Projeto Delphis


 construindo uma ponte entre a mente dos golfinhos e a mente humana

   

    Cada ano centenas de golfinhos morrem presos em redes de pesca e devido a pesca predatória além da poluição dos oceanos. No entanto, os golfinhos tem cérebros grandes, bem desenvolvidos e maiores que os cérebros humanos, são inteligentes, sociáveis e ainda assim algumas pessoas continuam matando estes incríveis mamíferos.

 Comparando um cérebro de um golfinho a um humano lado a lado, a impressão que pode dar, é que o cérebro humano é primitivo, arcaico em relação ao do golfinho.

 cérebro golfinho (tursiops truncatus)             cérebro humano (homo sapiens)

imagens do arquivo da Universidade de Winsconsin - Madson

 Diversas instituições e pessoas no mundo todo vem trabalhando junto aos golfinhos para demonstrar para a comunidade científica, que na maior parte das vezes possui a mente fechada e retrógrada, e também aos demais habitantes do planeta, a fantástica e pacífica inteligência destes seres.

Uma destas instituições é a Earthtrust, organização que luta pela causa ambiental desde 1976, que está procurando trazer um claro entendimento sobre estes amigáveis mamíferos, publicando as descobertas sobre eles, em publicações científicas, a fim de compartilhar as informações em grande escala pelo mundo todo. Seus idealizadores esperam que estas novas percepções acerca da inteligência dos golfinhos, motivem os seres humanos a respeitar e proteger estes amigáveis povos dos oceanos e o seu ambiente natural.

Ator Robin Williams no laboratório com os golfinhos

      O Projeto Delphis é um esforço para salvar os golfinhos selvagens, através de projeto de pesquisa sobre o comportamento e a cognição dos golfinhos. Para atingir esta meta, foram propostas três ações:

1. salvar golfinhos dos massacres que sofrem nos oceanos, aprendendo tudo que se possa sobre sua inteligência e compartilhando estas descobertas com a comunidade científica mundial, em um esforço para conscientizar as pessoas sobres estes seres, acreditando que estas informações motivarão a proteção dos golfinhos no mundo todo;

2. conduzir pesquisa científica sobre o comportamento e a cognição dos golfinhos e aprender mais sobre as suas mentes, publicando estes achados na literatura científica; 

3. enriquecer o meio ambiente dos golfinhos estudados, oferecendo meios para sua recreação.

 

Atualmente podemos encontrar informações sobre estas pesquisas em inúmeros site na internet, revistas, documentários, organizações, instituições e pessoas que trabalham com os golfinhos.

Em alguns sites até mesmo podemos contribuir seja como voluntários, seja divulgando estes dados entre a nossa família e círculo de relações ou mesmo através de doações de material e dinheiro.

 

    Assim se utliliza de tecnologia de ponta para este propósito, e se valem dos meios de comunicação para divulgar as descobertas pelo mundo todo.

 

abaixo segue o site da Earthtrust, nossos parceiros nestes esforços

                                                                                        http://earthtrust.org/