Ternura dos 50 


Diário de Produção


 

02 Outubro 2006

Backfocus de Novo Em Acção!


O segundo projecto da Backfocus está oficialmente em andamento! Depois da nossa primeira produção "Logo Hoje...", o núcleo da equipa resolveu juntar-se para mais uma aventura. Ainda não tem título, ainda não há argumento nem guião, mas há muita vontade de fazer mais uma curta-metragem. O "Logo Hoje..." foi uma óptima experiência para todos nós e mostrou-nos que podemos fazer coisas bastante interessantes no áudio-visual. Assim, o objectivo para esta segunda produção é, acima de qualquer preciosismo técnico, contar uma boa história. Ao fim e ao cabo é isso que faz um bom filme. Mas do querer ao fazer vai uma longa jornada...

_______________________________________________________________________

 

 

 

08 Outubro 2006

Primeiros Passos


Qualquer filme que se preze tem pelo menos 1400 pessoas a trabalhar no duro. A nossa curta terá umas 15... e tudo a trabalhar a feijões! A base da Backfocus continua a mesma, com o realizador, argumentista e produtor Zé Pedro Magano ao leme do navio, João Leal agarrado ao seu luximetro como director de fotografia, Ricardo Correia a puxar foco e a fechar diafragmas como operador de câmara, Cristiana Maravilhas a dar apoio moral como assistente de realização e Filipe Luciano a fazer de responsável operacional mas mais preocupado com o grafismo. O resto da equipa juntar-se-á mais tarde. Será então iniciado o processo da Pré-Produção, a fase mais importante e criativa na realização de qualquer projecto. Será escrito um argumento, transformado depois em guião, será desenhada uma storyboard, compilado um Dossier de Produção, formada uma equipa técnica, organizado um casting, detalhado um orçamento, angariados patrocínios e apoios, feitas visitas técnicas e ensaios, tudo isto antes de se poder gritar "Acção!". São os primeiros e mais importantes passos no processo criativo de fazer um filme.

_______________________________________________________________________

 

 

 

10 Outubro 2006

Brainstorm

 

O nosso realizador e argumentista de serviço, Zé Pedro Magano, juntou a equipa para um brainstorm em torno da sua ideia inicial; a história deve girar à volta de um casal de meia idade a braços com um fetiche sexual. A coisa vai bem encaminhada, vai. O importante será que uma das personagens sofra uma transformação emocional às custas de uma situação inesperada, e que a curva dramática seja, não em torno da acção, mas em torno da evolução dessa personagem. Tudo isto ainda é muito vago, são apenas guias que queremos seguir. Não queremos um filme de acção, não queremos uma comédia, queremos sim contar uma história de amor algo... excêntrica.

_______________________________________________________________________

 

 

17 Outubro 2006

Equipa Completa

 

A equipa técnica está agora completa e motivada para começar a bulir. À base da Backfocus juntaram-se a Cláudia Santos que fica encarregue de dar de comer à malta toda e tratar das papeladas como produtora executiva, a Dânia Lucas como sua assistente, o Nuno Rocha a certificar-se que não falta nada como anotador e mais tarde como editor, a Marta Silva às voltas com a perche e o microfone como responsável pelo som, o Carlos Amaral como assistente de iluminação, o Nuno Dias a bater claquete e a pôr a equipa toda bem disposta como assistente de realização, a Sandra Fernandes a pôr toda a gente bonita na caracterização, a Susana Guimarães a disparar flashes como fotografa de serviço e José Quinta Ferreira como coordenador do projecto.

_______________________________________________________________________

 

 

 

25 Outubro 2006

Já Existe No Papel

 

Primeiro rascunho concluído! Uma primeira versão do argumento acabou de sair da impressora. Para já são apenas meia dúzia de páginas, mas pelo menos a história já tem princípio, meio e fim. Aquela ideia da história de amor foi mantida a todo o custo, e a curva dramática do desenvolvimento da personagem principal está bem definida. Naturalmente que esta versão vai sofrer muitas alterações, mas o fio condutor, a premissa base que dá continuidade à acção, essa dificilmente será alterada.

_______________________________________________________________________

 

 

27 Outubro 2006

Detalhes Técnicos

 

Nome da Produção: Ternura dos 50

 

Vídeo : 16:9 - HDV - COR - PAL

 

Audio: Português 5.1

 

Duração: 20 minutos (aprox.)

