Technology News & Computing 2009

By: Francisco Gonçalves

Graphene Transistors - Transistores com base em grafeno, um material de carbono com um átomo de espessura, que tem enormes propriedades eletrônicas e poderia substituir a tecnologia de silício relacionados à velocidade de processadores para computadores compactos. (mais informações). Graphene processadores baseados poderia ser uma forma rápida, de baixo poder para o sucessor de processadores baseados em silício, permitindo que os avanços na tecnologia microchip, além da capacidade dos que utilizam o silício como material semicondutor.

Modelling surprise - Eric Horvitz, chefe do grupo de sistemas adaptativos e Interacção na Microsoft Research, é criar um software que combina as quantidades maciças de dados, insights sobre psicologia humana, e da máquina de aprendizagem para ajudar os seres humanos gerenciar eventos surpreendentes. Modelagem Surprise poderia eventualmente ajuda os tomadores de decisão em uma ampla variedade de domínios, como a gestão de tráfego, medicina preventiva, planejamento militar, política, negócios e finanças. (more info).

Microsoft Linux: Que defensor do software livre vai querer um !!!!

Muitos defensores do software livre como o Rage Against the Machine no Microsoft, Mas quando um ex-funcionário da Microsoft Research, diz que o Windows 7 não vai impedir o Linux de acabar por dominar o mercado, essa é uma opinião de nota. Keith Curtis, autor do livro Após as Guerras Software, Diz apenas isso e vai mesmo mais longe. Ele acha que a Microsoft e os seus clientes fariam e estariam bem melhor se aquela abandonasse o Windows e, em vez disso, construísse a sua própria versão do sistema operativo Linux.

Keith CurtisEsses tópicos surgiram ontem durante entrevista com Curtis para série Panorama do mundo da rede Podcast. Foi uma conversa interessante com alguém que tem atravessado os mundos Windows e Linux, desde funcionário da Microsoft até aqui, para agora defender o software livre. Por exemplo (às 13:10, na entrevista), perguntei a Curtis como ele acha que a Microsoft possa cumprir as suas obrigações para com empregados, accionistas e clientes ao mesmo tempo, transformando-se num fabricante de software proprietário de uma empresa com o código aberto. A sua resposta foi surpreendente: Talvez com o Microsoft Linux. Ele observou que o Ubuntu foi iniciado com cerca de US $ 10 milhões - uma quantia que para a Microsoft poderia bem passar despercebida nas almofadas dos seus sofás.

Ouça:o podcast no artigo original em inglês

"Eu acho que todos nós poderíamos estar executando o Microsoft Linux. Enviei um e-mail para Steve Ballmer sobre isso e ele disse que não estava interessado", ele brinca, mas só parcialmente. "A Microsoft pode muito facilmente dominar o mercado de Linux, se eles quisessem. Eu não acho que eles devem sequer libertar todo seu código-fonte ... ninguém iria querer utilizá-lo. "

Dada a probabilidade de vir a existir um Microsoft Linux, perguntei-lhe se ele achava que a indústria de TI, com o seu gigante ecossistema da Microsoft, de alguma forma seria melhor se a Microsoft ao invés, ter descoberto como se tornar mais aberta.

"Há um ecossistema em torno da Microsoft, mas se você olhar para o ecossistema ISV, ele na maior parte desapareceu. Quando se juntou à Microsoft em 93, não havia caixas de software que as pessoas gostavam de instalar. Mas esse fenómeno quase desapareceu. Os Parceiros da Microsoft são os prestadores de serviços e fornecedores de hardware basicamente ... assim só de relance olhando para as suas bases de código, julgo pensar bem se disser que o mundo não precisa de nenhuma das suas bases de código proprietário para progredir. Desde o dia em que eu comecei a usar o Linux, que eu já não mais utilizei uma linha de código da Microsoft sequer - e tal já ocorre há mais de quatro anos. ".

Eu não sou um programador, mas como um utilizador e um jornalista que já passou mais de 20 anos cobrindo o sector de TI, posso ver como o modelo de fonte aberta, onde o código fonte é visível para todos, faz muito mais sentido. Junto a isso, as várias licenças de código aberto que permitem a qualquer um alterar o código, contanto que mantenha o mesmo visível, também faz muito mais sentido para o mundo.

Mas também se preocupar com essa idéia de que "open software" também deve ser de alguma forma "livre" do software. Se alguém quiser entregá-la, que é até o indivíduo. Freeware e shareware tem sido em torno enquanto o computador pessoal em si. No entanto, não posso conciliar exigindo programadores para doar o seu trabalho, deixando-os a descobrir como ganhar a vida com algum tipo de assinatura ou modelo de serviços.

......(..).

Discutimos também, o tempo que vai demorar para que o Linux se torne uma escolha popular para os consumidores em geral, tal como é hoje para comprar o Windows ou Macs.

Veja isto e mais no link original aqui.

Veja também: Ver Ron Barrett: Por que o Windows 7 vai esmagar Linux.

__________________________________________________________ 

Parabéns ao Steve Jobs, CEO da  década !! Venha outra igual !!!

Ame-se ou não, tem que se admitir que o CEO da Apple Steve Jobs teve uma década e tanto.

Considere que, sob seu comando, a Apple definiu o mercado de  portáteis de música com o iPod, Tem abalado a indústria de móveis com o iPhone, abanou o negócio de distribuição de música com o iTunes, e re-inventou o negócio de computação com o OS X de uma maneira importante - com menos de 10 por cento de quota de mercado - não é mais o pão e manteiga da empresa .

Acrescente a isso o marketing brilhante por detrás da Apple e os fiéis, quase que o seguem quase como um mito -os fãs da Apple, e não é de admirar que hoje a revista Fortune o nomeou o CEO da década. As linhas de abertura de uma história escrita pelo editor da Fortune-em-grande Adam Lashinsky (que também inclui um segmento de vídeo) explica isso muito bem:

Como é isso para uma linha de história envolvente empresarial: fundador Jovem recebe arrancando de sua empresa na década de 1980, retorna na década de 1990, e na década seguinte sobrevive a dois encontros com a morte, um escândalo de valores mobiliários da lei, um "also-ran" de linha de produtos, e seu  próprio comportamento, muitas vezes desagradável para se tornar a personalidade dominante, em quatro sectores distintos, um bilionário muitas vezes, e o CEO da empresa mais valiosa do Vale do Silício.  É bom demais demais para ser verdade? Talvez. No entanto, acontece ser a história real de Steve Jobs e do seu impacto descomunal sobre tudo o que toca e em que toca !!.

Leia mais "Parabéns ao Steve Jobs, CEO da fortuna da década" no ZDNet.

__________________________________________________________

Chip RFID implantado numa mariposa !!

Implantado um chip RFID capaz de sentir a actividade neural de uma mariposa ao vivo, para apanhar as "espigas" que ocorrem quando esta bate as asas. A maioria dos implantes neurais são ainda relativamente volumosos, mas os investigadores Washington queriam mostrar como os componentes de um a RFID podem ser adaptados para essa finalidade. NeuralWISP é um chip, colecção de componentes de baixo poder como um amplificador de sinal especializado, sobre uma placa de circuito de pouco mais de dois centímetros de comprimento. O circuito converte a energia utilizável  -, cerca de 430 microwatts - a uma tensão que podem se transformar num microcontrolador. O sensor também é configurado para somente "acordar" quando um neurónio dispara. O objectivo final é criar um  sistema mais compacto, sem fios em implantes cerebrais e de sistema nervoso, para as pessoas. ".

(Extraído de slashdot in 06Nov2009.