concepts and Methods. Edit. J. Wiley, 7th Edition, 2008.

7. KOTAS, T.J. The Exergy Method of Thermal Plant Analysis. Melbourne: Krieger Publishing Company, Melbourne, Florida, 1995 (original edition Butterworths, 1985)

8. LI, Kam W. Applied Thermodynamics – Availability Method and Energy Conversion. Edit. Taylor and Francis, 1996.

9. SZARGUT, Jan; MORRIS, David R.; STEWARD, Frank R. Exergy Analysis of Thermal, Chemical, and Metallurgical Processes. New York: Hemisphere, 1988.

10. SZARGUT, Jan. Exergy Method – Technical and Ecological Applications. Southampton: Edit. WITPress, Boston, USA, 2005.

11. TESTER, Jefferson W.; MODELL, Michael. Thermodynamics and its Applications. New Jersey: Edit. Prentice Hall, USA, 1997.

 

 

 

ENE-301 Automação e Confiabilidade de Sistemas Elétricos de Potência (9 créditos)

Ementa: Confiabilidade de componentes. Modelamento do sistema (método de redes, espaço de estados, Markov e árvore de falhas). Confiabilidade de sistemas de potência; Confiabilidade da Geração; Confiabilidade de sistemas interligados. Avaliação composta do sistema de potência; Confiabilidade de subestações; Confiabilidade da distribuição.

 

Bibliografia

 

1. BROWN, R. E.; Dekker, M. Electric Power Distribution Reliability. New York, Marcel Dekker, Inc, 2002.
2. BILLINTON, R.; ALLAN, R.N. Reliability Assessment of Large Electric Power System. Klumer Academic Publishers, 1988.
3. ENDRENYI, J. Reliability Modeling in Electric Power System.
NewYork, John Wiley & Sons, 1978.

 

 

ENE-302 Automação de Sistemas Industriais e Prediais e Energia (9 créditos)

Ementa: Estrutura de Integração CAD/CAM. Planejamento da Produção (CAPP). Paradigmas da automação: modelagem de sistemas a eventos discretos, sistemas de variáveis contínuas, sistemas híbridos. Metodologias para automação de sistemas: metodologia top-down e bottom-up. Ferramentas para análise de sistemas automatizados: máquinas de estado finito, redes de Petri, rede de filas, simulação discreta. Controladores Industriais (CLP), SFC, GRAFCET, LLD, FB, IL. Edifícios Inteligentes (Automação Predial).

 

Bibliografia

 

1. Rembold, U.; Nnai, O. B.; Storr, A. Computer Integrated Manufacturing And Engineering, Addison-Wesley, 1994.
2. Halevi, Gideon. Process and operation planning. Kluwer Academic Publishers, 2003.
3. Bolzani, C. Residências Inteligentes, São Paulo, Ed.
Livraria Física, 2004.
4. Zhou, M.; DiCesare, F. Petri Net Synthesis for Discrete Event Control of Manufacturing Systems, Kluwer A. Pub., 1993.

 

 

 

ENE-304 Economia da Energia (9 créditos)

Ementa: Economia dos recursos naturais: processo de identificação e exploração dos recursos energéticos (esgotáveis e renováveis). Mercados de energia: oferta e demanda da energia. Substituição e complementação entre diferentes formas e fontes de energia, aspectos culturais, tecnológicos e políticos da oferta e da demanda. Estruturas e falhas de mercado: Energia e monopólios naturais - caso do Setor Elétrico; Oligopólios no setor energético. Caso do Setor de Petróleo; Monopsônios no setor energético. Caso do Setor de Gás Natural; Mercados do carvão, nuclear e de renováveis. Regulação dos mercados de energia; Externalidades da energia: conceito de externalidade, externalidades positivas e negativas da produção e uso da energia, instrumentos econômicos para a internalização de externalidades.

 

Bibliografia

 

1. PIRES, José Cláudio Linhares. Políticas regulatórias no setor de energia elétrica: a experiência dos Estados Unidos e da União Européia. Rio de Janeiro, BNDES/FINAME, 60, 1999.