 

Sinopse: Jorge prepara uma surpresa de aniversário a Belinda, sua esposa. Contracta João, um gigolo, para concretizar um fetiche. Apresenta-os, põe-se à vontade no sofá para assistir, mas para sua surpresa o acto estende-se por mais tempo do que esperava... Apercebendo-se da indiferença que provoca no novo casal, ausenta-se do quarto. O tempo passa e o desespero faz com que Jorge ponha em causa a sua jovialidade física e psicológica.

_______________________________________________________________________

 

 

03 Novembro 2006

Dossier de Produção

 

 Para tornar a coisa mais organizada, foi elaborado um Dossier de Produção (download .pdf) onde se descreve em detalhe tudo o que andamos aqui a fazer. Inclui uma Apresentação do Projecto (com o habitual ênfase às competências técnicas da equipa), uma Descrição do Projecto (evidenciando e exagerando as características aptas a ganharem Óscares), um Director's Point of View (uma forma mais elegante de explicar como é que vai ficar o filme), Especificações Técnicas (há que dizê-lo, aquilo em que nós somos realmente bons), Orçamento (sempre curto), e mais alguns itens igualmente importantes. É um documento extremamente útil para a Cláudia Santos, a nossa produtora executiva, manter sempre tudo dentro da linha de pensamento original, dentro dos prazos estipulados e sobretudo dentro do orçamento disponível.

______________________________________________________________

 

 

17 Novembro 2006

Casting

 

Arranjar actores para representar numa curta-metragem não é tão fácil como parece. Ainda por cima quando queremos alguém suficientemente bom para desempenhar papéis tão... caricatos quanto os que o argumento pede. Em vez de organizar um casting típico em que vários actores mostram as suas competências frente ao realizador, a produção resolveu partir para convites directos a alguns actores específicos. Com a ajuda do actor e encenador António Capelo (que não incorporou o elenco por compromissos profissionais previamente assumidos) e através da sua Academia Contemporânea do Espectáculo, chegámos ao João Paulo Costa e à Romi Soares, que se mostraram bastante interessados em participar no nosso projecto. Visualmente assentam que nem uma luva no casal Beltrão, e além do mais já estão habituados a trabalhar juntos, o que lhes dá uma química especial. Os nossos amigos Samuel Reis e Vitor Peixeiro estão também contratados, respectivamente para os papéis de João, o Gigolo, e Rui Beltrão, o filho do casal.

_______________________________________________________________________

 

 

 

23 Novembro 2006

Reperage (que é como quem diz, arranjar sítios para gravar)

 

Ora muito bem, o argumento diz-nos que o casal em questão é de posses, isto é, vivem bastante confortáveis com as suas economias. Como tal, a casa onde residem tem de o demonstrar de forma inequívoca. Simplesmente não se pode gravar num T1 em Ermesinde e esperar que os espectadores acreditem que é um casarão na Foz. Até aqui tudo bem. Agora só falta saber como é que nós, uma equipa onde quase todos trabalham a recibos verdes, vamos conseguir desencantar uma moradia de 4 assoalhadas... A produção tem andado atarefada em contactos com imobiliárias que nos cedam andares modelo durante uma semana ou, em alternativa, à procura de casas para alugar que cumpram os requisitos do argumento. Mas não está a ser fácil...

_______________________________________________________________________




03 Dezembro 2006

    Patrocínios e Apoios

 

Tal como para o "Logo Hoje...", a Backfocus vai contar novamente com o apoio financeiro da Câmara Municipal de Ílhavo, cidade natal do realizador, com um patrocínio de 300€. Uma vez que o material técnico será fornecido pelo Instituto Politécnico do Porto, as principais despesas de produção serão os honorários dos actores principais, alimentação para a equipa, transportes e alguns extras a nível de adereços e consumíveis. A produção prevê um gasto total na ordem dos 1.500€.

______________________________________________________________

 

 

 

15 Dezembro 2006

Ensaios

 

O nosso realizador e os nossos dois actores principais andam sem vida própria há já vários dias, pois tudo o que têm feito é ensaiar. É vê-los em cafés a debitar texto, é vê-los em casa a andar de um lado para o outro a decorar marcações, é vê-los a tratarem-se por Jorge e Belinda Beltrão, marido e mulher. É uma alegria! Esta é uma etapa crucial para o bom desempenho da acção e para passar a mensagem da melhor forma. A credibilidade tem necessariamente de ser um factor inquestionável para que a história resulte. O espectador tem de acreditar e sobretudo sentir que o Jorge Beltrão está a questionar a sua masculinidade, a sua integridade física e o seu amor pela esposa. O espectador tem até de se identificar com esta personagem. E tal credibilidade só é possível através de muitos ensaios.

