União Europeia - problemas e desafios

 
Introdução

Em 1957, a Europa abriu uma página nova na sua História com a assinatura dos Tratados de Roma que instituiram a CEE (Comunidade Económica Europeia) e a Euratom (ou CEEA - Comunidade Europeia da Energia Atómica). Depois do sucesso da criação da CECA (Comunidade Europeia do Carvão e do Aço), em 1951, a Europa dá finalmente um passo decisivo no processo de integração.

Passados 50 anos, é a altura de reflectir sobre os sucessos e insucessos do processo de integração europeia.

A CEE evoluiu para UE, União Europeia; passou por várias etapas de integração e, hoje, constitui um mercado único, uma União Económica e Monetária; é, actualmente, o primeiro bloco comercial do Mundo, quer em mercadorias quer em serviços; foi-se alargando sucessivamente, tendo passado de seis para 27 países; foi instituída a Cidadania Europeia.; ...

 No entanto, persistem diversos problemas, surgiram novos desafios, relativamente aos quais parece não haver consenso sobre os caminhos a seguir: as assimetrias entre regiões e países-membros persistem; as instituições previstas para seis Estados já não funcionam com a mesma eficácia após os sucessivos alargamentos; a UE continua com dificuldade em assumir uma posição de liderança na cena política internacional; existem problemas ao nível de segurança e no controlo das fronteiras e da imigração; persistem elevados níveis de desemprego; ...