2. PERCEBOIS, Jacques. Economie de l'energie. Paris, Economica, 689, 1989.

3. SCHEER, Hermann. Economia solar global: estratégias para a modernidade ecológica. Rio de Janeiro: CRESESB/CEPEL, 2002.

4. MARTIN, Jean-Marie. A economia mundial da energia, Ed. Unesp, 1992.

 

 

ENE-305 Eficiência Energética (9 créditos)

Ementa: Balanço energético segundo o uso de energia, universalização do atendimento, segmentação do consumo de energia elétrica, conceito de eficiência energética, indicadores de eficiência energética, uso eficiente de energia elétrica na iluminação, em força motriz e no condicionamento ambiental, programas de conservação de energia elétrica: políticas e estratégias, sistemas de gerenciamento do uso da energia, aspectos de racionalização sob o enfoque tarifário, auditorias energéticas, gerenciamento pelo lado da demanda e diagnóstico energético.

 

ENE-504 Tópicos em Projetos de Processos Industriais Energeticamente Eficientes (12 créditos)

Ementa: Técnicas de medição de uso de energia nos processos industriais. Análise do consumo e formas de uso de energia em processos industriais. Identificação, causas de uso ineficiente e desperdícios energéticos. Construção e proposição de soluções tecno-financeiras. Aplicação de métodos de análise da decisão para fornecer suporte às possibilidades de alterações em processos industriais, com vistas à redução dos custos ou ganho de produtividade ao consumo e uso de energia. Análise econômica de projetos de eficiência energética. Riscos no mercado de energia. Séries temporais.

 

 

ENE-306 Geração Distribuída da Energia (9 créditos)

Ementa: Apresentar aos alunos as tecnologias de geração distribuída utilizadas no Brasil e demais países; apresentar e desenvolver ferramentas computacionais que possam alocar a geração distribuída em redes de distribuição de energia elétrica. Estudar a inserção de pequenas usinas de energia renovável nas redes de energia elétrica. Analisar normas e legislação envolvidas na instalação e utilização de geração distribuída.

 

Bibliografia

 

1. Electo E. S. Lora, Jamil Haddad, Geração distribuída, Ed. Interciência, Rio de Janeiro, 2006.

2. H. Lee Willis, Distributed power gereration: planning and evaluation, Ed. CRC, 2000.

 

 

ENE-307 Planejamento Energético (12 créditos)

Ementa: Relações do setor de energia com a sociedade, balanço energético, matriz das relações inter-setoriais, necessidades de investimentos, intensidade energética da economia e preços dos energéticos. Organização do setor energético no Brasil. Modelagem de sistemas energéticos. Modelos de planejamento energético de longo, médio e curto prazos, modelos de planejamento regional e nacional, de planejamento setorial e intersetorial e de planejamento da oferta e da demanda. Critérios técnicos básicos e objetivos a serem alcançados nos vários modelos de planejamento energético. Avaliação da qualidade de serviços dos riscos associados de não atendimento da demanda de energia. Planejamento da operação de sistemas energéticos e otimização da rede instalada.

 

Bibliografia

 

1. Roger A. Hinrichs e Merlin Kleinbach. Energia e meio ambiente, Ed. Thomson, São Paulo, 3a. Edição, 2003.

2. P. Meier, Energy systems analysis for developing countries, Ed. Springer-Verlag, Berlim, 1984.

3. L. Pinguelli Rosa. A questão energética mundial e o potencial dos trópicos. O futuro da civilização dos trópicos, Ed. EdUnB, Brasilia, 1990.

4. Jean-Marie Martin, A economia mundial da energia, Ed. Unesp, 1992.

5. J. Lizardo R. H. de Araujo, Modelos de planejamenteo energético, Tese preparada para o concurso de professor titular, COPPE/UFRJ, 1988.

 

 

ENE-308 Proteção de Sistemas Elétricos de Potência (9 créditos)

Ementa: Princípios fundamentais dos sistemas de proteção. Tipos de relés. Transformadores de medida. Proteção de linhas de transmissão. Proteção de transformadores. Proteção de geradores e motores. Proteção de barras, reatores e banco de capacitores. Aplicação de inteligência artificial na proteção de sistemas elétricos de potência.