______________________________________________________________

 

 

 

11 Fevereiro 2007

Guião Finalizado

 

Ao fim de 10 versões e muitos rascunhos, o guião para a curta-metragem "Ternura dos 50" está dado como finalizado (download .pdf). Já não se mexe mais na estrutura narrativa da história nem nos diálogos das personagens. Só mesmo por acaso.

______________________________________________________________

 

 

 

16 Fevereiro 2007

Salvação!

 

Quando já estávamos preparados para gastar uma batelada de dinheiro que não tínhamos para alugar uma casa por uma semana, eis que chega Sara Branco, uma colega que se junta à nossa equipa e nos oferece a sua própria casa, em Francelos, para podermos montar acampamento durante os 5 ou 6 dias previstos para a rodagem. É uma casa frente ao mar de 3 assoalhadas digna da família Beltrão. A decoração clássica já existente, apesar de não ser o que inicialmente estava pensado, serve na perfeição ao ambiente do filme e até ajudou a dar mais um ou outro toque de requinte às personagens. Obrigado Sara!

_______________________________________________________________

  

 

19 Fevereiro 2007

Visita Técnica

 

A cerca de duas semanas do início da rodagem, a equipa deslocou-se a Francelos, à futura casa de Jorge, Belinda e Rui Beltrão, para uma visita técnica. O intuito da visita foi o de documentar, em fotografia e vídeo, os locais das acções principais. A sala, o quarto e a cozinha foram minuciosamente registados para posterior análise. Isto vai servir-nos para preparar todos os planos, antecipando quaisquer problemas de enquadramento e de luz que eventualmente possam surgir, minimizando assim perdas de tempo desnecessárias durante a rodagem. Na teoria é isto...

______________________________________________________________

 

 

 

 

24 Fevereiro 2007

    Storyboard

 

Agora que já temos história e sítio para a gravar é tempo de começar a pensar em termos visuais. Para isso, nós os técnicos, gostamos muito de uma coisa chamada storyboard, uma espécie de livro de banda desenhada que conta a história toda, imagem por imagem. Isto dá um jeitaço do caraças ao João Leal, o nosso director de fotografia, para ter uma noção mais exacta do que o realizador quer mostrar. E como ainda tudo está numa fase conceptual, podemos sempre mudar o enquadramento se virmos que não vai haver sítio para meter os HMI's. Aqui está a Cena 3 pela mão e lápis do nosso realizador.

______________________________________________________________

 

 

 

01 Março 2007

Preparação da Rodagem

 

Amanhã começam as gravações! Hoje foi dia de ir para o terreno montar luz, câmara e som, fazer testes exaustivos ao material para ter tudo em ordem para uma rodagem calma, pacífica e sem incidentes. Toda a equipa se juntou na casa dos Beltrão para nos prepararmos para pôr em prática todos estes meses de trabalho. Amanhã será o primeiro dia do resto das nossas vidas (e viva o cliché!). Tivemos de alterar a disposição do mobiliário da casa da Sara, obrigando a pobre da rapariga a viver durante a próxima semana no que mais parece um sitio de testes nucleares. É incrível a quantidade de material necessário para fazer um filme de 20 minutos...

_______________________________________________________________

 

 

 

02 Março 2007

Rodagem: Dia 1

 

Para este primeiro e tão importante dia de rodagem está previsto no mapa gravar-se as cenas em que o Jorge Beltrão está sozinho, maximizando assim a disponibilidade dos actores. Não posso deixar de referir aqui o quão importante é o primeiro dia de qualquer rodagem, tanto para o bem-estar da equipa técnica como dos actores e acima de tudo, para a qualidade geral do filme, que vai reflectir esse bem-estar. O João Paulo Costa esteve excelente e encarnou a personagem tal e qual a tínhamos imaginado, dando uma vida extra e uma pitada de si próprio ao Jorge Beltrão, provando assim a importância dos ensaios. Neste dia gravamos essencialmente as cenas da sala, onde o pusemos a beber whisky como um marinheiro (pronto, amanhã só vai beber Ice Tea de manga). O casting não podia ter corrido melhor. A produção esmerou-se no cumprimento de prazos, pois conseguimos gravar todos os planos com uma perfeição digna de Hollywood. A imagem que conseguimos tirar da Sony Z1, muito graças ao nosso galardoado director de fotografia João Leal, superava em muito as nossas expectativas, o que deu alento à equipa para fazer cada vez melhor. Uma série de fotografias de rodagem podem ser vistas aqui.

