Notícias‎ > ‎

Amônia que intoxicou 12 vazou por solda rompida em tubulação

postado em 02/12/2011 05:43 por Andres Dare
Um vazamento de amônia de uma câmara fria da fábrica de conservas Palmali, no Jardim Cerro Azul, em Maringá, deixou 12 trabalhadores intoxicados na manhã de ontem. Acionado por volta das 8 horas, o Corpo de Bombeiros prestou atendimento com duas ambulâncias, levando as vítimas ao pronto-socorro do Hospital Santa Rita.

A fábrica foi evacuada e os 250 funcionários do setor industrial foram dispensados. A inalação da amônia em grande concentração pode causar danos neurológicos e até a morte.

"Fizemos uma triagem e encaminhamos para o hospital todos que apresentavam náuseas, dores de cabeça e irritação nas mucosas", explicou o aspirante do 5º Grupamento de Bombeiros, Jorge Henrique Freire.

A assessoria de marketing do Hospital Santa Rita informou que todos os funcionários foram atendidos e liberados ainda no período da manhã.
O relato dos trabalhadores aos bombeiros, de que o cheiro de gás havia sido notado no dia anterior, foi confirmado pela direção da empresa.

"Fizemos a soldagem para conter o vazamento", explicou a gerente industrial da Palmali, Daniela Nigott. "Mas hoje o cheiro ainda estava muito forte", acrescentou.

O gás amônia é tolerável no ar até o limite de 25 ppm (partes por milhão). Mais que isso, esclarece o aspirante Freire, começam a aparecer os sintomas sentidos pelos trabalhadores. "Verificamos que o produto estava numa concentração quatro vezes acima do limite tolerado, acarretando sério risco aos funcionários", comentou.

Na vistoria, os bombeiros constataram ruptura em uma solda feita no encanamento, feita no dia anterior. Também houve vazamento de pequena quantidade de amônia em estado líquido, que segundo o Instituto Ambiental do Paraná (IAP), ficou retida pela caixa coletora da empresa, sem danos ao ambiente.

Na vizinhança, a movimentação de ambulâncias e a notícia do vazamento de gás assustou os moradores. "Graças a Deus controlaram o vazamento logo", disse Dirceu de Souza, que mora próximo aos fundos da empresa e trabalha na sede regional da Pastoral da Criança, distante uma quadra da Palmali. Não há previsão para o retorno do funcionamento do setor onde ocorreu o incidente.

Saiba mais
A amônia é um gás incolor, bastante tóxico, que se dissolve bem na água. A produção mundial de amônia é praticamente feita por meio da reação entre os gases N2 (nitrogênio) e H2 (hidrogênio), pelo processo denominado Haber-Bosch. A amônia serve de matéria-prima para um número elevado de aplicações. Ela é utilizada na fabricação de fertilizantes agrícolas, fibras e plásticos, de produtos de limpeza, de explosivos, etc...

Entre tantos empregos, pode-se destacar:
Fertilizantes: sulfato de amônio, fosfato de amônio, nitrato de amônio e ure ia;
Produtos químicos: ácido nítrico (utilizado na preparação de explosivos);
Fibras e plásticos: nylon e outras poliamidas;
Produtos de limpeza: detergentes e amaciadores de roupa;
Sistemas de refrigeração (uso mais comum em frigoríficos).
Comments