 

Bibliografia

 

1. BLACKBURN, J.L. Protective Relaying - Principles and Applications. 2.ed., New York, Marcel Dekker, Inc, 1998.

 

2. HOROWITZ, S.H.; PHADKE, A.G. Power System Relaying. 2.ed., England, Research Studies Press, 1996.

3. JOHNS, A.T.; Salman, S.K.. Digital Protection for Power System. England, Peter Pereguinu Ltd, 1995.

 

 

ENE-309 Inteligência Artificial (9 créditos)

Ementa: Redes neurais artificiais. Conjunto Fussy. Principio de extensão de Zadeh. Relação Fuzzy e lógica Fuzzy. Método de inferência de Mamdani e método de inferência de Kang-Takagi-Sugeno (KTS). Defuzzificação. Centro de Gravidade ou Centróide. Algoritmos evolutivos.

 

Bibliografia

 

1. BARROS, L. C. e BASSANEZI, R. C. Tópicos de Lógica Fuzzy e Biomatemática. Campinas: Coleção IMECC Téxtos Didáticos Vol. 5, UNICAMP, 2006.

 

 

ENE-311 Automação e Confiabilidade de Sistemas Industriais (9 créditos)

Ementa: Fundamentos de Probabilidades. Confiabilidade de componentes. Markov, redes. Monte Carlo, Arvore de falhas. Confiabilidade de sistemas elétricos. Ferramentas de auxílio à automação: AI, lógica fuzzy, ANN, Redes Bayesianas. Estrutura da automação Industrial. Projeto assistido por computador para automação (CAD).  Engenharia assistida por computador para automação (CAE). Metodologias de automação: sistemas a eventos discretos (SED),sistemas de variáveis continuas (SVC), redes de filas, estados finitos, Redes de Petri, controladores lógicos programáveis (CLP), IL, FDD, LLD, SFC. Automação Predial e Edifícios Inteligentes.

 

Bibliografia

 

1. BROWN, R. E.; Dekker, M. Electric Power Distribution Reliability. New York, Marcel Dekker, Inc, 2002.
2. BILLINTON, R.; ALLAN, R.N. Reliability Assessment of Large Electric Power System. Klumer Academic Publishers, 1988.
3. ENDRENYI, J. Reliability Modeling in Electric Power System. NewYork, John Wiley & Sons, 1978.
4. Rembold, U.; Nnai, O. B.; Storr, A. Computer Integrated Manufacturing And Engineering, Addison-Wesley, 1994.
5. Halevi, Gideon.  Process and operation planning. Kluwer Academic Publishers, 2003
6. Bolzani, C. Residências Inteligentes, São Paulo, Ed. Livraria Física, 2004.
7. Zhou, M.; DiCesare, F. Petri Net Synthesis for Discrete Event Control of Manufacturing Systems, Kluwer A. Pub., 1993.

 

 

ENE-401 Dinâmica Cultural e Novas Tecnologias (9 créditos)

Ementa: A descoberta do fogo, como fonte de energia, para o ser humano. Humanização, cultura, técnicas e tecnologia. O Desenvolvimento da técnica e da tecnologia através dos tempos. A sociedade da informação: conceito, perspectivas e novas necessidades. A energia: importância, novas tecnologias e novos problemas. Imaginário coletivo sobre as diversas fontes de energia: o que é bom, o que é ruim, o que é seguro, o que é perigoso. Significados sobre energia em diferentes culturas. Organização social e transformações ambientais relativas aos usos de energia. Mudanças culturais em sociedades ocidentais e não-ocidentais com a inserção de vetores energéticos.

 

Bibliografia

 

1. Sodré, M. Antropológica do espelho, Ed. Vozes, Petrópolis, 2002.
2. Levi-Strauss, C. O pensamento selvagem. Ed. Papirus, 2005.
3. Geertz. C. Interpretation of cultures, New Edition, Ed.
Basic Books, 2000.
4. Nelson, R. R. As fontes do crescimento econômico, Ed. Unicamp, Campinas, 2006.
5. Machado, A. C. Pensando a Energia. Centrais Elétricas Brasileiras S.A., Eletrobrás, Procel, Rio de Janeiro, Brasil, 1998.
6. Hémery, D.; Debeir, J-C., Delèage, J-P. Uma História da Energia, Ed. UnB, Brasília, 1a. edição, 1993.