_______________________________________________________________

 

 

 

03 Março 2007

Rodagem: Dia 2

 

Mortos de cansaço pela tareia dos últimos dois dias, lá fomos para mais uma etapa da aventura "Ternura dos 50". Hoje tivemos a presença dos nossos colegas Samuel Reis e do Vitor Peixeiro para a gravação de uma das cenas mais importantes e difíceis do filme, a cena da cozinha. O guião pede o dono da casa em cuecas, o gigolo em fio dental e o filho em trajes "grunge" a passear pela cozinha e todos nós estávamos conscientes disto. Mas nada é mais hilariante do que ver realmente estes actores a fazer esta cena mantendo um profissionalismo inabalável digno de uma salva de palmas. E mais gratificante ainda foi ver que a cena resultou às mil maravilhas. Gravou-se ainda algumas cenas no exterior da casa e outras na sala. A rodagem estendeu-se pela noite dentro, ultrapassando em várias horas a previsão do mapa, mas valeu a pena. Toda a equipa está mais que motivada e empenhada em dar o seu melhor, muito devido à imagem que conseguimos ver no monitor de vídeo. Nesta altura já ninguém tem dúvidas da qualidade excepcional deste projecto. As fotografias do dia estão aqui.

______________________________________________________________

 

 

 

04 Março 2007

Rodagem: Dia 3

 

Terceiro dia consecutivo de rodagem intensa. Cerca de 15 pessoas a dar o seu melhor para no fim, daqui a uns largos meses, termos uma curta-metragem da qual nos possamos orgulhar. E é garantido que nos vamos orgulhar! Hoje fomos brindados pela presença no set da Romi Soares, também conhecida como Belinda Beltrão, que se juntou ao João Paulo e ao Samuel. A cena de abertura do filme foi gravada logo pela manhã, para aproveitar a luz matinal que entrava pelas janelas. Passamos ainda pela cozinha, pelos corredores e escadas da casa e terminamos no quarto, para uma das cenas finais do filme. Na modesta opinião de vários elementos da equipa, esta é a melhor cena do filme. A luz está sublime, realçando os vermelhos dos lençóis e lançando uma tonalidade acolhedora à cena, contrastando com a confusão de sentimentos que a personagem principal sente nessa altura. Fotografias comprovativas aqui. Vamos agora fazer uma pausa técnica e só voltamos à carga no próximo dia 10.

______________________________________________________________

 

 

 

06 Março 2007

Testes de Grafismo

 

Agora que já tenho uma noção mais visual do aspecto do filme, posso começar a pensar em marketing. Filme que é filme tem um belo de um poster de fazer inveja aos melhores agentes publicitários. Aproveitando a ideia do queque e da vela, já que todo o filme se passa no dia de aniversário da Belinda, resolvi deixar de lado as ideias que tinha (que passavam por espetar com as caras dos actores no poster, como se pode ver alguns testes aqui), e resolvi explorar ao máximo a temática do vermelho do lençol e do queque. Depois de um estudo de tipografia e de uns dias às voltas no Photoshop, saiu isto. A versão final não deve andar muito longe.

_______________________________________________________________

 

 

 

10 Março 2007

Rodagem: Dia 4

 

Último dia (da primeira temporada) de rodagens. Apenas o João Paulo foi preciso hoje para gravar a cena da casa de banho, algumas cenas na sala e uma na cozinha. Fica apenas a faltar a cena final, a que fecha o filme em beleza, que por questões climáticas está prevista ser gravada apenas em Junho. Foi assim finalizada a fase mais extenuante do processo de realizar uma curta-metragem, a fase da rodagem. Foram só 4 dias, mas foram 4 dias que mais pareceram 2 anos! Felizmente tudo correu muito bem, com a pré-produção a provar que é a fase mais importante de todo o processo, pois como todos os eventuais problemas já tinham sido previstos e solucionados, foi só chegar e gravar. Não há provas fotográficas deste último dia, mas aqui fica uma porrada de fotos genéricas da rapaziada a trabalhar, e em baixo um pequeno teaser do que poderá vir a ser o Making-Of:

 

 

Toda a equipa está contente com o seu trabalho e com o produto final. Tudo o que se imaginou, tudo o que se sonhou durante vários meses foi assim concretizado por um grupo de pessoas que dedicaram todo o seu empenho para tornar esse sonho numa realidade. Agora vamos prós copos...

