Home‎ > ‎Deu na mídia‎ > ‎

Leôncio será assassinado

Do Estado de S.Paulo de 23 de fevereiro de 2005

Se A Escrava Isaura estreou com estigma de remake da novela da Globo, deixará a tela da Record comprovando que é uma nova trama. Na primeira versão, de Gilberto Braga, de 1976, o vilão Leôncio (Rubens de Falco) se matava após perder todos os seus bens, inclusive a escrava branca Isaura (Lucélia Santos). O enredo do folhetim foi fiel ao livro de Bernardo Guimarães. Agora, segundo o autor Tiago Santiago, Leôncio (Leopoldo Pacheco - foto) será assassinado no bom e velho estilo 'quem matou?'. "Antes da novela estrear, em outubro, eu e o Herval Rossano (diretor) já tínhamos pensado em fazer 'quem matou Leôncio?' para diferenciá-la ao máximo da primeira versão", conta Tiago, que enumera várias outras diferenças. "Agora teve bordel, o leilão da Isaura, a Malvina não morrerá mais, Tomásia passou a existir..."

Tiago ainda não escreveu as cenas finais de Leôncio mas já tem a lista de suspeitos: Miguel (Jackson Antunes), Henrique (Gabriel Gracindo), André (Déo Garcês), Belchior (Ewerton de Castro), coronel Sebastião (Paulo Figueiredo), Tomásia (Mayara Magri) e Malvina (Maria Ribeiro). "Este suspense casa muito bem com o Leôncio. É odiado por muita gente", declara o autor, que por causa do sucesso de audiência teve de estender a novela para 170 capítulos - o ibope gira em torno dos 15 pontos. Na estréia, a previsão era de 140 capítulos. "A segunda fuga da Isaura, que vai ao ar agora, também não existia e foi uma forma de estender a história."

Álvaro (Téo Werneck) vai seqüestrar Isaura (Bianca Rinaldi) antes do seu casamento com Belchior. "Os dois terão momentos que chamo de Lagoa Azul, um lugar lindo onde ficarão até que Leôncio consiga recuperá-la. Isso também não existe no original de Bernardo Guimarães", garante o autor, que fará suspense em relação a uma possível noite de amor entre os mocinhos. Parece que o ator Téo quis que Isaura se entregasse a Álvaro antes do casamento. Foi convencido pelo autor de que não combinaria com o contexto do século 19.

De acordo com Tiago, Álvaro vai adquirir todos os bens de Leôncio, que, revoltado, tentará recuperar Isaura à força. Na festa de casamento dos mocinhos, ele seqüestrará Isaura e a levará para o mato. Será nesta situação que Leôncio será morto. As cenas devem ir ao ar dentro de um mês.

Tiago, que tem contrato com a Record até 2007 e já foi escalado para escrever a próxima novela da casa, Essas Mulheres, terá um mês de A Escrava Isaura para brincar com o 'quem matou?'. Afirma que, além da identidade do assassino - que será revelada no último capítulo, no fim de abril, entre cinco finais gravados -, guardará outros segredos. Declara que no livro não há referências ao casamento de Isaura com Álvaro. O desfecho na Record, no entanto, terá direito a lua-de-mel e, quem sabe, até a um filho para a ex-escrava. (Carol Knoploch)
ą
Paulo Lopes,
11 de jul de 2009 20:49
Comments