 

 

ENE-402 Economia e Meio Ambiente (9 créditos)

Ementa: Aspectos históricos das relações entre Economia e Natureza; 2. A questão ambiental contemporânea: desenvolvimento, economia e meio-ambiente; 2.1 Dimensões econômicas dos problemas ambientais globais; 2.2 Dimensões econômicas dos problemas ambientais locais; 3. Teoria Econômica contemporânea e meio-ambiente; 3.1 A abordagem neoclássica e o valor do meio-ambiente; 3.2 As abordagens heterodoxas e a economia ecologica; 4. Tópicos aplicados em economia e meio-ambiente; 4.1 Tecnologia, economia e meio-ambiente; 4.2 Energia, economia e meio-ambiente; 4.3 Instituições; economia e meio-ambiente.

 

Bibliografia

1. AROUDO MOTA, José. O valor da natureza - economia e política dos recursos naturais. Rio de Janeiro: Garamond (2001).

2. CONSTANZA, Robert. ed.. Ecological economics - the science and managament of sustainability. New York: Columbia University Press (1991).

3. DALY, Herman. Beyond growth - the economics of sustainable development. Boston, MA, Beacon Press (1996).

4. FURTADO, Celso. O mito do desenvolvimento econômico. Rio de Janeiro: Paz e Terra (1974).

5. GEORGESCU-ROEGEN, Nicholas. Energy and economic myths. Institutional and Analytical Economics Essays. New York: Pergamon Press (1976).

6. VEIGA, José Eli. Desenvolvimento sustentável, o desafio do século XXI. Rio de Janeiro: Garamond (2005).

 

 

ENE-403 Energia e Desenvolvimento Rural (9 créditos)

Ementa: Caracterização do meio urbano e rural. O rural rico e o rural pobre. Os condomínios fechados e o agrobussiness. Os peri-urbanos ou "rururbanos". O elo entre energia e desenvolvimento rural. Processos socioeconômicos que ocorrem nos ambientes rurais. Desigualdades sociais e da pobreza no meio rural. Indicadores mais notáveis de desigualdade. Características das sociedades rurais tradicionais (indígenas, quilombolas, ribeirinhos, caiçaras, etc.). Avaliação dos sistemas energéticos tradicionais. Aspectos socioculturais relacionados com a inserção de novas fontes de energia. Formas de intervenção do Estado e o papel das políticas públicas relacionadas com a energia. Combate à exclusão social e redução das desigualdades sociais. Segurança alimentar. Suprimento de combustíveis. Perspectivas.

 

Bibliografia

 

1. José Graziano da Silva (1999). O novo rural brasileiro. Coleção Pesquisas No 1, 2a edição, IE/UNICAMP, Campinas, 153 p.
2. Christopher De Gouvello & Yves Maigne (2003). Eletrificação Rural Descentralizada: uma oportunidade para a humanidade, técnicas para o planeta. CEPEL-CRESESB, Systèmes Solaires, Rio de janeiro, 454 p.

 

 

ENE-404 Geopolítica da Energia (9 créditos)

Ementa: Fundamentos de geopolítica; política, poder e globalização; os sistemas internacionais; reconfiguração das relações internacionais no mundo pós-Guerra Fria; atores e instituições; crise energética; energia nas relações internacionais; política externa brasileira; problemas geopolíticos brasileiros ligados a energia; relações internacionais na América Latina; relações multilaterais, regionalismos e alianças; liderança e hegemonia no jogo multilateral; negociações internacionais; importância estratégica da energia; geopolítica da energia na América Latina.

 

Bibliografia

1. ARON, Raymond. Os sistemas internacionais. Brasília: Editora da Universidade de Brasília: 1982.

2. BRAILLARD, Philipe. (1990). Teoria das relaçôes internacionais. Lisboa: Fundação calouste Gulbenkian.

3. FERREIRA, Oliveiros S. A crise da política externa. (2001). São Paulo: Editora Revan.

4. HUNTINGTON, Samuel. "Choque de civilizações", Política Externa 2(4), São Paulo: Paz e Terra, 1994.

5. LAFER, Celso (2001). A identidade internacional do Brasil e a política externa brasileira - Passado, Presente e Futuro. 