______________________________________________________________

 

 

 

18 Março 2007

Projecto Digitalizado: Início da Pós-Produção

 

O editor Nuno Rocha já iniciou o processo de captura de vídeo, isto é, pegar nas várias cassetes gravadas e mandá-las para dentro do computador. São muitas horas de imagens em bruto que é preciso juntar, eliminar o que não interessa e pôr por ordem de forma a tornar coerente a história que queremos contar. Vai ser um processo moroso até conseguirmos finalmente ver a nossa curta-metragem editada. É assim iniciada a última fase do processo de realização de um filme, a Pós-Produção. Todo o vídeo será montado em Adobe Premiere Pro 2.0 com pós-produção em Adobe After Effects 7.0. O áudio vai utilizar o Steinberg Nuendo 3 a cargo da Marta Silva.

______________________________________________________________

 

 

 

20 Março 2007

Grafismo - Parte 2

 

Como o produto final vai ser apresentado sob a forma de DVD, nada mais lógico do que criar uma capa para esse DVD ir muito bem embaladinho. Nada mais lógico também do que manter a estética do poster, ou seja, insistir na temática vermelha do lençol e no queque de aniversário. Depois de várias versões, a faceta palpável do filme será mais ou menos assim. Tudo o que diz respeito a grafismo é feito em Adobe Photoshop CS2.

______________________________________________________________

 

 

 

30 Abril 2007

Temos Pantera!

 

A edição vídeo está terminada. Fica a faltar apenas a cena final, os ajustes de correcção de cor, juntar-lhe o áudio tratado, incluir um genérico inicial e os créditos finais e o filme fica pronto. Como é sempre bom nesta altura mostrar o filme a quem está de fora e não acompanhou todo o processo para assim ter uma opinião isenta, temos andado a mostrar esta edição ao maior número de pessoas que pudermos. Uma dessas pessoas foi o nosso amigo e responsável pelos Serviços de Vídeo do IPP, Carlos Filipe, que ficou maravilhado com o projecto e se disponibilizou de imediato em ceder-nos a grua Panther para a gravação da cena final, em Junho. Uma grua de 7 metros para dar aquele toque especial à última cena do filme. É a cereja em cima do bolo!

______________________________________________________________



 

16 Maio 2007

ADR, Folley e Extras

 

Os actores foram convocados mais uma vez para gravar alguns diálogos que surgirão em off durante o filme. A técnica de áudio Marta Silva comandou as operações no Estúdio de Som do IPP, onde também se gravaram alguns sons adicionais, como respirações, gritos e gemidos, assobios, passos, etc. Foram também gravados em vídeo os depoimentos dos actores e dos principais técnicos que participaram na curta, para mais tarde serem adicionados aos extras do DVD. Faltou o realizador, mas os restantes estão aqui.

______________________________________________________________________

 



20 Maio 2007

Trailer

 

Mesmo sem a cena final gravada, o trailer da curta já está pronto. Foi montado com o Premiere Pro 2.0 com nuances de After Effects 7.0 e áudio do Nuendo 3. E para toda a gente ficar com uma ideia mais visual de como será o filme, sem mais demoras, o trailer da curta-metragem "Ternura dos 50":

 

______________________________________________________________

 

 

 

20 Maio 2007

Extras

 

Ainda no capítulo dos extras do DVD, toda a gente sabe que quanto mais, melhor. Quem é que nunca comprou duas vezes o mesmo filme só porque a "Edição Especial" tem mais um disco carregado de extras? No caso do "Ternura dos 50", o DVD deverá vir acompanhado de: Menus Animados e Interactivos (não é bem um extra, mas fica sempre bonito dizê-lo); Índice de Cenas; Trailer; Fotografias de Produção; Documentário "Como Se Faz Uma Curta-Metragem"; Cenas Cortadas; Comparação de Storyboards; Comentários Áudio do Realizador e do Director de Fotografia; Legendas em Inglês e Francês e mais alguma coisa se entretanto me lembrar. Ainda não pensei na estética dos menus, mas à partida não deve fugir do vermelho do lençol. No entanto, a estrutura de navegação será mais ou menos esta. A "Edição Especial" que sairá mais tarde vai trazer um poster autografado pelo Coordenador do Projecto, José Quinta Ferreira e um pin onde se lê "I coração IPP".