 

 

ENE-405 Gestão de Cidades e Energia (9 créditos)

Ementa: Evolução e quadro atual da questão urbana e energética no Brasil e no mundo. As problemáticas setoriais urbanas. As interdependências entre os diferentes problemas. Crise urbana e crise de energia no país. Desenvolvimento nacional e desenvolvimento urbano. Paradigmas e desafios atuais de gestão das cidades e metrópoles. A cidade do ponto de vista dos fluxos de energia. Tendências em ordenamento territorial, gasto e economia em infra-estrutura urbana, serviços e energia. Casos de gestão de cidades e impactos na matriz energética: políticas públicas e sustentabilidade.

 

Bibliografia

 

1. Altvater. Elmar. O preço da riqueza. Pilhagem ambiental e a nova (des)ordem mundial. Trad. Wolfang Leo Maar. São Paulo: Editora da Unesp, 1995.
2. ANTP. Associação Nacional de Transportes Públicos. Mobilidade e Cidadania. Coleção Transporte Humano. São Paulo, 2003.
3. Maricato, Maria Ermínia T. Brasil, cidades: alternativas para a crise urbana. Petrópolis: Vozes, 2001.
4. Vasconcellos, Eduardo, A. Transporte Urbano, espaço e equidade: analise das políticas publicas. São Paulo: Annablume, 2001.

 

 

ENE-406 Meio Ambiente e Sociedade (12 créditos)

Ementa: Aspectos históricos e teóricos das relações entre Sociedade e Natureza;. a questão ambiental; dimensões internacionais da questão ambiental; dimensões locais da questão ambiental; política e meio-ambiente; movimentos sociais e ambientalismo; estado e políticas públicas de meio ambiente; conflitos, instituições e meio-ambiente; conflitos sociais e meio-ambiente; instituições e marcos institucionais de tratamento dos conflitos e dos problemas ambientais; exemplos e análises de casos e situações da experiência brasileira e internacional, com ênfase para temas relativos a energia, sociedade e meio-ambiente.

 

Bibliografia

 

1. CASTELLS, Manuel. O poder da identidade. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1999.
2. CAVALCANTI, C. (1997). Meio Ambiente, Desenvolvimento Sustentável e Políticas Públicas. Cortez Editora, São Paulo.
3. DIEGUES, Antônio Carlos, O mito moderno da natureza intocada, São Paulo, NUPAUB-USP, 1984. 156p.
4. LEIS, H. (1999). A Modernidade Insustentável. Vozes, Petrópolis.
5. LOUREIRO, C. (org.) (2000). Sociedade e Meio Ambiente. Cortez, São Paulo.
6. MANCE, E.A. , A revolução das Redes: a colaboração solidária como alternativa pós-capitalista à globalização atual, Ed. Vozes, Petrópolis, 1999.;
7. VEIGA, José Eli (2005). Desenvolvimento sustentável - o desafio do século XXI. Rio de Janeiro, Garamond.
8. VIOLA, E. et alli (Orgs.), Meio Ambiente, Desenvolvimento e Cidadania, Ed. Cortez/Ed. UFSC, São Paulo, 1998.
9. ACKSELRAD, H. (2004). Conflitos ambientais no Brasil. São Paulo: Relumo Dumará.

 

 

ENE-407 Modelagem Matemática do Desenvolvimento Sustentável (9 créditos)

Ementa: Tópicos especiais de Equações Diferenciais Ordinárias. Tópicos especiais de Calculo Variacional. Modelagem Matemática: introdução, noções básicas e etapas. Modelos Populacionais Continuas. Modelos Econômicos e Bio-Economicos. Exemplos de problemas de desenvolvimento sustentavel: pesca e controle biológico de pragas. Formulação geral do problema do desenvolvimento ótimo e sustentável.
 
Bibliografia:
 
Bassanezi, R.C. Ensino-aprendizagem com modelagem matemática. São Paulo: Contexto, 2002.
Edelstein-Keshet, L. Mathematical models in biology. The Random House Ed., Toronto, 1988.
Clark, C.W. Mathematical Bioeconomics: The Optimal Management of Renewable Resources. John Wiley & Sons, Inc., 1992.
Chiang, A., Wainwright, K. Mathematica para economistas . Rio de Janeiro: Elsevier, 2006.

 

 

ENE-103 Termodinâmica e Transferência de Calor (12 créditos)

Ementa: Sistemas, seu comportamento, unidades e dimensões. Propriedades, volume específico, pressão e temperatura. Conceitos de energia e de trabalho e calor. Balanço de energia para sistemas fechados. 1a. Lei da termodinâmica. Análise de energia dos ciclos. Conservação de massa. Conservação de energia. 2a. Lei da termodinâmica. Irreversibilidades. Aplicação da 2a. Lei a ciclos termodinâmicos. Eficiência dos ciclos termodinâmicos. Ciclo de Carnot. Sistemas de potência a vapor. Sistema de potência a gás. Equação de Bernoulli. Transferência de calor e a 1a. Lei da Termodinâmica. Tipos de

transferência de calor: condução, convecção e radiação.

 

Bibliografia

 

1. J. Moran, H. N. Shapiro, B. R. Munson, D. P. DeWitt, Introdução à engenharia de sistemas térmicos: termodinâmica, mecânica dos fluidos e transferência de calor, Ed. LTC, Rio de Janeiro, 2005.

2. John Twidell, Tony Weir, Renewable energy resources, Ed. Taylor and Francis, 2a. Edição, London, 2006.

3. J. Goldemberg, Energia no Brasil, Ed. LTC, 1979.

 

ENE-105 Seminários de Energia (6 créditos)

Ementa: Fases de elaboração de um projeto de pesquisa: Justificativa. Elaboração do marco teórico conceitual. Formulação da hipótese. Desenho da prova de hipótese. Aspectos administrativos. Aspectos complementares. Fase de desenvolvimento de um projeto de pesquisa: elaboração dos instrumentos. Coleta de dados. Interpretação dos dados. Sistematização da informação. Fase final de um projeto de pesquisa: redação da dissertação/tese. Apresentação dos temas de pesquisa dos alunos. Apresentação de temas relacionados com a energia de convidados especiais.

 

Bibliografia

 

1. CERVO, A. L.; BERVIAN, P. A.; SILVA R. Metodologia Científica. São Paulo: Editora Pearson – Prentice Hall, 6ta. Edição, 162 p., 2007.

2. SEVERINO, A. J. Metodologia do Trabalho Científico. São Paulo: Cortez Editora, 23º edição, 304 p., 2007.

3. FAZENDA, I. C. Fazenda. Interdisciplinaridade: história, teoria e pesquisa. São Paulo: Papirus Editora, 14º edição, 142 p., 2007.

4. FERNANDES A.; GUIMARÃES, F. R.; BRASILEIRO, M. do C. E. (Org.). O Fio que Une as pedras: a pesquisa interdisciplinar na pós-graduação. São Paulo: Editora Biruta Ltda., 1ra. edição, 161 p., 2002.

5. LÜCK, H. Pedagogia Interdisciplinar: fundamentos teórico-metodológicos. Petrópolis: Editora Vozes, 2ª edição, 92 p., 1995.

 

ENE 501 (Tópicos Especiais de Energia) Análise Exergoeconômica de Sistemas Térmicos (9 créditos)