______________________________________________________________________

 


 

08 Junho 2007

Rodagem: Dia 5

 

Tal como previsto, a última cena da curta foi gravada hoje, com recurso à Foxy Crane. Jorge Beltrão atira os lençóis pela varanda que, por uma coincidência dos diabos, caem em cima do seu filho Rui. É uma maneira um tanto ou quanto poética de dizer que os erros dos pais sobram sempre para os filhos. O Carlos Filipe, dos Serviços de Vídeo do IPP, acompanhado pelo Jorge Lopes, Rui Costa e João Paulo, encarregaram-se da montagem e operação da grua para gravar os 7 planos desta cena. O tempo de preparação de cada plano é desesperadamente longo, demorando por vezes cerca de duas horas entre o "Vamos preparar o plano seguinte" e o "Corta! Tá bom. Embrulha!". Um travelling a 5 ou 6 metros de altura terminando num grande plano não é fácil de fazer. O resultado obtido, porém, compensa sem a menor dúvida o trabalho. Estes são os planos que vão vender o filme, e todos temos consciência disso. Depois disto, a finalização de todo o projecto aproxima-se rapidamente. Agora é a altura dos ajustes finos, daquelas pequeninas correcções que levam à perfeição. "Ternura dos 50" está a pouco mais de um mês de estrear.

______________________________________________________________________

 

 

 

13 Junho 2007

Menus para DVD aprovados!

 

Está decidido: os menus do DVD vão ser assim. A premissa por trás deste conceito é mostrar a secretária de trabalho da personagem principal e o livro reforça a metáfora "vamos assistir a uma história da vida do Jorge Beltrão". O livro vai ter uma animação inicial e cada página vai virar consoante as opções do utilizador. A autoria vai ser compilada em Adobe Encore DVD 2.0.

______________________________________________________________________

 

 

 

16 Julho 2007

Críticas

 

A curta-metragem "Ternura dos 50" foi hoje apresentada à crítica numa sessão particular. Ainda numa versão pré-lançamento pois falta algumas coisas a nível de correcção de cor, de extras e de autoria para a edição em DVD (que estará pronta no início de Setembro), esta foi uma apresentação não-oficial da curta. Serviu não só para avaliar o trabalho feito até aqui mas principalmente para obter reacções dos espectadores. Um público seleccionado e habituado a estas andanças assistiu atentamente e em silêncio ao trabalho de dezenas de pessoas materializado em vídeo para depois expressar a sua opinião técnica e artística, que obviamente foi unânime nos seus elogios. "Ternura dos 50" passou com distinção no exame da crítica e tem agora carta branca para voar mais alto...

______________________________________________________________________

 

 

 

31 Julho 2007

1º Prémio!

 

Não, ainda não foi o "Ternura dos 50" mas sim a primeira produção da Backfocus, "Logo Hoje..." que continua a dar frutos. Desta vez foi galardoada com o prémio máximo da Competição Avanca, uma das mais importantes categorias do Festival Encontros Internacionais de Cinema, Televisão, Vídeo e Multimédia de Avanca (Página Oficial). A Backfocus está de parabéns!

______________________________________________________________________

 

 

 

7 Agosto 2007

Downloads

 

E agora algo para guardar e mais tarde recordar: downloads! Qualquer site de um filme digno desse nome tem uma secção de downloads que é a mais visitada pelos internautas e demais piratas desta Internet. Este site não podia ficar atrás. E aqui estão eles (botão direito do rato > guardar ligação como):

 

- Trailer (em glorioso divx)

- Wallpaper (1024x768)

- Poster

- Icone MSN

- Fotografias de Rodagem (compactadas em zip)

 

E posto isto, a aventura "Ternura dos 50" está a chegar ao fim, faltando apenas a autoria do DVD que está a dar mais dores de cabeça que o esperado...

 ____________________________________________________________________

 


2 Setembro 2007

Conclusão!

 

E voilá, o DVD está finalmente pronto e o projecto "Ternura dos 50" dado como tecnicamente concluído. Passaram exactamente 11 meses desde que um grupo de técnicos de audiovisual decidiram pôr as mãos ao trabalho e produzir uma curta-metragem de qualidade. Cerca de 30 pessoas, entre técnicos e artistas (ou ambos) estiveram envolvidos directa ou indirectamente a este projecto. A cada um deles a Backfocus dá uma valente salva de palmas e um profundo obrigado!

 

 ____________________________________________________________________

 

 

 

09 Julho 2008

Take One!

 

Depois de algum tempo de maturação, o “Ternura dos 50” foi seleccionado para exibição no Festival de Curtas-Metragens de Vila do Conde, inserido na Mostra Competitiva de Filmes de Escola “Take One!” (Página Oficial).