Ementa: Introdução. Análise de sistemas econômicos. Análise e engenharia de sistemas. Teoria da empresa e da produção. Função de custos. Conceitos Básicos na Análise de Sistemas Térmicos. Revisão do conceito de eficiência exergética. Conceito de custo exergético. Custo exergético unitário. Aplicação dos conceitos em una planta de geração de energia elétrica e de cogeração. Balance de Custos Exergéticos. Teoria do custo exergético: análises de sistemas térmicos em base aos conceitos de: “fuel”, “produto” e “perdas” aplicados ao sistema total e aos subsistemas. Balance de custos em cada subsistema. Revisão de Conceitos de Engenharia Econômica. Princípios da avaliação econômica de investimentos. Cálculo de taxa de retorno. Avaliação e comparação de alternativas de investimento (métodos de taxa de retorno, fluxo de caixa e valor presente). Balanço de custos monetários. Baseado na teoria do custo exergético: cálculo do balance de custos por subsistema e do sistema total. Cálculo de custos monetários totais e unitários de cada um dos fluxos do sistema. Divisão de custos na formulação que considera separadamente os fluxos exergéticos associados à temperatura e à pressão. Conceptualização da divisão dos fluxos exergéticos associados a temperatura e pressão, para gases ideais e para vapor e líquidos. Alternativas de tratamento das irreversibilidades externas. Sistemas de co - geração com turbinas a gás e caldeira de recuperação. Análise dos resultados obtidos com a abordagem termoeconômica mais simples: problemas que se apresentam na distribuição dos custos: necessidade de uma nova formulação. Aplicação desta formulação a um sistema com turbina a vapor, e a um sistema combinado de cogeração. Metodologia de Análise Funcional. Definição da estrutura funcional (diagrama funcional) de um sistema..

 

Bibliografia

 

1. BEJAN, Adrian; TSATSARONIS, George; MORAN, Michael. Thermal Design & Optimisation. New York: John Wiley & Sons Inc., 1996.

2. EDGAR, T. F.; HIMMELBLAU, D. M. Optimization of Chemical Process. McGraw-Hill Book Co., Chemical Engineering Series, 1989.

3. STOECKER, W. F. Design of Thermal Systems. Mc Graw-Hill Book Company, 1980

 

 

ENE-502 Estágio de Docência I (1 crédito)

Ementa: O objetivo da disciplina "Estágio de Docência I" é preparar o aluno de doutorado para a docência de nível superior, assim como contribuir para a qualificação do ensino de graduação. As principais atividades acadêmicas a serem desenvolvidas são as seguintes: contribuir na elaboração de plano de curso e/ou aula; preparar aulas teóricas e/ou práticas; ministrar aulas teóricas e/ou práticas, com o máximo de 30% da carga horária total da disciplina; corrigir exercícios e/ou provas e; acompanhar as avaliações de aprendizagem.

 

Bibliografia

 

1. SEVERINO, Antonio Joaquim. Metodologia do Trabalho Científico. Cortez, 2007.

2. FERNANDES A.; GUIMARÃES, F. R.; BRASILEIRO, M. do C. E. (Org.). O Fio que Une as pedras: a pesquisa interdisciplinar na pós-graduação. São Paulo: Editora Biruta Ltda., 1ra. edição, 161 p., 2002.

3. LÜCK, H. Pedagogia Interdisciplinar: fundamentos teórico-metodológicos. Petrópolis: Editora Vozes, 2ª edição, 92 p., 1995.

 

 

ENE-503 Estágio de Docência II (1 crédito)

Ementa: O objetivo da disciplina "Estágio de Docência II" é dar continuidade ao aprendizado adquirido na disciplina “Estágio de Docência I” para futura atuação do aluno na docência universitária. As principais atividades a serem desenvolvidas nesta disciplina são as seguintes: contribuir na elaboração de plano de curso e/ou aula; preparar aulas teóricas e/ou práticas; ministrar aulas teóricas e/ou práticas, com o máximo de 30% da carga horária total da disciplina; corrigir exercícios e/ou provas e; acompanhar as avaliações de aprendizagem.

 

Bibliografia

 

1. SEVERINO, Antonio Joaquim. Metodologia do Trabalho Científico. Cortez, 2007.

2. FERNANDES A.; GUIMARÃES, F. R.; BRASILEIRO, M. do C. E. (Org.). O Fio que Une as pedras: a pesquisa interdisciplinar na pós-graduação. São Paulo: Editora Biruta Ltda., 1ra. edição, 161 p., 2002.

3. LÜCK, H. Pedagogia Interdisciplinar: fundamentos teórico-metodológicos. Petrópolis: Editora Vozes, 2ª edição, 92 p., 1995.